Resenhas

sexta-feira, 17 de julho de 2015

:: Resenha 59 :: Não Conte a Ninguém, Harlan Coben


Sinopse: David Beck e sua esposa Elizabeth comemoram o aniversário de seu primeiro beijo quando uma tragédia interrompe o clima de romance: Elizabeth é brutalmente assassinada. O caso acaba sendo resolvido e o assassino, condenado. No entanto, David não consegue superar a morte de Elizabeth. Depois de oito anos, ainda se lembra de todos os detalhes. Mas é no dia do aniversário de morte de Elizabeth que a história realmente começa. Uma estranha mensagem aparece no computador de David, uma frase que somente ele e a esposa conhecem. De repente ele depara com o que parecia impossível - em algum lugar, de alguma maneira, Elizabeth está viva. Ele é advertido para que não conte a ninguém e envolve-se em um sombrio e mortal mistério, sem saber que já está sendo seguido por alguém que o tentará deter antes que descubra toda a verdade.

Com certeza faz mais de dez anos que eu li um livro do Sidney Sheldon, um dos vários que a minha mãe tem dele e pra vocês terem uma ideia eu nem lembro o nome, já que naquela época eu não era a viciada de hoje. Só que eu lembro muito bem o quanto eu fiquei tensa, porque até hoje eu lembro o susto que eu tomei com o meu irmão entrando no quarto bem na hora em que eu lia uma parte extremamente tensa do livro. Menos que isso, talvez uns seis anos atrás, eu li O Código da Vinci e Anjos e Demônios do Dan Brown, então vocês podem ver que há tempos eu não lia uma trama policial cheia de suspense e mistério.

Harlan Coben me deixou nervosa, tensa, numa crise de ansiedade louca e claro, me fez chorar, porque né... eu sempre choro. 

Pequeno perguntou:
- Mas, quando tivermos morrido e partido, você continuará me amando, o amor continua?
Grande abraçou Pequeno carinhosamente enquanto contemplava a noite, a lua na escuridão e as estrelas brilhantes.
- Pequeno, olhe as estrelas, como brilham: algumas já morreram faz tempo. Mas elas continuam brilhando no céu noturno, para você ver, Pequeno, que o amor, como a luz das estrelas, nunca morre...
- Debi Gliori, Aconteça o que acontecer (No matter what) -

Em Não Conte a Ninguém nós vamos conhecer o jovem casal David e Elizabeth de 25 anos que, acredite, tornaram-se almas gêmeas aos 7 anos de idade, quando se conheceram. Os adultos achavam esse relacionamento, que de fato iniciou quando eles tinham 12 anos, ao mesmo tempo bonitinho quanto prejudicial, principalmente o pai de Elizabeth. Ela mesma achava que quando eles amadurecessem eles romperiam, mas não foi o caso.

Eis que 13 anos depois eles estão de volta ao lago Charmaine pra comemorar o primeiro beijo, que foi dado em frente à árvore deles onde há gravado as iniciais dos dois e 12 barras talhadas marcando cada aniversário daquele primeiro beijo. E é lá que David e Elizabeth são brutalmente atacados. Ela é levada e ele é deixado no lago inconsciente, e dias depois o corpo de Elizabeth é encontrado com caraterísticas de ter sido mais uma vítima de um serial killer chamado KillRoy, que fora capturado três semanas depois.

Passados 8 anos, David, que não superou a culpa e a morte da mulher, recebe um email super misterioso que o faz voltar até aquele fatídico dia e a partir desse email tanta coisa vai se desencadeando que a vida desse jovem médico pediatra se transforma completamente e ele começa a duvidar e a se questionar se Elizabeth realmente morreu ou não.

Corri para o consultório cedo na manhã seguinte, chegando duas horas antes do primeiro paciente agendado. Liguei o computador, encontrei o email estranho e cliquei no link. A mensagem de erro surgiu novamente. Nenhuma surpresa. Fiquei a mensagem, lendo-a repetidas vezes na esperança de descobrir um sentido mais profundo. Não encontrei.

