Resenhas

sexta-feira, 19 de junho de 2015

:: Resenha 47 :: "Beleza Perdida", Amy Harmon

Sinopse: Ambrose Young é lindo - alto e musculoso, com cabelos que chegam aos ombros e olhos penetrantes. O tipo de beleza que poderia figurar na capa de um romance, e Fern Taylor saberia, pois devora esse tipo de livro desde os treze anos. Mas, por ele ser tão bonito, Fern nunca imaginou que poderia ter Ambrose... até tudo na vida dele mudar. Beleza perdida é a história de uma cidadezinha onde cinco jovens vão para a guerra e apenas um retorna. É uma história sobre perdas - perda coletiva, perda individual, perda da beleza, perda de vidas, perda de identidade, mas também ganhos incalculáveis. É um conto sobre o amor inabalável de uma garota por um guerreiro ferido. Este é um livro profundo e emocionante sobre a amizade que supera a tristeza, sobre o heroísmo que desafia as definições comuns, além de uma releitura moderna de A Bela e a Fera, que nos faz descobrir que há tanto beleza quanto ferocidade em todos nós.

Há um tempo atrás eu tava navegando na internet e vi uma capa que me chamou a atenção, a capa era linda e intensa. Nessa capa aparecia um homem agachado como se estivesse sofrendo e era impossível não querer saber do que se tratava. A foto dele era em preto e branco e tinha o nome de Making Faces e eu lembro que fiquei um bom tempo olhando para aquela foto. Então a curiosidade e o desejo de saber do que se tratava aquele livro fez com que eu ficasse horas procurando-o, e quando eu encontrei (já era quase 3:00 da manhã) eu fiquei louca para começar a ler. Demorou muito para encontrar a tradução, até porque não tinha muitas pessoas comentando sobre esse livro, e como não leio em inglês, eu penei para encontrar o safado hahaha. A capa era essa aqui:



Então quando eu comecei a ler, eu senti uma necessidade grande de comentar e corri para pegar o telefone e gravar uma mensagem para Bia, mostrando o quanto eu estava apaixonada pela escrita da autora e pela história que eu estava acompanhando. Essa euforia foi lendo apenas o primeiro capítulo e era uma coisa louca, eu não sabia como descrever o que estava sentindo enquanto lia, era intenso demais e eu queria falar, queria expressar naquela hora o sentimento que tava gritando dentro de mim. Parece exagerado né? Mas eu me pergunto se isso nunca aconteceu com vocês. Se nunca tiveram um livro em que não sabiam explicar o quanto aquela história estava mexendo com vocês, a ponto de vocês quase surtarem. Enfim, eu tava sentindo isso e era tão forte, que a Bia é prova desse momento de surto intenso. Milhares e milhares de gravações eu mandei pra ela hahahahahaha. 

Ok...Voltando ao foco da questão. =P Hoje vou  tentar explicar o que senti depois de ler Beleza Perdida (nome que o livro recebeu aqui no Brasil), uma história que me fez pensar muito depois. Um livro intenso onde você se emociona pelas situações dos personagens e principalmente quando as lições daqueles momentos são mostradas e absorvidas por eles.

E então nós suportamos. Temos fé de que há um propósito. Esperamos pelas coisas que não podemos ver. Acreditamos que há lições na perda, poder no amor, e que temos dentro de nós o potencial de uma beleza tão magnífica que o nosso corpo não pode contê-la.

Nessa hora, é como se você estivesse aprendendo com eles. É  sério gente, mesmo sendo narrado em terceira pessoa, a Amy Harmon tem um dom na escrita, que faz parecer com que você estivesse lá com eles, presenciando o momento e sentindo exatamente como eles. Ela descreve tão bem a situação de cada personagem, que você lê com prazer, sem precisar pular pedaços porque a descrição do momento ficou chato demais. Entende o que falo? Eu sei que detalhes são importantes, e como é difícil escrever em terceira pessoa, pois tem que construir muito bem seus personagens e o que estão sentindo naquele momento, mas tem autor ou autora que fode nessa hora. Deixa a cena tão cansativa que você acaba perdendo o interesse e pulando partes do livro porque não aguenta mais tanto detalhe. Quem nunca fez isso? Pular partes. Eu já fiz muito, mas digo que nesse livro eu não fiz, pois a Amy tem a pegada certa na escrita. 


