Resenhas

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

[Não tenha medo de sofrer]


Com a divulgação do trailer de Como eu era antes de você (resenha) no início do mês, muitas pessoas que ainda não leram o livro ficaram tentadas a ler. O livro de Jojo Moyes que vendeu mais de três milhões de cópias, emocionando todo mundo, conta a história de Louisa, uma garota que não sabe muito bem o que quer da vida e se vê arrumando um trabalho de cuidadora de Will, um bonito e jovem empresário que após ficar tetraplégico em um acidente, não vê mais razões para viver. Com o delicado tema da eutanásia, Como eu era antes de você é daqueles livros que muitos falam "Ah não, a vida já é dura demais para eu ler um livro tão triste assim."


Com certeza você já ouviu essa frase e outras desculpas como essa de alguém ao indicar o livro de Jojo, ou qualquer outro que tenha um tema delicado, um tema que faça você chorar litros e ter de parar sua leitura pelo simples fato de não conseguir enxergar mais nada por conta das lágrimas. Eu tenho inúmeras amigas no grupo do Viciados em Leitura que tem esse pensamento. Sempre que alguém chega falando que está lendo um livro triste que faz chorar, vem as demais falando que não quer sofrer nem chorar. Claro que eu respeito isso e o gosto das pessoas. Eu mesma não leio só livros assim porque vamos combinar, é muita depressão! Mas, eu gosto muito de livros densos, de dramas carregados, de vidas difíceis, de personagens sofridos, gosto mesmo, um monte!

Acho que esses temas tornam os livros mais reais e não tão fantasiosos e impossíveis. Acho interessante ver os personagens passando por problemas que eu ou você podemos passar, e ver como eles vão lidar com essas situações. São livros que nos ajudam a pensar e analisar a visão dos envolvidos, ainda mais se o livro tiver o ponto de vista de mais de um personagem ou se ele for narrado em terceira pessoa. Nós conseguimos ver como cada um reage ao acontecido e é aí que nos envolvemos totalmente no livro, sentindo diversas emoções, pois livro bom é livro que faz você sentir tudo o que os personagens sentem como se fosse você ali na história. Chega aquele momento que você tem vontade de entrar no livro pra brigar com alguém ou dar colo e ajudar. Tem aquele momento que você quer fechar o livro com raiva e jogar ele longe. Sempre digo que livro bom, é livro que causa todas essas emoções na gente.

E esses livros não fazem a gente chorar somente. Todos esses livros – bom, pelo menos todos os que li até hoje – abriram meus olhos e minha cabeça, trazendo algo pra minha vida. Sabe aquele estudo - cientificamente comprovado - que diz que as pessoas que leem são as melhores pessoas para se apaixonar? Pois é, nesse estudo eles viram que nós leitores, possuímos maior capacidade de empatia e de desenvolver a chamada "teoria da mente", que é a habilidade de aceitar outras opiniões, crenças e interesses, além dos nossos próprios. Nós leitores, somos mais capazes de considerar outras ideias sem rejeitá-las e, mesmo assim, mantermos as nossas próprias. Isso tudo porque nós vivenciamos experiências através de outros olhos, vendo o mundo de outra perspectiva e absorvendo sabedoria de cada uma delas.

É claro que ao ler Como eu era antes de você e ver o relacionamento de Lou e Will surgir - nós, mulheres românticas e sentimentais - vamos querer que tudo termine bem, que os dois sejam felizes para sempre. Só que aí vem Will com todos os seus argumentos mostrar que não é bem assim. Vem a dona Jojo apertando nossos corações, fazendo a gente se colocar no lugar de Will e não somente no lugar de Lou.

É claro que ao ler A Culpa é das estrelas e ver o amor de Hazel e Augustus - nós, jovens românticos - vamos querer vê-los curados do câncer, vê-los felizes. Só que na vida nem tudo são flores, o câncer está aí sendo cruel, mas se o tempo é curto, viva cada momento intensamente, pois alguns infinitos são maiores que outros – sorry, eu precisava usar essa frase.

É claro que ao ler Beleza Perdida e sofrer junto de Fern, Ambrose e Bailey, você não vai querer ver mais esses três sofrendo por nada nesse mundo, mas aí vem dona Amy Harmon derrubando você da cadeira fazendo você se afogar nas suas próprias lágrimas – peguei pesado, eu sei. Mas, você aprende tanto sobre a vida com Fern, Ambrose e principalmente com Bailey, que vale cada lágrima derramada.

E eu nem vou falar dos livros do titio Nicholas Sparks como O melhor e mim, Um Amor para Recordar, Diário de um Paixão... também não vou falar de Louco por você da Jasinda Wilder, de Um Caso Perdido da Colleen Hoover e tantos outros que praticamente pegam os nossos corações pra passar no moedor de carne. Em todos eles nós temos perdas irreparáveis, em todos eles nós sofremos e choramos como se não houvesse amanhã, mas também tiramos muitas lições. Então não tenha medo de sofrer, não tenha vergonha de chorar, pois a própria Jojo em uma entrevista disse que sempre chora escrevendo seus livros: “Eu sempre choro enquanto escrevo uma cena emocionante. Se eu não chorar, sei que a história não está funcionando. Depois de escrever me sinto menos afetada pelos problemas dos personagens, mas apenas quando a história está fluindo bem. Se não estiver, posso ficar muito mal-humorada.”

Como falei, você não precisa ler só drama e se afundar numa deprê sem fim, mas não risque da sua lista de leitura livros densos e tristes, pois por mais que você sofra, você tira muitas coisas boas deles também, além do mais, chorar faz bem, sabia?! Quando estamos tristes e choramos, automaticamente o corpo libera substâncias que fazem o papel de um calmante natural, o qual ajuda com que a dor não seja tão forte como parece. Desta maneira, as lágrimas fazem com que se liberem duas classes de hormônios, chamados de opiáceos e oxitocina, os quais tem a capacidade de fazer com que a dor não seja tão forte. Neste caso funcionam como anestesias naturais, que nos fornece tranquilidade e, de certo modo, um pouco de relaxamento. Fora que as lágrimas têm a capacidade de evitar a desidratação das membranas mucosas dos olhos, pois lubrifica e as mantêm perfeitamente umidificadas, as quais são muito úteis para manter a vista em perfeitas condições. Além do que os especialistas asseguram que se as pessoas não tivessem a capacidade de chorar, a visão seria afetada com mais facilidade - abração, Google!


Comente com o Facebook:

58 comentários:

  1. Oi Bia!
    Eu leio livros triste, sofro, choro e concordo com você, eles abrem os olhos para um realidade de as vezes não queremos enxergar.Estou louca de vontade de ler o Beleza perdida e com seu comentário á respeito dele, só aumentou minha curiosidade. Ao contrário de algumas pessoas eu gosto muito de titio Nicholas, tenho uns 8 livros dele aqui em casa e ainda está falta alguns que preciso completar minha coleção.
    Como dizia minha mãe chorar faz bem, alivia a alma.

    Bjos

    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu tenho medo de sofrer e assumo porque sou medrosa. Mas é inevitável e eu tenho minhas crises nos livros improváveis exemplo Paixão sem limites, Perdida, Ugly Love o meu lance é acontecer na surpresa sem que eu esteja preparada tipo Como eu era antes de você não acho que vai me fazer chorar pq tô esperando por isso... tem que me pegar na surpresa!!
    #AsColunasVoltaram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi o que aconteceu comigo em O Lado Feio do Amor, falaram tanto que eu chorei, mas não tanto quanto eu imaginava.
      Siiim, elas voltaram! \o/

      Excluir
  3. Oii... amei esse post, os livros que você citou foram demais só de lembrar já bate aquela tristeza. Eu já li Como eu era antes de você, A culpa é das estrelas, Diário de uma paixão e O melhor de mim. Pretendo ler Beleza perdida em breve, já queria muito ler ele antes de saber que ia me fazer chorar, agora então, quero ler mais ainda. Ao contrário das outras pessoas eu adoro um romance, um drama bem carregado, adoro ter que ler livros com a caixa de lencinho do lado. Para mim esses são os melhores!!

