Resenhas

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

:: Resenha 106 :: A Garota Na Teia de Aranha, David Lagercrantz



Sinopse: Lisbeth Salander e Mikael Blomkvist estão de volta na aguardada e eletrizante continuação da série Millennium. Neste thriller explosivo, a genial hacker Lisbeth Salander e o jornalista Mikael Blomkvist precisam juntar forças para enfrentar uma nova e terrível ameaça. É tarde da noite e Blomkvist recebe o telefonema de uma fonte confiável, dizendo que tem informações vitais aos Estados Unidos. A fonte está em contato com uma jovem e brilhante hacker - uma hacker parecida com alguém que Blomkvist conhece.
As implicações são assombrosas. Blomkvist, que precisa desesperadamente de um furo para a revista Millennium, pede ajuda a Lisbeth. Ela, como sempre, tem objetivos próprios. Envolvidos  numa perigosa trama internacional, eles terão de lutar pelas próprias vidas enquanto enfrentam assassinos, hackers e espiões. O aguardado retorno da série Millennium é tudo o que seus fãs esperavam : explosivo, imprevisível e impossível  de largar.






A resenha de hoje se trata do livro que recebi da nossa parceira, a editora Companhia das Letras. A Garota Na Teia De Aranha é continuação da série Millennium, uma série que amo muito e que mexeu demais comigo na época em que li.


Depois de 11 anos da morte do criador da trama original e uma acirrada disputa judicial pelos direitos de sua obra, os apaixonados pela dupla Lisbeth Salander e Mikael Blomkvist podem ter a oportunidade de vê-los novamente no quarto livro, escrito pelo escritor e jornalista David Lagercrantz. Antes de morrer, Larsson havia escrito uma boa parte da continuação do quarto livro e quando digo uma boa parte, quero dizer que o autor quase chegou a terminar a obra. Uma pena, já que Stieg Larsson pretendia escrever dez livros sobre esse mundo de Lisbeth Salander e Mikael Blomkvist. Infelizmente o autor não pôde concluir seu plano, deixando assim um quarto livro inacabado e uma Eva Grabielsson (ex-companheira), determinada a não ceder os escritos de seu companheiro para a editora, ela até cogitou em terminar o livro, mas desistiu e seguiu firme em trancar a sete chaves o que Larsson havia escrito, gerando assim uma briga judicial feia, com o pai e irmão do autor. Sendo assim, o escritor David Lagercrantz,escolhido pela família do Larsson, teve que “rebolar” para escrever o quarto livro e posso dizer até que ele rebolou bem.

O livro começa com um prólogo e se divide em três capítulos:
I - O olho observador (1º a 21 de novembro).                      
II - Os labirintos da memória ( 21 a 23 de novembro)
III - Problemas assimétricos ( 24 de novembro a 3 de dezembro)

Nesse livro, Frans Balder é um gênio da informática, que desenvolve um programa que é tipo uma inteligência artificial. O resultado dessa criação não é boa, Frans corre perigo de vida e acaba pedindo ajuda para o meu querido Mikael Blomkvist, o jornalista investigativo da revista Millennium, agora, sem o status de celebridade jornalística de antes e em crise, já que a revista onde trabalha foi comprada por um grupo que tem a intenção de modernizá-la e avançar no mercado das redes sociais. Sentindo falta do jornalismo investigativo e das grandes noticias, Mikael não pensa duas vezes ao entrar de cabeça e embarcar em uma trama, onde junto com ele, descobrimos uma engrenagem de acontecimentos que tem suas implicações e consequências. Um esquema de venda de segredos industriais, com ramificações na poderosa NSA, a temida agência de segurança americana.

A Garota na Teia de Aranha tem vários personagens únicos e importantes como, por exemplo, August, o filho de Frans que tem apenas oito anos e é autista. O livro também possui várias cenas de ação, que considero no mesmo estilo dos livros anteriores e para alguns, pode parecer que David quis apenas se esforçar para homenagear Larsson nessa continuação, mas a meu ver o que ele conseguiu foi um ótimo entretenimento que deixa margem para continuações.

Se você não teve a chance de ler a trilogia Millennium ou nunca ouviu falar dessa série, eu aconselho a ler. Sério, vocês não vão se arrepender. Essa série é composta de três volumes e foi escrito pelo jornalista sueco Stieg Larssona, que como disse antes, infelizmente morreu aos 50 anos, vítima de um ataque cardíaco, sem chegar a ver o grande sucesso que gerou sua história. Com mais de 80 milhões de exemplares vendidos e uma adaptação no cinema de sucesso, a trilogia de suspense e ação Millennium tem uma forma original em nos mostrar a trama, personagens muito bem estruturados, instigantes, cativantes e inesquecíveis.


O primeiro volume Os homens que não amavam as mulheres, foi considerado como o melhor romance policial dos últimos dez anos. E é nesse livro que conhecemos Lisbeth Salander, uma hacker genial, ousada, excêntrica e totalmente perturbada. E Mikael Blomkvist, um jornalista investigativo que não mede esforços para lutar e fazer o que julga ser correto. Dois protagonistas muito bem construídos, irresistíveis e de mundos diferentes, que quando seus caminhos se cruzam na investigação do misterioso sumiço de Harriet Vanger, uma jovem herdeira de um império industrial, não tem como não se apaixonar por eles, pois são intensos, complexos e praticamente reais. 



Nessa trilogia, o tema da violência sexual contra as mulheres, abuso de poder e corrupção estão presentes, mas de uma forma original. Que faz a gente devorar os livros, graças à narrativa inteligente e surpreendente que o autor consegue abordar diversos temas. Onde dois personagens completamente diferentes, desenvolve uma parceria inusitada, complicada, mas com uma forte ligação no final.

Então é isso, espero realmente que vocês coloquem essa série na lista de vocês, dando a oportunidade de conhecer a fantástica escrita do autor Stieg Larsson e sua obra.

Quanto ao autor David Lagercrantz e esse quarto livro, só posso dizer que fiquei feliz por ler essa continuação. Uma sequência bem desenvolvida, cheio de ação, mistério em uma trama inteligente e envolvente.


Título: A Garota Na Teia De Aranha
Título original: Det som inte dödar oss
Autor: David Lagercrantz
ISBN-13: 9788535926101
ISBN-10: 8535926100
Ano: 2015
Páginas: 472
Editora: Companhia das Letras
Compre aqui: Fnac, Amazon
Classificação:

Comente com o Facebook:

5 comentários:

  1. Confesso que esse não é um gênero que gosto muito, mas leio. Eu assisti o filme e gostei, como sempre creio que o livro seja bem melhor.

    ResponderExcluir
  2. Não me causou uma boa impressão, parece ser um livro meio tenso, nem mesmo a capa me agradou.

    ResponderExcluir
  3. Eu já tive com esse livro nas mãos para comprar mas dei preferência a outro, ainda bem que não peguei ele, pois estou sabendo que tem uma trilogia quem vem antes desse agora. Achei muito interessante o autor ter abordado sobre a violência sexual contra as mulheres, abuso de poder e corrupção, acho que não tem muitos livros que falam sobre isso, e se tem , acho que os autores não pretenderiam escrever 10 livros. Infelizmente o Larsson não pode terminar seu trabalho. Fiquei muito curiosa para ler esses livros agora, e garanto que o título do livro também ajudou muito a chamar minha atenção. Pode ter certeza que esses livros irão para a minha lista! ;)

    ResponderExcluir
  4. Eu fiquei beeem curiosa e olha que nem é um estilo que eu leio muito.

    ResponderExcluir
  5. Eu estou terminando o primeiro da série e estou adorando! É muito meu estilo esse gênero!
    Já me apaixonei só de ler a sinopse e a resenha deste!
    Como sempre, você arrasa!!! Beijos

    ResponderExcluir