Resenhas

sexta-feira, 26 de junho de 2015

:: Resenha 50 :: Escolhas, Cristina Valori

Sinopse: Quem determina o que é certo ou errado? Como saber qual caminho seguir? O que nos garante a certeza de ter feito a escolha correta? Será que a razão deve prevalecer ou seguir o coração é sempre o melhor? Você conseguiria viver sabendo que as suas decisões podem mudar tudo? Por que o destino as vezes nos testa? Para Fabiana nada poderia mudar a sua história. Ela sempre teve esta certeza, até que a vida provou que nem sempre é fácil decidir qual rumo tomar. Que o seu coração é quem comanda e a guiará para a decisão correta.
Em um sábado como outro qualquer, Fabiana se vê diante de uma situação que mudará a sua estrutura, deixando-a com dúvidas sobre a sua, perfeita, vida. Ela será obrigada a fazer a sua escolha, quando o destino exige uma decisão. Como não se entregar ao verdadeiro amor? Como viver sem se sentir culpada? E por quê? Porque ela estava sendo testada daquela forma? Essas e outras perguntas começaram a fazer parte do seu dia a dia, desde o momento que resolveu seguir os seus sentimentos.
E você? Faria o que? Seguiria o seu coração?

Nossa senhora dos livros intensos! Nossa senhora das blogueiras que inventam de virar resenhistas da noite para o dia e que devoram os livros e depois não sabem nem por onde começar a escrever a resenha, ainda mais quando a sinopse do livro não te passa o X da questão. É minha gente, não é fácil não. Hoje eu trago pra vocês a resenha do livro da nossa mais nova parceira, a querida Cristina Valori.

A Daya lá do Conchego das letras foi quem me indicou o livro e, diferente da sinopse, ela me falou do que se tratava. Na hora eu fiquei curiosa porque eu vi o quanto a história estava mexendo com ela. Depois eu resolvi falar diretamente com a Cristina, que foi um amor e super atenciosa comigo e nós conversamos e fechamos parceria. Amanhã vocês vão conhecer mais sobre ela e em breve teremos sorteios e vocês poderão ganhar as fofuras que a Cris (Olha como eu estou íntima! Kkk) nos mandou.

Maaasss, vamos parar de enrolar! rsrs Vamos a resenha! (E que a nossa senhora das blogueiras e dos livros intensos me ajudem! E ah, que o detector de spoiler esteja ligado nos meus dedos e não me deixe escrever nada de importante! Não vou, eu juro!)

Que a vida é feita de escolhas, todo mundo sabe, não é mesmo? A gente faz escolhas o tempo todo desde sempre, das mais simples e automáticas do dia-a-dia, até as mais difíceis, complicadas e desafiadoras. E não pense que pessoas maduras, conscientes e experientes fazem as melhores escolhas, as mais acertadas, pois nem sempre é assim, não é uma coisa fácil e leva tempo, ô se leva tempo...

Tem momentos que a vida parece pregar uma peça na gente, sabe aqueles testes da vida? Muitas vezes a gente até para e olha para o céu (independente da tua religião) e pergunta: “Por que eu? Por que isso agora?” Como se a gente pudesse escolher o momento, essa escolha sim é impossível de se fazer.

Em seu primeiro livro, Cristina Valori nos apresenta Fabiana. Uma mulher que poderia ser sua vizinha, sua amiga de infância, sua colega de trabalho. Uma mulher bonita, trabalhadora, mãe, esposa, filha e irmã. Fabi nos mostra, em sua narrativa, que sua vida é boa e normal, ao lado de seu marido e filhos, em seu trabalho e com seus pais, irmão e cunhadas. Seu marido é um homem digno, trabalhador, um ótimo pai e marido. Olhando assim parece que falta alguma coisa? Não parece que é um casal feliz e que se ama? Pois é, é o que parece.

Só que a vida de Fabi muda completamente em um sábado, quando ela, o marido e os seus cunhados vão até um estúdio de tatuagem. Anderson, o proprietário do estúdio, não terá tempo de atender três pessoas, então ele fica com o casal de cunhados de Fabi e acaba indicando ela para outro tatuador, o Gustavo.

Criei coragem e me virei. E foi aí que me encontrei e me perdi.
Ele estava lá, parado na porta, tão surpreso quanto eu. O tempo passou desapercebido enquanto nos olhávamos.
O que senti? Como descrever? Sabe aquele olhar que falei? Então, ele me deu. Simplesmente parei de respirar. Naquele momento, só existíamos nós dois naquela sala. Nunca me senti assim antes, foi perturbador. (...) E me olhava como se eu fosse única.

Falei que esse momento do trecho a Fabi está sozinha na sala do Gustavo esperando por ele, enquanto o marido foi buscar um café pra ela e os cunhados estão na sala do Anderson? Não, né? Pois é. Nessas horas dá vontade de apertar o botão de pause no controle remoto da vida, olhar pro céu e perguntar: “Tá de sacanagem comigo?”

