Resenhas

quarta-feira, 22 de abril de 2015

:: Resenha 33 :: Essa garota, Colleen Hoover

Sinopse: O último volume da série Slammed continua e revisita a história de Will e Layken, cujo amor venceu os mais árduos obstáculos: proibições, impedimentos, ciúme, tragédia. Mas, depois de tudo isso, os dois, agora casados, começam a se sentir seguros do incrível sentimento que os une. Quando em sua lua de mel, Lake quer saber tudo sobre o marido, Will, reticente, desembaraça os nós da própria história. Revisitamos os bons e maus momentos. E aprendemos alguns fatos chocantes... O futuro de Will e Lake agora depende de como os dois lidarão com essas revelações.

Deixa eu explicar que eu estou escrevendo essa resenha entre domingo (19) e segunda (20) e que eu terminei de ler o livro sábado à noite e você está lendo essa resenha hoje, quarta dia 22. Ok? rs  É que eu gosto de escrever um ou dois dias depois de ler, no máximo, e só consigo pensar em outro livro depois de escrever aqui pro blog. Só que eu passei o domingo numa DPL braba, enrolando o dia inteiro para escrever. Ouvindo o dia inteiro The Avett Brothres porque eu sou uma masoquista sem vergonha. Mentira, eu ouvi The Civil Wars e Beirut também. U.u

Sério... eu estou na maior deprê porque Slammed acabou, gente. Eu não fico assim desde a trilogia O Inferno de Gabriel e olha que recentemente Como eu era antes de você e Uma longa jornada mexeram bastante comigo, mas acho que por serem livros únicos, a coisa é diferente, talvez. Pode ser também que hoje, enquanto você esteja lendo esse post, eu já tenha superado essa DPL e já esteja até comendo outro livro, vai saber.

LUA DE MEL Se eu pegasse todos os poemas românticos, todos os livros, todas as músicas e todos os filmes que já li, escutei ou vi, extraísse os momentos mais empolgantes de cada um e os juntasse de alguma forma, eles não seriam nada em comparação a esse momento. Esse momento é incomparável.

Enquanto eu lia os livros anteriores, eu vi muitos comentários dizendo que Essa Garota era chatinho, repetitivo e eu já estava até receosa, mas foi só começar que eu entendi. Ele é a versão do Will para os acontecimentos de Métrica com alguns detalhes novos da lua de mel dos dois, então é óbvio que vai ser repetitivo, o que não é um problema para mim. Pode ser a versão de tudo o que a gente viu, mas em outra visão e perspectiva, o que pra mim é diferente e até “novo” de certa forma, porque a gente fica sabendo o que Will pensava e sentia, quando anteriormente era a visão de Lake que nós tínhamos.

Mas eu até entendo essa reação de algumas pessoas em relação a livros que são versões de outro personagem, eu por exemplo, empaquei quando li Desastre Iminente que é a versão do Travis pra Belo Desastre. Só depois de quase metade do livro que eu peguei o ritmo. Já com Remy, terceiro livro da série Real já não aconteceu isso e outro exemplo bem diferente foi Breakable, que é a versão de Easy pela visão do lindinho do Lucas, que eu achei melhor que o primeiro. Então, eu acho que é normal cada pessoa ter uma reação diferente para esses livros. Na verdade eu acho que os(as) autores(as) fazem essas versões mais para os fãs, a pedidos de nós, tanto é que Slammed seria uma série de dois livros somente. Enfim, eu acho que quanto mais, melhor, e pra mim Essa garota terminou (Buááá!) perfeitamente essa série, fechando a história linda de Lake e Will e deixando a gente com o coração apertadinho, porque é muito difícil se despedir de personagens tão queridos.

 - Só quero saber tudo sobre você. Já vou ter seu futuro, agora quero conhecer seu passado. – Ela abre um sorriso. – Nós temos umas duas horinhas para matar antes que sua energia se recarregue completamente. O que mais podemos fazer?

Essa garota é assim, Lake e Will estão tirando o atraso feito coelhos e numa pausa depois de finalmente comerem alguma coisa, eles começam a conversar e Will conta para Lake como foi para ele, passar por todos os momentos difíceis que eles enfrentaram e que nós vimos lá em Métrica. Se você gostou do primeiro livro, não tem como você não gostar desse último, ainda mais que, por mais que os momentos tristes e difíceis tenham sido muitos, também temos muitos momentos lindos, emocionantes, como foi o começo, quando eles se conheceram...

Eu me inclino por cima do balcão e fico observando-a levar o café aos lábios. Ela assopra a caneca delicadamente antes de pressionar os lábios na beirada e toma um gole, sem desviar o olhar do meu. Nunca na minha vida quis tanto ser uma caneca de café. Por que preciso ir para o trabalho? Poderia passar o resto do dia aqui, observando-a tomar café.

Sem contar nos momentos divertidíssimos com as crianças. Sério, Kel e Caulder me fizeram rir alto mais de uma vez...

