Resenhas

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Entrevista: Vivian Lopes

Tem alguns dias eu falei com vocês sobre um livro que adorei, uma indicação que chegou ao nosso blog por email e que eu corri para comprar e absolutamente amei! 

Bem-vindo a Napoli foi uma agradável surpresa que eu amei conhecer e como aqui no Viciados nós amamos dar serviço completo, assim que eu terminei de ler fui direto convidar a Vivian Lopes, autora dessa delícia de livro, para uma entrevista e fiquei muito feliz quando ela não só topou, como também enviou uns marcadores lindos do livro dela (em breve alguém vai receber um deles no TOP Comentarista!).

Vocês vão conferir agora essa entrevista e no final, deixo mais uma vez o link para comprar o livro pela Amazon! 



Primeiro Vivian, gostaria de te agradecer por topar participar dessa entrevista e por ter enviado o e-mail contando sobre o seu livro, eu adorei a história! Minha primeira e talvez principal pergunta é: vai ter ler livro físico? Na resenha recebemos essa pergunta algumas vezes! 
Eu é que agradeço! Fico muito feliz que você tenha gostado da história. No momento não há planos para o livro físico, mas, se o e-book conseguir conquistar um bom número de leitores, pode ser que mais para frente saia.
Quando surgiu Bem-vindo a Napoli? Vicenzo não é aquele típico jogador do futebol, você fugiu do esteriótipo jogador mulherengo e farrista e eu adorei! E a Paula parece aquela sua amiga, vizinha, decidida e doce e formaram um casal fabuloso. Qual foi a sua inspiração para criar essa história e para os personagens? 
As minhas grandes inspirações foram justamente a cidade de Nápoles e o time da cidade, o SSC Napoli. Quanto aos personagens, quando eu os imaginei, eles já nasceram com essa personalidade, o que é ótimo, porque se qualquer um deles fosse diferente, acho que eles acabariam não se interessando um pelo o outro.
Uma coisa que eu acho muito importante na hora de criar e desenvolver os personagens é que eles tenham uma personalidade real e de fácil identificação, que o leitor possa se ver neles ou vê-los como um amigo ou conhecido, então acredito que isso contou para que eles sejam do jeito que eles são.
Eu não consigo nem imaginar o Vicenzo baladeiro! A família Guicciardini é tão simples e espontânea que eles nunca deixariam ele se tornar um daqueles jogadores metidos e mulherengos. Sem contar que ele ouviria bons sermões do avô se passasse a madrugada na farra ao invés de descansando para os jogos. 
As descrições dos jogos são bem reais, por muitas vezes me senti “assistindo” um jogo do Napoli! Como foi escrever os jogos? 
Descrever os jogos foi a parte mais difícil durante o processo de escrita. Primeiro porque eu não queria que os resultados fossem inverossímeis. Sabe quando você lê um livro ou vê um filme e pensa ‘isso nunca teria acontecido na vida real’? Esse era um dos meus maiores medos, então eu escolhi as partidas mais marcantes do SSC Napoli durante as temporadas 2009 e 2011 e as coloquei na história, portanto, todos os jogos descritos no livro são jogos reais. Eu adaptei algumas coisas porque tive que incluir o Vicenzo nas partidas, mas aqueles resultados realmente aconteceram, até os mais inacreditáveis!
Segundo porque futebol é algo muito visual, então eu precisava descrever os jogos de um jeito que os leitores sentissem como se realmente estivessem assistindo a eles. Me deixa muito feliz saber que você se sentiu assim!
E terceiro porque futebol é emoção, então, além de descrever as jogadas, eu tinha que criar a atmosfera do jogo e transmitir toda a emoção do momento. Espero ter conseguido.