Mas a Fabi e nem ninguém tem esse controle remoto e tem coisas na vida que a gente não tem como mudar. As coisas simplesmente acontecem e escolhas (olha ela aí) precisam ser tomadas. A gente escolhe entre amar e não amar? Impossível! A gente escolhe quem a gente vai amar? Também não! Fabi tem uma vida ótima, uma família feliz, um homem maravilhoso ao lado, mas faltava alguma coisa. Ah, mas ela não amava o marido? Claro que amava, afinal ele é um homem maravilhoso, um pai maravilhoso, mas... e a paixão? E aquele olhar que tem ligação direta com as borboletas que vivem dentro de nós, digo, da Fabi? (rsrs)

O amor, a gente sabe que é um risco muito grande por ser um sentimento forte, intenso, profundo, e ele também é algo completamente incontrolável, porque a gente não tem garantias ou certezas sobre o que sentimos e menos ainda do que sentem por nós. Então, por mais que naquele momento, naquela troca de olhares, eles tenham se encontrado, as coisas não eram simples. É óbvio que Fabiana ficaria confusa e se sentiria perdida. E quem não ficaria numa situação como essa?  Ela tem uma vida construída e de uma hora para a outra tudo muda e ela tem que escolher que caminho seguir. E eu só digo uma coisa, não vai ser fácil pra Fabi. Muitas coisas, muitos obstáculos irão pintar em seu caminho e só lendo pra vocês verem o quanto esse livro é real e intenso.

- Quero que saiba que haverá sofrimento, mas com certeza, não acontecerá à toa. Tudo na vida tem um sentido, por mais difícil que possa parecer, e mesmo que agora nem você e nem ele entendam os porquês, sempre existe um.

Eu comecei a ler esse livro no último sábado à noite e domingo à noite já estava concluindo. São 254 páginas de uma escrita fácil, envolvente, gostosa, intensa e leve, leve por conta da fonte maiorzinha que faz a leitura fluir sem você perceber que está comendo o livro, e intensa pela carga da história que não te deixa largar o livro, querendo saber o que irá acontecer a cada capítulo. A capa é belíssima e confesso que uma hora eu fiquei me perguntando o que tinha a ver com a história, até que o momento chegou e eu entendi (rs). Com capítulos narrados por Fabiana, Gustavo e até mesmo pelo marido da Fabi, esse livro tem um detalhe que vocês sabem que eu aaaaaamo, que é a música. *-* A cada final de capítulo a Cris colocou um trechinho de uma música, e as músicas são perfeitas para cada momento. Vale a pena ler ouvindo cada uma delas e com certeza nós teremos um Letra e Música especial Escolhas aqui no blog.

Choramos pelo tempo perdido, pelas escolhas erradas, pelas mágoas e pelas culpas. Choramos pelo passado, presente e futuro. Como seria o nosso futuro? Será que ainda sofreríamos mais provas? Será que o nosso amor ficaria mais forte? Não saberia te responder. Enquanto a envolvia em um abraço cada vez mais forte, tentando nos transformar em um só, eu fiz uma promessa. Prometi pela minha vida, que faria de tudo por ela. Nunca mais a deixaria ir embora.

Super recomendo essa belíssima história de amor que me prendeu, que me deixou nervosa querendo saber como as coisas iriam se resolver e nervosa com o tempo que aqueles dois cabeçudos deixaram passar com suas inseguranças.

Título: Escolhas
ISBN-13: 9788568839003
ISBN-10: 8568839002
Ano: 2015
Páginas: 254
Editora: Qualis
Compre aqui: Qualis Editora
Classificação:


Leia o 1º capítulo do livro no Wattpad.

Atenção: O book trailer contém spoilers!

Comente com o Facebook:

14 comentários:

  1. Olá
    eu gosto muito da história que esse livro propõem, mas eu acho essa fonte da capa muito feia kkk, espero poder ler mais sobre o lviro
    Bjsk
    Passa Lá - http://ospapa-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha gosto é gosto, né, eu acho a fonte bonita. E sim, a história é muito bacana. ;)

      Excluir
  2. eu gostei o livro, mas nao me interessou tanto assim, pra mim a autora criou uma coisa meio dificil,mas entendi a mensagem que ela quis passar, que o amor vem quando a gente menos espera, so achei chato neh ja´que ela tem marido e tals.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acontece, né? Mas vale muito a pena ler pra ver o que cada um passou. ;)

      Excluir
  3. Gostei da historia, eu queria saber mais sobre esse "triangulo" amoroso. Me deixou muito curiosa, para saber como vai ser desenvolver esse romance.
    :***

    ResponderExcluir
  4. Ahh eu gostei da historia, quero saber mais sobre a historia.
    Essa autora tem outros livros lançados?
    Queria saber se essa capa (a praia), tem alguma relação com a historia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que vc viu na entrevista, né? Esse foi o primeiro e ela já tem um livro novo a caminho. ;)
      Quando a praia, ela aparece sim. ^^

      Excluir
  5. Eu nunca ouvi falar desse livro nem dessa autora.
    Achei bem interessante toda a a historia.
    Afinal qual tatuagem eles iam por?
    Ansioso pelos sorteios, queria saber o que é aquele livrinho pequeno. É um chaveiro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito interessante, vale muito a pena ler, Thiago. A Fabi tatuou uma frase do livro Louco por você da Jasinda Wilder: "Força é aprender a viver apesar da dor."
      E ali é um bloquinho de post it. ;)

      Excluir
  6. Nossa Bianca ler esse livro deve ser maravilhoso e muito emocionante. Dica super anotada e entrou na minha lista de desejados.

    Bjos

    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim, Kênia, é bem emocionante e intenso! ;)
      Bjão

      Excluir
  7. Eu gostei da historia do livro. Fiquei curiosa para saber sobre as "escolhas" da Fabiana.

    ResponderExcluir