Resenhas

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

:: Resenha 73 :: Lick, Kylia Scott


Sinopse: Uma noite de aventuras. Um casamento inusitado. E uma ardente história de amor…

No impulso de uma noite de diversão e bebedeira em Las Vegas, Evelyn Thomas casou-se com um desconhecido. No dia seguinte, porém, ela se deu conta de que aquilo fora um terrível engano. Então, decidiu manter este pequeno deslize em segredo.

O que Evelyn não sabia era que havia se tornado a esposa do cobiçado David Ferris, guitarrista da famosa banda de rock Stage Dive. Agora, ao retornar para sua casa em Portland, ela terá de enfrentar as perseguições de repórteres, fugir às loucuras das fãs do astro e ainda encarar sua família, que não demonstrou nenhum contentamento com o ímpeto matrimonial da jovem filha.

Será que Evelyn conseguirá resistir às delícias de David a fim de permanecer como “a garota certinha” ou decidirá embarcar nessa glamourosa aventura junto ao marido rockstar?





Então vamos falar de Lick, o primeiro livro da série Stage Dive...



Fiquei bem feliz quando soube que a editora Universo dos Livros iria lançar o livro aqui no Brasil. Essa série tem um personagem que eu amo demais, que é o baterista mais sem noção e irresistível, o Mal (Malcom). Vamos conhecer mais dele no segundo livro, Play.
Só para ter uma ideia do quanto eu gosto dele, eu li o segundo livro umas três vezes! Mal tem um senso de humor único e fica difícil você não se apaixonar por ele. A sua participação em Lick é bem bacana, ele é o responsável por trazer momentos divertidos no livro, uma vez que a história de David e Evelyn é bem intensa, com um romance que se destaca por seus problemas.

É uma história de amor tentando vencer barreiras, pois mesmo sabendo que existem garotas que adorariam acordar casada com um rockstar famoso, não podemos deixar de lado o fato que a vida com eles não é nada fácil. Agora imagina uma garota que nunca ligou para isso, não é fã de rock e não tem a mínima noção de quem é o seu “marido.” 

É o caso de Evelyn que acabou de completar 21 anos. Uma garota toda certinha, que segue planos de uma vida que planejou desde pequena. Boa aluna, com uma entrevista de estágio marcada em uma empresa conceituada, Evelyn estuda arquitetura e segue a mesma profissão que o pai. A garota é o orgulho da família.

E dando uma olhada no que acabei de dizer, podemos dizer que Evelyn é uma filha toda centrada, certo? Podemos dizer isso, né? 

Não, não podemos... Porque Evelyn não é tão centrada assim. Pelo menos não até a manhã seguinte do seu aniversário de 21 anos, que ela acorda em Las Vegas com uma forte ressaca e sentada no banheiro de seu quarto de motel sem saber como foi parar lá.

“Acordei no chão do banheiro. Tudo doía. Minha boca mais parecia uma lata de lixo e o gosto era ainda pior. A última coisa de que me lembrava era da contagem regressiva até a meia-noite e da excitação por completar vinte e um anos, adulta finalmente. Havia dançado com Lauren e conversado com um cara. Em seguida BANG! Tequila. Uma série de doses acompanhadas por limão e sal.”

Posso dizer a favor de Evelyn que essa bebida é o céu e o inferno junto. Sério... Sou prova viva de que essa bebida mexicana é o combustível de muitas noites. Aqueles “shots” é uma coisa de louco, e posso dizer também que para quem gosta de um agito em alto grau, esse destilado é obrigatório em uma balada. Mas também posso dizer que depois, descobrimos o inferno no dia seguinte. Então eu acredito em Evelyn e até simpatizo um pouco com o que aconteceu com ela.

Então, voltando à história. Evelyn não está sozinha no quarto, ela está com um homem lindo, sem camisa e todo tatuado. Surpresa e ainda tentando descobrir como ela foi parar naquele estado deplorável, com um estranho todo preocupado com ela, ela conversa com ele e tem uma surpresa maior ainda quando ele solta:

– Deixa eu ver se estou entendendo direito, você não se lembra de nada?
– Não – respondi, engolindo com dificuldade. – O que fizemos ontem à noite?
– Nós nos casamos, porra! – grunhiu ele.

E aí que ela vê o anel de brilhantes gigante em sua mão esquerda:


Quem nunca se meteu em uma roubada por causa de uma noite de porre né? Quem nunca...


Bom voltando ao foco... aí começa a história de Evelyn, a garota não tem ideia de como fazer para consertar essa situação, não conhece o homem com quem se casou e que com o tempo vai se apaixonando. Cheia de dúvidas e ao mesmo tempo descobrindo novos sentimentos, a história dos dois é com altos e baixos bem intensos.

E David tem seus fantasmas do passado e um pacote nada legal que incluí problemas familiares e problemas com a banda, que já está há um bom tempo sem compor nada. Mas mesmo assim, ele acredita que Evelyn e ele merecem uma chance. 

"Quero que você volte para LA comigo. Eu quero você comigo. Sei que a faculdade vai recomeçar eventualmente e nós vamos ter que decidir o que fazer. Mas independente do que aconteça, não quero que fiquemos separados."

