Pular para o conteúdo principal

TAG #10 . Cardápio Literário




Quem é meu amigo no Facebook e não me conhece pessoalmente deve achar que sou quase uma obesa mórbida por conta dos inúmeros compartilhamentos que eu faço das gostosuras que a gente só vê por lá. Eu confesso que morro de rir do pessoal me xingando por compartilhar aquelas obscenidades e como sempre respondo, eu só compartilho porque odeio sofrer sozinha! =P

Navegando pela internet eu dei de cara com uma TAG que claaaaro, me chamou atenção e tem tuuuudo a ver comigo e por isso eu tiiiive que fazer. Pelo que eu vi esta TAG foi criada pela Jéssica do blog Valeu a pena esperar. Então, bon appétit!






❤ Bebidas ❤


Chá – Aquele livro que é leve e calmo, ou que te deu sono.

Minhas Para Proteger, da nossa parceira F.P. Rozante é um livro que, apesar de conter fatos delicados, é um livro leve e muito gostoso. Não que ele dê sono, mas é de uma linguagem e uma leitura bem leve e fluida.

Café – Aquele livro que não te deixou dormir.

Cinquenta Tons Mais Escuros, da E.L. James com certeza me causou insônia, principalmente naquela parte tensa onde a Leila invadia o aparamento do Christian. Lembro que eu cheguei até a sonhar com um vulto no meu quarto hahaha.


Cachaça – Aquele livro que deixou de ressaca.

A Redenção de Gabriel, de Sylvain Reynard me deixou arrasada rsrs. Eu li os três e tentei ao máximo ler com calma pra durar, pois é uma trilogia que me encantou por várias razões. No fim a ressaca e a DPL foram tão brabas que eu cheguei a demorar uns dias pra pegar em outro livro.

Água – Aquele livro que foi neutro, sem muita emoção.

Entrelinhas, da Tammara Webber foi tão, tão... Eu cheguei até a comentar na resenha aqui do blog que eu estava super ansiosa e cheia de expectativa já que eu amei Easy e Breakable, mas quando li Entrelinhas... o.o Não senti foi nada!

❤ Comidas ❤


Comida da mamãe – Aquele livro que não se compara a nenhum outro.

Métrica, da Colleen Hoover, assim como qualquer outro livro dela, não se compara a livro algum. A Colleen se tornou a minha autora estrangeira favorita, pois seus livros são lindos, delicados, sensíveis, apaixonantes, humanos e viciantes!  

Especialidade do chefe – Aquele livro bom, bonito e caro.

Drácula, de Bram Stoker que saiu há pouco tempo pela Zahar é lindo, tem capa dura e morceguinhos enfeitando a folha de guarda, e apesar de eu ter e de já ter lido esta versão aqui, eu quero muuuito esse livro, apesar de estar com o preço bem salgadinho por ser capa dura e tudo mais.


Beira de estrada – Aquele livro que não te fez bem.

Tocada pelas sombras, da Richelle Mead, não me fez nada bem. Não, não é de um jeito ruim, mas digo que me causou tantas coisas, tantas emoções, que eu fiquei doida! Nesse livro acontece algo que... eu simplesmente não queria e não conseguia acreditar! Eu fiquei completamente arrasada!

Fast-food – Aquele livro que todo mundo gosta, mas nem sempre é bom.

After, da Anna Todd foi um livro que vocês sabem, eu li por esses dias e não é que ele não seja bom, ele é, ele só não é aquela coisa de outro mundo pra ser essa febre louca de garotas ensandecidas, pelo menos pra mim.

❤ Doces ❤


Torta – Aquele livro com capa bonita, mas sem bom conteúdo.

A Breve Segunda Vida de Bree Tanner, da Stephenie Meyer já apareceu por aqui também em uma TAG, é só nesses momentos que eu me lembro dele, coitado haha. Então, a capa é linda, eu acho, tem tudo a ver com o título e a história, mas esse livro é tão desnecessário e fraco que... nhe! Pffff!

Trufa – Aquele livro pequeno te surpreendeu.

Não Pare!, da simpaticíssima FML Pepper, com certeza foi um livro que me surpreendeu um monte, talvez por ser de fantasia que é um gênero que não leio tanto, também por ser nacional e por ser tão interessante.


Mousse – Aquele livro extremamente doce.

Uma Longa Jornada, do Titio Nicholas Sparks não é toooodo ele doce, mas o casal Rute e Ira, gente, é uma das coisas mais lindas no mundo literário.

Bis – Aquele livro com gosto de quero mais.

