Resenhas

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

:: Resenha 74 :: O Safado do 105, Mila Wander

Sinopse: Podia ter sido com você. Mas foi comigo. E, dali em diante, descobri que morar sozinha podia significar tudo, menos tranquilidade. A minha mudança necessária não podia ser normal, afinal, eu não sou normal. Tenho uma família doida que me fez desenvolver distúrbios psicológicos irreparáveis.
Juro que só queria paz. Queria tédio. Queria um domingo de pura morgação diante do Faustão, comendo pizza requentada e esperando pela segunda-feira como quem espera pela morte.
Mas não. Nada seria igual e, ao mesmo tempo, seria tão louco quanto. Não podia esperar pelo diferente, não depois de ter conhecido o Sr. Calvin Klein, mais conhecido como o safado do 105.

Esse foi o meu nono livro na Maratona Literária de Inverno e como vocês já sabem, quando eu peguei ele, na última semana, eu já tinha relaxado, jogado a toalha e desistido. Ainda mais porque esse safado é grosso, são 510 páginas e eu não queria e sabia que nem adiantaria correr na leitura pra pegar os outros, pois eu já sabia que não daria tempo.

O livro foi um mega sucesso no Wattpad com mais de 4 milhões de leitores. Várias amigas minhas liam na época que saía na plataforma e todas estavam ensandecidas e loucas por esse safado, mas como eu prefiro ter o livro em mãos, eu garanti o meu exemplar e quando pintou na maratona o desafio de ler um livro com mais de 500 páginas eu não pensei duas vezes e catei o safado.



Bom, nele a gente vai conhecer Raissa, uma mulher de 28 anos que acaba de comprar uma casa pra se livrar de sua barulhenta e doida família. Ela juntou grana por um bom tempo e conseguiu realizar o sonho que era conquistar sua liberdade e agora ela se encontra lá, na casa 104.

Ao seu lado, no 105, temos Calvin, o safado. Calvin tem 24 anos e é aquele personagem clichêzão. Aquele rapaz problemático que perdeu a família e que não se dá muito bem com o meio irmão, aquele que por conta da tristeza por ter perdido todos que amava, usa o sexo como escape e vive seguindo o conselho que seu pai lhe deu de nunca amar mulher nenhuma. Ah, ele também é aquele famoso “não sou bom pra você”. Como eu falei, clichêzão. Mas... o cara é gostoso, então a gente deixa passar rsrs.

“- Ah, Calvin! – Não resisti. Simplesmente me atirei no pescoço do cara. Dei-lhe um abraço forte, com direito a um quase sufocamento. Ele revidou o abraço, envolvendo seus braços firmes na minha cintura. Achei que pudesse derreter feito açúcar misturado à água.
- Acho melhor você me largar, não posso usar o meu sangue para outra coisa além da digestão. Desse jeito vou ter um AVC.”

Quando Raissa começa a ouvir as transas loucas de Calvin através da fina parede que divide o quarto/casa deles, não tem como você não se lembrar de Subindopelas paredes, da Alice Clayton. Mas calma, coincidências a parte, um livro não tem nada a ver com o outro. Tá, tirando o fato do cara ser gostoso e deles se envolverem, mas é sério, é diferente e uma coisa bem bacana que dá uma quebrada boa na malemolência, no sexo e nas palavras vulgares, é o fato de que o livro tem toda a poesia de Clarice Lispector. Tem toda uma delicadeza de suas frases e o carinho com que Calvin cuida das flores e de tudo o que é relacionado a sua falecida mãe, é muito tocante e bonito, e é o que traz certa beleza e doçura no meio da sem-vergonhice rsrsrs.


Nós vamos ver Raissa se envolver com Calvin e tentar, com muita paciência, mudar esse cara frágil, ajudando-o a amadurecer e enxergar que pode ser sim feliz e amar. Claro que muita coisa acontece, é tanta vadia na vida desse safado que a tarefa de Raissa não é fácil, mas ela está disposta a isso.

Apesar de eu achar que a história poderia ter sido um pouco enxuta, o livro poderia ter sido menor e tal, a escrita da Mila é gostosa e simples. Teve um momento que a leitura ficou um pouco arrastada, mas logo uma reviravolta (ah aquela prima...) faz você consumir o livro pra saber o que vai acontecer e como esses dois vão ficar.

“Mesmo num amor de linhas tortas como o nosso, o fim parece um erro, como um ponto final no meio de uma frase.”

Outra coisa bacana e que diferencia, é que mesmo Calvin sendo o bonitão, gostosão, bom de cama, ele é diferente dos outros bambambãs de livros que nós vemos por aí. Ele não é o ricaço, não é um CEO, um grande empresário. Assim como Raissa também é bem gente como a gente, daquelas que come feijoada, churrasco, farofa e toma caipirinha como se não houvesse amanhã sem medo de ser feliz.


Se você gosta de um romance bem apimentado, com toques de humor e drama, eu te recomendo esse livro. Ele é narrado pela Raissa e no momento crítico do livro, nós temos a narrativa feita pelo Calvin, o que é bem bacana para entendermos um pouco mais sobre a cabeça complicada desse safado.

