Resenhas

segunda-feira, 16 de março de 2015

:: Resenha 19 :: Peça-me o que quiser ou deixe-me, Megan Maxwell

No último volume da trilogia, os protagonistas lutam para preservar sua relação. Judith está adorando ter o Iceman só para ela, e os jogos eróticos dele continuam lhe dando prazer; Eric se sente o homem mais feliz do mundo e não pode imaginar sua vida sem seu grande amor. Mas os ciúmes e a superproteção do alemão são motivos de constantes brigas — Judith já não está tão certa sobre o futuro da relação. Com Peça-me o que quiser ou deixe-me, Megan Maxwell conclui uma das sagas eróticas mais populares da Espanha.

Quando eu li os livros da Adriana Brazil, eu falei aqui no blog que acho bem difícil fazer resenha de trilogia/série, pois fatalmente eu soltaria alguma informação importante da sequência e eu odeio resenha com spoiler, mas vamos lá. Eu escrevo, escrevo e escrevo, mas tomo todo cuidado para não contar coisas importantes e só falar o básico, dando a ideia do que acontece, para que, quem ainda não leu, tenha interesse e curiosidade de ler os livros.


Espanha contra Alemanha. Começa a partida!

Então, lembra que na resenha do livro anterior eu falei que as coisas desandam novamente, por conta dos segredos que Jud escondeu de Eric? Pois bem, o safado também tinha coisas escondidas dela e deu ataque de pelanca à toa! E o livro começa com eles mais uma vez separados, ela mais uma vez fora da empresa Müller e com Eric mais uma vez correndo atrás dela, enviando emails fofos que te deixam mais doida ainda pelo Iceman.

- Você é meu amor, minha querida, minha pequena, minha moreninha e, além disso, minha mulher, minha namorada, minha vida e mil outras coisas. E por isso vim aqui te pedir pra voltar pra casa comigo. Estou com saudades. Preciso de você e não posso viver sem você.

Quando as coisas finalmente se ajeitam entre eles, eles têm de manter a relação, só que quando dois cabeçudos se juntam, não é fácil, na verdade, fácil pra eles é discutir e se enfrentar, pois são dois geniosos. E apesar dos joguinhos sexuais com seus compartilhamentos, os dois são ciumentos e possessivos do jeito deles, e por conta desse ciúme é que muitas vezes eles discutem.

Jud não confia em Amanda, uma mulher com quem Eric tem negócios e por conta de uma nova cretina que aparece - Laila, que apronta uma pra cima de Jud - Eric mais uma vez acredita nas cretinas em vez de acreditar na mulher que ama. Nem preciso dizer que a coisa desanda pela terceira vez, né?

Enquanto Eric está viajando, longe e chateado, Jud tem uma baita surpresa. Dessa vez, determinada a esclarecer as coisas pro alemão cabeça dura em vez de ficar brava e sumir, Jud vai atrás dele com Björn ao lado pra desmentir toda a treta que a Laila armou pra cima deles. E é fofo e emocionante demais ver Eric reconhecendo a nova burrada que fez quando tudo se revela e quando Jud diz a ele: peça-me o que quiser ou deixe-me. Ó.ò Ainnn!

- Prometi cuidar de você pelo resto da vida e é isso que pretendo fazer – murmura.
Ponto pra Alemanha!

Fora os dois briguentos, Flyn nesse livro está um amor e é fofo demais ver o jeitinho dele com Jud, ao ponto de protege-la, ficando do lado dela ao invés de ficar do lado do tio em algumas situações. Raquel é outra, a irmã de Jud é impagável e você se diverte muito com ela. Assim como Simona e Jud vendo novela mexicana ao ponto de não perderem um capítulo e se debulharem em lágrimas com todo o dramalhão de Loucura Esmeralda.  

- Teria de ser uma coisa muito, muito, muito, muito grave entre a gente para eu te deixar ir embora. Entendido, pequena?
Sorrio.
- Esteve escutando nossa conversa, né?
- Ouvi o suficiente pra saber que meu sobrinho e eu estamos loucos por você e que já não sabemos viver sem a moreninha.
Me desarma...
Suas palavras derrubam todas as minhas defesas.
Eu o beijo e ele corresponde, deliciado.

Agora, tem um trecho que eu acho super válido eu postar aqui, pois ele mostra bem como é a relação deles dois e os joguinhos sexuais. Como eu falei na resenha do primeiro livro, não é uma coisa convencional o que eles fazem, talvez por isso choque bastante e por isso muitas pessoas desistam de ler os livros, o que, na minha opinião é uma tremenda bobagem, pois não quer dizer que você vá fazer ou concorde com as mesmas coisas. Eu, por exemplo, sou uma taurina ciumenta e possessiva que nunca, nunca aceitaria tais jogos, mas acho interessantíssimo de ser ler. Mas enfim, cada um é cada um, né, e gosto não se discute.

Quando saímos da barraca, Eric me passa um braço pelos ombros e tenta evitar que as pessoas se encostem em mim. Gosto do seu jeito protetor e acho graça. É possessivo. Não suporta que os homens me olhem ou me toquem; mas em nossos momentos íntimos, fica excitado ao me oferecer a eles.
No começo de nossa relação, eu mesma não conseguia entender isso. Era de pirar! Mas, depois de meses praticando o mesmo tipo de sexo que ele, sei diferenciar uma coisa da outra. A vida, o respeito e o dia a dia são uma coisa; as fantasias sexuais, quando decidimos vive-las, são outra.
Eu também não suporto que nenhuma mulher olhe ou paquere Eric. Fico uma fera. Mas, quando estamos nas nossas brincadeiras, gosto de ver seu prazer.
Sei que pra muita gente nossa relação, em especial nossa sexualidade, é algo difícil de entender. Minha irmã na certa botaria a boca no mundo e me chamaria de degenerada, puta e coisas piores, e meu pai, bem, nem quero imaginar. Mas é a nossa relação e, com nossas próprias regras, tudo funciona às mil maravilhas, e não quero que mude. Me recuso! Eric me revelou um mundo excitante e prazeroso que eu desconhecia e que me atrai muito.
Gosto que me observem quando faço sexo.
Gosto que sintam prazer quando meu parceiro me abre as pernas para outros.
E gosto de ver como meu parceiro tem prazer com isso.

Megan termina muito bem a trilogia. Fica até um gostinho de quero mais, apesar de saber que tem o livro do Björn, o Surpreenda-me, mas é que Eric e Jud são tão legais e fofos juntos, apesar de seus temperamentos, que rola aquela DPLzinha básica, não tem jeito.

Não deixe de ler pensando que “Ai, só tem sexo nesse livro, não vou ler, não gosto.” Tem sexo sim, mas também tem uma história linda de amor, amizade e respeito que vale a pena ser lida.

Título original: Pídeme lo que quieras, o déjame
Série: Peça-me o que quiser #3
Autora: Megan Maxwell
ISBN-13: 9788581051802
ISBN-10: 8581051804
Ano: 2014
Páginas: 362
Editora: Suma de Letras
Compre aqui: Amazon, Saraiva
Classificação:

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário