sexta-feira, 29 de novembro de 2019

:: Resenha 521 :: “Daisy Jones e The Six”, Taylor Kankins Reid


Sinopse: Embalado pelo melhor do rock'n'roll, um romance inesquecível sobre uma banda dos anos 1970, sua apaixonante vocalista e o amor à música. Da autora de Em Outra Vida, Talvez?.

Todo mundo conhece Daisy Jones & The Six. Nos anos setenta, dominavam as paradas de sucesso, faziam shows para plateias lotadas e conquistavam milhões de fãs. Eram a voz de uma geração, e Daisy, a inspiração de toda garota descolada. Mas no dia 12 de julho de 1979, no último show da turnê Aurora, eles se separaram. E ninguém nunca soube por quê. Até agora.

Esta é história de uma menina de Los Angeles que sonhava em ser uma estrela do rock e de uma banda que também almejava seu lugar ao sol. E de tudo o que aconteceu — o sexo, as drogas, os conflitos e os dramas — quando um produtor apostou (certo!) que juntos poderiam se tornar lendas da música.

Neste romance inesquecível narrado a partir de entrevistas, Taylor Jenkins Reid reconstitui a trajetória de uma banda fictícia com a intensidade presente nos melhores backstages do rock'n'roll.



Oie! Hoje vou falar de um livro super indicado pela Anastacia do @notasliterarias_ que eu acabei de ler e adorei!

quarta-feira, 27 de novembro de 2019

:: Resenha 520 :: "Punk 57", Penelope Douglas


Sinopse: Autora best-seller do New York Times, Penelope Douglas, apresenta seu mais recente romance “New Adult” ...
“Nós éramos perfeitos juntos. Até nos conhecermos.
Misha
Não posso deixar de sorrir com a letra da música em sua carta. Ela sente a minha falta.
Na quinta série, minha professora organizou duplas com colegas de uma escola diferente. Pensando que eu era uma menina – por causa do meu nome – a outra professora me juntou com a sua aluna, Ryen. Minha professora – acreditando que Ryen era um garoto – concordou.
Não demorou muito para descobrirmos o erro. E, em pouco tempo, estávamos discutindo sobre tudo. A melhor pizza para viagem. Android vs. iPhone. Se Eminem é ou não o melhor rapper de todos os tempos...
E foi assim que começou. Nos sete anos seguintes, éramos só nós.
Suas cartas são sempre escritas em papel preto com caneta prateada. Às vezes, recebo uma por semana ou três em um dia, mas eu preciso delas. Ela é a única que me mantém nos eixos, me acalma e aceita quem eu sou por inteiro.
Nós só tínhamos três regras: nada de redes sociais, sem números de telefone e nenhuma fotografia. Nós tínhamos um lance bacana. Por que arruinar isso?
Até eu deparar com uma foto de uma garota, online. Com o nome de Ryen, que ama a pizza do “Gallo” e idolatra seu iPhone. Quais eram as chances?
Que se f*da. Preciso encontrá-la.
Só não imaginava que odiaria o que descobri.
Ryen
Ele não escreve há três meses. Algo não está certo. Ele morreu? Foi preso? Conhecendo Misha, nem um dos dois seria um exagero.
Sem ele por perto, estou ficando maluca. Preciso saber que alguém está me ouvindo. A culpa é minha. Devia ter pedido seu número de telefone, foto ou algo assim.
Ele podia ter sumido para sempre.
Ou poderia estar bem debaixo do meu nariz, e eu nem sequer desconfiava.

Eu te desafio a ler esse livro e não cantar Love The Way You Lie, do Eminen pelo menos umas duas ou três vezes!

sexta-feira, 22 de novembro de 2019

:: Resenha 519 :: “Kiro e Emily”, Abbi Glines


Sinopse: O ano é 1992, e a Slaker Demon é a maior banda do momento. Ganhadores do disco múltiplo de platina, tendo turnês inteiras com ingressos esgotados, liderando as paradas de sucessos e acumulando rios de dinheiro, seus integrantes são a definição perfeita de deuses do rock.

Por isso, não é de estranhar que o bad boy incrivelmente sedutor Kiro Manning, vocalista da banda, tenha todas as mulheres a seus pés. Ou pelo menos era isso que ele pensava até ser rejeitado por Emily, uma jovem linda que apareceu inesperadamente em uma das badaladas festas pós-show.

Emily é diferente. Determinada. Pura. Especial. Ele a deixou escapar quando se conheceram, mas não para de pensar nela desde então. E ao se reencontrarem, Kiro promete não desistir desse sentimento novo que faz com que ele queira ser alguém melhor. Alguém que mereça ser amado.

Nesse livro emocionante, Abbi Glines nos transporta de volta no tempo para apresentar o romance secreto que todos os jornalistas tentaram desvendar em A primeira chance. E, nessa jornada, ela mostra que o amor verdadeiro supera qualquer barreira.


