Resenhas

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

:: Resenha 137 :: Perdida, Carina Rissi

Sinopse: Sofia vive em uma metrópole e está acostumada com a modernidade e as facilidades que ela traz. Ela é independente e tem pavor à mera menção da palavra casamento. Os únicos romances em sua vida são aqueles que os livros proporcionam.
Após comprar um celular novo, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século dezenove, sem ter ideia de como voltar para casa – ou se isso sequer é possível. Enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de retornar ao tempo presente, ela é acolhida pela família Clarke.
Com a ajuda do prestativo – e lindo – Ian Clarke, Sofia embarca numa busca frenética e acaba encontrando pistas que talvez possam ajudá-la a resolver esse mistério e voltar para sua tão amada vida moderna. O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos...
Perdida é uma história apaixonante com um ritmo intenso, que vai fazer você devorar até a última página. 

Teoricamente, Perdida deveria ser a primeira resenha daqui do blog pelas mãos da Bia que é super fã da Carina, vai em noite de autógrafos, já leu todos os da série Perdida, já falou de Destinado em resenha (leia aqui) que é o último dessa série, mas faltava o primeiro e foi aí que falei com a Bia se ela se importava que eu fizesse essa resenha, ela é fã, ela adora a Carina, mas a minha visão para resenha seria de alguém que nunca leu uma linha dela. E gente, sério, onde no mundo eu estava com a cabeça que demorei tanto para ler esse livro? Que LIVRO! Que amor! Que história! Que TUDO!!!

Sabe aquela série que TODOS os seus amigos leram, menos você? Aí você sempre fala para eles, eu vou ler, falta tempo, falta comprar, falta isso, falta aquilo e lero-lero, até que enfim, você vai lá na Bienal, entra no stand pega o livro da Colleen, procura feito louca Belo Desastre, que já estava esgotado e eu ainda não tenho, e quando vai para fila, meio puta da vida porque o livro do Travis não tinha mais e na fila lembra: PERDIDA! Meu Deus! Esqueci Perdida! Aí você olha para um lado, olha para o outro e vê a fila maior que a sua fome (eu cheguei na bienal por volta das 13h e não comi, passei a base de trakinas!) e já pensa que ferrou, vou ficar devendo o livro de novo. A esperança vai embora, o coração aperta, mas eis que a sorte brilha para você e alguém desiste de comprar o livro e larga ele num cantinho. Claro que você pega, paga e fica toda feliz e finalmente é dona do livro e foi assim que eu comprei o meu exemplar de Perdida!

"Não me sentia embriagada. Não mesmo! O nó em meu estômago era prova de que eu já estive embriagada e agora estava na fase dois: a ressaca. Talvez a pancada na cabeça fosse a explicação. Talvez tivesse batido a cabeça com muita força e algum fio importante tivesse se soltado lá dentro e agora eu estava criando essas alucinações.
Mas parecia tudo tão real!"

Perdida é narrado por Sofia Alonzo, uma jovem mulher de 24 anos que é comum a todas nós, ou seja, é viciada em ouvir música, adora ler romances, em especial os da Jane Austen, não sabe viver sem o seu celular, mas apesar de adorar romances de época não acredita no amor, nunca se apaixonou e nem entende como a sua melhor amiga pode estar apaixonada pelo Rafa! Ela não acredita, nunca sentiu e nunca entendeu! Até que sai para uma baladinha com a sua amiga, toma uns chopps a mais (quem nunca?) e sem querer deixa o seu celular cair na privada do bar! Claro que o aparelho dá perda total, ela nem tenta pegar de volta e no dia seguinte, ainda meio na ressaca, sai para comprar um novo e encontra uma vendedora estranha que vende um aparelho mais estranho ainda que transporta ela para 1830, direto para os braços do Ian Clarke e eu quero esse celular, agora! Onde vende?

Eu já havia desejado um homem, sabia como era a sensação. Já até tinha satisfeito esses mesmos desejos, mas sempre no controle, sempre consciente do que fazia. O que eu sentia agora era totalmente diferente! Muito diferente. Era como se cada célula do meu ser quisesse se grudar a Ian, como se ele fosse um magneto superpotente usando sua força em carga máxima e eu fosse revestida de metal. Impossível de escapar ou resistir.