Sério, algumas pessoas falaram pra mim que logo descobriram o mistério, mas não é possível. Você pode levantar suspeitas, eu até tinha algumas ideias formadas, mas toda hora era um acontecimento novo e um personagem novo que surgia na trama que te faz parar e ficar com uma interrogação enorme rondando e piscando em cima da sua cabeça e você tira os olhos do livro só pra falar: “Mas peraí...”

Por fim, tudo vai se encaixando, os mistérios vão sendo revelados e você vai comendo o livro até que o final faz o teu queixo bater no chão! Sério, eu nunca ia imaginar o que Harlan revela somente nas três últimas páginas, na boa. Se você descobriu de cara, deixa eu levantar aqui e bater palmas e você levanta essa bunda daí e vai trabalhar pra polícia (rsrs).

Lembrei-me então dos sonhos cativantes – dos momentos noturnos de fuga em que eu a abraçava e acariciava seu rosto, ao mesmo tempo que me sentia afastado dali, consciente de que, mesmo em meio ao júbilo, aquilo não era de verdade e logo eu seria arremessado de volta ao mundo real.

Gostei muito da escrita do Harlan, pois mesmo sendo um livro intenso, ele é bem gostoso de ler. Ele intercala narrações em primeira pessoa com o David e em terceira pessoa nos momentos dos outros personagens. Mas é uma leitura que vale toda sua atenção, pois contém detalhes importantes e muitos personagens que apesar de serem secundários, são de extrema importância pra história.

Título: Não Conte a Ninguém
Título original: Tell No One
Autor: Harlan Coben
ISBN-13: 9788575810903
ISBN-10: 8575810901
Ano: 2003
Páginas: 415
Editora: Arqueiro
Compre aqui: Americanas
Classificação:

Comente com o Facebook:

8 comentários:

  1. Como eu já este livro, posso ler essa resenha tranquila kkkkkkkkkkkkkkkk Sou suspeita para falar de Harlan, sou louca por ele !!!!! Fiquei exatamente como você lendo Não Conte a Ninguém: nervosa, tensa e com crise de ansiedade (eu só não chorei). Eu cheguei a sonhar com essa história kkkkkkkkkkkkkkkkkk E o final ??? é SURPREENDENTE !!!!!!
    Parabéns Bia, a resenha ficou PERFEITA !!!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi Bia.
    Eu li esse livro ano passado e achei bastante surpreendente, principalmente o mistério nele. A história consegue prender o leitor até a última página, espero que os outros livros que tenho do Harlan seja tão bom ou melhor do que esse.

    Bjos

    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Virei fã numero um dele!!! vou ler esse com certeza, mas me preparando para as surpresas.. rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  4. Li apenas um livro do Harlan, Quando ela se foi, e eu até que gostei,mas mesmoassim não consegui me interessar muito pela escrita do autor. Eu acho que eu tenho algum problema, porque a maioria dos livros e autores que são muito conhecidos e que as pessoas mais amam são os que eu menos gosto

    ResponderExcluir
  5. Como assim ela ta viva gente? o.O
    Eu gostei muito da premissa, estou procurando mesmo um livro que me deixe de boca aberta.
    Eu já vi muitos elogios para esse autor mas nunca li nenhum livro dele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu aconselho A Garota no Trem pra quem gosta de livros como Não conte a Ninguém :)

      Excluir
  6. Eu gostei muito da escrita dele,e não imaginava esse desfecho,me surpreendeu. Livro te prende, li rapidinho.

    ResponderExcluir
  7. Acabei de ler esse livro. O enredo me prendeu e fiquei super curiosa para ver o desfecho, mas após seu término ficou algo no ar meio perdido. Se o doutor foi o estopim de todos os acontecimentos por que nunca desconfiou de nada do que veio depois? Acho que faltou um pouco de consistência nesse quesito, mas de resto tudo bem.

    ResponderExcluir