Resenhas

domingo, 13 de setembro de 2015

Como foi meu dia na Bienal do Livro [Grazi]


COMO FOI MEU DIA NA 


Bom primeiramente gostaria de deixar claro que, mesmo eu tendo derrubado uma pilha de livros ou de ter colocado meu pé na boca de uma garota ou até destruir momentos de pessoas sensualizando enquanto tiravam fotos, a real é que NÃO FOI CULPA  MINHA!

Sério... Eu tenho certeza que fui vítima de um Trickster! 

Agora se você não tem ideia do que é esse "ser", eu vou explicar...

Um Trickster é um deus, deusa, espírito, homem, mulher, ou animal antropomórfico que prega peças ou fora isso, desobedece regras normais e normas de comportamento. Então é isso... Eu fui vítima desse ser, deixo claro novamente que  EU NUNCA FARIA  o que fiz na minha primeira vez em uma Bienal no Rio, gente podem acreditar... Nunca mesmo!

Enfim, vou explicar como foi a parada lá e espero que vocês tenham a solidariedade, no final desse post, em compreender que sou uma pessoa que não é perigosa (mesmo achando no dia que eu tava um perigo). Eu posso participar de eventos fodásticos e inesquecíveis sem causar grandes danos.

No sábado à noite encontrei minhas amigas queridas Bia, Manu e Ana para fazer tipo a noite do pijama. Foi bem divertido, saímos para comer uma parada gostosa e voltamos para o apê da Manu. Quando deu meia noite elas armaram um bolo surpresa e me deram uma cesta cheia de presentes. 

Obrigada meninas, pela surpresa! Amei demais...

Aproveitamos o máximo aquela noite e seguimos acordadas, e cara, tenho certeza que nós quatro daríamos perfeitamente para fazer qualquer propaganda (convincente, sem ter tomado uma única gota) de energético de tão elétrica que estávamos. No final, conseguimos dormir uma hora e meia no máximo duas, para depois estarmos de pé todas animadas e serelepes rumo a Bienal.

Bia e eu, rumo a Bienal.  Quem diz que dormimos pouco?


Momento vídeo...

Então, chegando lá enfrentamos praticamente duas horas de fila (tanto fora, como dentro) e quando finalmente foi liberado, foi um Deus nos acuda. Tínhamos que pegar a senha para a sessão de autógrafo da Colleen Hoover e aí meu bem, foi sebo nas canelas.

Confesso que descobri nessa hora, o quanto tô fora de forma hahahaha

Enfim, cheguei morrendo, Ana disparou, Bia e Manu já estavam lá na frente... Bom, vou deixar claro aqui, que se cheguei quase morta e a Ana inteira, foi porque a garota anda correndo há dias (parece até que tá treinando para alguma maratona da vida hahaha), mas no final eu consegui a tal da pulseira, aliás, todas nós conseguimos. 

Super poderosas? Hahahaha

Na fila para o autógrafo...

E foi aí que o caldo começou a desandar...

Deixa eu explicar a parada. Eu e a Manu precisávamos usar o banheiro para esvaziar a coitada da nossa bexiga (informação demais?) e comprar o livro da Colleen para a Manu ganhar o autógrafo. Enfim, deixamos as meninas no ponto que mandaram a gente ficar (que era uma fila reta) e fomos de boa fazer o que tinha que ser feito. Não demorou nem 20 minutos, a Bia liga desesperada avisando que a gente tinha que correr porque a bagaça trocou de lugar... Gente, primeiro eu e a Manu estávamos no stand, na fila para pagar o livro, saímos de lá e fomos para o local (e até que chegamos rápido), o problema é que enfiaram o povo em fila estilo minhoca sabe? Que você fica dando voltas nas separações. Então... a Bia e a Ana estavam lá na frente e não tinha como pular aquele troço, o jeito foi ir até o final, entrar e seguir até onde as meninas estavam. E foi o que fizemos, pedindo licença e sendo educadas seguimos em frente, mas teve uma hora que dificultou p/ mim. Tinha tanta gente sentada no chão e não tinha como passar direito, sem ter que pular a pessoa... agora quero a compreensão de todos vocês, ok? Eu tenho 1,50m de altura, logo, minha perna é curta! Como posso pular duas meninas ao mesmo tempo? Ainda não tenho o poder do Homem Elástico, só restou em uma dessas puladas, acabar enfiando o meu pé na boca de uma garota.

Viu como não tenho culpa? Isso foi obra do Trickster, só pode....