Olá! Na última resenha de Rosemary Beach eu contei pra vocês que desse ano não passava, eu finalmente vou concluir a série. Eu ouvi um aleluia?

quarta-feira, 20 de novembro de 2019

:: Resenha 518 :: “Beije a Garota”, Tara Sivec




Sinopse: Enquanto as amigas se livraram de suas inseguranças, Ariel Water ainda luta para sair de sua concha. Seu ex-marido tirou a sua voz e sua autoconfiança, e ela está se afogando em um mar de dívidas para pagar sua pensão. Ela se recusa a se deixar enganar pelo charme de um homem outra vez, e está determinada a se virar sozinha.
Quando a sua casa e as suas amadas antiguidades são tomadas pelo banco depois de muitas contas vencidas, Ariel se encontra à deriva até que o charmoso e irritante Eric Sailor vem ao seu resgate.
Embora ela não consiga suportar o playboy milionário, a gentileza e o apoio incondicional de Eric revelam águas profundas e um amor que Ariel nunca imaginou que pudesse encontrar novamente.
Mas existem influências de fora que não medirão forças para afastá-los. Será que Ariel e Eric conseguirão navegar pela tempestade e encontrar uma maneira de ficarem juntos?  





Oi, gente! Não queria que esse dia chegasse, mas ok. É que quando eu li No Badalar da Meia-noite eu não via a hora de ler o segundo, e quando li Na Cama com a Fera eu não via a hora de ler o terceiro. Mas do mesmo jeito que eu queria ler, eu também não queria porque essa trilogia maravilhosa iria acabar. Vocês me entendem? 

sexta-feira, 15 de novembro de 2019

:: Resenha 517 :: “Um Novo Coração”, Sylvia Day


Sinopse: Emocionante e poderoso, Um Novo Coração marca o retorno da sensação global Sylvia Day, autora best seller internacional da série Crossfire.

Nunca teria me imaginado aqui. Mas estou bem agora. Em um lugar que amo, minha casa reformada e passando meu tempo com novos amigos que adoro, num emprego que me motiva. Estou me recuperando do passado para um futuro em que possa ser feliz. E daí Garrett Frost se torna meu mais novo vizinho.

Ele é determinado e ousado, uma força da natureza que ameaça destruir a ordem cuidadosa da minha vida. Mas também sei reconhecer alguém perseguido por fantasmas de seu passado. Garrett é um perigo e, magoado e assombrado, parece muito mais perigoso. Temo que eu ainda esteja frágil demais para enfrentar a tempestade que existe dentro dele, muito delicada para encarar sua dor. Mas ele é muito decidido... e tentador.

E algumas vezes a esperança surge mesmo em meio à desolação.



Olá, pessoal! Recebemos de cortesia da @companhiadasletras o novo livro da Sylvia Day e hoje nós vamos falar um pouquinho dele.

segunda-feira, 4 de novembro de 2019

:: Resenha 516 :: “Simplesmente Blue”, Amy Harmon




Sinopse: Novo romance da autora do best-seller Beleza Perdida.

Blue Echohawk não sabe quem ela é. A garota, que desconhece seu nome verdadeiro e sua data de nascimento, foi criada por um estranho e não frequentou a escola até os dez anos. Aos dezenove, quando a maioria dos jovens vai à faculdade ou segue em frente com a vida, ela é apenas uma veterana no ensino médio. Sem mãe, sem pai, sem fé e sem futuro, Blue é uma estudante difícil, para dizer o mínimo. Durona e sexy, ela é o oposto do jovem professor britânico que decide que está pronto para o desafio de levar a encrenqueira para debaixo de suas asas.

Simplesmente Blue narra a história de uma transformação e fala de uma amizade improvável em que a esperança promove a cura e a redenção se torna amor.




Oi! Vamos falar de uma leitura linda que me fez chorar e me deixou com uma leve ressaca. 

sexta-feira, 1 de novembro de 2019

:: Resenha 515 :: “Quando Ela Desaparecer”, Victor Bonini


Sinopse: “QUAL A ARMA MAIS LETAL DO MUNDO?
OS SEGREDOS DAS PESSOAS.”

Do autor de O CASAMENTO e COLEGA DE QUARTO

Uma garota de dezesseis anos desaparece durante uma excursão escolar. Mas não se trata de qualquer garota. Dois anos atrás, ela esteve à beira da morte, e quando foi encontrada, ninguém acreditou que sobreviveria.

Agora, há dois meses desaparecida, não restam dúvidas de que esteja morta. Rastros de sangue e um colar arrancado são as únicas pistas. Pressionados, os policiais estão desesperados por respostas, mas ninguém na longa lista de suspeitos parece ter forte motivação para cometer um crime.

Até que o caso vira de cabeça para baixo e segredos muito bem enterrados emergem para revelar o lado cruel de um lugar aparentemente tranquilo. No meio de tantos possíveis culpados, os inocentes é que estão mais aflitos… porque alguns deles começaram a morrer.