Em Beleza Perdida você vai presenciar algumas perdas ao longo da história, vai presenciar momentos de amor profundo e presenciar sobre o que significa a palavra amizade. A amizade é retratada com uma veracidade que não tem como você não se emocionar, é um livro onde ambas as partes preocupam-se e zelam pela outra pessoa, independente da situação, do momento. Você aprende tanto nessa hora, que você se questiona várias vezes porque na sua vida você reclama tanto por tão pouco. A profundidade da história é incrivelmente comovente e apaixonante, você tem amor e é um amor verdadeiro e totalmente altruísta. Sem perceber, você lê o livro com um sorriso no rosto e lágrimas escorrendo ao mesmo tempo, pois são momentos profundamente marcantes, onde você lê com o coração em frangalhos sentindo na pele e querendo mostrar para o mundo a importância da alma e do quanto aprendeu naquela hora.

Exagerei de novo? Não... pode apostar que não! Nesse livro vocês vão conhecer Fern, uma garota que sempre se considerou desinteressante demais, deixando muitas vezes, suas inseguranças falarem mais alto. Parece clichê, né? Garota patinho feio, mas que na real não é nada disso. Não, aqui não vai ter isso, pois quando conhecemos a Fern, vemos a alma da personagem e compreendemos suas inseguranças, e é por isso que digo que Amy consegue descrever seus personagens muito bem. 


Fern  é tão real, que tenho certeza que muitas garotas vão se identificar com ela, pelo simples fato de suas ações e reações serem parecidas com qualquer garota de qualquer lugar do mundo. Todas temos inseguranças e todas sabemos disso, não precisam ser iguais, mas tá lá, dentro de cada um de nós. Então Amy fez uma Fern verdadeira de sentimentos, que faz com que nos identificamos e nos apaixonemos de cara por ela.


É claro que Amy também faz com que nos apaixonemos perdidamente por Bailey, o primo da Fern. Ele é único, um personagem que a fruição é continua, além do nível altíssimo de lealdade, sua amizade, atenção, carinho e afeto por Fern é tocante demais. Eles costumam estar sempre juntos, sendo confidentes e cúmplices, quando presenciamos esses momentos, entendemos o grande significado do que é uma amizade verdadeira. Eu já amei Bailey nas primeiras linhas que o conheci, posso dizer que  a autora foi muito feliz em criar esse personagem. Ele é maravilhoso e entrou para a minha lista de personagens preferidos, e que se fosse possível, gostaria muito de conhecê-lo.  

E por último (e nem por isso o menos importante) temos o Ambrose. Um garoto que sempre foi  visto como um Deus grego, considerado pela cidade um exemplo ideal, de como um jovem de sucesso deve ser. Incrível, imbatível e perfeito como lutador e campeão de luta livre, ele ainda tinha mais uma qualidade:

(...) O silencio estava saturado de expectativa boba. Ambrose  colocou o cabelo para trás e enfiou a mão no bolso, como se estivesse pouco à vontade. Depois fixou os olhos na bandeira e começou a cantar.
– Ó, dizei,  podeis ver, na primeira luz do amanhecer... – Mais uma vez era possível ouvir o espanto da plateia. Não porque fosse ruim, mas porque era maravilhoso. Ambrose Young tinha uma voz que fazia jus ao corpo do qual ele saía. Era macia e grave, impossivelmente poderosa. Se chocolate amargo pudesse cantar, cantaria como Ambrose Young.

Mas espera Grá, Ambrose é só um rostinho bonito? O par perfeito da história de amor? Não... Definitivamente, Ambrose não é isso e vocês vão conhecer o verdadeiro amor da Fern de um jeito que vai deixar algumas marcas no seu coração enquanto estiver lendo. Sim, os momentos com ele são tão intensos, dolorosos e angustiantes, mas são momentos que são transformados em lições e eu não vou me aprofundar muito, porque senão perde a graça. 


Quando você ler Beleza Perdida, vai se surpreender com as surpresas na narrativa, com a capacidade que a autora tem em lhe proporcionar uma história bela, única e muito bem desenvolvida. Uma leitura dolorosa, mas que ao mesmo tempo é reconfortante, pois você aprende muito.

– Eu acho que as pessoas são assim. Quando você realmente olha para elas, você para de ver um nariz perfeito ou dentes retos. Você para de ver a cicatriz da acne ou a covinha no queixo. Essas coisas começam a se confundir, e de repente você os vê, as cores, a vida dentro da casca, e a beleza assume um significado totalmente novo.
Fern

 “Eu vou passar o resto da minha vida tentando fazer você feliz, e quando você ficar cansada de olhar para mim, eu prometo que eu vou cantar.”
Ambrose Young




Título: Beleza Roubada
Título original: Making Faces
Autora: Amy Harmon
ISBN-13: 9788576863748
ISBN-10: 857686374X
Ano: 2015
Páginas: 332
Editora: Verus
Compre aqui: Saraiva
Skoob | Goodreads
Classificação:

Comente com o Facebook:

24 comentários:

  1. Owiiinnn!!! Esse livro é perfeito demais!!! Como já comentei, ele é um belo soco de direita bem no seu queixo. Livro pra ser lido e relido, inesquecível! <3

    ResponderExcluir
  2. Oiiiêê
    adorei ver as resenhas desse livro, achei bem bacana a tematica do livro, sem falar que essa capa está muito top em comparação a original
    Bjks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Netinho,quando vi a primeira vez a capa original eu gostei muito, mas depois que saiu a capa brasileira, eu fiquei completamente apaixonada...
      Beijos...