Bom, depois disso a Colleen chegou, e tinha gente que gritou, chorou e eu quase fiquei surda, sem contar que o pessoal que tava organizando a parada, mandava a gente entrar como se fôssemos gado para receber o carimbo hahahaha.
Brincadeira à parte, tiramos a tão esperada foto com ela e posso dizer até que ela foi simpática como pôde, porque não tinha muito que fazer com aquela quantidade do povo e com o tempo curto, que claro, foi estipulado pelos organizadores.

Adorei a foto <3

Então o que posso dizer  para vocês é que aproveitei bastante, não consegui comprar todos os livros que queria, mas comprei uma boa parte. 




E uma das paradas mais legais do dia, foi quando encontrei a Babi A. Sette e a Fml Pepper. No caso da Babi, encontramos ela no stand da Novo Século e foi a Bia que me mostrou que ela estava lá, também confesso que fiquei bem emocionada hahahaha. Além de escrever bem e de ter se tornado uma das minhas autoras favoritas, ela é super simpática e muito carinhosa. Amei ter tido a oportunidade de conhecê-la, ainda mais no meu aniversário. Ela é uma fofa e não, não é exagero, é a real! Ah e se vocês ainda não viram a resenha que fiz do livro A Promessa da Rosa é só clicar aqui. E gente, leiam esse livro! Sério...Vocês vão amar!

Momento tiete hahahaha

Logo depois encontramos a queridíssima Fml Pepper no stand Valentina e cara, ela é um barato! Hahahaha me amarrei no quanto ela é espontânea e simpática. E lógico que comprei o livro Não Olhe! continuação de Não Pare! E de quebra a Manu se interessou e na hora comprou os dois... Ah lembrando que Não Pare! para quem também não viu é só clicar aqui.



Momento tiete 2 hahahaha

Outra parada legal e gostosa que curti bastante, foi a Batata Cone, não conhecia essa opção maravilhosa de batata frita. Sério gente! Eu sei que vendo assim, parece apenas batata frita e tal, mas eu não sei como, mas é diferente! O gosto é muito bom... aliás a Bienal do Rio está de parabéns! Na minha opinião, ela se destacou nessa parte, pois a parte da alimentação foi mil vezes melhor do que a Bienal em São Paulo do ano passado. Lá tem bastante variedades e espaço aberto para poder lanchar de boa. Gostei bastante!
Ah e como não tirei a foto da bendita, tive que recorrer ao Google, mas posso garantir que essa imagem não descreve totalmente o quanto essa porra de batata é boa hahahaha.


É tão boa,mas é tão boa essa batata, que na primeira mordida eu tenho certeza que fui p/ céu...



Esse dia vou guardar a sete chaves em meu coração, além de passar o meu aniversário com pessoas especiais, ainda tive o prazer de conhecer pessoalmente a querida e especial Marli Roman. Ela é um barato pessoal e ri bastante com ela.

Dá próxima vez que for tirar fotos com vocês, vou levar um banquinho comigo... 


Agora vou contar a segunda parada que ocorreu nesse dia bem legal e tal...


Não sei se vocês sabem, mas sou apaixonada por Outlander da Diana Gabaldon. Li o primeiro livro e amei a série quando lançou, mas como não tinha os livros físicos, então aproveitei para comprar o primeiro e o segundo na Bienal.


Ai o caldo 2 entortou feio... Cara...o stand onde entrei para comprar esses livros tava cheio demais e eu estava com uma mochila (que tava digamos, grande para a minha pessoa). Mas como eu não tinha outra, foi ela mesmo que levei, enfim, eu já tinha alugado um armário para colocar os outros livros que havia comprado e na mochila tinha alguns ainda, mais minha blusa de frio. Então imagina que minhas costa tava parecendo igual das tartarugas, sabe? Só que nesse caso o meu "casco" tava bem elevado. Bom, voltando... as meninas ficaram me esperando do lado de fora, porque a intenção era comprar e sair fora do lugar que tava igual sardinha enlatada. E cara, eu fui feliz comprar, sei que tinha gastado mais do que queria, mas tinha dito no começo que não poderia sair da Bienal sem esses livros e foi o que eu fiz. Entrei e fui seguindo até o meu objetivo, como um caçador indo em direção a sua presa e tava indo bem, até que a minha mochila enroscou em uma pilha linda de livros em formatos diferente. Cara... imagina minha cara quando a porra da pilha caiu, fazendo aquele barulho e destruindo aqueles sons de conversa quando o lugar tá cheio, dando lugar ao som do silêncio, tipo grilos sabe? Aqui eu peço de novo a compreensão de vocês, ok? Quem nunca entrou em algum lugar e derrubou uma pilha de algo que levou horas para ser organizado... quem nunca? Tipo sem querer, claro! Até não precisa ser uma pilha de livros ou outras paradas, apenas um copo então... que seja. Enfim, foi mico forte catar todos os livros, sentir os olhares dos caixas olhando em minha direção dizendo mentalmente: "Ah desgraçada! Sabe quanto tempo levou para montar essa pilha fantástica?"... É gente, foi foda, só digo isso! Catei como deu e empilhei do estilo andar de prédio mesmo, foi o que tinha naquele dia! =P Tenho certeza que o foi o Trickster que derrubou e colocou a culpa em mim. Sério....