Ah Ian, eu meio que quero um Ian Clarke para mim, que homem, que doce, que amor de pessoa! Ian é mais novo que a Sofia, pouca coisa, ele tem apenas 21 anos, mas é muito maduro, talvez porque desde a morte dos pais ele assumiu a criação da irmã caçula, Elisa, outro amor de pessoa, e ficou responsável pela propriedade dos Clarke. Dá a entender que eles são ricos e possuem uma condição de vida confortável e por isso mesmo, Ian é um ótimo partido, incluindo para mim. Eu já falei que quero esse bendito telefone celular? Já? Oky... mas eu quero! Enfim... Quando Sofia tropeça, literalmente, em 1830, encontra em Ian um amigo que a abriga e a apoia em sua busca, mas o problema é que os dois vão ficando próximos, e o que não deveria acontecer, acontece: ambos se apaixonam, mas como viver esse amor quando ela é dois séculos mais velha que o Ian?

Desculpa pelo trecho grande, mas Ian é a coisa mais linda do mundo, não tive condições de editar...

Sinto que posso... Flutuar quando estou com você, como se fosse capaz de realmente voar! Sinto-me completo pela primeira vez, Sofia. Há uma força em você que me atrai, que me arrasta para perto, uma força inexplicável que turva meus pensamentos. Não consigo pensar em nada mais, apenas em como seria tocar seu cabelo... — ele afrouxou meu pulso e delicadamente deslizou os dedos em uma mecha perto do meu rosto. — Segurar sua mão... — segurou minha mão por um momento, depois a colocou sobre o peito, sobre seu coração. — Sinta o que acontece com meu coração quando estou com você. — batia forte e rápido, assim como o meu. Eu lutava para respirar.— E quando não estou com você, meu peito fica vazio, como se meu coração se recusasse a bater até que lhe encontre novamente. Sinta! Ele diz Sofia, Sofia, Sofia! Tem sido assim desde a primeira vez que a vi. Desde aquele instante percebi que não era mais dono do meu coração, que ele não me pertencia mais. Então — ele tocou meu rosto, deslizou os dedos por meu pescoço e acabou os prendendo em minha nuca. — Não diga que não existe “nós”!

Como? Só lendo! Perdida é aquele livro lindo, maravilhoso que te faz chorar de rir e chorar de emoção, porque sim, eu chorei! Não no nível Bia que se afoga em lágrimas, mas tem um momento, que eu não vou falar qual é, que os olhos molharam e eu precisei bater um papo sincero comigo mesma do tipo: "Calma, Talita... Calma que tem o livro 2, tudo vai dar certo, fica calma, respira, não chora, CALMA PORRA! VIRA HOMEM, CACETE!" E depois desse papo super legal e gentil comigo mesma eu engoli o choro e voltei a ler, e se você ainda não leu, recomendo que fique calma, porra! Tudo dá certo, aliás, o final é lindo, não é apressado como muitas vezes acontece, dá abertura para o próximo, mas se acabasse ali (o que graças a Deus não acaba) também daria certo, não fica nada sobrando ou faltando, não tem aquele gancho que te desespera pelo próximo, você quer ler o próximo porque é tudo muito lindo! E você quer ter um pouco mais do Ian e eu ainda quero esse celular!

E novamente a sensação de estar viva, de que tudo fazia sentido, me sufocou como uma avalanche. E, na verdade, naquele exato momento, com seus lábios colados aos meus, seus braços me prendendo com urgência, tudo parecia estar no lugar certo.
Inclusive eu.

Ah, falta falar de uma coisa muito importante sobre essa resenha! Como vocês sabem, todo mês o nosso blog faz o Top Comentarista, onde os seus comentários podem render um livro no final do mês, e nesse mês de fevereiro o livro escolhido foi Perdida! Então se você ainda não tem Perdida e se a minha resenha despertou o interesse nesse livro maravilhoso, então comenta no nosso blog e participe! Uma dica? Coloca o seu email na caixinha onde está escrito Siga o blog por e-mail, assim todas as nossas postagens serão enviadas para o seu e-mail e você não vai perder nenhum post! 