      Excluir
  3. Oie pessoasl!! Legal esse post! Segunda sai resenha desse mesmo livro lá no Conchego das Letras feita por mim então.... me animei em poder comentar na de vocês agora.

    Meu personagem favorito foi Bailey, mole, assim... disparado. Ele é inteligente, animado, perspicaz... e o personagem ainda trás pra gente a curiosidade de pesquisar sobre uma doença não tão conhecida assim, então acrescenta muito em termos de cultura.

    Não minto que para um livro que fala sobre um personagem que foi à guerra, eu esperava dramas mais profundos dos que a mera perda da estética, mas gostei muito do livro mesmo assim. Um livro 05 estrelas, nessa nova onda de New Adults, só pra variar... agradou bastante!

    conchegodasletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mari legal saber que você fez uma resenha sobre esse livro, depois passo lá para dar uma olhada... E concordo com você, em relação ao Bailey, que também é meu personagem preferido.

      Excluir
  4. ai que resenha linda, adorei, já li visto falar desse livro mas nao li nenhum resenha até agora, fiquei bastante interessada em ler desde a primeira vez que li a sinopse.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Emanoelle, fico feliz que tenha gostado da resenha.Espero que você leia e depois comente o que achou.... =D

      Excluir
  5. Eu estou querendo ler esse livro a um tempo. Mas procurei nas livrarias e não achei. Achei historia boa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thiago, tenta comprar pela NET, (caso ainda não consiga achar ele nas livrarias) o preço acaba saindo mais em conta. Depois de ler, comenta aqui o que achou se der.
      A história é muito legal e acho que você vai gostar....

      Excluir
  6. Eu queria ler esse livro, mas sempre esqueço e começo a ler outro. Achei a historia super boa, gostei da capa também.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thais tenta achar uma brecha e coloca ele na frente hahahaha, tenho certeza que você vai amar.

      Excluir
  7. Minha irma tava querendo ler esse livro. Ela falou pra mim sobre ele, acho que vamos ler juntas. Realmente parece ter uma boa historia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh que legal Thaisa, depois comenta aqui se vocês gostaram do livro... =D

      Excluir
  8. Do jeito que você fala, esse livro deve ser mesmo maravilhoso.
    Vou ler e depois volto a comentar aqui. Espero gostar do livro, pela sinopse ja me deixou curiosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kelis vai na fé hahahaha, tenho certeza que você vai gostar e depois comenta sim, o que você achou =D

      Excluir
  9. Gente eu quero!!!!!!!!!!
    Parece o que senti com Belo Desastre e Métrica, os únicos do gênero que li kkk

    Beijos

    http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que você vai gostar bastante hahaha, providencia logo esse livro e leia hahahaha...

      Excluir
  10. Graziela eu indico para vc ler o livro Corações Quebrados da autora portuguesa Sofia Silva, o livro está completo no wattpad e tem essa pegada emocional.
    aqui no meu site tem o link do livro dela:
    http://www.lsmorgan.com.br/#!autores-novos/c21l8

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh que legal. eu adoro quando me indicam livros novos... Obrigada pela dica, depois vou dar uma passada no seu site.. ;)

      Excluir
  11. O nome no final da resenha está errado, é beleza perdida e não beleza roubada! ;) AMei o livro!!!

    ResponderExcluir
  12. PARA TUDO.Esse livro é lindo,você chora e ri tudo junto.Sem fala que tem contexto não é uma historia vaga,só o verdadeiro amor supera o acontecido,não olhando para o presente só se baseando no fato do intímo do ser humano.Livro top 10.

    ResponderExcluir
  13. Esse livro é perfeito.
    Poucos livros conseguiram atingir meu coração como esse.
    Indico também A Voz d Arqueiro da autora Mia Sheridan e o livro Corações Quebrados da autora Sofia Silva que estava na plataforma online Wattpad e que estamos tentando trazer para o Brasil. Muito bons.

    ResponderExcluir
  14. PRF me diga se é livro único, odeio série. Obrigada

    ResponderExcluir