Resenhas

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

:: Resenha 141 :: "Pedras Negras", Cesar Luis

Sinopse: Fernando Eastman é um homem da ciência e da razão que se envolve apaixonadamente numa aventura cheia de situações impossíveis nas terras do Peru e Bolívia. Acompanhado por Lia e Rico, ele é desafiado por mistérios, conspirações e intrigas envolvendo uma antiga lenda pré-Inca, crânios alongados, outlanders e poderes ocultos.
É preciso encontrar um livro. Esse livro encerra um dos maiores segredos da história humana. Logo eles descobrem que existem poderes obscuros que não querem que esse segredo venha  à tona.
O grupo de amigos se envolve numa aventura que não desejavam, nem sequer imaginavam ser possível, mas que, devido às circunstâncias, irresistivelmente se deixaram envolver. Tudo acontece numa corrida frenética para revelar a verdade sobre a origem da vida no planeta Terra.
O objetivo de Eastman é fazer com que essa verdade, ou pelo menos parte dela, possa ser entregue à Humanidade. É uma busca para corrigir erros graves no pensamento humano. Erros que causam muito sofrimento. Uma narrativa cheia de surpresas, suspense e questionamentos.

Confesso que na época em que recebi esse livro do autor, minha vida estava uma correria só. Meus horários de trampo são tensos demais e até hoje estou tentando me organizar, mas tá difícil hahaha. Então, depois que ajeitei um pouquinho a minha rotina, eu peguei o livro e fui dar uma olhada no que se tratava. A sinopse do livro me deixou curiosa e cheguei a me surpreender com a narrativa do autor. 



Nesse livro vamos conhecer o arqueólogo Fernando Eastman, um homem bastante racional que vê suas convicções serem desconstruídas, a partir do momento em que se envolve nos acontecimentos inesperados de um vilarejo peruano. A descoberta de uma câmara secreta em Machu Picchu e a consequência depois que a mesma foi aberta, acabou construindo questionamentos intrigantes e despertando em  Fernando uma necessidade enorme em buscar a verdade desse grande mistério. 

Quando a intensa busca começa, o arqueólogo e seus dois amigos embarcam em uma aventura cheia de mistérios e conspirações que envolve a tal Lenda de Orejona. E aos poucos vamos descobrindo personagens e momentos interessantes ao decorrer da história e até achei legal a trama, só que a forma como a narrativa construída é apresentada no livro, me deixou surpresa. A diagramação me incomodou um pouco, algumas páginas tem espaços em branco que são enormes e ter que acostumar com a estrutura estabelecida foi o resultado da minha leitura ter sido mais demorada.


  

Penso que a tal parada do crescimento espiritual é uma experiência individual e a maioria deseja por isso, mas nem todas as crenças são iguais ao do coleguinha ao lado, então acredito que os questionamentos que o autor coloca em sua história e algumas questões religiosas que são levantadas ao decorrer da trama, dariam debates interessantes. E até acho que foi essa a intenção do autor, mas uma parada que me cansou na leitura, foi à forma como em alguns momentos, as explicações acabam ficando longas demais.


Um lance interessante é que o autor fez uma viagem ao Peru e ficou completamente encantado com a beleza e energia do lugar, em especial Matchu Picchu. Essa experiência na Cidade Sagrada contribuiu para o pano de fundo do livro. E quem quiser conhecer um pouco mais sobre autor, é só entrar aqui: http://cesarcesarblog.tumblr.com/

Booktrailer

Título: Pedras Negras
Autor: Cesar Luis
ISBN-13: 9788569453017
ISBN-10: 8569453019
Ano: 2015
Páginas: 342
Editora: Luna Editora
Compre aqui: Luna Editora
Classificação:


Sobre o autor:



Cesar Luis é formado em Direito pela Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo e especializado em Filosofia do Direito. Começou escrevendo pequenos ensaios acadêmicos no campo da Filosofia do Direito entre os anos de 2003 e 2007. Pedras Negras foi um projeto que nasceu e amadureceu e se completou entre  Janeiro e Abril de 2013.

Comente com o Facebook:

9 comentários:

  1. Oi!

    Desconhecia o livro, não pertence a um gênero que me chame muita atenção, mas se tivesse a oportunidade daria uma chance para essa leitura. Matchu Picchu deve ser um cenário inspirador e tanto para a criação de um livro!

    beijos
    http://infinitudedepalavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu não conhecia o livro, mas a abordagem de temas históricos e geográficos e, especialmente, saber que o autor teve embasamento ao desenvolver a história muito me chamou atenção.
    Entendo seu incômodo com relação aos longos espaços, também não gosto quando os livros são assim. Gosto de livros que aborde tema religioso, acredito que para mim isso já é um ponto positivo. Gosto quando o autor expõe a sua opinião, gosto mais ainda quando ele fala alguma coisa que entra em contradição com o que penso, isso prova para mim, que o que ele escreveu merece um pouco mais de reflexão. Fiquei muito interessada pelo livro e espero ter oportunidade de ler em breve.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Graziela!
    Confesso que a sinopse e o enredo de Pedras Negras não despertaram meu interesse, o mistério envolvendo o livro que Fernando sai em busca não despertou minha curiosidade de leitora que ama um bom livro de mistério, e sinceramente não curto histórias com explicações longas demais...
    Portanto, Pedras Negras é um livro que eu não leria.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Oi Graziela, mesmo lendo a sinopse e a sua resenha oi livro não me despertou vontade de le-lo não é o tipo de genro literário que eu gosto de ler bjs.

    ResponderExcluir
  5. Interessante tem a mesma temático do livro "Labirinto de Kate Mosse" Envolver mistério e a busca por algo no livro labirinto há uma busca pela trilogia do Graal, numa estória que envolve traição, mortes e perseguição, é muito gostosa de ler, com sua resenha fiquei curiosa se este irá me segura através da estória como o outro. Um bjão.

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia o autor, gostei da sinopse. O que mais me chamou a atenção foi o cenário em Matchu Picchu, tenho muita vontade de conhecer esse lugar.
    Futuramente vou dar uma oportunidade para Pedras Negras. :D

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Ainda não conhecia esse livro mas gostei bastante da historia, só uma coisa que me incomodou foi as explicações muito longas pois já li alguns livros assim e a leitura para mim foi ficando muito cansativa !!

    ResponderExcluir
  8. Amei a resenha.
    Primeira vez que vejo falar desse livro e do autor, confesso que amei a capa, é muito bonita, achei interessante que vou citou a viagem ao Peru que autor fez.

    ResponderExcluir
  9. Oi!

    Inicialmente eu não gostei da sinopse, mas conforme eu fui lendo a resenha eu passei a querer ler o livro...E depois q terminei de ler eu to meio em cima do muro.
    A trama parece ser interessante, mas os ultimos autores que eu li algo parecido não souberam trabalhar bem a ideia e os livros acabaram sendo decepcionantes...Daí eu fico meio assim de ler outro :/

    ResponderExcluir