    ResponderExcluir
  4. Belo post, bem pertinente rs
    Olha, eu não curto muito esse sofrimento todo, mas tenho percebido que muitos livros tristes são grandes livros, então tenho aceitado melhor e venho lendo alguns. E não me arrependo de nenhum até o momento. E sempre penso que, enqto leitora, eu teria perdido ótimas leituras pelo medinho do choro. Ahh cacete, vai chorar e vai passar né? hahahaha. Mas vou te falar que pro Nicholas Sparks ainda tenho grande resistência hahahahaha. Já li Querido John e foi punk, tenho aqui A Última Música que não sei qual o esquema e não quero mais nada dele não, pelo menos por um bom tempo rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha exatamente, Crika, vamos chorar e vai passar. Não pode deixar de ler e conhecer ótimas histórias pelo simples fato de ser triste e/ou o final não ser aquela coisa linda e maravilhosa rsrs...

      Excluir
  5. Olá! Adorei o post, é um tema bem profundo para discussão. Eu sou uma daquelas que acaba fugindo um pouco daqueles livros que nos faz chorar, pois sei que se eu começo, não paro mais. Tanto que esses dias o Nicholas Sparks apareceu na Tv por conta do novo filme e meu pai me chamou pra assistir (por se tratar de algo relacionado a livros). Nisso ele me perguntou, depois que eu falei o nome do autor, se eu já tinha lido algo dele e eu falei: "nunca tentei, pois depois que eu me matei de chorar no filme Um Amor para Recordar, quis ficar bem longe dos livros desse cara" hahahaha Outra situação foi quando eu li A Culpa é das Estrelas eu chorei do começo ao fim, tanto que minha mãe até se assustou pensando que tinha acontecido alguma coisa hahahaha

    Mas você está certa: faz bem chorar! As vezes é bom, dá aquela leveza na alma depois de chorar bastante hahaha Isso foi um tópico de discussão entre uma roda de amigos um tempo atrás, já que estávamos bravos quando estamos chorando (as vezes sem um motivo tão ruim assim) e vem alguém dizer "mas você está chorando por isso? pare de chorar por pouca coisa".

    Enfim, você também está certa quando comenta que precisamos ler mais dramas pois eles tem esse toque de realidade e nos traz reflexões sobre a vida. Vou começar a aumentar a minha lista de dramas e não terei medo de ler um livro sabendo que vou chorar!

    Beijos!

    http://instantesmemoraveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom, Wellida Danielle! Acredita que ainda não li Um Amor para Recordar e nem vi o filme todo? Sempre vejo uns pedaços quando estou zapeando a tv, mas como quero ler o livro primeiro, nunca paro pra ver ele do começo ao fim. Quero ter todos os filmes do Nicholas junto com os livros rsrs, ele me faz sofrer, mas adoro esse malvado. XD
      Pois é, às vezes a gente se descabela de chorar por algo tão bobo e pequeno sem parar pra imaginar que, tipo, tem gente aí numa situação muito pior que a gente, com razões maiores pra chorar.
      Bjo

      Excluir
  6. Que lindo!
    Eu sou dessas: Não tenho medo de sofrer. Me entrego mesmo a esses livros que sei que vou chorar horrores e estou sempre em busca de novos assim.
    Em Como eu era antes de você, não imagino um final mais perfeito! A culpa á das estrelas foi um dos primeiros sicklits que li então chorei também.
    Chorar por esses motivos é bom demais!
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também não consigo imaginar outro final, Rízia, não mesmo e por mais difícil que seja, eu ficaria do lado do Will.
      Bjo

      Excluir
  7. Ah Bia !!!!! esse pra mim foi um dos textos mais lindos que vc escreveu <3 <3 <3
    Vc foi tão perfeita com suas palavras que fica difícil comentar qualquer coisa.
    Eu amo histórias "que fazem sofrer", não é só sofrimento ... muitas vezes tomamos choques de realidade né ? Eu choro mesmo, eu sofro mesmo, me emociono mesmo !!!!
    Eu comentei um post no face da Ana esses dias, falei o quanto eu AMAVA o livro UM DIA.

    PARABÉNS !!! PARABÉNS !!! PARABÉNS !!! TEXTO PERFEITO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, lindona, fico feliz que tenha gostado, eu gostei muito de escreve-lo. :)
      Olha, eu gosto de Um Dia, mas não morro de amores. Aquilo que acontece, quando acontece, nossa, eu li umas três vezes, eu lia e voltava pra ver se era aquilo mesmo, pra acreditar, sabe? Lembro que até larguei o livro e fui dormir pq não conseguia continuar na hora, de tão chocada que eu fiquei pq não esperava. Sabe o que é você não ter nem ideia de que ia acontecer aquilo? Foi um susto imenso e eu fiquei numa mistura de raiva com choque que nossa, na época eu fiquei bem brava com o livro hahah.
      Bjo <3

      Excluir
    2. Um dia causa isso mesmo, mas amei toda a trajetória de Dex e Em.
      E aquilo que acontece me fez pensar bastante ... "aproveitar" melhor as pessoas, a gente nunca sabe o dia de amanhã né ?

      Eu fiquei brava lendo Querido Jhon, as páginas acabando e o final não era o que eu estava esperando, fiquei decepcionada.

      Excluir
  8. Eu simplesmente amooo livros que me fazem chorar,
    pode parecer mórbido mas na verdade eu acho que o livro é bem isso, são outros mundos que nos fazem sentir parte de si, amo sorrir enquanto leio ou me debulhar em lágrimas, estou no meio da leitura de como eu era antes de você e pretendo terminá-lo logo, já prevejo baldes de lágrimas, a culpa é das estrelas me emocionou, mas não chegou a me fazer chorar, agora cante para eu dormir, pense num livro que me destruiu, uma semana depois e eu estava enlutada que é muito pior do que a ressaca literária que esses livros costumam nos causar. Amei o texto de verdade! E viva os livros que nos fazem chorar, meus preferidos.

    Abçs
    Sou bibliófila

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Delmara, que bom que gostou.
      Eu tenho esse Cante Para eu Dormir, mas ainda não li, fiquei mais curiosa agora rsrs.
      E viva a sofrência! kkk

      Excluir
  9. Eu gosto de livros que me fazem chorar, mas não sempre.
    Eu levei muito tempo pra conseguir levar a minha vida pessoal mais leve, então me afastei dos dramas para evitar sofrer mais. Hoje em dia bem, consigo ler tranquilamente uma história bem triste. Eu chorei um monte com Por Lugares Incríveis da Jennifer Niven. Mandei até um e-mail para a autora e ela me respondeu, rs. A verdade é que a gente não deve temer nada no mundo literário. O desconhecido não é ruim. Nenhum gênero não agrega nada, ele sempre vai te fazer ter várias sensações, inclusive a de sofrer. A unica parte ruim é a ressaca literária, mas acho que isso a gente supera. A gente sempre supera né? Haha belo texto! :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu concordo com você, Anelise. Também não curto ler quando estou mal que é pra não piorar a situação rsrsrs, daí leio os outros gêneros que gosto. O intuito do post foi só pra quem realmente se recusa a ler só pq não quer sofrer nem chorar, e assim acaba deixando de conhecer uma bela história.
      Eu tenho vontade de ler Por Lugares Incríveis, preciso providencia-lo rsrs.
      E quanto a ressaca literária, putz, ela é cruel também, mas a gente sempre supera, com uma ressaca atrás da outras hahaha.
      Obrigada! XD

      Excluir
  10. Oi, Bianca!
    Os livros me ajudaram num momento bastante difícil de minha vida, mas por causa desse problema sou muito emotiva e portanto geralmente evito ler livros com histórias tristes... contudo, de vez em quando arrisco ler - histórias com problemas reais, que faz o leitor pensar e ver a vida de outra forma são geralmente difíceis de resistir, exemplo? Acabei lendo Beleza Perdida mesmo sabendo que a história acabaria mexendo com o meu emocional, e apesar de sofrer pelo destino que a Amy deu a alguns personagens não me arrependi de lê-lo, linda história com muitas lições de vida.
    Também já li livros do Nicholas... - nossa, como esse homem nos faz chorar com seus livros!! -, mas apesar das lágrimas derramadas as lições que tirei das histórias ficarão pra sempre comigo, sem falar, como você mesma disse, chorar faz bem...

    Ps: Parabéns pelo texto, eu amei, muito lindo!!
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Any. Com certeza os livros nos ajudam e essas lições de vida ficam mesmo com a gente, nós nos tornamos pessoas mais compreensíveis e como o estudo que comentei no post diz, nós temos a habilidade de aceitar outras opiniões além das nossas próprias, somos capazes de considerar outras ideias sem rejeitá-las, isso porque vivenciamos experiências através de outros olhos, vendo o mundo de outra perspectiva e absorvendo sabedoria de cada uma delas. Ler é tudo isso de bom. :D
      E o Nicholas é desses rsrs... ele nos mata de chorar, mas a gente gooooosta rsrs.
      Abraço

      Excluir
  11. Uau!! Que reflexão!!! Realmente eu gosto de drama, porém sou muito sentimental e como tal só leio quando estou me sentindo bem emocionalmente. Ainda não li esse livro, já vi várias pessoas falando bem, mas só lerei quando me sentir estável. A culpa é das estrelas chorei horrores, enjoei um pouco do tio Nicholas e não li beleza perdida.

    Beijos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, bom é ler quando estamos num bom momento, nada de piorar a situação se você estiver mal. É sofrência demais pra um coração rsrs.
      Bjo

      Excluir
  12. Também não tenho medo de sofrer, aliás, adoro um bom drama, que me faz soluçar e desidratar de tanto chorar. Foi assim com COMO EU ERA ANTES DE VOCÊ e posso dizer que chorei com livros menos intensos. essa semana terminei de ler um bem fraquinho, mas ainda assim, lacrimejei com um reencontro entre pai e filha... Sou facinha facinha pra chorar... hahahahahah
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahah suuuuper te entendo Ivi, também sou dessas. Não vou mentir, acho que molho os olhos em todos os livros que leio. Ele pode não me fazer chorar litros, mas deixar os olhinhos marejados? Sempre! haha
      Bjo

      Excluir
  13. Oi, Bianca. Tudo bem?
    Confesso que não tenho muito costume de chorar lendo livros, e acho que isto pode está prejudicando minhas visão rsrs, mas já li alguns dos que citou na postagem e confesso que senti tantas emoções como em Um Amor Para Recordar fiquei triste por dias, apesar de achar a história linda mais muito muito triste mesmo. O Melhor de Mim é um dos meus livros preferidos, achei triste e foi um super baque mas no final fiquei muito feliz. O Diário de Uma Paixão dispensa comentários tanto o livro como o filme. A Culpa é das Estrela só assisti ao filme e achei muito lindo, apesar de sentir muito pelo Augustus, me apaixonei por ele. Ainda não li nenhum livro da Jojo, mas para este ano irei ler certamente, ainda mais depois do burburinho por conta do filme.
    Sempre tiro ensinamento dos livros independe do gênero e como se fosse um aprendizado para a realidade.
    Parabéns pelo post.

    Beijos
    Carla Fernanda
    http://livrosqueliblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo bem, Carla, espero que você também.
      Talvez seja melhor você começar a ler uns desses pra irrigar seus olhinhos rsrs. O Nicholas tem esse dom, as histórias são lindas e tristes, é uma loucura o que ele faz com a gente rsrs.
      Leia Jojo sim, vale muito a pena.
      E quanto aos ensinamentos, concordo com você, de todos nós tiramos algo, mas eu ainda acho que esses são mais impactantes nas nossas vidas. :)
      Obrigada!

      Excluir
  14. Olá!

    Concordo com seu texto em número, gênero e grau! Hahaha. Eu tenho um certo fascínio por estórias tristes, densas e que falam sobre assuntos pesados. Não tenho medo de chorar, pois sei que irei chorar. Gosto de saber como os protagonistas lidam com situações ruins, e como eu poderia vir a fazer se um dia acontecesse comigo.
    Odeio arriscar, pois tenho medo de me jogar no desconhecido, mas quando eu tomo essa decisão, eu me jogo de cabeça, pois sei que mesmo que a queda seja grande o aprendizado será melhor. Então, sim! Chore, ame, se alegre, viva, tenha medo, mas não deixe isso lhe impedir de nada, nem de uma boa leitura, muito menos de um bom aprendizado (que será difícil, mas necessário).
    Amei esse texto!

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E eu amei o seu comentário. É isso aí, chore, ria, ame, encare seus medos, viva, mas não deixe isso te impedir de nada, ainda mais de uma boa leitura. É isso aí, Thayenne!
      Bjo

      Excluir
  15. Você simplesmente, leu minha mente e colocou no post. heheheeehe
    Eu sou uma verdadeira louca por tristeza kkkkk. Falou que o livro te fez chorar, moeu teu coração e depois o jogou para os tubarões... Tenha certeza que foi a mesma coisa de vc dizer (O MUNDO PRECISA DESSE LIVRO), Adoro livros ou filmes com temas tristes, pesados, como em Um caso perdido. E não é atoa que sou fã do Sparks.
    Nunca li nada da Jojo, mas quero ler todos, eu já me considero fã dela só por causa das tematicas dos seus livros.
    Amei o texto de verdade, eu não tenho medo de sofrer ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha coisa boa encontrar pessoas como eu! É exatamente esse o sentimento: o mundo precisa desse livro!!!!! XD
      Menina, imagina um filme de Um Caso Perdido?! Meu Jesus... ai meu coração! rsrs
      Leia Jojo sim, eu preciso ler os outros dela urgentemente!
      Fico feliz por ter gostado do post, obrigada! <3

      Excluir
  16. Olá Bianca,
    Às vezes sinto que minha mente não funciona direito. Sempre que ouço falar de um livro nesse estilo, fico muito curiosa para ler.
    Tenho muita vontade ler Como eu era antes de você, pois sei que vou gostar, mas tento não ler esses livros quando não estou bem comigo, pois pioro rs.
    Existem muitos livros assim e, assim como aconteceu contigo, todos que li até hoje abriram meus olhos para coisas importantíssimas.
    Adorei seu post.
    Beijos
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas é, não dá pra ler livro assim quando você não está legal, não acho certo e nem recomendo. Leia algo que te anime quando estiver down e deixe esses livros pra outra hora, vai ser melhor.
      E sim, eles abrem nossos olhos e eu acho isso maravilhoso!
      Obrigada! bjo

      Excluir
  17. Oieeee
    Olha... Que post heim?
    Sou uma dessas pessoas que após assistir o trailer de "Como eu era antes de você" Fiquei tentada a ler o livro... E li.
    Acabei de ler não fazem duas horas e estou muito sensível, então entende-se porque fiquei com os olhos marejados ao ler o seu post.
    Me sinto desolada, deprimida depois desse livro, mas por outro lado, também me sinto esperançosa e um tanto alegre. É bom ver o amor nascer de lugares improváveis e ver que sentimentos podem sim ser autênticos e desinteressados.
    Ás vezes ajo como suas amigas que não querem ler algo mais pesado, mas no fundo eu sempre acabo recorrendo a essas histórias, pois me fazem refletir.
    Amei sua reflexão sobre como reagimos e como um livro pode nos afetar permanentemente.
    beijos
    http://diariodeumapsicopedagoga.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagino, Mariana, eu sei qual é essa sensação, mas é isso que você disse, sei lá, a gente depois entende, sabe... E é bonito ver o que ele fez pela Lou nesse tempo. Como vc falou, é muito bom ver o amor nascer de lugares improváveis. As coisas acontecem por um motivo, tudo tem um pq, Lou pode ter ficado arrasada, mas era preciso um Will na vida dela pra acorda-la.
      Fico feliz por ter gostado do post, obrigada.

      Excluir
  18. Oi Bianca, confesso que chorei rios de lagrimas no trailer de Como eu era antes de você vou ter que levar uma caixa de lenços quando eu for assistir o filme, amei o gif da Dianna Agron sou muito fã dela hahaha bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza vamos precisar de muitos lenços pra ver esse filme. :)

      Excluir
  19. Olá,
    Então, eu já queria ler o livro da Jojo, mas infelizmente ainda não tive oportunidade e confesso que assistir ao trailer me deixou com mais vontade ainda. Eu geralmente não curto livros dramáticos, mas quando dá vontade eu os leio sim, acho que essa é mais uma questão pessoal do que qualquer coisa. Tem gente que realmente não se dá bem com esse tipo de obra e quando você não se dá bem é melhor não insistir do que se arrastar numa leitura que não flui.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah sim, quando não curte mesmo não é bom insistir. O intuito do post foi para quem se recusa a ler somente por ser triste, a pessoa nem tenta e assim deixa de conhecer uma bela história. ;)

      Excluir
  20. Oie!
    Muito interessante o seu post, pois sempre estou a ler um drama, mas as pessoas não entendem o porquê. Nem todos os dramas deixam o leitor para baixo, ou depressivo. Eles trazem momento de reflexão, onde até podemos modificar algo após a leitura. Eu chorei com o livro Como eu era antes de você, e como muitos, esperava um final feliz (fazer o que, eu sou romantica e quero ver um final feliz em tudo). Mas como estamos falando sobre a vida, nem tudo é como queremos.
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso aí, Carla, nem tudo é como a gente quer e espera e isso que me faz gostar tanto de livros assim.
      Obrigada!

      Excluir
  21. Olha eu sinceramente não sou muito emotiva em relação a livros não.
    É muito dificil eu me emocionar para chegar a chorar.
    Lógico que tem coisas que é de apertar o coração e até mesmo de me arrancar sorrisos e suspiros, mas chorar mesmo nunca aconteceu comigo e não entendo porque, já que tem tanta gente que chora rs

    Mas mesmo assim acho que isso vai de cada um viu?
    Eu ainda não li os livros da Jojo Moyes e estou bem interessada, principalmente por causa do filme.
    Espero poder ainda ler esse ano e gostar bastante da leitura viu? Olha eu adorei o seu texto. Muito bem abordado ...PARABÉNS. Se desse te convidaria para ser colaboradora do meu blog, mas tu deve ter muito trabalho por aqui rs

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/02/resenha-outlander-viajante-do-tempo.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério? Nossa, Silvana, eu choro até com propaganda de dia das mães, e detalhe, nem mãe eu sou hahahah. Eu sou a maior manteiga derretida, chorar é mole pra mim rs.
      Leia o livro sim e vá assistir o filme, a história é linda demais.
      Fico feliz pro ter gostado do post e pelo quase convite heheheh, o blog dá trabalho mesmo, mas eu amo isso aqui. :)
      Obrigada!

      Excluir
  22. Perfeitamente. Todas as emoções fazem parte da nossa "experiência de vida" se pularmos algumas por serem complexas demais, não viveremos a experiência por completo. <3

    ResponderExcluir
  23. Oii, tudo bem?
    Eu sou bem mole, então eu costumo a chorar com facilidade e por esse motivo eu evito livros tristes rsrs, eu já o A Culpa é das Estrelas e confesso que chorei horrores, eu até tenho vontade de ler o Como eu era antes de você, mas não sei como iria enfrentar o final.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Giovana. Olha, eu entendo, caso não se anime a ler o livro, pela menos assista o filme, é uma maneira de conhecer essa história linda. :)

      Excluir
  24. Chorei lendo A Culpa é das estrelas, chorei lendo Como eu era antes de vocÊ e chorei lendo Beleza perdida, para falar a verdade choro por qualquer coisa, mas esse livros me destruiram psicologicamente, principalmente o A culpa é das estrelas e o Como eu era antes de você, mas todos são tristes na verdade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, são tristes, mas nos mostram muitas lições, belas lições.

      Excluir
  25. Oiee ^^
    Sou uma chorona literária assumida 0/ perdi as contas de quantos livros me fizeram chorar até agora, mas não me arrependo de ter lido nenhum deles. Partiu a alma? Partiu! Doeu a cabeça de tanto chorar? Doeu! Mas valeu a pena? Sim, valeu! Como você disse, a gente aprende com os personagens, com as situações e os autores. Sem contar que cria uma paixãozinha aqui e ali, né? As histórias são sempre lindas, e isso (quase) apaga a dor que sinto quando leio uma história triste.
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  26. Oi,

    Primeiro eu me apaixonei pela capa do livro de Jojo Moyes e a partir dai nem quis saber da sinopse, queria ler o livro e não me decepcionei. Acho a escrita dela fantástica. Não tenho medo de livros que me fazem chorar, mas não gosto de romance água com açúcar. Ainda não li nada de Nicholas Sparks, mas assisti ao filme "Diario de uma Paixão". Gostei muito do seu texto e achei suas reflexões muito boas. Além do mais, chorar faz bem a alma.

    Beijos
    Jucimara Pauda
    Livro sem frescura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa é mesmo linda, Jucimara. Mas olha, nem todo livro do Nicholas é romance água com açúcar, ok? ;)
      Fico feliz por ter gostado, obrigada.

      Excluir
  27. Eu espero ler como eu era antes de você esse mês, pois todos falam super bem e quando assisti o trailer fiquei desesperada pra ler antes de sair o filme.
    Beleza perdida todos recomendam também, e mesmo não sabendo nada da história, fico imaginando que deve ser emocionante, principalmente por estar aqui em uma lista de 'não ter medo de sofrer' hahaha. E eu imaginando que era uma linda história de amor sem muito drama.

    www.gordinhaassumida.com.br

    ResponderExcluir
  28. Oiie,

    Chorei lendo o livro Como Eu Era Antes de Você, do início ao fim. Eu sou um chorona assumida, qualquer livro que tenham aquela pegada de sofrimento, já estou chorando, os de Tio Nick, nem se fala, Um Amor para Recordar, choro no livro e no filme. Eu gosto muito desse livros que trazem essa pegada emocional, e é tão forte que acaba transparecendo para a gente essa força emotiva. Eu me deixo ser levada pela estória, é como se eu tivesse lá, então se os protagonista choram, eu choro também rs

    Bjs

    ♡ Amantes da Leitura

    ResponderExcluir
  29. Oi!
    Geralmente quando alguém me falo sobre um livro triste dependendo do livro costumo evitar mas quando vi a historia de Como eu era antes de você ela me conquistou e já coloquei na minha lista de leitura e já vi varias pessoas falarem que choraram horrores com o livro e vi o trailer do filme e que lindo não estava com muita expectativa mas foi só vê para ficar doida para assistir !!

    ResponderExcluir
  30. Evito livros e filmes dramáticos pela facilidade de me fazer chorar, prefiro mais romances, comédias, aventuras, ...

    ResponderExcluir
  31. Tem muitos livros que me fazem querer ficar em posição fetal debaixo do chuveiro, mas geralmente não são romances...São livros com tragédias, doenças e etc, como por exemplo Antes de Morrer, A Cinderela Chinesa e Menina Morta Viva. São todos tristes demais...

    ResponderExcluir