Eu vi no Skoob que Bem-vindo a Napoli está marcado como série, com o nome Guicciardini. Vamos ter mais livros? Se sim, será sobre Paula e Vince? Estou morta de curiosidade, conta mais para gente, por favor! 
Sim! Serão três livros e o plano é contar todo o percurso da carreira do Vicenzo. Eu não posso dizer muito, mas o segundo terá fortes emoções, porque tanto ele quanto o time vão estar mais nos holofotes, então nossos protagonistas vão ter que aprender a lidar com os contras de ser um jogador mundialmente conhecido. E dessa vez nós vamos acompanhar uma temporada inteira do SSC Napoli.
Uma curiosidade que ficou na minha cabeça o livro inteiro, porque Napoli, porque o NSC Napoli? Entre tantos times que existem no Brasil e no mundo, o que o Napoli fez para ser escolhido? 
Porque tudo começou com a cidade de Nápoles, com o jeito mágico e contagiante da cidade. E o time não fica atrás, a torcida do Napoli é apaixonada e apaixonante, eles são incríveis. Nada se compara com o San Paolo cantando ’O Surdato ’Nnammurato. É impossível não se apaixonar. Fora que o Napoli é o azarão. Ele é aquele time que quando você acha que não tem mais jeito, ele vira o jogo no último segundo e eu adoro isso, porque me faz acreditar que tudo possível, não só no futebol, mas na vida também. 
Como você começou a escrever, Bem-vindo foi seu primeiro livro ou o primeiro que você publicou? 
Eu comecei escrevendo roteiros de cinema e Bem-vindo a Napoli foi a primeira vez que eu tentei escrever qualquer coisa no formato de livro mesmo.
Eu vi que você tem uma degustação do livro no Wattpad, você costuma usar a plataforma para postar o livro completo? Podemos esperar alguma surpresa por lá, um novo livro, quem sabe. 
Eu postei Bem-vindo a Napoli na integra no Wattpad, mas tive alguns problemas com a plataforma no quesito edição e formatação (acho que o problema sou eu que não sei mexer direito mesmo), então não postarei mais livros completos, mas postarei pelo menos o primeiro capítulo dos próximos livros lá.
Quanto a surpresas, mais para frente, antes de publicar a sequência de Bem-vindo a Napoli, talvez eu poste uma short story contando o que aconteceu entre um livro e outro.
Vivan, adorei ler o seu livro, espero de coração ter mais obras suas na minha estante, seja virtual ou física. Parabéns de verdade pelo seu trabalho e obrigado por topar essa entrevista! Quer deixar uma mensagem final para os leitores? 
É muito gratificante saber que alguém gostou de algo que eu escrevi e espero voltar em breve com outros livros. Obrigada pela atenção, pelo carinho e pelo espaço, Talita.
Gostaria de agradecer a todo mundo que tirou um tempinho para ler a entrevista, espero que vocês tenham gostado e que tenham ficado com vontade de ler o livro. Qualquer dúvida vocês podem me achar no twitter: @pvivianlopes.
Vejo vocês em breve, abraços.
Então, vocês viram que não tem previsão para existir um livro físico, maaaaaas se o ebook conquistar mais leitores pode rolar no futuro, então galera, se você gostou da sinopse e da resenha de Bem-vindo a Napoli adquira o seu exemplar lá na Amazon! Você pode comprar clicando aqui e lembrando que não precisa ter um Kindle para ler um ebook da Amazon, basta ter o app em um computador, tablet ou smarthphone compatível.

Página oficial do livro Bem vindo a Napoli
Para comprar basta ir lá na Amazon (basta clicar no nome).

Comente com o Facebook:

5 comentários:

  1. A autora deve ter tido um trabalho minucioso para escrever com tantos detalhes uma partida de futebol. E não somente isso, como o livro é ambientado na Itália, descrever uma outra cultura é um pouco difícil. Fiquei me perguntando se a autora já conhecia o país.
    Foi uma ótima entrevista!

    ResponderExcluir
  2. Terminei de ler o livro ontem e amei. Adorei a entrevista, a autora é uma graça. Ansiosa pelos outros livros.

    ResponderExcluir
  3. A entrevista ficou ótima, parabéns !!! Como a autora é linda, rostinho de menininha !!!!
    Fiquei super afim de ler esse livro quando eu li a resenha, uma pena saber que não tem planos para livro físico. Juro que já tentei ler e-book mas não consigo. :(

    ResponderExcluir
  4. Estou louco para ler esse livro da Vivian, fiquei encantado pela história entre o italiano e a brasileira. Espero não me decepcionar com a leitura. Ótima entrevista!

    ResponderExcluir
  5. Ela parece ser muito carismatica.Puxa que trabalho descrever uma partida de futebol,ainda mais real.Eu só sei quando é gol kkk entendo quase nada das regras.

    ResponderExcluir