Pular para o conteúdo principal

[Eu leio livro]

Eu leio porque gosto! Resposta vaga, né? A gente lê porque gosta sim, mas a gente também lê pra passar o tempo, pra se distrair, pra aprender, pra descobrir coisas, pessoas e personalidades, pra viajar pelo mundo sem realmente ir até tal lugar.

“Ah, mas ler é tão chato. Não sei como você aguenta ficar tanto tempo com a cara enfiada no livro. Olha, não tem nem figura!” ¬¬ Todo viciado já ouviu essa pérola, né? A falta de imaginação dessas pessoas me espanta.


Outra coisa que me espanta é a quantidade de gente chata e metida a intelectual, principalmente nas redes sociais. Sabe aquele unzinho que acha um absurdo você ler livros eróticos ou livros super famosos que estão virando filme, por exemplo? Aqueles que pensam que você só deve ler, sei lá, Ivan Turgueniev, Emily Brontë, Charles Bukowski, Miguel de Cervantes, sabe? Pois é! Tem aos montes, parecem praga!


Eles não têm um pingo de respeito, sim, a palavra é respeito, pois nas redes sociais, pela internet e escondido atrás de uma tela de computador, as pessoas acham que têm o direito de falar qualquer coisa. E é aí que o respeito é esquecido.

Quando você posta uma foto de um livro da Sylvia Day, vem um e comenta: “Nossa, vai ler um livro de verdade.” Mas quando você posta um livro da Jane Austen ninguém fala nada! Por que? Porque nego é chato e cricri pra cacete!

Image and video hosting by TinyPic
Qual o seu problema?

Eu acho que quem gosta de ler, lê de tudo um pouco. Claro, há as preferências e você segue aquele caminho. Eu por exemplo, não gosto de ler terror e alguns suspenses porque sou cagona pacas e depois não vou conseguir dormir (Ok, para de rir e continua lendo! ~_~). Mas eu não fico enchendo o saco de quem gosta desses gêneros. Eu simplesmente fico na minha, ora bolas.

O lance é que há livros e livros, e o momento certo pra cada tipo. Tem a leitura pro lazer, por hobby, a acadêmica, aquela pra quem trabalha com livro e por conta disso tem de ler realmente de tudo, goste ou não. E cada um tem o seu momento. Ninguém, acredito eu, vai encarar um livro mega pesado e difícil de ler, de poesia, por exemplo, quando sai de férias ou quando chega em casa depois de um dia de cão no trabalho. Ou vai? O.o

Enfim, espero que ninguém me leve a mal, ok? Eu só acho que a gente pode ler de tudo, pois há hora pra tudo. Tanto para os clássicos, quanto para os best-sellers.

Comentários

  1. Bia,
    lidar com pessoas é complicado demais!!! Meu chefe veio reclamar que só leio, mas faço uma pergunta? Estou lendo no meu horário de trabalho? NÃOOOOOO, estou lendo no meu almoço!!!
    Se leio, problema meu!!! Também não gosto de terror, mas amo suspense rs.
    beijos
    conchegodasletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Day, acho que não tem um leitor que não escute essa chatice. Haja paciência! rs
      Bjo

      Excluir
  2. Bia,
    Parabéns pelas suas palavras. Disse tudo que penso e concordo com vc. Eu não imaginava que tinha tanto preconceito literário como estou vendo pela net. Eu prefiro os gêneros românticos e Terror, mas se der vontade ler outros gêneros eu leio sem problema nenhum, principalmente se a capa me conquistar. Eu acho que alguns leitores preconceituosos, deveriam parar com tantas criticas, principalmente com gênero erótico, pois ele sempre esteve no meio dos outros gêneros a muito tempo, apenas ganhou força e pelo visto ficará com essa força por muito tempo. Leia quem goste.

    Bjos

    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com.br/



    ResponderExcluir
  3. Abrir um livro e falar ''cade as figuras'' é épico haha'
    Gostei bastante do seu post! Você escreveu e definiu tudo muito bem.
    Bjs!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

:: Resenha 181 :: "After 5 - Depois da Promessa", Anna Todd

Sinopse: Bem quando Hardin acreditava já ter enfrentado todos os fantasmas de seu passado, um terrível segredo sobre seus pais é revelado, despertando os seus piores demônios internos. Tessa sabe que só ela tem o poder de aliviar todos os sentimentos de raiva, traição e confusão que afligem seu amado badboy. Só ela sabe como salvá-lo de seu ciclo autodestrutivo. Mas dessa vez ela não pode. Porque, quando menos espera, sua vida é para sempre alterada por uma tragédia. Hardin e Tessa prometem lutar com todas as suas forças para que o destino não os separe para sempre. Mas o que acontecerá quando suas forças chegarem ao fim? Depois da promessa... qual será o desfecho dessa história? G ente... *pausa dramática*... Eu sobrevivi à série After ... "É isso aí, garota!!!" (Crika e Mari, do Grupo de Apoio After, representadas pelas lindas Meryl Streep e J.Lo)

:: Resenha 153 :: “After 3 – Depois do Desencontro”, Anna Todd

O k, vai ter spoiler sim e se reclamar vai ter mais! Brincadeeeeeeiraa!!! =P É que assim, vamos combinar? Resenha do terceiro livro onde acontece coisa pra diabo, não tem como, vai rolar uns spoilerszinhos de leve, então fique avisado, certo? Se quiser seguir, siga, se não quiser, comenta assim mesmo hahahaha. Bom, parece que todo livro dessa mulher termina com uma bomba. O segundo terminou com a Tessa guardando um segredinho básico do Hardin, lembra que eu até comentei na resenha ? Então, além disso, terminou com ela dando de cara com o pai e é assim que este terceiro livro começa. Confesso que antes de começar, ao ler a contracapa que diz... Sinopse: Tessa passa pelo momento mais difícil de sua vida. Enquanto luta para crescer na carreira com a qual sempre sonhou, seu mundo é virado de ponta-cabeça: a inesperada aparição de seu pai e uma traição imperdoável a deixam mais fragilizada do que nunca. Hardin — com seus beijos viciantes, seu toque incendiário e seu ch

:: Resenha 168 :: “After 4 – Depois da esperança”, Anna Todd

Sinopse: Depois de tantos obstáculos, Tessa e Hardin estão, enfim, mais maduros como casal. As dificuldades causadas pelo gênio forte dele e pela impulsividade dela ainda existem, mas eles já não conseguem negar o amor que sentem um pelo outro. Mesmo morando em cidades diferentes, estão mais apaixonados do que nunca. Se a química entre os dois já era explosiva antes, agora que eles se entregaram de vez a essa paixão, cada encontro será mais ardente do que o anterior. Mas uma cruel reviravolta do destino trará à tona todos os fantasmas do passado de Hardin. Depois da esperança, haverá forças para enfrentar mais dificuldades? Q uem acompanha as minhas resenhas de After, sabe que eu sofro lendo esses livros, sabe que surto querendo jogar ele na parede ou que eu morro de vontade de entrar no livro pra socar o Hardin. Nesse quarto livro, por incrível que pareça isso foi bem sutil, não que eu não tenha sentido vontade, mas foi bem mais tranquilo e eu confesso, no final eu cheguei