Resenhas

terça-feira, 17 de novembro de 2015

Recomendação Wattpad: Insígnias, de Karol Blatt


Será que um grande amor é capaz de vencer uma grande guerra? Para Ahren Müller, sua verdadeira guerra havia sido decretada quando seus olhos cruzaram com os de Hadassa Belshoff. Ahren é o mais jovem comandante da SS, criado dentro dos princípios impostos por Hitler na Alemanha Nazista de 1942, e se vê numa situação bastante complicada quando conhece Hadassa, uma jovem judia dona de uma beleza perturbadora que é levada como prisioneira para a residência de sua família na Polônia. Hadassa, por sua vez, perde tudo que ama da noite para o dia e se vê subjugada aos caprichos e crueldades dos Müller. Porém, numa reviravolta, Hadassa fica com a vida de Ahren nas mãos. Ela escolhe salvá-lo da morte. Esse acontecimento causa profunda reflexão em Ahren, obrigando o rapaz a analisar tudo o que aprendeu e as verdades absolutas de seu führer. Aos poucos, Ahren e Hadassa se apaixonam, mesmo sabendo que esse sentimento proibido poderá sentenciar ambos á morte.


Já faz muito tempo que não venho com uma recomendação do Wattpad para o Viciados em Leitura. Se eu for sincera, acho que já tem alguns meses! #ShameOnMe Bom, antes de falar dessa recomendação, deixa eu tentar me justificar. Sim, eu continuo lendo bons livros no Wattpad, recebi grandes e ótimas dicas, mas em algumas eu dei um azar enorme de pegar o livro no fim, quando a autora já estava na porta de tirar da plataforma (e aí não teria como eu recomendar, já que não teria livro para vocês lerem), em outros eu não me apaixonei pela história e em mais alguns eu ainda não tive tempo de ler! Tá complicado conciliar as "obrigações", ou seja, vida, trabalho, leitura, resenhas e eu virei autora ( #Surpresa ).

Resumindo, eu precisei criar prioridades e critérios, e um desses critérios foi que para recomendar um livro aqui no blog, ele deve estar em publicação na plataforma, ter um bom limite de tempo para vocês lerem até o fim e que eu gostasse da história, e isso enfim, aconteceu. Eu esbarrei sem querer em uma linda história no Wattpad, não vou entrar em detalhes de como encontrei essa pérola, vou apenas dizer que todos devem ler esse livro, sem falta.

Insígnias conta a linda e complicada história de amor entre um comandante nazista e uma jovem judia enquanto a Europa é devastada pela Segunda Gerra Mundial e o resto do mundo se escandalizava pelas demonstrações do que o ser humano tem de pior. Com uma pegada de amor proibido à moda Romeu e Julieta, uma narrativa envolvente e muito bem construída historicamente, Insígnias é um tem que ler para todos os fãs de um bom romance histórico. Tem romance, tem uma pitada sexy, mas sem dominar o livro, tem momentos intensos e até mesmo tristes e outros lindos e leves, é por ser essa mistura bem feita de tantos bons elementos e ser tão envolvente que ele é a nossa recomendação de leitura do Wattpad para vocês. Para deixar o trabalho completo, eu entrevistei Karol Blatt, autora desse primor e vocês podem conferir as respostas agora. E sim, no fim da entrevista vocês vão encontrar o link para ler Insígnias, o perfil dela no Wattpad e outras informações adicionais. 



Bom, vamos começar a entrevista do básico. Quem é Karol Blatt e quando, como, onde e porque ela começou a escrever e decidiu publicar no Wattpad? 
Primeiramente, eu gostaria de agradecer pelo convite. Para mim é uma honra estar aqui falando sobre Insígnias. Principalmente porque eu já acompanhava e admirava o trabalho do blog, então o convite me deixou muito contente! Agora, partindo para pergunta, Karol Blatt é uma garota comum do interior de Minas Gerais que sempre gostou demasiado de ler. A paixão pela leitura nasceu bem cedo em mim e com 11 anos eu já era uma leitora compulsiva. Virava as madrugadas lendo. E até os quinze anos eu me contentei somente em ser leitora. Mas depois, comecei a sentir uma necessidade grande de me expressar. De escrever. Então aderi ás modinhas dos diários, como qualquer boa adolescente. Só que não funcionou muito bem. Minha vida não tinha muita coisa interessante para se retratar em um diário. Por exemplo, nenhum bonitão se apaixonava por mim na escola como na sessão da tarde e a escrita foi ficando monótona. Foi então que me mudei de cidade e conheci três garotas maravilhosas, hoje minhas melhores amigas. Também não havia muita sessão da tarde acontecendo na vida delas (migas, falei a verdade. haha). Então decidi criar uma história onde tudo que nós queríamos que acontecesse em nossas vidas, acontecia na história. Depois disso, não parei de escrever mais e fui tentando evoluir na escrita. Quando o Wattpad chegou á minha vida, por apresentação da minha irmã, eu decidi que era hora de mostrar o que eu fazia para pessoas fora do meu círculo.
Insígnias é um dos melhores livros que eu já li no Wattpad, de verdade, quando comecei a ler não conseguia parar mais, precisava dos capítulos e quase gritei de frustração ( e desespero) quando cheguei nos últimos capítulos postados! Quando surgiu essa linda história de amor entre uma judia e um soldado alemão em plena Segunda Guerra? 

A história de Ahren e Hadassa já habitava a minha mente há no mínimo, quatro anos quando comecei a estudar a segunda guerra mundial, na escola. Meu coração sempre se compadeceu pelos judeus e por todos que sofreram com o holocausto. Eu sempre adorei História. Era a minha matéria favorita e dentro dela, a segunda guerra sempre foi a época que mais me chamou atenção. Mas eu também sempre fui muito romântica e sempre pensava nas aulas: “Imagina um amor no meio de tudo isso. Um amor onde as duas pessoas estivessem de lados opostos desse conflito?” Mas não passavam de pensamentos. Até que num domingo chuvoso, a ideia veio concentrada. Em forma perfeita, sólida e cores. Não consegui resistir. Peguei uma folha e rabisquei a sinopse. Quando terminei, o nome do livro já estava na minha mente e se encaixava no tipo de enredo que eu imaginava. Depois disso, não consegui mais resistir ao chamado de Ahren e Dass e decidi colocar a história no papel. 
Eu reparei, durante a minha leitura que existe um trabalho de pesquisa no seu livro, seja nos momentos históricos ou até mesmo nas descrições do que acontecia com os judeus, nota-se que o livro tem uma base real para se sustentar. Como você fez essa pesquisa? 

Eu uso várias formas. Antes de começar o livro, eu assisti a dezenas de documentários. Um deles era até uma pequena série do History Chanel. Eu também já havia lido vários livros sobre a época, mas me agarrei a eles de volta. Anne Frank, A menina que roubava livros, Os bebês de Auschwitz, foram relidos com o dobro de atenção. Depois procurei por depoimentos de sobreviventes e achei muitos deles. Quando me senti com suporte suficiente, eu comecei a escrever o livro. Mas até hoje pesquiso para escrever os capítulos finais e entender a linha do tempo da guerra.
Existe algo que te inspirou a escrever o romance de Ahren Müller e Hadassa Belshoff? Eles tem uma pegada meio Romeu e Julieta, mas ao mesmo o tempo o Ahren do começo passava longe de ser um “mocinho”... Alias, como sofri com esses dois no começo!! 

Você não foi a única a sofrer, asseguro. Era difícil retratar o Ahren no início. Porque ele era um oficial das tropas de elite do führer. Ele tinha aprendido a ser daquela maneira. Quando ele encontra Hadassa, as coisas de certa forma pioram. Porque ele começa a nutrir sentimentos por ela e sabe que isso não devia existir. Era proibido. Por isso no início ele era mais vilão do que mocinho, porque ele tenta resistir á Hadassa. Mas as coisas vão acontecendo de forma que ele não consegue evitar se apaixonar, a despeito das leis de Hitler. Acho que a minha inspiração, em parte se deve a Stephenie Meyer através da saga Crepúsculo. Além da escrita maravilhosa que sempre me encanta, Crepúsculo sempre me atraiu nesse aspecto de o amor também representar o perigo. Claro, os dois livros são bem diferentes, mas Ahren vive uma situação parecida com a de Edward. Ele sabe que seu amor por Hadassa também representa o perigo.
Ainda sobre Insígnias, o livro tem um tema bem pesado, a Segunda Guerra ainda é um fato recente na nossa história e para muitos o maior exemplo da crueldade humana. Como é escrever um livro com um tema tão emocionalmente forte? Já teve momentos onde foi preciso parar e respirar, para poder seguir em frente? 

Setenta anos. Foi a idade que o conflito fez esse ano. Uma geração, praticamente. Mas as marcas continuam bem visíveis na humanidade. Eu sou um dos que acredita nisso. O holocausto foi o auge da crueldade humana. E é difícil lidar com o fato enquanto escrevo. Tão difícil, que eu quase desisti no meio do caminho. Tive medo de prosseguir e não conseguir fazer um bom trabalho, condizente com o respeito e a memória de todos aqueles que viveram o holocausto. Mas no fim, a vontade de continuar foi maior que o medo. Só que eu ainda choro bastante na maioria dos capítulos em que me vejo descrevendo as atrocidades da guerra e preciso parar e respirar para conseguir continuar. É atormentador pensar que alguém como Hitler conseguiu corromper tantos corações e fazer mal a tanta gente. É terrivelmente perturbador e angustiante todos os aspectos do holocausto.

Ainda sobre o tema forte, tivemos momentos mais leves, principalmente com a Lindie e a Anne. Alias, a Anne é dona de um romance que poderia ser tão complicado quanto da Hadassa, mas por sorte, seu par é mais decidido nas suas opiniões. Esses elementos foram escritos para dar essa leveza a história? E o mais importante, ainda vamos ver a irmã fofinha do Ahren???? 

Anne e Lindie são o que mantém Hadassa forte para prosseguir, mesmo diante de tanta dor e sofrimento. Mesmo sozinha e longe da família, elas são o que dão a Dass mais vigor para lutar pela sobrevivência, porque elas demonstram que nem tudo é morte ao redor dela. São aquela pontinha de esperança para todos que leem o livro e nos fazem acreditar que nem tudo está perdido. O romance de Anne e Albert demonstra que nem todos estavam do lado do führer, mas que muitas vezes não tinham escolha. Ou você estava a favor e era amigo, ou você estava contra Hitler e era inimigo de toda Alemanha correndo o risco de perder a vida. E todos queremos viver. Agora sobre o retorno de Lindie... Vão ter que ler até o final para saber como tudo termina.haha


Insígnias é o seu primeiro livro? Eu vi no seu perfil que já existem mais 4 livros com capa, sinopse e alguns capítulos. São projetos pós Insígnias? O quanto você pode falar de cada um deles? Já existe alguma data? 

Insígnias é sim o meu primogênito e os quatros livros que estão no meu perfil são novos projetos, mas são apenas um terço dos que já possuo planejados. Um desses já deixou de ser projeto e estreou no dia 1de Outubro que é Garota de Grife. O livro narra a história de uma garota brasileira chamada Ellen e de um bilionário americano, chamado Damien Mason que vem ao Brasil. Ell é uma garota da periferia do Rio de Janeiro, cheia de traumas do passado. Ela vive para cuidar dos irmãos. Damien é um homem arrogante cheio de preconceitos sociais e que não confia em nenhuma mulher. Os dois se conhecem numa situação inusitada e daí vem as complicações. Porque Ellen é uma mulher independente e não quer nenhum homem em sua vida. Já Damien tem que lidar com uma rejeição nada agradável para o seu ego e com o desejo inconveniente que sente por Ellen. O livro tem começado com o pé direito na plataforma e eu estou com boas expectativas. Quanto aos outros projetos, somente Proposta Irresistível já está previsto para o segundo trimestre do ano que vem. A história de Alvean e Dex se trata de um falso noivado em Hollywood com a adição de uma família pitoresca do Alabama muito semelhante a família Buscapé que são os parentes da noiva. O livro inaugura a série dos irmãos Knightons e será a temporada mais louca que Hollywood já conheceu! Haha. Os outros projetos ainda estão em processo de escolha no meu grupo de leitores.
Existe planos para a publicação de Insígnias? Existe algo já pensando sobre isso? Vamos poder ter ele nas estantes ou apenas na Amazon? 

