Resenhas

sexta-feira, 10 de julho de 2015

:: Resenha 56 :: Sombras do Medo, Camila Pelegrini

Sinopse: Em um futuro pós destruição em massa, provocada pelas guerras humanas e desastres naturais - para os quais os humanos também contribuíram grandemente - o mundo é dividido em 5 grandes regiões. Em cada uma delas vivem ordinários e singulares, pessoas com ambições completamente diferentes. Estes dominam o mundo. Aqueles tentam tão somente sobreviver.
E ao viverem dessa forma, a bondade beira à extinção. O caos reina em seu lugar, despertando forças malignas que há muito esperam para serem alimentadas.
A maior guerra de todos os tempos finalmente começa e a humanidade já se encontra em desvantagem.
E em meio a tanto ódio e destruição, será o amor capaz de afastar as Sombras do Medo?

Preparem-se para uma revelação bombástica! Preparados?... Esta foi a primeira distopia que eu li.... o.o
Ok, pude até ouvir o “Ooooohhh!” de vocês, podem parar e fechar a boca pra não babarem no teclado ou no celular. U.u

Pois é, tudo nessa vida tem uma primeira vez e como diz o velho deitado, antes tarde do que nunca. O importante é que eu comecei e olha, vou falar pra vocês, comecei tirando onda porque esse livro é bom demais!!!!!

Antes de começar, aqui vai uma breve explicação caso você ainda não saiba muito bem o que é uma distopia:

Distopia é qualquer representação ou descrição de uma organização social futura caracterizada por condições de vida insuportáveis, com o objetivo de criticar tendências da sociedade atual, ou parodiar utopias, alertando para os seus perigos; antiutopia [Famosas distopias foram concebidas por romancistas como George Orwell 1903-1950e Aldous Huxley 1894-1963].

Agora vamos lá!

Camila Pelegrini, nossa mais nova autora parceira, criou um mundo que era dividido em cinco capitais que ficavam nos pontos vitais do planeta, onde se encontravam as maiores fontes de riqueza natural, que era onde passavam os principais cursos fluviais e onde o solo era fértil para a plantação. Nessas capitais viviam as pessoas mais poderosas do mundo, os singulares. Enquanto do lado de fora das grandes muralhas que circundavam essas capitais, viviam os ordinários, miseráveis que sofriam os efeitos drásticos da redução da água e da natureza.

- Mamãe, nós vamos todos morrer?
- Um dia, mas um dia bem distante de hoje, querida. Por que a pergunta?
A menina, ainda entre lágrimas, havia respondido:
- Você disse que dependemos das árvores para viver. E não vejo mais muitas delas. Quer dizer que haverá cada dia menos de nós também?
A mãe com o coração estilhaçado, e também pesado de culpa, a havia apenas abraçado e chorado junto.
- Espero que não, querida, espero que não.

Na história desse mundo irreal que subliminarmente fala sobre os seres humanos e sobre um mundo que se nós bobearmos deixa de ser irreal ou, se olharmos por outra perspectiva nós até o enxergamos nos dias de hoje, nós vamos conhecer Anabele, uma doce menina de 21 anos que não aceita essa realidade em que vive, e sua mãe, Amanda, que chegou um dia, a conhecer a realidade de um mundo dividido em países, estados, cidades; um mundo onde a chuva e até as árvores não eram escassas. Vamos conhecer também Vincent, outro ordinário e grande amigo de Ane e Amanda; e Henry, um forasteiro dono de um sorriso sarcástico que adora deixar Ane corada.

O mistério todo se dá quando grandes sombras, gritos aterrorizantes e um fogo que em vez de esquentar, traz um feio congelante, resulta em desaparecimentos cada vez mais constantes. Ninguém sabe o que é isso que vem acontecendo, até que alguns ordinários veem a tal criatura que causa tudo isso e aí que entra a mensagem subliminar incrível que é óbvio, eu não vou contar.

... Você me fez acreditar em coisas boas, Ane. Despertou a minha fé na humanidade e no... amor – sua voz estava muito baixa e rouca quando pronunciou a última palavra. – Eu sei que você sonha em mudar esse mundo, mas se serve de alguma coisa, saiba que você mudou o meu.

A guerra pela sobrevivência começa contra essa criatura, até que ordinários e singulares se veem do mesmo lado, tendo de se unirem contra esse mal que surgiu que não os vê como singulares e ordinários, ele veio pra destruir qualquer um, seja quem for. Por trás disso tudo, Ane e o forasteiro passam por uma grande prova, a da confiança e da fé no verdadeiro amor.

Toda a mensagem por trás do livro é incrível e é difícil falar porque estragaria a surpresa e o entendimento de vocês. A capa é belíssima, a narrativa é em 3ª pessoa, coisa que eu gosto bastante e é um livro recheado de ação, mistério, suspense, romance e drama, numa escrita que te prende do começo ao fim. Leiam!!

Título: Sombras do Medo
ISBN-13: 9788565490764
ISBN-10: 8565490769
Ano: 2014
Páginas: 200
Editora: Garcia
Compre aqui: Editora Garcia
Classificação:

Comente com o Facebook:

9 comentários:

  1. Que resenha liiiinda!
    Fico imensamente feliz por vc ter gostado, Bia! E imensamente grata por seu texto tão bonito e caprichado.
    Muito obrigada mesmo... adorei <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eeee, fico super feliz por você ter gostado! Obrigada e parabéns pelo livro incrível! Sucesso!
      Bjks

      Excluir
  2. Colocando no topo da lista depois dessa resenha mara em, 3, 2, 1... <3

    ResponderExcluir
  3. P ARABÉNS,pela resenha já que é um estilo que você não curtia.Tambem não li muitas só Divergente.As resenhas nos fazem conhecer melhor o livro,e nos dá mais interece ou não kkkk..COMO DIZ O VELHO DEITADO vc é uma figura Bia gosto do seus comentarios.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahah pois é, não é nem que eu não curtia, eu só não tinha tido ainda a oportunidade, meio que ficava protelando, mas o dia chegou e eu adorei! Quando puder leia, é muito interessante. ;)

      Excluir
  4. Eu nunca ouvi falar desse livro, mas a forma como você falou dele parece realmente bom.
    Foram tantos elogios que vou da dar uma oportunidade a esse livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Para receber nota maxia deve ser realmente um bom livro. A capa élinda, a resenha ficou perfeita e esse livro é um que realmente me interessa e que eu quero muito ler

    ResponderExcluir