Título: Perdida
Autor: Carina Rissi
ISBN-13: 9788576862444
ISBN-10: 8576862441
Ano: 2015
Páginas: 364
Editora: Verus
Compre aqui: Amazon
Skoob
Classificação:




Sobre a autora:


Carina Rissi é uma leitora voraz, sempre lê a última página de um livro antes de comprá-lo e tem um fascínio inexplicável pelo tema “amores impossíveis”. Vê nas obras de Jane Austen uma fonte de inspiração.
Quando se desgruda dos livros – tanto dos que lê quanto dos que escreve –, Carina se diverte assistindo a comédias românticas ao lado da família e planejando viagens a lugares exóticos que não conhecerá tão cedo, devido ao seu pavor de avião.
Ela nasceu em Ariranha, interior de São Paulo, onde mora atualmente com o marido e a filha, após ter vivido uma curta temporada na capital paulista.
É autora de Perdida, Encontrada, Procura-se um marido e No mundo da Luna, lançados com grande sucesso pela Verus e que a tornaram conhecida em todo o país.

Comente com o Facebook:

52 comentários:

  1. Como não se divertir com as maluquices de Sofia ? Como não amar Ian ?
    Perdida é incrível !!!! Uma aventura deliciosa, cheia de humor e emoção.
    AMO !!! AMO !!! AMO !!! SOFIAN <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A grande pergunta é como encontrar um Ian só para mim? Onde vende esse celular??

      Excluir
    2. Talita, se vc descobrir P O R F A V O R me avisa ok ? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    3. Se eu achar eu vou é para 1830 talvez te mande um bilhete de lá ahahahahaha

      Excluir
    4. Boa !!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    5. Boa !!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
  2. Sofian é tudo de bom!!!! Meu xodó!!!! Amo demais!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Porque demorei tanto pra comprar???? E vc avisou! !!

      Excluir
  3. Eu já li esse livro e adoro, estou relendo pois não li o último ainda e como adorei a série resolvi reler. E viva o kindle unlimited os dois estão gratuitos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois que comprei vi que está no Unlimeted agora já era mas eu já tenho o meu Encontrada!!!

      Excluir
  4. Muitas pessoas dizem que os livros da Carina são ótimos.
    Acho que Perdida parece aqueles filmes de sessão da tarde bem princesinha sabe? Gosto disso.
    Fico imaginando o desespero dela perder o celular, do nada aparecer em 1830, oi?
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O desespero maior foi viver em 1830 con todos os custumes da época desde a roupa até o modo de falar que renderam momentos otimos!!! Recomendo a leitura!
      Bjs

      Excluir
  5. Talita,
    Eu adorei o papinho reflexivo... conseguiu me fazer ir, depois de lembrar da história!
    Li no ano passado esse livro e também fiquei meio maria mole com enredo.
    Parabéns.
    bjs Ju
    blog Quid pro Quo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu nem gosto nem desgosto de chorar mas foi numa parte já quase no final e eu sopensava não chora e continua lendo!!!

      Excluir
  6. Oi Talita já quero ler esse livro a um bom tempo com a sua resenha então fiquei mas curiosa em relação a ele parece sem bem interessante daqueles livros que prendem a gente do começo ao fim e o melhor é de uma atora brasileira bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia!!Leia!!Leia!!Leia!!Leia!!Leia!! Super recomEndo!!!

      Excluir
  7. Oii... Tenho enorme curiosidade em ler este livro, esta na minha listinha de espera
    a premissa dele e bastante chamativa, e a forma como ela voltar no tempo achei bastante criativa, fico feliz que tenha gostado da leitura, acredito que este seja um livro impossível não se apaixonar pela leitura. Já queria muito ler, agora depois dessa resenha quero ler mais ainda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia!! Foi um dos livros mais lindos que li esse ano, tudo bem que o ano só começou mas foi lindo, romântico, engraçado e emocionante. Perfeito

      Excluir
  8. Olá
    A Carina é uma sensação né? Eu também nunca li nada da autora, mas isso acontece porque realmente não gosto do gênero, mas para os fãs de romances a Autora parece já está em um degrau bem elevado, rivalizando com autoras internacionais, e eu fico feliz demais com isso.

    www.poyozodance.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha eu não pensei nesse sentido, para ser sincera em nenhum livro li com essa separação nacional x Internacional.
      Mas sobre a Perdida foi um livro ler Perfeito em todos os detalhes romance drama comédia foi uma leitura de qualidade.

