Resenhas

sábado, 27 de junho de 2015

Entrevista: Cristina Valori

Oi, pessoal! Ontem na resenha de Escolhas eu falei pra vocês que hoje falaria mais sobre a querida Cristina Valori, a nossa nova parceira, lembram?

Então, eu fiz uma entrevista com ela no começo da semana e vocês vão poder conferir agora! Vão conhecer mais sobre esse novo talento da nossa literatura, vão saber mais um pouquinho sobre Escolhas e também sobre o seu novo trabalho que está a caminho. 

Vamos lá? ;) 


Cristina Lucio Valori, nasceu e cresceu em São Paulo. Formada em Administração, empresária, estudante do curso de Letras, tem 37 anos, casada, mãe de dois filhos, Guilherme e Marina.
Além da família, seu bem mais precioso, música, shows e principalmente os livros fazem parte da sua rotina.
Apaixonada por leitura, acabou se encantando pela escrita. O resultado desse romance é o livro Escolhas, lançado pela Editora Qualis.
Ganhadora do primeiro concurso literário realizado pela campanha "Eu Leio Brasil", com a crônica "O que é o amor?".


Pra começar, eu queria que você contasse pra gente como surgiu a história de Escolhas. Em quem você se inspirou e se escrevê-lo foi fácil ou se você teve alguma dificuldade em algum momento. Quando você pensou e começou a escrever, você já sabia como a história iria terminar?

A história do Escolhas começou totalmente por acaso. Havia um início, sem meio e que dirá uma final. Os personagens me levaram durante o processo de escrita. Costumo dizer que eles escolheram o final. Para mim a maior dificuldade em escrevê-lo foi transmitir exatamente as emoções da “perda” e a “impotência”, que a vida nos prega. Passei por isso, e sei o que é perder alguém e não poder fazer nada. 

Você é formada em Administração e agora está cursando Letras. Sei que também é uma viciada em leitura assim como nós. Foi essa paixão pelos livros que te despertou essa vontade de escrever o seu próprio livro? Você imaginava que um dia iria escrever e ter uma história sua publicada? Você já sonhava com a Cristina escritora, ou isso aconteceu de repente? Conta pra gente como foi.


Nem nos meus sonhos mais loucos, eu me imaginava escritora. Nunca, mas nunca mesmo me passou pela cabeça. A escrita começou sem querer. Ainda hoje, é difícil acreditar que tenho um livro publicado. É uma sensação de liberdade. De saber como dar vazão a tantos sentimentos que carrego. E viver outras vidas, é gratificante. 

Escolhas aborda um tema bem delicado e sério pra todo relacionamento. Você em algum momento ficou com medo da reação dos leitores? De alguém ser contra e por isso abandonar a leitura sem ao menos saber qual escolha a personagem tomou? Alguém da sua família ou algum amigo te questionou sobre isso?

Nunca tive medo da reação dos leitores sobre o tema. As pessoas tem o direito de gostar ou não. Acredito plenamente no livre-arbítrio. Nós escritores estamos fadados a despertar sentimentos nos leitores e isso engloba os bons e os ruins. E para mim, o que importa é saber que você sentiu alguma coisa.
O engraçado foi perceber que o tema traição, em vários comentários que surgiram não foi abordado. E sim, o amor.

Eu achei super bacana você citar o maravilhoso Louco Por Você (Falling Into You) da Jasinda Wilder, que tem uma história tão intensa e dolorosa quanto a sua. Você pode dizer que a história de incertezas de Nell inspirou a história de Fabiana? Além da Jasinda quais os outros atores que você gosta?

O livro Louco Por Você foi citado na história por um gosto meu. Quando li esse livro, eu havia passado por uma situação familiar muito triste e ele me marcou. Ele não serviu de inspiração para compor o personagem da Fabiana, porque na época em que li, eu ainda não estava escrevendo o Escolhas. Ele me ajudou a enxergar que podemos viver apesar da dor.
“Este livro é para todos aqueles que já perderam alguma pessoa querida; para aqueles que acordaram chorando e dormiram da mesma maneira; para aqueles que tiveram de aprender que está tudo bem não estar bem. Sobreviver não significa ser forte, significa continuar respirando, um dia de cada vez; ser forte significa viver apesar da dor” – Jasinda Wilder. 
Outros autores? Nossa, essa é difícil. São tantos! Vou tentar colocar alguns aqui: Nicholas Sparks, Jojo Moyes, Christine M., Lisa Kleypas, Bianca Briones, Colleen Hoover, John Green, Robert Galbrath, Loretta Chase, Mauricio Gomyde, Felipe Colbert, Alma Kastu...

