Resenhas

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

:: Resenha 5 :: Inverno de Cinzas, Adriana Brazil

Sinopse: Em Inverno de Cinzas, Helen depara-se com o momento mais crítico da sua vida. Nada diferente do forte inverno que está sobre o país naquele ano. Tristeza, solidão, ressentimentos, lágrimas e dor, sopram as folhas deixadas pelo outono de sonhos que Helen viveu, trazendo o frio da estação ao seu interior. O cinza que cobre seus dias a leva para uma profunda depressão. Ela encontra nos amigos, na família e na fé a força para continuar. Ela desabafa seus sentimentos na sua agenda, colocando suas emoções sufocadas pela saudade, como um inverno sem cores, onde tudo ao seu redor, está completamente frio, cinza e sem vida. Uma comovente história e uma lição de esperança para todos aqueles que estão passando pelo inverno.

Pois é, depois de devorar Outono de sonhos, eu devorei Inverno de cinzas em um dia. Pegar este livro pra resenhar é difícil, porque esta é a terceira resenha que faço na vida e por este ser o segundo livro de uma série, o que torna tudo mais complicado, mas eu não vou soltar spoiler não, pode continuar lendo.


Mais uma capa linda, totalmente de acordo com o título e o livro. No topo de cada início de capítulo desta vez, nós temos galhos secos e folhas ao vento. Adoro esses detalhes!

Bom, depois de tudo o que aconteceu no primeiro livro da série, Outono de sonhos, Helen, aquela menina romântica, centrada, responsável e sonhadora se vê completamente perdida. Num dia a vida dela vira de cabeça pra baixo, o chão é tirado de seus pés e ela já não sabe o que fazer. Não têm mais sonhos, felicidade e nem expectativas.

A depressão e a tristeza tomam conta dela e Helen passa a maior parte do tempo dentro de seu quarto, colocando seu sofrimento pra fora através das palavras em sua agenda. Em Inverno de Cinzas, nós vemos a importância dos amigos e da família num momento como esse.

O tempo tem passado devagar; embora não tenha controlado o tempo, ele parou. Ainda estou naquele dia em que tentei achar os argumentos que poderiam me trazer um talvez, ou alguma outra palavra parecida, apenas para tornar minhas conjecturas um tanto mais verdadeiras. Qualquer uma que me fizesse excluir o fim.

Helen está tão triste e ressentida que acaba se revoltando, fazendo algumas besteiras e com isso, desapontando alguns de seus amigos e até mesmo os seus pais, que estão sempre ao seu lado. Sabe aquela velha história de dar valor somente quando se perde alguém? Pois então, é bem isso que acontece, mas fiquem tranquilos, o tempo, assim como a estação vai passando e tudo se ajeita. Adriana Brazil mostra muita bem que até uma menina certinha, que conversa com Deus e vai à igreja, é humana, vulnerável e também erra.

Uma coisa que eu achei bem bacana nesse segundo livro, é que temos POV (ponto de vista) de Andrew, então é bem legal estar na cabeça desse personagem tão querido. Tanto ele quanto Helen são dois lutadores, e mais uma vez a gente vê que a fé é tudo, pois todo mundo passa por momentos ruins, por testes. Todo relacionamento tem problemas, mas quando há amor de verdade, tudo se resolve.

Ele tentava me acalmar com seu abraço, eu soluçava em meio a tantos sentimentos perdidos. Segurou meu rosto com as duas mãos, seus olhos ainda estavam com lágrimas; ele me beijou, suave e cheio de carinho. Ao sentir seu beijo senti a cumplicidade dos nossos sentimentos tão autênticos. Da pureza do nosso interior sendo esculpido por seus lábios apaixonados, fixando no interior de cada sentimento meu a certeza do seu amor declarado...

Série: Foi assim que te amei #2
ISBN: 9788576797630
Ano: 2013
Páginas: 280
Editora: Novo Século
Compre aqui: Lojinha Adriana Brazil
Classificação: 

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário