Resenhas

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

:: Resenha 138 :: Escuridão Total, Sem Estrelas, Stephen King

Sinopse: Na ausência da luz, o mundo assume formas sombrias, distorcidas, tenebrosas. Em Escuridão total sem estrelas os crimes parecem inevitáveis; as punições, insuportáveis; as cumplicidades, misteriosas.
  • 1922: Wilfred James e Arlette James são donos de 100 acres em Hemingford Home. Enquanto sua irritante esposa quer vender sua parte para uma companhia, Wilfred quer manter suas terras. A cada dia que passa, Wilfred percebe que só há uma solução para o problema. Envenenando a mente de seu filho, Henry, os dois acabam por assassinar Arlette. A história é uma narração/confissão de Wilfred sobre como ocorreu o assassinato, e a série de terríveis eventos que foi desencadeada por causa do crime.
  • Gigante do Volante: Tess, uma escritora de suspense leve, vem suplementando sua renda por anos, servindo como oradora em alguns eventos. Em um compromisso de última hora, Tess vai fazer uma palestra na cidade de Chicopee. No caminho de volta para casa, ao pegar um atalho, um evento horrível mudará sua vida para sempre; após isso, Tess descobrirá um lado negro em si mesma que nunca imaginou possuir, e não descansará enquanto não obtiver a coisa que mais deseja: vingança.
  • Extensão Justa: Dave Streeter está sofrendo com câncer e para aliviar a angústia resolve passear. Durante o passeio, ele conhece um homem misterioso que lhe oferece um “prolongamento de vida” de duas décadas. Porém, como é regra universal do mundo dos negócios, tudo tem um preço. Irá Streeter ceder à sedutora ideia de viver mais, em troca de prejudicar seriamente uma pessoa realmente próxima a ele?
  • Um Bom Casamento: Darcy Anderson, casada há 27 anos, aprende mais sobre o seu marido do que gostaria quando literalmente tropeça em uma caixa misteriosa sob uma mesa na garagem. Isto é apenas a ponta do iceberg, pois as descobertas que ela fará poderão colocar não só seu casamento e família em xeque, como também sua própria vida.
Os personagens dos quatro contos de Stephen King passam por momentos de escuridão total, quando não existe nada — bom senso, piedade, justiça ou estrelas — para guiá-los. Suas histórias representam o modo como lidamos com o mundo e como o mundo lida conosco. São narrativas fortes e, cada uma a seu modo, profundamente chocantes.

Aí vocês param, analisam e pensam:
E lá vamos nós outra vez com resenhas do Stephen King...
A Ana é obcecada, só pode....
Tá ficando chato já... Não aguento mais!!!

Genten, desculpem a titia Ana... Eu não sei o que acontece comigo ultimamente que só leio Stephen... Mas eu procuro sempre intercalar pra não deixar vocês tão de saco cheio de mim!
Não deixem de me amar!!!!!!
Pleeeeeease!!!!!


Dessa vez eu venho falar pra vocês, um pouquinho dessa obra relativamente nova do meu autor kiridinho: Escuridão Total, Sem Estrelas de Stephen King


Vamos começar pela capa: Pretinho básico!
A-DO-GO!
E não é só por aí não! As bordas do livro também são todas negras! É simplesmente encantador! Foi amor à primeira vista!


Agora vamos ao conteúdo!
O livro é composto por quatro contos. O que acaba transformando um livro de quase 400 páginas em uma leitura bem dinâmica e fluida, uma vez que os leitores de King sabem que em seus livros, o início, na maioria das vezes, é meio-totalmente arrastado. (Que fique claro que eu amuele mesmo assim! :D)

Agora falando um pouco mais sobre o conteúdo, eu não tenho muito como explicar... Vou usar uma palavra que meu marido usou esses dias para descrever certo filme: Visceral! Escuridão Total, Sem Estrelas, em minha opinião, é um livro visceral!

Vou explicar o porque: Já li alguns livros do Stephen (e estou trabalhando arduamente para ler o restante! Vocês estão vendo isso! uhahuauh), e já vi/senti de um tudo! Medo com algumas partes de terror, tristeza em alguns momentos, felicidade em outros, agonia em alguns-muitos outros...


Stephen King me presenteou com muitos contos e histórias de suspense, terror, romance e até mesmo certo policial/detetive, mas nunca algo tão cru, tão intenso, tão avassalador como Escuridão Total.
Cada um desses quatro contos conseguiram arrancar de mim sensações e reações únicas. Acho que esse livro vai ficar marcado para sempre na minha memória.

No primeiro conto, 1922, conhecemos a família do agricultor Wilfred, e a própria sinopse não deixa muito pra imaginação. Nesse conto podemos ver até que ponto a ganância pode levar o ser humano a tomar atitudes inimagináveis resultando na sua desgraça ao invés da tão almejada glória.

"... Mas havia uma terceira presença naquele cômodo: a determinação inelutável da minha esposa, que tinha uma existência independente da mulher em si (pensei tê-la sentido na época, e agora, oito anos depois, tenho certeza disso). Esta é uma história de fantasmas, mas o fantasma já estava lá antes mesmo que a mulher a quem ele pertencia morresse."

No segundo conto, Gigante do Volante, conhecemos Tess, uma famosa escritora de suspense que após ser estuprada, descobre que pode, com ajuda de seus personagens literários, saciar sua sede de vingança. Neste conto, podemos ver que ações extremas pedem reações extremas, e para conseguir essa reação, às vezes acabamos descobrindo um lado sombrio que esteve sempre adormecido dentro de cada um de nós.