Breakable, da Tammara Webber pode até ser o segundo e a versão de Lucas para o primeiro livro, o Easy, mas quando termina dá aquela tristeza por saber que não vai ter mais sobre esse garoto, na verdade esse homem tão lindo e apaixonante que é Landon Lucas. Amo!

❤ Extra ❤


Fruta – Aquele livro que faz bem, mas nem todo mundo quer.

Como eu era antes de você, da Jojo Moyes é um livro que todo mundo deveria ler, pois tem uma mensagem muito bonita, porém, por ser um livro triste, muitos deixam de ler, o que a meu ver é bobo demais, já que deixam de ler um livro tão, mas tão bom só por causar umas lagriminhas.


E então, gostaram da TAG?? Quem quiser é só responder aí nos comentários. Eu vou marcar as minhas queridas amigas e parceiras do blog Conchego das Letras para elas responderem também. Beijos!

Comentários

  1. Adoro TAGS assim, amei essa. O item comida de mãe e cachaça, concordo e assino em baixo rs.

    ResponderExcluir
  2. Gostei bastante da tag e de suas respostas, me identifiquei com algumas inclusive. Entre os livros, os que mais concordo são Drácula, After, Não Pare!, Uma Longa Jornada e Como eu Eura Antes de Você, embora eu queira este último.
    Blog: Consumidor de Sonhos | consumidordesonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal que concordamos em várias, Ycaro. To indo lá no seu blog. ;)

      Excluir
  3. AMEI esse cardápio literário e me identifiquei com alguns livros, vou criar minha lista !

    ResponderExcluir
  4. Chá – Aquele livro que é leve e calmo, ou que te deu sono.

    O Retorno Do Jovem Príncipe, A.G. Roemmers - um livro bonzinho de ler, calmo e a leitura super-rápida.

    Café – Aquele livro que não te deixou dormir.

    A Travessia, William P. Young - Só parei quando terminei, um livro que deixa a pessoa muito envolvida e muito curiosa.

    Cachaça – Aquele livro que deixou de ressaca.

    A Culpa é das Estrelas, John Green - Demorei um tempinho para recuperar todas as lágrimas que perdi com esse livro, muito bom.

    Água – Aquele livro que foi neutro, sem muita emoção.

    As Vantagens de Ser Invisível, Stephen Chbosky - um livro sem emoção, sem ação, sem nada. Não gostei dele, história chata, enrolei muito pra terminar de ler.

    Comida da mamãe – Aquele livro que não se compara a nenhum outro.

    Essencial, Paula Oliveira - A autora estava vendendo esse livro em um grupo no facebook, gostei da sinopse e comprei. Eu simplesmente amei a história, super bem desenvolvida.

    Especialidade do chefe – Aquele livro bom, bonito e caro.

    As Batidas Perdidas do Coração, Bianca Briones - Um livro surpreendente, simplesmente maravilhoso, desda capa até o conteúdo.

    Beira de estrada – Aquele livro que não te fez bem.

    A Travessia de novo, não que ele não tenha me feito bem, mas me fez refletir sobre algumas atitudes.

    Fast-food – Aquele livro que todo mundo gosta, mas nem sempre é bom.

    Cidades de Papel, John Green - Li muitos comentários que o livro era muito bom e tal, mas não achei nada disso, fiquei até revoltada com o final pra falar a verdade, eu esperava mais.

    Torta – Aquele livro com capa bonita, mas sem bom conteúdo.

    Playground, 50 cent - Achei a capa muito maneira, mas não entendi muito bem a história.

    Trufa – Aquele livro pequeno te surpreendeu.

    Caixa de Pássaros, Josh Malerman - Não dava muito por esse livro, mas a cada página lida eu ficava ainda mais curiosa.

    Mousse – Aquele livro extremamente doce.

    Diário de uma paixão- Nicholas Sparks. De todos que li dele, esse na minha opinião foi o mais melado, mesmo assim é um livro bom.

    Bis – Aquele livro com gosto de quero mais.

    A série Belo Desastre, Jamie McGuire - Todos os livros dessa série me deixaram assim, querendo mais.

    Fruta – Aquele livro que faz bem, mas nem todo mundo quer.

    Nesse caso eu concordo com você, Bianca. Todos deveriam ler Como eu era antes de você, da Jojo Moyes. A história é triste, mas é maravilhosa, me ensinou algumas coisas que eu não sabia, e acabou deixando aquela mensagem linda que o livro passa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eita, eu vi o filme As Vantagens de Ser Invisível e gostei bastante, já vi duas vezes até, mas não li o livro. Que pena ele ser sem graça. Fiquei curiosa com esse Essencial aí da Paula Oliveira. Vou procurar pra ler a sinopse. ;) Mandou bem nas respostas, Bruna!

      Excluir
    2. Obrigada,Bianca. Leia o Essencial é muito bom! Bjs!

      Excluir
    3. Bianca, eu estava no Wattpad procurando 101 dias com ele, da Paula Oliveira. Aí acabei vendo que lá tem o Essencial disponível também!

      Excluir
  5. AHHHHHHHHHHHH VOU TER QUE FAZER!!! Fiquei com vontade agora hahahahha.

    ResponderExcluir
  6. Boa respostas da Tag!
    Eu já li muitos comentários positivos sobre After, mas é uma serie que não me chamou atenção.
    Como eu era antes de você é bom? Me falaram que o final é ruim que não me animei a ler.

    ResponderExcluir
  7. Adorei essa tag!! E dentre todos esses, Como Eu era antes de Você é um dos meus livros favoritos que li esse ano! Adorei suas respostas, queria dizer que estou louca pra ler métrica e todas as outras continuações. Parecem ser bem interessantes. E essa capa do Drácula é maravilhosa mesmo!
    xx owamandab@hotmail.com

    ResponderExcluir
  8. Tive a oportunidade de ler Não Pare!, conhecer e tirar fotos com a FML na bienal desse ano.
    O livro é maravilhoso. Sem mais xD
    Ah, roubarei a TAG para postar no meu blog. rs

    http://caixasdsapato.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

:: Resenha 181 :: "After 5 - Depois da Promessa", Anna Todd

Sinopse: Bem quando Hardin acreditava já ter enfrentado todos os fantasmas de seu passado, um terrível segredo sobre seus pais é revelado, despertando os seus piores demônios internos. Tessa sabe que só ela tem o poder de aliviar todos os sentimentos de raiva, traição e confusão que afligem seu amado badboy. Só ela sabe como salvá-lo de seu ciclo autodestrutivo. Mas dessa vez ela não pode. Porque, quando menos espera, sua vida é para sempre alterada por uma tragédia. Hardin e Tessa prometem lutar com todas as suas forças para que o destino não os separe para sempre. Mas o que acontecerá quando suas forças chegarem ao fim? Depois da promessa... qual será o desfecho dessa história? G ente... *pausa dramática*... Eu sobrevivi à série After ... "É isso aí, garota!!!" (Crika e Mari, do Grupo de Apoio After, representadas pelas lindas Meryl Streep e J.Lo)

:: Resenha 153 :: “After 3 – Depois do Desencontro”, Anna Todd

O k, vai ter spoiler sim e se reclamar vai ter mais! Brincadeeeeeeiraa!!! =P É que assim, vamos combinar? Resenha do terceiro livro onde acontece coisa pra diabo, não tem como, vai rolar uns spoilerszinhos de leve, então fique avisado, certo? Se quiser seguir, siga, se não quiser, comenta assim mesmo hahahaha. Bom, parece que todo livro dessa mulher termina com uma bomba. O segundo terminou com a Tessa guardando um segredinho básico do Hardin, lembra que eu até comentei na resenha ? Então, além disso, terminou com ela dando de cara com o pai e é assim que este terceiro livro começa. Confesso que antes de começar, ao ler a contracapa que diz... Sinopse: Tessa passa pelo momento mais difícil de sua vida. Enquanto luta para crescer na carreira com a qual sempre sonhou, seu mundo é virado de ponta-cabeça: a inesperada aparição de seu pai e uma traição imperdoável a deixam mais fragilizada do que nunca. Hardin — com seus beijos viciantes, seu toque incendiário e seu ch

:: Resenha 168 :: “After 4 – Depois da esperança”, Anna Todd

Sinopse: Depois de tantos obstáculos, Tessa e Hardin estão, enfim, mais maduros como casal. As dificuldades causadas pelo gênio forte dele e pela impulsividade dela ainda existem, mas eles já não conseguem negar o amor que sentem um pelo outro. Mesmo morando em cidades diferentes, estão mais apaixonados do que nunca. Se a química entre os dois já era explosiva antes, agora que eles se entregaram de vez a essa paixão, cada encontro será mais ardente do que o anterior. Mas uma cruel reviravolta do destino trará à tona todos os fantasmas do passado de Hardin. Depois da esperança, haverá forças para enfrentar mais dificuldades? Q uem acompanha as minhas resenhas de After, sabe que eu sofro lendo esses livros, sabe que surto querendo jogar ele na parede ou que eu morro de vontade de entrar no livro pra socar o Hardin. Nesse quarto livro, por incrível que pareça isso foi bem sutil, não que eu não tenha sentido vontade, mas foi bem mais tranquilo e eu confesso, no final eu cheguei