Resenhas

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

:: Resenha 244 :: "Fury", Laurann Dohner




Sinopse: Ellie é uma enfermeira e fica horrorizada ao descobrir que a companhia farmacêutica para qual trabalha – as Indústrias Mercile – tem feito experimentos genéticos ilegais. Os cientistas combinaram DNA de humanos com o DNA de animais, criando uma nova espécie: seres humanos mais fortes e desenvolvidos. Um desses "experimentos", o prisioneiro 416, captura o coração de Ellie enquanto ela tenta salvá-lo.

Fury – como o 416 também é conhecido – nunca conheceu compaixão ou amor. Ele passou a vida inteira em uma cela, acorrentado e sofrendo abusos. Ellie, a única mulher em quem ele confiou, o traiu, e agora Fury está livre e à procura de vingança. O ex-prisioneiro jura acabar com a vida da enfermeira que o salvou, contudo, quando ela finalmente está em suas mãos, a única coisa que Fury não quer fazer com esta mulher pequenina e sexy é machucá-la.


Ok, bora começar a resenha....

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

:: Resenha 243 :: "A Maldição do Vencedor", Marie Rutkoski



Sinopse: Kestrel quer ser dona do próprio destino. Alistar-se no Exército ou casar-se não fazem parte dos seus planos. Contrariando as vontades do pai – o poderoso general de Valória, reconhecido por liderar batalhas e conquistar outros povos –, a jovem insiste em sua rebeldia. Ironicamente, na busca pela própria liberdade, Kestrel acaba comprando um escravo em um leilão. O valor da compra chega a ser escandaloso, e mal sabe ela que esse ato impensado lhe custará muito mais do que moedas valorianas. O mistério em torno do escravo é hipnotizante. Os olhos de Arin escondem segredos profundos que, aos poucos, começam a emergir, mas há sempre algo que impede Kestrel de tocá-los. Dois povos inimigos, a guerra iminente e uma atração proibida... As origens que separam Kestrel de Arin são as mesmas que os obrigarão a lutarem juntos, mas por razões opostas. A maldição do vencedor é um verdadeiro triunfo lírico no universo das narrativas fantásticas. Com sua escrita poderosa, Marie Rutkoski constrói um épico de beleza indômita. Em um mundo dividido entre o desejo e a escolha, o dominador e o dominado, a razão e a emoção, de que lado você permanecerá?




  Olá Pessoal!! O livro que vou falar hoje, não tenho nem palavras para expressar o quanto eu amei. Primeiramente o que me chamou atenção foi essa capa maravilhosa, e quado comecei a ler me encantei pela escrita da autora e me empolguei muito com o enredo. Uma obra feita com todos os ingredientes perfeitos para o sucesso.

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

:: Resenha 242 :: "Achados e Perdidos", Stephgn King




Sinopse: “— Acorde, gênio.”
Assim King começa a história de Morris Bellamy. O gênio é John Rothstein, um autor consagrado que há muito abandonou o mundo literário. Bellamy é seu maior fã e seu maior crítico. Inconformado com o fim que o autor deu a seu personagem favorito, ele invade a casa de Rothstein e rouba os cadernos com produções inéditas do escritor, antes de matá-lo. Morris esconde os cadernos pouco antes de ser preso por outro crime. Décadas depois, é Peter Saubers, um garoto de treze anos, quem encontra o tesouro enterrado. Quando Morris é solto da prisão, depois de trinta e cinco anos, toda a família Saubers fica em perigo. Cabe ao ex-detetive Bill Hodges e a seus ajudantes, Holly e Jerome, protegê-los de um assassino agora ainda mais perigoso e vingativo.





Bora começar a resenha...

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

:: Resenha 241 :: "Amante Sombrio", J.R. Ward




Sinopse: Nas sombras da noite, em Caldwell, Nova York, desenrola-se uma sórdida e cruel guerra, entre vampiros e seus carrascos. Há uma irmandade secreta, sem igual, formada por seis vampiros defensores de sua raça. Ainda assim, nenhum deles deseja a aniquilação de seus inimigos mais que Wrath, o líder da Irmandade da Adaga Negra. Wrath é o vampiro de raça mais pura dentre os que povoam a terra e possui uma dívida pendente com os assassinos de seus pais. Ao perder um de seus mais fiéis guerreiros, que deixou órfã uma jovem mestiça, ignorante de sua herança e destino, não lhe resta outra saída senão levar a bela garota para o mundo dos não mortos. 
Traída pela debilidade de seu corpo, Beth Randall se vê impotente em tentar resistir aos avanços desse desconhecido, incrivelmente atraente, que a visita todas as noites envolto em sombras. As histórias dele sobre a Irmandade a aterrorizam e fascinam. Seu simples toque faísca, um fogo que pode acabar consumindo a ambos.