Existe. Não posso dar datas específicas, mas pretendo transformá-lo em livro Físico no próximo ano. Muitas pessoas querem Ahren e Dass nas suas estantes e eu vou me esforçar ao máximo para realizar esse sonho que também é meu. Um E-book também deverá ser lançado na Amazon.
Aquele serviço fundamental para os leitores. Insígnias já está quase no fim, mas até quanto tempo depois de finalizado ele ficara disponível na plataforma? 

Insígnias ficará disponível na íntegra até dia 1º de Janeiro de 2016, sendo retirado logo após essa data para revisão e preparação da obra para sua publicação. O livro físico vai contar com um bônus especial de presente.
Para encerrar, gostaríamos de agradecer imensamente por topar participar dessa entrevista, Karol, eu (Talita) amei o seu livro, espero de coração que todos os leitores do Viciados corram para o Wattpad e comecem a ler sua história e quando ela for lançada oficialmente, eu vou ter o meu exemplar, seja digital ou físico e espero que todos também tenham os seus. Sinta-se livre para deixar uma mensagem de agradecimento para os seus leitores, para todos que te ajudaram, chama a galera para ler, enfim, esse espaço é todo seu! 

O prazer de estar aqui é todo meu e eu agradeço de coração a oportunidade de poder vir até aqui falar do meu trabalho que amo tanto. Espero que o blog continue a crescer e a se tornar cada vez mais referência no mundo da literatura.
Para meus amados leitores, eu deixo meu sincero obrigado e meu imenso carinho. Insígnias existe também por vocês. São todos vocês que separam um tempinho para ler as linhas que eu escrevo e me apoiar que tornaram Ahren e Dass tão inesquecíveis. E eu espero de todo coração, continuar emocionando e divertindo vocês. Agradeço também as minhas amigas que sempre me apoiaram e estiveram comigo desde o início, mesmo quando eu escrevia sobre lábios semiacordados e duelos ruins. Obrigada por serem sinceras e honestas e também por aguentarem todo o meu falatório, migas. Eu sei que sou insuportável às vezes. Haha. Também não poderia deixar de agradecer a minha broda escritora Caty Coelho. Hey broda, eu parecia uma barata tonta quando cheguei ao Wattpad, mas você sacrificou o seu tempo e atenção para me ajudar. Nunca vou esquecer o que fez por mim.
Por fim, obrigada a todos vocês que me acompanham e me permitem fazer o que mais amo. É uma honra escrever para todos vocês.
Então, minha gente, esse foi mais uma recomendação e eu espero que vocês corram lá na plataforma e adicionem nas suas bibliotecas o livro Insígnias que você pode acessar clicando aqui
Não se esqueçam de seguir a autora Karol Blatt no Wattpad ou se preferir entrar para o seu grupo de Facebook indo nesse link aqui.  

Comente com o Facebook:

5 comentários:

  1. Obrigada pelo privilégio Talita. Foi uma honra poder estar aqui falando sobre Insígnias. Desejo um sucesso cada vez maior para vocês aqui do blog e que ele se torne cada vez mais conceituado no mundo da literatura. Beijokas! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Prazer foi nosso Karol! Insígnias merece cada elogio, espero que você tenha muito sucesso e pode contar com o Viciados em Leitura durante sua jornada ;)

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela entrevista, gostei muito do enredo da história, adoro livros que abordam esses tipos de tema, no caso a segunda guerra mundial. Insígnas já se encontra na minha biblioteca, e estou aguardando já o livro físico! ;)

    ResponderExcluir
  4. Entrevista ótima, não conhecia a autora, adorei conhece-lá!
    Eu não sou uma grande fã da Segunda Guerra, mas a história me chamou atenção, além da capa que é super bonita!
    Sucesso pra você, Karol!
    Beijo.

    ResponderExcluir