Título: O Safado do 105
Autora: Mila Wander
ISBN-13: 9788542205169
ISBN-10: 8542205162
Ano: 2015
Páginas: 512
Editora: Essência
Compre aqui: Submarino
Classificação:

Comente com o Facebook:

18 comentários:

  1. Adoro suas resenhas Bia, parabéns!!! Li o Safado em ebook, e vou comprar o físico porque eu preciso pegar nesse safado rsrs. Amei o livro, uma narrativa leve, gostosa, a historia te envolveo do começo ao fim. O que mais me encantou foi os trechos de poesias de Clarice Lispector. Concordo com você que a historia poderia ter sido um pouco enxuta, mas poderia ter estendido só um pouquinho o final.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaah exatamente, Mari, quando finalmente se acertam já tá lá pra metade do livro e o fim quando a gente quer ver tudo bem, ele acaba. ^^

      Excluir
  2. Eu vi muitos comentários sobre esse livro, mas nunca cheguei a ler uma resenha. Eu fiquei curioso porque falavam tanto, mas agora sabendo a historia, acho que eu esperava mais. Lendo a sua resenha percebi que não é tudo isso que comentavam.
    O que eu gostei dessa premissa, é que o 'Calvin' não é um homem rico, poderoso. Porque, serio, todos os livros New Adult que eu já vi o homem é milionário, que anda de helicóptero e torra o seu dinheiro e etc. É bom ver que a autora não usou desse aspecto para escrever o personagem. Acho que seria mais interessante fazer algo real, homens normais que podem ser sedutores e bons de cama..
    Enfim, gostei da sua resenha Bia, foi impecável como sempre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Thiago, esse foi um fator do livro que eu gostei bastante e ganhou pontos comigo. Chega dos caras milionários, precisamos mais de 'gente como a gente'. Fico feliz por vc ter gostado. Obrigada! :)

      Excluir
    2. Estou lendo esse livro, e são muitas paginas. rsrsrs
      Estou no começo da leitura mas estou gostando porque é a leitura é bem humorado.
      Uma coisa que me chamou a atenção é que o 'Calvin' por mais que tenha umas atitudes bem canalhas, da para perceber que ele é sincero. Parece ser um diferencial, porque no começo não se percebe um lado negro ou algo para esconder. Ele é muito simples.
      E a Rayssa não é uma menina pura e angelical, ela é muito normal.
      Pelo o que estou lendo estou gostando e pretendo ler outros livros da autora.

      Excluir
  3. Eu estava bem animada para ler a resenha desse livro aqui no blog.
    Eu ainda não li esse livro mas estou bem animada, acho que a historia desse ser bem divertida. Eu não sabia que o livro também era narrado pelo Calvin, vai ser interessante ver o ponto de vista desse safado. rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É divertida, mas tem bastante drama também. Depois conta o que achou quando ler. Bjo

      Excluir
  4. Acho a capa desse livro linda.
    Eu estou lendo esse livro, e amando! Eu estou apaixonada pelo Calvin, e estou muito curiosa para saber o nome dele de verdade.
    Boa resenha bia. :***

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me conta se em algum momento você sentiu que a leitura estava arrastada, Thaísa. Beijo

      Excluir
  5. Finalmente a resenha do grosso do 105.Confesso que pela resenha,me paresse que o livro é daqueles que não precisão de tantas paginas,tem detalhes que deixa a leitura cansativa.Esse parece ter uma essencia florzinha com hot.Acho que não precisava de tanta grossura,kkk.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Loucas por essa resenha né Elisangela ? hehehehehehehhehe

      Excluir
    2. Só de olho no safado grosso do 105,kkkkk

      Excluir
    3. Só observando kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
  6. Li este elivro e gostei, apesar de ser meio clichê, mas afinal, que mulher não gosta de um clichê que envolve um cara lindo, gostoso e cheio de safadeza??? Gostei principalmente porque o safado tinha uma essência sensível e nos brinda com belíssimas citações de Clarice Lispector! Sabe... Nem senti que o livro era tao grosso assim, pois a autora soube levar a história de jeito ameno e gostoso. Recomendo!!!

    ResponderExcluir
  7. A tão esperada resenha do Safado !!!! :D
    Esse livro foi tão comentado, fez tão sucesso no wattpad que eu estava louca para sair logo o físico (mas ainda não comprei o meu) hehehehehe
    Acho essa capa linda !!! Uma mistura de sexy com fofa !
    Emei a resenha, preciso logo comprar o meu exemplar e me apaixonar pelo Safado :D

    ResponderExcluir
  8. AAAAHHHH Safadooo, não vejo a hora de te conhecer rss

    ResponderExcluir
  9. AAAAHHHH Safadooo, não vejo a hora de te conhecer rss

    ResponderExcluir
  10. Não gosto do gênero desse livro, leituras eróticas, com sedução e romances de época não me atraem em nada. Quem sabe mais pra frente deva interessar?! Não gostei do livro. Abraços.

    ResponderExcluir