Kylie Scott conseguiu mostrar bem o quanto David é um cara sensível e diferente. Por ele ser um rockeiro, todo tatuado e guitarrista de uma banda super famosa, a tendência para muitos é que ele seria um porra louca, egoísta que passa sua vida regada a muito álcool e drogas. Certo? Errado... Não é isso que acontece com ele. Mesmo preso na tristeza do seu passado que rouba sua felicidade quase o todo tempo, sua criatividade e o amor próprio, David é totalmente diferente daqueles que o veem e o julgam como um estereótipo. Não adianta negar que isso acontece muitas vezes (não só nesse caso , claro!), mas existem pessoas que sem ter conhecimento sobre grupos sociais ou características de indivíduos, como a aparência, condições financeira, comportamento, sexualidade etc. Geralmente baseiam suas opiniões em opiniões alheias e as tornam como verdadeira. Um conceito infundado sobre algo e é geralmente depreciativo e muitas vezes causando impacto negativo nos outros. Então quando você conhece David, você consegue ver o quanto Kylie mostra que estereótipo aqui com ele não rola.

E a luta dos dois para dar uma chance a esse amor que vai crescendo, deixa você muitas vezes com lágrimas nos olhos. A realidade da situação, as descobertas dos sentimentos, tanto sobre o amor, a vida entre casal e os segredos, fazem a história de Lick ser um YA marcante, com cenas eróticas de qualidade, apesar de não ser esse o foco do livro, como alguns livros eróticos. Aqui o foco é sobre a descoberta de amar e ser amado e de superações.

"-Sim, eu gosto do jeito que você é, deixe passar qualquer merda que passe pela sua cabeça. Não tentou me enganar ou me usar. Você está apenas... ficando comigo. Eu gosto de você. - Fiquei ali sem palavras por um momento, surpresa."

"Mas eu casei com você, Evelyn, porque você faz sentido para mim. Nós fazemos sentido. Nós somos muito melhor juntos do que separados."

"O amor nem sempre é tranquilo e sem incidentes. Ele pode ser bem doloroso e confuso — disse ele. — Mas não quer dizer que não possa ser a coisa mais incrível a acontecer com você."

O livro é narrado em primeira pessoa e Kylie  tem uma escrita bem bacana, sua narrativa é gostosa e seus personagens são muito bem construídos. A sequência da série Stage Dive, tem o segundo livro Play que traz a história do meu amado baterista Mal; Lead, o terceiro que contará a história do vocalista da banda, Jimmy e Deep, o último livro que foi lançado em março no exterior e contará a história do baixista Ben.


O único que não li ainda dá série foi o último livro e estou morrendo de vontade de ler, mas ainda não saiu a tradução do bendito (não que eu saiba). =(


Leitura recomendadíssima pessoal, espero que vocês gostem a ponto de dar uma chance e colocar ele na lista de vocês. 

Título: Lick
Título Original: Lick
Série: Stage Dive #1
Autora: Kylie Scott
Gênero: New Adult
ISBN-13: 9788579308819
ISBN-10: 857930881X
Ano: 2015
Páginas: 304
Editora: Universo dos Livros
Compre aqui: Amazon
Skoob | Goodreads
Classificação:

Comente com o Facebook:

17 comentários:

  1. Eu já tinha lido algumas resenhas desse livro. Eu não gosto muito de historias com famosos, artistas, acho meio chato.
    Mas falam que esse livro tem um romance bem diverto, quem sabe eu dê uma oportunidade a ele.
    Boa resenha Gazi. :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dá uma chance Thiago, para falar a real tudo que é demais enjoa e eu sei que tem vários livros assim, mas essa série é bacana! Se um dia você resolver ler, comenta aqui depois...;)

      Excluir
    2. Minha namorada comprou esse livro, vou ler junto com ela. Quem sabe eu acabe gostando, depois volto aqui e digo o que eu achei.

      Excluir
  2. Eu gostei muito desse.Imagina acorda e não lembra que casou, um anel no dedo , um homem super gostoso.A Vegas.....esquece o passado e foca no futurokkkkk.Também achei Mal,delicioso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mal é tudo de bom Elisangela! Sou completamente apaixonada por ele hahahahahaha...

      Excluir
    2. Eu comecei o terceiro mas não terminei. Gostei mais do Mal também.

      Excluir
  3. Eu estava pensando em ler essa serie. Falam tão bem desse livro que já estava curiosa para conhece-la.
    É linda a capa do segundo livro. Calor!!
    Adorei o quote "– Nós nos casamos, porra! – grunhiu ele." srrsrsrrs
    Acho que essa será minha próxima leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thaísa leia e depois me conte se gostou!
      Hahahahaha sim o calor é forte com essa capa! =P

      Excluir
  4. Adoro livro assim, é muito amor!! Essas capas são tão lindas.
    Adorei a premissa e já estou amando o David, sem nem ter lido o livro. Já me animei aqui para lê-lo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A que bom que gostou Kelis! Leia e depois me conte sobre o que achou do livro. =D
      Dessa série o meu preferido é o Mal, como falei na resenha... O humor dele é único e sou completamente apaixonada por ele. hahahahaha

      Excluir
  5. Me enviaram esse livro em pdf, mas quando fiquei sabendo que ia ser lançado aqui, achei melhor esperar. Esse Lick parece ser bem intenso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marina tem partes que é sim, a história dos dois é bem bacana e espero que você leia e depois comente aqui o que achou. ;)

      Excluir
  6. Vou quer ler, mas vou esperar ser lançados todos os livros ... fico louca de ansiedade :/

    ResponderExcluir
  7. Fran leia e depois conte aqui o que achou. Agora..mulher,queria ter esse controle seu aí. Cara... eu não consigo esperar como você hahahahaha acabo lendo mesmo não tendo os outros. Sei que vou sofrer depois, mas o fato é que sou ansiosa de uma maneira totalmente dominada!

    ResponderExcluir
  8. Esse livro é +18 não é mesmo? Não curto muito o gênero proposto por essa série, apesar de já tentar dar algumas chances, não consigo ler de maneira alguma o gênero. Bom, boa sorte com os próximos.

    ResponderExcluir