      Excluir
  9. Nossa Talita, foi uma aventura finalmente adquirir Perdida, hein?! Era o destino rsrs.
    Eu ainda não tenho o meu e também nunca li nada da Carina, o que pretendo remediar em breve.
    Ian parece um amor de mocinho, e não precisa se desculpar pelo trecho onde ele fala sobre seus sentimentos em relação a Sofia, eu o achei até pequeno e fiquei com um gostinho de quero mais - e também desejando um celular igual ao da Sofia rsrs.
    E é claro que estou participando do top comentarista, aliás, estou me divertindo bastante comentando no blog - que encontrei por acaso - esse mês.
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você achou o blog e está se divertindo. O que falar sobre Perdida?Leia!!Leia!!
      Olha com certeza entra NA minha lista de momentos top de 2016!!!

      Excluir
  10. Oi, ainda não li o livro, mas sempre ouço comentários positivos sobre ele. Fico feliz que tenha gostado. Sinceramente, não sei como se sentiria se tropeçasse anos no passado.

    http://mysecretworldbells.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se eu tropeçar no Ian Clarke eu fico no passado sem dúvida!!!! Não deixe de ler!

      Excluir
  11. Já li dois livros da Carina e adorei, mas a série Perdida ainda não conferi, na verdade tenho receio que a série não acabe nunca. Mas adoro a escrita dela e só li elogios em relação a esta série especificamente.
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha acho que para em Destinado mas agora você me deixou com dúvida....

      Excluir
  12. oie!
    Eu li esse livro, e gostei bem trama, mas confesso que achei os outros publicados pela autora bem melhores. Mas não posso negar que a autora sabe conduzir a história, sempre com momentos fofos e divertidos. É uma das minhas favoritas
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse foi o primeiro livro da Carina que eu li mas já estou doida pra ler os seguintes!! Procura-se um marido já está na lista!!

      Excluir
  13. Hello :)

    Primeiramente, adorei sua saga com o livro, e ela me define em muita coisa na vida. E essa "Histórias de uma Bienal"?? Eu fui na bienal e entendo BEM o desespero que é kkkk
    Sobre o livro, eu sempre achei a capa muito convidativa mas nunca havia lido nada sobre. Já vi esse livro aqui e ali e acho que cheguei a baixar um pdf dele, mas tá perdido por aí no meu mar de ebooks. Vou deixar anotado, quem sabe um dia, né?

    Beijinhos e que a Força esteja com você!
    Cantinho Cult
    Galera Geek

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se eu contar tudo que passei na Bienal olha dá uma saga épica, desde perder alunos a tentar sobreviver a um arrastão foi tenso!
      Eu também enrolei muito pra comprar e ler mas quando rolou não me arrependi e espero que você tambwtambém curta!
      Bjs

      Excluir
  14. Olá!

    Eu também quero ler algo da Carina, mas não começaria por esse, porque a premissa não me convenceu. Mas você foi muito sortuda, não é todo dia que alguém consegue encontrar o livro sem sair da fila, que história!

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aproveita que tem vários livros dela no kindle Unlimeted!!

      Excluir
  15. Oiee

    Adoro a Carina! Já li esse livro dela e me diverti muito!!!
    kkkkkkkkkkkk que saga a sua para conseguir o livro, mas pelo visto era pra ser seu mesmo.
    Adorei sua resenha! quero dar continuidade na série.

    bjs
    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perdi o Travis mas o meu destino era encontrar o perdida Tim dum tsss!!!

      Excluir
  16. Ian, papai do céu por favoooooooooooor da ele para mim?
    Já havia lido esse livro no ano passado e eu amo a escrita da Carina Rossi, essa mulher é uma deusa, quero ser como ela quando crescer kkkkk.
    Amei os personagens, a fofura do Ian não tem igual, amei sua resenha, você descreveu meus sentimentos em poucas linhas, estou esperando de você a continuação da saga SEJA HOMEM PORRA kkkkk.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Bia já me tranquilizou que o Encontrada não tem lágrimas então meu lado homem tá pronto para ler o segundo!!!

