Resenhas

segunda-feira, 21 de março de 2016

:: Resenha 151 :: "Amos e Masmorras - A Submissão", Lena Valenti



Sinopse:  A agente Cleo Connelly, integrante do corpo de polícia em Nova Orleans, é uma mulher atraente e destemida, que não mede esforços – e impulsos – na resolução dos casos que assume. Certo dia, entretanto, ela é designada para investigar, junto ao FBI, uma lucrativa rede de tráfico humano.
Para cumprir a missão, ela precisará se inserir em um contexto inusitado: visitar a cena BDSM do país e participar das práticas de sodomia e dominação instituídas no torneio Dragões e Masmorras DS. Agindo como agente infiltrada, Cleo terá de pesar os limites de sua própria luxúria nesta implacável caçada, considerando também a arrebatadora atração que sente por Lion Romano, seu parceiro no caso. Mas será que, no meio do caminho, ela vai gostar de ser submissa?
Renda-se aos deleites desta intrigante e sensual narrativa!


Ai, ai... Então, bora começar....

Há um bom tempo atrás, a dona Bia ficava falando sobre um livro que ela estava lendo. Dizia que era o primeiro de uma série e que tava muito legal e que eu deveria ler. O tempo passou e ela comeu os livros dessa tal série. E em todas as cenas em que ela pirava, ela me mandava um trecho... Ela praticamente estava sendo eu, e antes que vocês me perguntem "Como assim, sendo você?" Vou mostrar uma imagem que me define e que não vai precisar de explicação hahahahahaha.


Auto-explicativa essa imagem, não? 
Certo... continuando. Depois da dona Bia ter um momento Grá, ela terminou a série e seguiu sua vida literária de boa e eu continuei com os meus livros de fantasia. Passado um tempo, eu tava precisando ler algo que me tirasse da ressaca literária em que me encontrava. Era uma ressaca forte, nada tava bom, então lembrei da série que a Bia tinha tanto falado. E o que foi que aconteceu? Adivinha... Eu devorei em dois dias a série e queria mais, tipo muito mais! E aquela parada de você se perguntar toda hora: "Por que eu não li antes?" Ficou presente no meu ser por um bommmm tempo.

Para quem não conhece, Amos e Masmorras se tornou best-seller internacional e é escrita por Lena Valenti, que é o pseudônimo da escritora espanhola Lorraine Cabo. Além de Amos e Masmorras, Lena também escreveu a famosa Saga Vanir.  E para a felicidade dos brasileiros que acompanha seus trabalhos, nossa parceira, a editora Universo dos Livros, comprou os direitos de publicação dessas duas séries fantásticas. Se quiserem saber um pouquinho mais sobre as séries, clica aqui. Esse  post da Bia, vai expressar toda a nossa felicidade com a notícia das publicações desses livros aqui no Brasil.

Então, voltando ao foco que é a resenha hahahahaha. 
O livro vai contar a primeira parte da história de Cleo Connelly, uma mulher com uma personalidade forte, sincera, impulsiva e totalmente cativante. Essa ruiva com os olhos puxados e gatunos, de cor verde muito clara, tem um sonho de ser uma agente do FBI. Ela quer seguir os mesmos passos de sua irmã Leslie, uma agente brilhante e reconhecida por suas missões bem-sucedidas. Cleo tem muito orgulho da irmã, considera Leslie um exemplo a ser seguido e é alvo da sua adoração.

"Quando eram pequenas, prometeram que sempre estariam juntas e que tirariam de circulação todos os criminosos e malfeitores. Elas tinham vocação para ser super-heroínas e nenhuma delas podia evitar.  Era o que acontecia quando se crescia em uma família cheia de policiais: ou você evitaria as armas por toda a sua vida, ou se apegava àquele ambiente. E as duas estavam apegadas. O que tinha de mais em querer atingir os mesmos objetivos da irmã? Em estar com ela? Mas Cleo  não estava ali só por isso. O FBI envolvia o que ela mais gostava: as investigações sobre as violações de crimes federais. Prender os piores, os mais perigosos, a escória da humanidade."