"... Ele a levara para entro da antiga loja e a estuprava enquanto grãos dourados de poeira rodopiavam preguiçosamente ao oblíquo sol da tarde. Em algum lugar, pessoas ouviam música, compravam coisas pela internet, cochilavam ou falavam ao telefone, mas ali uma mulher estava sendo estuprada, e ela era aquela mulher."

No terceiro conto, Extensão Justa, conhecemos Dave Streeter. Com câncer terminal, Dave acaba fazendo um pacto com um vendedor desconhecido na beira da estrada. Pacto esse que vai mudar a sua vida. Neste conto vemos como, para certas pessoas, é difícil aceitar a linha da vida e suas escolhas. Como é difícil ver o outro vencer na vida e você não. Nesse conto podemos ver até que ponto a inveja nos é capaz de levar.

Já no quarto e último conto, Um Bom Casamento, conhecemos Darcy Anderson e seu desabafo do que ela achava ter sido seus 20 anos de um estável e consolidado casamento. Neste conto, descobrimos que nunca sabemos ao certo quem é quem. Nem o tempo nos é capaz de mostrar o verdadeiro eu de quem achamos que conhecemos de verdade.

Ao final do livro, somos presenteados com um posfácio maravilhoso, no qual King explica suas inspirações para a escrita desses quatro instigantes e brutais contos e como foi para ele escrever cada um deles.

"As histórias neste livro são chocantes. Você pode ter achado difícil lê-las em alguns momentos. Se foi o caso, posso lhe assegurar que também achei difícil escrever as histórias em algum momento."


Escuridão Total, Sem Estrelas é um livro para poucos, admito, mas esse pouco que ler, jamais esquecerá!
Juro!
  
Título: Escuridão Total, Sem Estrelas
Título original: Full Dark, No Stars
Autor: Stephen King
ISBN-13: 9788581052755
ISBN-10: 8581052754
Ano: 2015
Páginas: 390
Editora: Suma de Letras (Selo Companhia das Letras)
Compre aqui: Saraiva
Classificação:



Sobre o autor:


Stephen Edwin King é um escritor americano, reconhecido como um dos mais notáveis escritores de contos de horror fantástico e ficção de sua geração. Os seus livros venderam mais de 350 milhões de cópias, com publicações em mais de 40 países.




Comente com o Facebook:

15 comentários:

  1. Eu nunca li nada desse autor, pq não é muito meu estilo. Fico bem impressionada com esse tipo de livro e não durmo depois hahaha. Acho que desses contos, deu vontade de ler esse primeiro, da presença do espírito da esposa. Adorei a resenha e a indicação do livro. E sim Ana, toda vez que vejo alguma resenha do king aqui no blog, logo penso em você! Kkkk

    ResponderExcluir
  2. Pronto!
    Queria uma indicação de um livro dele, vc acabou de me dar!
    E ainda vou ganhar do marido, melhor impossível!
    Adorei a resenha! 😘

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marli, presente melhor que esse, não há!!!! <3

      Excluir
  3. Não está ficando chato, quando vc escreve sobre o seu Kiridinho é tanto amor envolvido, que da vontade de ler um livro dele assim que termino a resenha.
    Como vc está cansada de saber, não curto essas histórias maaaaaaaaaaaaaaaas vc conseguiu, vou ler um livro do Stephen King nessa desafio literário. :D :D :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho bom, dona Fran!!! Eu acho muito bom mesmo!!!!! hum!!! huauhauhauhauh <3

      Excluir
    2. Vc segura minha mão se eu ficar com medo ? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
  4. Oi, Ana!
    Algo tão cru e tão intenso como Escuridão Total, Sem Estrelas não faz meu estilo de leitura... os assuntos abordados nos quatro contos, marido matando esposa por causa de terras entre eles, são temas que infelizmente faz parte da vida real e como leio para esquecer por um momento da crua realidade em que vivemos Escuridão Total não é um livro que algum dia lerei...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo... Também gosto de fugir um pouco da realidade, mas não adianta... tenho uma queda pelo terror.... não consigo ficar muito tempo sem... é mais forte do que eu! :P

      Excluir
  5. Oi Ana amei a sua resenha eu sou doida pra ler algum livro do Stephen King, só leio elogios aos livros dele e esse é um dos que eu mais quero ler bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernanda, obrigado! Leia sim!!! Não vai se arrepender! :P

      Excluir
  6. Oi!
    Ainda não li nada do Stephen King mas assim que vi esse livro ele me conquistou pois por ser um livro de contos da para conhecer bem sua escrita através desses quatro contos e achei eles em interessantes, também adorei a edição que está linda !!

    ResponderExcluir
  7. Amei a resenha.
    Faz bastante tempo que quero me deliciar da escrita do Stephen King, só que por falta de tempo tenho muitos livro acumulados, então torna bastante difícil para mim comprar mais enquanto ainda tenho, porém espero em breve poder desfrutar dessa leitura, seu marido descreveu de uma maneira muito interessante esse livro.

    ResponderExcluir
  8. STEPHEN KING!!!

    Eu AMO Stephen King!!! Mas eu não conhecia ESSE livro ainda. Gente, que edição mais linda e diferente!!! Quero na minha estante pra ontem!!
    O único ponto negativo é o fato de serem contos...Não gosto muito pelo fato de geralmente serem curtos demais, mas pelo tamanho do livro versus 4 contos acho q dá pro gasto, umas 100 páginas porcada hehehe

    ResponderExcluir