      Excluir
  17. Saudações literárias! Muito bom sua resenha e tudo mais, porém esse tipo de literatura não faz o meu estilo. Mas por via das dúvidas vou colocar na lista dos desejados do skoob.

    ResponderExcluir
  18. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  19. Olá, Tudo bem?

    Ótima resenha! Ainda não li nenhum livro dela, porém muitas pessoas me recomendam.
    Que sabe um dia!

    beijos
    http://www.eupraticolivroterapia.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os livros da Carina estão no Kindle Unlimeted e por menos de 20 reais dá pra ler todos eles! Aproveita!

      Excluir
  20. Oi...

    menina do céu, que resenha é essa??? amei...amei tua escrita, tua espontaneidade, amei quase tudo...só não gostei desse papo aí de querer o celular pra ti...nem vem!!! Pode parar que eu já falei que sou fiel somente ao Ian e ao meu marido ( não necessariamente nessa ordem), então amiga...sossega o faxo aí que esse celular é meu....hehehe...

    Falando sério agora...tua resenha está incrível, de verdade, já li esse livro (meio óbvio né? ) e amei, é um dos meus preferidos, e olha que eu não sou lá muito fã de romance! Mas a carina conquista né?

    Parabéns, e corre lá ler os outros, sei que tu vai amar!

    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A parada com o Ian é o seguinte quem achar o celular primeiro leva! Eu só acho que toda mulher merece um homem como esse!
      Obrigado pelos elogios e pela visItá!
      Bjs

      Excluir
  21. Olá!!

    Você é muito divertida! rsrs Adorei sua resenha!
    Eu estou naquele grupo do vou ler e lero-lero kkkkk Sempre tem uma parceria, alguma coisa na frente e ele vai ficando, comprei a 3 anos e nada até hoje!!

    Bjus
    Blog Fundo Falso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu estava com dois de parceria mas bati o martelo e tive que ler é o mesmo com métrica preciso bater o pé e ler logo!
      Obrigado pela visita bjs

      Excluir
  22. Oie
    morro de curiosidade de ler essa série da autora mas ainda não tive oportunidade, já li outro dela e foi maravilhoso, uma narrativa muito gostosa e valeu a pena

    BEIJOS
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha que elés estão bem em conta na versão digital lá na Amazon pelo sistema Unlimeted. A narrativa da Carina foi deliciosa leve e envolvente. Perfeita!
      Bjs

      Excluir
  23. Ai meu Deus, to chorando aqui, mas é de tanto rir de você, fala palavrão!! Me identifiquei, finalmente uma blogueira normal como eu,hahahaha. Amei a resenha, tenho uma amiga que ama os livros dessa autora e me deixa sempre animada,mas preciso de dinheiro pra comprar e espero fazer isso logo, adoro livros e histórias fofas, que me façam chora e dar gritinhos de satisfação ou de histeria mesmo,hahaha.

    bjs

    ResponderExcluir
  24. Olá!
    eu sou uma dessas que todos os amigos leram, mas eu ainda não. Ganhei o livro de presente e até agora não consegui ler. Falta de tempo mesmo para concluir a leitura. Adorei a sua resenha, só me deu mais vontade de conhecer a história.
    Beijinhos!
    http://www.eraumavezolivro.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Oi!
    Minha amiga me emprestou esse livro também demorei um bom tempo para ler mas assim que comecei me arrependi de não ter começado antes que li adorei ri muito me emocionei e torci para esses dois, adorei a Sofia que me conquistou e também quero um Sr.Clark !!

    ResponderExcluir
  26. AFF Q LIVRO CHATO

    Brincadeira, eu quero muito ler ele :v hahahaha
    Desde que eu li pela primeira vez A Viajante do Tempo (uns 10, 11 anos atrás hahaha) eu fiquei um pouco obcecada por histórias que envolvessem viagem no tempo hehe
    Nenhum mocinho chegou aos pés do Jamie Fraser até agora (vem ni mim, Jamie!), mas eu continuo procurando. Quero ver se esse Ian é tudo isso mesmo que vc está dizendo ou se ainda fica atrás do Jamie hehehe

    ResponderExcluir