Vou dar um exemplo do estilo da pilha, tipo para dar uma ideia da bagaça. Eu peguei do Google uma imagem mais ou menos de como a pilha tava, já que não tenho uma foto original.

             Exemplo 1:  pilha arrumada com carinho e dedicação dos funcionários





                                                                      Exemplo 2: minha pilha de livros, depois que catei do chão....
                                  




   Repetindo de novo... Isso foi obra do Trickster, só pode....




Enfim, depois os outros caldos entortados foi estragar momentos de pessoas sensualizando para fotos de recordações. Mas acredito que todos aqui, alguma vez nessa vida, já fez isso.


Bom, então é isso pessoal, meu dia na Bienal foi cheio de aventuras, correrias e muitas risadas. No final eu tava um trapo, mas com sorriso no rosto. Mesmo tendo alguns momentos com vontade de chorar de carregar os pesos dos livros até o carro hahahahaha, eu  me diverti muito. Posso dizer aqui com convicção que a estrutura da Bienal do Rio é mil vezes melhor que a de São Paulo e espero que o ano que vem eles melhorem de verdade. Não estou metendo o pau a toa ou cuspindo no prato que comi no ano passado, mas a real é essa. Eu fui nas duas Bienais e a diferença entre ambas é gritante...


ENTÃO

Beijo grande!

Comente com o Facebook:

8 comentários:

  1. Como eu queria ter visto vc derrubando a pilha de livros hahahahahaha, mas eu ia te ajudar, vc sabe. <3 Tão bom ter vc aqui!!!! Volta!!!!!! <3

    ResponderExcluir
  2. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Eu estou imaginando os funcionários olhando pra você quando os livros caírem. E ainda bem que não danificou né?
    Eu fiquei nervoso vendo o vídeo com a bell dirigindo e olhando pra câmera.
    Eu ia comprar o livro Guerra Civil mas estava 40 reais, e eu tinha visto na internet por 20. Achei muito caro, então não comprei :/

    ResponderExcluir
  3. KKKKK falo nada eu sou um perigo também,tenho até medo de entra naquelas lojas cheias de objetos de vidro.
    Até que você comprou bastante livros!Eu queria muito ler proibido,mas sei que vou ficar depre,a historia parece linda,mas minha mente tem um conflito com ele,pois sei que eu queria um final ,mas não queria ele também kkkk como disse conflito.
    Tu não viu os resgatadores não?Só Bia se apegou um pouco com a morte kkkk.Sem fala aquela ostentação de livros kkkk

    ResponderExcluir
  4. Oi Grazi kkkkkkkkkkkkkk
    Seu eu fosse você já teria me matado! Nossa que vergonha!!!! Colocar um pé na boca da menina kkkkkkkkkkkk
    E na boa essa pilha de livros tava incrível!! Parabéns por ter estragado! kkkkkkkkkkk
    E não, eu nunca derrubei nada!!
    Nossa se eu fosse os funcionários eu acho que tinha pedido para você se retirar imediatamente kkkkkkkk Anem!! SAnta vergonha!! AInda bem que não sou você!! kkkkkkkk
    Eu não fui na Bienal, mas queria muito ter ido!
    E meus parabéns (atrasado) <3
    Beijos!!
    umlugarparaleresonhar.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oie
    A sua Bienal deve ter sido maravilhosa e veja pelo lado bom ,agora você tem histórias engraçadas pra contar até a Bienal do ano que vem.E não acredito que você fez aquilo mesmo na fila,que mico o pior foi a pilha de livros,eu cavava um buraco no chão e me enfiava dentro kkk.Mas que bom que tu conheceu a Colleen e a Babi,amo demais as duas,e suas compras são de dar inveja.Toda minha lista de desejados você acabou comprando numa pancada só.
    bjos

    ResponderExcluir
  6. Nossa quanta sorte o Trickster te deu, hein?! kkkkk
    Dois momentos em que se tivesse acontecido comigo, eu juro me enfiava dentro de um buraco e tampava com concreto, porém por nada perderia meu dia de Bienal, claro.
    E é normal o mundo girar contra teu favor as vezes, teve um dia em que eu estava no mercado mexendo nos pacotes de salgadinhos, então eles caíram em cima de mim, também coloquei de qualquer jeito e sai logo dai.

    ResponderExcluir