Logo no começo do livro, há exatamente um ano antes, vemos Cleo no edifício J. Edgar Hoover, Washington D.C. respondendo as perguntas do psicólogo encarregado para selecionar futuros agentes. É a parte final do teste, e quando o tal psicólogo faz a pergunta número quinze do seu teste psicotécnico, Cleo é sincera demais e totalmente espontânea, o que faz o seu sonho ser adiado. Claro que a tal pergunta e o motivo para ela receber o carimbo de inapta, vou deixar vocês descobrirem quando lerem.

Passado o tal ano e agora tenente, Cleo acaba recendo a visita do vice-diretor do FBI, Elias Montgomery. Como eram muito unidas e nem a distância ou os casos de Leslie impediam de se falarem sempre, Cleo já havia estranhado que nos últimos três dias, sua irmã não havia entrado em contato e a presença do vice-diretor só poderia ser por um motivo grave. O motivo era o desaparecimento de sua irmã Leslie durante uma investigação secreta sobre tráfico de humanos e de drogas.

Como as duas são parecidas, mesmo Cleo sendo uma ruiva-acaju e Leslie sendo morena, ambas tem cabelos lisos e longos. E apesar de algumas diferenças, a herança irlandesa as deixam parecidas. Um dos motivos para que Cleo substitua a irmã e continue a investigação. Claro que Elias teve uma recomendação e depois de analisar, Elias concorda e acaba entendendo que Cleo realmente é o último recurso do FBI para descobrir o que aconteceu com Leslie e de quebra, chegar aos verdadeiros responsáveis do tráfico humano. 

Bom... antes de continuar, deixa eu apresentar o Lion Romano.

Lion Romano faz parte da vida de Cleo desde a infância e é o melhor amigo de Leslie. Os três cresceram juntos e eram inseparáveis por um bom tempo. Os três tinham o mesmo sonho de ser um agente da lei e com o tempo, ele e Leslie conseguiram conquistar seus desejos. Já Cleo foi outra história (como falei acima). Enfim... Lion se tornou um dos agentes mais importantes no FBI e ficou encarregado pela missão que Leslie participava e foi ele, o tal cara que recomendou Cleo para substituir a irmã.

Bom... pera, hahahaha antes deixa eu escrever uma parte aqui, onde Cleo descreve como Lion (no começo do livro), tipo... como ele se tornou.

"Cleo virou a cabeça para olhar, por cima do ombro, o indivíduo que mais a havia maltratado quando eram crianças e, ao vê-lo, uma espécie de alarme de incêndio interior foi ativado.
Engoliu saliva. Ainda bem que havia tirado os óculos falsos; agora estava com seus óculos escuros Carrera e não dava para notar que estava de olhos regalados."

Certo... não vou continuar com a descrição, porque sou má hahahaha. Se quiserem saber certinho como esse Deus... quer dizer, como o agente Lion se tornou...vai ter que ler o livro!

Bom... voltando a resenha... Deixa eu contar então, qual é tal missão secreta que a Leslie participava.

A missão se chama Amos e Masmorras e vai acontecer em um grande torneio de BDSM que se chama: Dragões e Masmorras. E é lá que eles vão pegar os responsáveis pela parada do tráfico de humanos e drogas. Sendo assim, a Cleo terá que aprender tudo sobre o mundo BDSM em apenas uma semana. Como ela agora é uma agente do FBI, ela terá um superior que além de ser seu parceiro nessa missão, será seu amo. Sentiu a parada?


A dona Cleo terá que aprender como ser uma submissa e se entregar totalmente ao papel. Com uma personalidade forte como a dela, imaginaram como ela vai ser dominada por Lion Romano? Sim, o tal amo dela é ele, o próprio! Agora detalhe interessante, além de Lion ser um agente, ele também é um Dom.

"Era um agente do FBI, claro, mas seus gostos sexuais, nada que tivesse que justificar a ninguém, eram bem específicos. Suas preferências não eram nem melhores nem piores que as da maioria, eram simplesmente diferentes. Para ele, a dominação, o bondage, o sadomasoquismo e a submissão eram jogos para serem praticados entre casais. Um jogo de consentimento mútuo na qual eram  trabalhados a disciplina, a ousadia, o atrevimento, os limites de cada um e, sobretudo, a confiança."