Nota-se pela ótima playlist de Escolhas que as músicas foram importantes na construção do livro. Como é o seu processo de escrita, você tem algum ritual? Foi complicado por estudar, ser esposa e mãe de duas crianças e ainda escrever um livro? Você pode nos dizer quanto tempo levou pra escrever Escolhas?

Achar a música certa faz parte do ritual. Enquanto eu não a encontro, nada flui. Levei cerca de quatro meses para escrever o Escolhas. Com criança pequena, casa e marido, em alguns momentos precisei escrever nas madrugas. E aproveitava qualquer momento de paz, principalmente quando minha pequena ia para escola, para colocar no papel as ideias. Não é fácil, porque às vezes a inspiração chegava em horários que eu tinha que dar total atenção à família. 

Você já tem um novo livro a caminho? Pode nos dar uma diquinha, só um gostinho do que se trata? (Por favor! Rsrs)

(Rsrsrs) Sim, já tenho outro livro a caminho. E a dica, só uma e bem pequena: Será que algumas pessoas tem direito a segunda chance?

Que conselho você dá pra quem tem vontade de escrever a sua própria história?

Escreva! Não tenha medo. Arrisque-se que vale muito a pena. 

O que mudou na sua vida após o lançamento do livro e como está sendo receber o carinho dos fãs e as críticas?

Mudou tudo! Fiz novas amizades (maravilhosas por sinal), o carinho dos fãs é algo que ainda não me acostumei. De um dia para outro passei a ser reconhecida e a receber mensagens de carinho. É tudo muito novo e às vezes acho que estou sonhado. 

Por fim, obrigada mais uma vez pela atenção e parceria. É sempre bom conhecer novos talentos e ter esse contato tão próximo com quem a gente admira. Deixe um recadinho para os seus fãs, para os futuros fãs e leitores do blog que eu sei que ficarão curiosos em ler os seus livros (No plural sim, pois sei que muitos virão pela frente.).

Eu que agradeço pelo carinho e apoio!
Tem uma frase que resume exatamente o que sinto: “Por mais que a vida seja difícil, que obstáculos apareçam e que escolhas devam ser feitas durante a nossa trajetória, na dúvida, siga sempre o seu coração!"

Gostaram? Sempre que pintar novidades sobre a Cris nós vamos trazer aqui pra vocês e sempre que quiserem, os links dela estarão ali na página "Parceiros" no menu do blog. ;)
Beijão!

Comente com o Facebook:

14 comentários:

  1. Olá
    adorei a entrevista, sempre gosto desse tipo de coisa, acho que a a dedicação que os autores (as) tem pelos seu leitores me deixa muito feliz
    bjks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também adoro essa aproximação e carinho dos autores com os leitores. ^^

      Excluir
  2. já conheço a autora apesar de nao ter lido nada dela, gostei da entrevista e quero muito ler seu livro.

    ResponderExcluir
  3. Foi um boa entrevista. Eu queria saber sobre a playlist do livro.
    Não vi nada dela no blog, como são as musicas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como falei na resenha, vai rolar um Letra e Música (coluna) especial Escolhas, onde vou colocar todas as músicas. ;)

      Excluir
  4. Boa entrevista. Sera que o livro Escolhas vai ter uma continuação?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que não, não passa essa ideia no fim do livro, mas, tudo pode acontecer hahaha. Foi realmente uma pergunta que eu poderia ter feito. ^^

      Excluir
  5. Boa entrevista, é muito bom conhecer mais sobre os autores. E também sobre o que eles pensam quando fazem os livros.

    ResponderExcluir
  6. Adorei a entrevista. Espero ler mais sobre ela e seus livros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quais musicas ela ouviu para escrever o livro?

      Excluir
    2. Como falei na resenha, vai rolar um Letra e Música (coluna) especial Escolhas, onde vou colocar todas as músicas. ;)

      Excluir
  7. Adorei a entrevista. Uma bela mulher, conseguiu ser mãe, esposa, dona de casa e ainda escritora. Parabens para ela por não ter desistido e por você ter feito essa bela entrevista :)

    Adorei seu blog, estou seguindo para me manter semmpre antenada. Poderia dar uma olhadinha no meu? (Ele é bebe ainda haha)

    http://coruujando.blogspot.com.br ♥

    ResponderExcluir