Olá, pessoal! Hoje vou falar um pouco do meu primeiro contato com o Victor Bonini. No começo a leitura foi confusa e custou a me prender por conta do tipo de narrativa, mas quando você começa a suspeitar das coisas a leitura te prende. Mas é claro que eu quebrei a cara, porque estava muito cedo pra ser a personagem que eu desconfiava.

quarta-feira, 23 de outubro de 2019

:: Resenha 514 :: “O Último Adeus”, Abbi Glines


Sinopse: River Kipling, mais conhecido como Capitão, está em Rosemary Beach para montar um restaurante de luxo para seu patrão. Dono de um passado sórdido e de um presente misterioso, ele não vê a hora de concluir o trabalho e ir embora da cidade para realizar seu sonho: abrir um negócio próprio à beira-mar num lugar onde ninguém tenha ouvido falar dele.

Mas, quando Capitão conhece Rose Henderson, sua ânsia de partir de repente fica em segundo plano. Há algo na risada dela que é familiar demais, e o modo como ela olha para ele o faz lembrar de alguém importante que perdeu há muito tempo. No entanto, a única coisa que Rose revela é que é uma mãe solteira que trabalha duro para sustentar a filha.

Enquanto tenta desvendar os segredos da linda ruiva de óculos engraçadinhos e curvas estonteantes e entender por que ela mexe tanto com seus sentimentos, Capitão precisa fugir da marcação cerrada de Elle, a ex-namorada que não mede esforços para afastá-lo de Rose. Ao mesmo tempo, tem que encarar os fantasmas de seu passado para se tornar um homem melhor e construir um futuro do qual possa se orgulhar.

Nesta sequência da série Rosemary Beach, Abbi Glines mais uma vez escreve uma narrativa ardente e emocionante. Com personagens verossímeis e heróis imperfeitos, O último adeus fala sobre o inesgotável poder de transformação do amor.

Senhoras e senhoras, eu finalmente cheguei ao 12º livro de Rosemary Beach. Agora só falta o ebook do Kiro e o livro daquela... da Nan.

segunda-feira, 21 de outubro de 2019

:: Resenha 513 :: "Melhor que a encomenda", Lauren Blakely


Sinopse: Qual seria o último lugar para você encontrar o amor? Depois de várias desilusões, April desiste de buscar relacionamentos e passa a focar toda a energia no trabalho, até que surge uma daquelas reuniões familiares. Ela sente-se feliz solteira... mas encarar os interrogatórios de seus pais, da irmã e de todas suas tias casamenteiras durante um fim de semana prolongado é uma ideia desesperadora.
Então, ela pensa numa solução prática: contratar um acompanhante. Parece uma tarefa simples: levar um namorado que deve servir tanto para impressionar a família quanto para afastar pretendentes indesejáveis. Theo é o candidato ideal. Lindo, simpático, atencioso e o principal: depois do fim de semana, ele recebe o pagamento e cada um segue sua vida. Esse era o plano... Só que dividir momentos engraçados e inventar histórias pode ter o efeito oposto...



Todo mundo tem um parente chato que sempre pergunta nas festas de família “E os namoradinhos?”, mas em Melhor que a Encomenda, de uma das autoras que eu conheci há pouco tempo e já amo muto, Lauren Blakely, não tem só um parente chato perturbando a April, tem uma família inteira tentando arrumar namorado para a coitada em toda a oportunidade possível! E agora vai rolar uma reunião de família com direito a jogos e prêmios que ela não vai ter como escapar. A solução então é levar um namorado de mentira, e claro que isso vai dar errado! Vem que eu te conto mais sobre essa comédia romântica no post de hoje.

quarta-feira, 16 de outubro de 2019

:: Resenha 512 :: “Correndo Descalça", Amy Harmon


Sinopse: Um romance emocionante sobre amizade, amor e família, da autora de Beleza Perdida.

Quando Josie Jensen, uma desajeitada menina prodígio da música, conhece Samuel Yates, um garoto confuso e revoltado descendente dos índios Navajos, uma amizade improvável floresce. Apesar de ser cinco anos mais nova, Josie ensina a Samuel sobre palavras, música, sonhos, e, com o tempo, eles formam um forte vínculo de amizade.

Após se formar no colégio, Samuel abandona a cidadezinha onde vivem em busca de um futuro, deixando sua jovem amiga com o coração partido. Muitos anos depois, quando Samuel retorna, percebe que Josie necessita exatamente das coisas que ela lhe oferecera na adolescência. É a vez de Samuel ensinar a Josie sobre a vida e o amor e guiá-la para que ela encontre seu rumo, sua felicidade.

Profundamente romântico, Correndo Descalça é a história de uma garota do interior e um garoto indígena, sobre os laços que os ligam a suas casas e famílias e sobre o amor que lhes dá asas para voar.



Depois que você lê Beleza Perdida, você quer ler tudo o que sair de Amy Harmon, e obviamente, eu já deveria ter lido Correndo Descalça há muito tempo.