- Você é o namorado da minha irmã?
(...)
- Hum, não. Sou só amigo dela.
- Ela disse para minha mãe que vocês iam ter um encontro. Eu achava que só namorados tinham encontros.
- Bem. – Faço uma pausa. – Às vezes um garoto leva uma garota para sair para ver se quer que ela seja sua namorada.
(...)
- Então é tipo um teste? – pergunta Caulder. – Para ver se você quer que Layken seja sua namorada?
(...)
- É, acho que podemos dizer que é isso.
Kel ri.
- Você não vai gostar de Lake. Ela arrota o tempo inteiro. E é mandona. E nunca deixa eu tomar café, então aposto que também não vai deixar você tomar. E ela tem um péssimo gosto musical, canta alto demais e deixa os sutiãs espalhados por toda a casa. É nojento.
Eu rio.
(...)
- Bem, são só algumas horas. Espero que ela não arrote muitas vezes, nem mande em mim, nem roube meu café, nem cante suas músicas péssimas, nem largue o sutiã no meu carro.
Aliás, isso eu espero que ela faça.

Claro que relembrar do passado tem seus perigos, ainda mais quando nós descobrimos que naquela época, assim que eles viram que não poderiam ficar juntos e que Will ficou super irritado, Eddie, com seu jeito único, viu que Will precisava sair com alguém e o que ela fez? Sim, ela armou um encontro pra ele e se você é ciumenta como a Lake e eu, é óbvio que você não vai gostar dessa história, maaass se você é masoquista como Lake e eu, você vai querer saber tim-tim por tim-tim e é aí que o clima fica pesado na lua de mel dos dois. Mas tudo bem, fazer as pazes depois é sempre um bom momento.

Por fim, Essa garota não te traz muitas coisas novas, como falei no começo, talvez você não se empolgue tanto, eu, porém, amei e achei que fechou lindamente a série. A escrita da Colleen é envolvente e gostosa, mostrando a insegurança que Will tinha por trás das atitudes que, em Métrica, nos pareciam maduras em relação ao que vimos de Lake. Assim como ela, ele também tinha os seus medos e inseguranças e nesse livro a gente pôde ver isso.

Não sei como isso acontece: num instante a pessoa acha que está num vale deserto, sem nada de bom pelo qual ansiar, e depois, num piscar de olhos, aparece alguém e muda tudo com um simples sorriso.
Lake olha para mim e percebe que estou sorrindo para ela. Ela ri e se encosta em mim enquanto a abraço.
- Quer saber qual é meu legal? – pergunto para ela.
Ela faz que sim com a cabeça.
Beijo-a na testa.
- Você. É sempre você.

Título original: This Girl
Série: Slammed #3
ISBN-13: 9788501047762
ISBN-10: 8501047767
Ano: 2014 
Páginas: 336
Editora: Galera Record
Compre aqui:
Classificação:

Como as resenhas anteriores, eu ia terminar essa aqui com uma música do The Avett Brothers, mas pensei melhor e farei domingo que vem um Letra e Música só deles. **__** 

Comente com o Facebook:

7 comentários:

  1. Oi Bia,
    Poxa, eu acabei de ler e sabe aquele sentimento de que seria um livro desnecessário, mas apesar disso é perfeito? kkkk Eu adorei Essa Garota muito mais do que Pausa. E achei lindo o desfecho da trilogia. Claro, que essa tendência a mostrar o ponto de vista de outro protagonista pode ser um pouco repetitiva e irritante, mas faz sucesso porque como Travis Maddox, Will Cooper é apaixonante. Queremos conhecer seu PdV (ponto de vista) sobre a história. Achei fofo. Não me emocionei como no primeiro volume, mas foi igualmente lindo. O slam de Will então, como sempre acabou com todo o restante do mundo. Incrível <3 Vou sentir saudades de Will Cooper :/ talvez não tanto da Lake imatura, chata e ciumenta. kkkk

    Beijos,
    Mari Siqueira
    http://loveloversblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, Mariana, disse tudo! Seria desnecessário, mas é perfeito! hahaha Adorei! Pois é, por mais que seja repetitivo, faz sucesso pq quem gosta, os fãs mesmo, vão gostar de ter mais um pouco, pq é a mesma coisa, só que por outra visão. É tipo saber de uma fofoca por várias pessoas diferentes hahahaha.
      Eu tb vou sentir muitas saudades de Will, mas da Lake tb, tadinha hahah. Fora Caulder e Kel que me conquistaram! <3
      Beijão

      Excluir
  2. resenha maravilhosa vou ler este livro mas preciso ler Metrica e Pausa despois este que tem pessoas que falam de muito bem

    ResponderExcluir
  3. Eu amei esse livro,tipo
    MUUUUUUUUUUUUito e pretendo ler de novo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você leu o terceiro sem ler os outros dois anteriores? O.o

      Excluir
  4. gosto das capas deste livros eu acho que quando vou compra um livro acho que escolho pela capa o que vou compra a historia e perfeita kkkkk nunca erei na hora de compra um livro gostando da capa.

    ResponderExcluir
  5. WILL lindo,gostei da visão passada nesse livro,sentimos aquele gostinho ate que enfim algo bom pra esses dois,sem falar nas crianças que me ganharam des do começo.Amo essa serie.

    ResponderExcluir