A breve opinião de uma mente sombria:

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Dica de Livros - Desafio Janeiro




Entãooooo, começou o ano e como sempre rolou umas novidades lá no grupo do Facebook do Viciados em Leitura e uma dessas novidades é o Desafio Literário (inserir voz de locutor aqui)! Vai funcionar assim, cada mês tem dois desafios que os participantes vão cumprir em suas leituras, não é obrigatório realizar todos os desafios, mas é bem divertido ficar quebrando a cabeça em busca dos livros que tornam válido o desafio e tudo isso saiu da mente diabólica da Bia e não minha, vamos deixar isso bem claro!

Desafio explicado, o que é o post de hoje amiguinhos? Hoje eu vou dar uma cola para o desafio de Janeiro e... todo mês vai rolar uma colinha básica porque sou assim, legal! É claro que você não precisa ler os livros que vou indicar aqui, essa cola é para ajudar quem está perdido no desafio do mês e quer uma ideia, e claro, já deixo aqui o convite para vocês comentarem as ideias de vocês de livros que se encaixam no desafio, porque a tia adora comentários!



Para começar, obviamente, vamos com o Desafio de Janeiro que é: 
  1. Presente: Um livro que você ganhou de presente no final do ano anterior
  2. Férias: Um livro com praia na capa
Como podem ver, o primeiro desafio é bem pessoal, já que ele só pede que você escolha um presente do finl do ano para jogo, então a dica de hoje se resume só ao Desafio 2: Um livro com praia na capa! Então vamos as minhas 4 dicas?

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

:: Resenha 240 :: "Um amor para Lady Johanna", Julie Garwood


Sinopse: Uma jovem viúva. Um guerreiro escocês fascinante. Duas vidas transformadas pelo amor e por uma paixão avassaladora. Quando Lady Johanna soube que estava viúva, ela prometeu que jamais se casaria novamente. Com apenas dezesseis anos, ela já possuía uma força de vontade que impressionava a todos que enxergavam além de sua beleza avassaladora. Contudo, quando o Rei John ordenou que ela se casasse outra vez – e selecionou um noivo para ela – pareceu que a moça deveria se conformar com esse destino. Seu irmão, no entanto, sugere ao Rei um novo pretendente:o belo guerreiro escocês Gabriel MacBain. No início, Johanna estava tímida, mas, conforme Gabriel revelou com ternura os prazeres magníficos a serem compartilhados, ela começou a suspeitar que estava se apaixonando por seu novo e rude marido. Logo ficou claro para todo o clã das Terras Altas, portanto, que o ríspido e galante lorde rendera completamente seu coração. Porém, a iminência de uma intriga da realeza ameaça separar o casal e destruir o homem que ensinou a Johanna o significado do verdadeiro amor, que a transportou além de seus sonhos mais selvagens.

Apesar de essa não ser a minha primeira resenha publicada no blog em 2017, esse livro é o primeiro que começo e termino em 2017. Para ser mais exata, eu comecei ele no primeiro dia do ano e acabei em três dias porque o livro foi maravilhoso de ler! Basicamente eu comecei o ano de forma espetacular, em grande estilo! Lady Johanna é aquele tipo de livro que apesar de ser longo (são 400 páginas), a história corre tão bem que você não sente que as páginas estão passando e quando falta pouco para acabar, bate um desespero porque você sabe que vai sentir falta dos personagens para sempre! Só posso dizer, Deus abençoe a releitura!

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

:: Resenha 239 :: "À Procura de Alguém", Jennifer Probst


Sinopse: Sorte nos negócios, azar no amor: essa é a sina de Kate. Aos 28 anos, ela está longe de ter conhecido alguém especial com quem dividir a sua vida. Sua carreira de cupido profissional, por outro lado, vai de vento em popa: todos na pequena cidade de Verily, Nova Iorque, conhecem e admiram a Kinnections, agência de relacionamentos que Kate fundou com suas duas melhores amigas. Até que, um dia, um homem tão lindo quanto furioso entra em sua sala. Slade Montgomery é um advogado de divórcios que não acredita em finais felizes e muito menos em agências de relacionamentos. Para ele, a Kinnections é uma grande farsa, criada para ludibriar pessoas frágeis e ingênuas, como sua irmã. Agora, é uma questão de honra: Kate não vai medir esforços para provar a Slade que seus talentos são legítimos e suas intenções nobres, nem que para isso precise encontrar a namorada ideal para ele. Mas um simples toque vai fazer com que essa tarefa se torne muito mais difícil do que ela poderia conceber...

Tem muito tempo que eu não escrevo uma resenha tão empolgada quanto hoje. Não me levem a mal, não estou falando que os livros que li antes desse não me empolgaram, mas existe uma certa magia nesse livro que me pegou de jeito e eu não conseguia largar!
É verdade que li ele nos últimos dias do meu trabalho, onde basicamente só estava por lá de corpo presente e tinha toda a tarde para ler, apesar do calor infernal que fez no Rio de Janeiro nesse final de dezembro. Talvez tudo isso ajudou na leitura, eu a fiz com a cabeça limpa, minha única preocupação foi encontrar um lugar para ler na sombra e com vento. Mas a verdade é que eu adoro um livro tipo Sessão da Tarde, adoro romances com vai e volta, com personagens lutando para não se entregarem aos sentimentos e adoro livro com animais fofos. E o Robert é o chefe dos animais fofos! Honestamente? Eu amei esse livro!

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

:: Resenha 238 :: "Deus do Submundo", Gisele Souza


Sinopse: O amor seria capaz de suportar a maldição do tempo?
Desde o início dos tempos, deuses e imortais foram presenteados com poderes capazes de incitar guerras e vencer os fios do destino. Três irmãos foram fadados aos maiores poderes que a humanidade já havia visto. Seriam seres divinos e indestrutíveis se não fosse a ganância pelo poder.
Com a alma marcada pelo sangue dos condenados, Hades, o deus do submundo, viveu sua vida cercado de escuridão e maldade. Traído por seu irmão, que lhe tirou tudo, até mesmo a única mulher que amou, o príncipe das trevas jurou vingança e a buscou a qualquer custo.
Capaz de fazer o que precisasse, a cada ato de maldade ele manchava ainda mais sua alma para alcançar seu objetivo de destruir Zeus. Cego pelo orgulho, aguardava a chegada de sua mulher que estava a caminho do inferno para libertá-lo. Só que Hades era um homem muito rancoroso para aceitá-la de volta. 
Com a ameaça de Cronos pairando sobre suas cabeças, Hades precisará juntar forças para destruir qualquer um que se interpuser em seu caminho. 
O segundo livro da trilogia trará uma história de poder, força, amores, mágoas e muita mitologia grega.

Primeiramente: minha primeira resenha de 2017!!! Aewww *Vai Tali! Vai Viciados!*
Voltando... Tem um tempo que eu fiz a resenha de Deus do Rock da Gisele Souza, autora nacional que é nossa parceira. E quando eu terminei o livro do Apolo e da Angélica, estava super mega ansiosa para o livro seguinte, ainda mais com o final do primeiro livro, que vem com um capítulo no ponto de vista do Hades e a história dela é bem conturbada, bem problemática, cheia das treta do jeito que a gente gosta! Antes de mais nada, vou repetir o aviso de sempre quando vamos conversas sobre um livro dentro de uma série: infelizmente é impossível segurar alguns spoiler do livro anterior, porque os fatos sempre se ligam e acabamos precisando falar de um detalhe ou outro. Recomendo fortemente que se você AINDA não leu Deus do Rock, pare o que está fazendo, vá na Amazon e compre logo o seu exemplar e comece a ler o quanto antes e depois volte aqui para entender melhor a minha resenha!

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

:: Resenha 237 :: "Simon vs a agenda homo sapiens", Becky Albertalli




Sinopse: Simon tem dezesseis anos e é gay, mas ninguém sabe. Sair ou não do armário é um drama que ele prefere deixar para depois. Tudo muda quando Martin, o bobão da escola, descobre uma troca de e-mails entre Simon e um garoto misterioso que se identifica como Blue e que a cada dia faz o coração de Simon bater mais forte.
Martin começa a chantageá-lo, e, se Simon não ceder, seu segredo cairá na boca de todos. Pior: sua relação com Blue poderá chegar ao fim, antes mesmo de começar.
Agora, o adolescente avesso a mudanças precisará encontrar uma forma de sair de sua zona de conforto e dar uma chance à felicidade ao lado do menino mais confuso e encantador que ele já conheceu.
Uma história que trata com naturalidade e bom humor de questões delicadas, explorando a difícil tarefa que é amadurecer e as mudanças e os dilemas pelos quais todos nós, adolescentes ou não, precisamos enfrentar para nos encontrarmos.

domingo, 1 de janeiro de 2017

Minhas melhores leituras de 2016


Feliz Ano Novo, meu pooovo!!! Como foi a virada de vocês? Se divertiram muito? Beberam e comeram muito? Pularam ondinhas? Pediram aquele ano maravilhoso, cheio de dinheiro no bolso e muitos livros bacanas pra gente surtar? Espero que tenham pedido, eu pedi!

Vamos começar os trabalhos por aqui? Vamos, né, vamos que 2017 promete! E pra começar, aquele postzinho básico, onde vou contar pra vocês as minhas melhores leituras de 2016. Olha, teve mês que foi beeeem difícil escolher, mas, como eu queria colocar um só, eu tive que suar a camisa, mas os escolhidos estão aí. Me contem nos comentários quais foram os de vocês, ok? ;)