A narrativa da autora é totalmente cativante, é uma leitura rápida e completamente gostosa. Ela tem o cuidado de mostrar as dúvidas e vínculos emocionais dos personagens de uma maneira arrebatadora. Não é um livro hot clichê, até porque a parada aqui é outra. A forma que ela descreve o torneio, as regras e o mundo dos praticantes do BDSM, nessa história, é muito bem desenvolvida, até mesmo a complexidade de certos momentos e termos.

"A base de toda relação entre amos e submissas é a confiança. As mentiras acabam com tudo para ambas as partes."

Os personagens são muito bem explorados, o que me agrada muito. Conseguimos realmente entender e sentir o que eles estão passando em cada momento. O que faz ficar mais real a parada. As cenas de treinamento e dominação com a Cleo e seu relacionamento com Lion é extremamente instigante e marcante. Com um final impactante, Amos e Masmorras quase fez meu pobre coração bipolar parar. 

"Em alguns momentos, as masmorras de dominação passam a fazer parte de você: uma de autoconhecimento e outra de transmutação. Você entra como lagarta e sai como borboleta."

O livro é divido em duas partes e o segundo já está na pré-venda para abril, então bora colocar esse livro na lista, porque a titia Grá recomenda.
Ah! Se você espera uma leitura a base de 50 Tons de Cinza, esqueça... Sério! A parada aqui é diferente e tenho certeza que vai te surpreender, da mesma maneira que me surpreendeu. 


Capa do segundo livro, Amos e Masmorras - O Torneio, e falando em capa, eu curto bem mais as lançadas aqui no Brasil que as originais.


"Quando as masmorras se abrem, os dragões estão à solta."


Título: Amos e Masmorras  -  A Submissão
Título Original: Amos Y Mazmorras -  La doma
Série: Amos e Masmorras #1
Autora: Lena Valenti
ISBN-13: 9788579308901
ISBN-10: 8579308909
Ano: 2015
Páginas: 416
Compre aqui: Americanas, Submarino
Classificação:



Sobre a autora:


LENA VALENTI nasceu em Barcelona em novembro de 1979. Leitora assídua, principalmente de romances, escreve desde que se conhece por gente. Trabalhou como assessora de imprensa da livraria Casa del Libro e, graças à sua saga Vanir – cujo o sucesso atravessou fronteiras e chegou a diversos países europeus e americanos -, elevou-se ao ponto de uma das escritoras mais reconhecidas e aclamadas de romances da atualidade nos gêneros erótico e sobrenatural. Tornou-se famosa também por causa da série Amos e Masmorras, que conta com seis volumes até o momento.

Comente com o Facebook:

26 comentários:

  1. Oi Grazi
    então, eu já ouvi falar muito sobre esse livro, tanto pelo lado positivo quanto pelo negativo. De qualquer maneira ainda espero ter a oportunidade de conferir e ter minhas próprias opiniões. Adorei sua resenha viu...
    beijos
    Fer

    ResponderExcluir
  2. Amo! Amo! Amooooooo!!!!!!! Já quero o 3 e o 4, saudades de Lenka! <3

    ResponderExcluir
  3. Já ouvi falar muito deste livro, mas nunca li, a premissa dele é sem duvidas instigante, deixa o leitor super curioso para conhecer mais da história, só a capa que não me atraiu muito.
    Gostei da sua resenha clara e objetiva!

    www.detudopouco.com.br

    ResponderExcluir
  4. Lion, meu amor!!! Só de pensar dá umas palpitações, um fogo! Vou me calar agora para não passar vergonha hahahahaah

    ResponderExcluir
  5. Eu nunca li nada da Lena Valenti, mas se a titia Grá recomenda, vou colocar na lista ! hehehehehehe :D
    Eu sou daquelas do tipo anisosa, não ... muito ansiosa !!! Preciso ter todos os livros em mãos caso contrário fico LOUCAAAAAAAAA !!!!

    ResponderExcluir
  6. Olá
    Não consegui me animar com os hots ainda, já li algumas coisas com cenas mais quentes, mas não era o foco do livro, mas hot, hot ainda não consegui me aventurar. Essa capa é muito bonita e sempre me chama a atenção, a história também tem um Q que me agrada, quem sabe esse não seja minha primeira vez XD.
    Beijinhos

    www.poyozodance.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá
    A capa é maravilhosa e a sinopse me chama a atenção, mas não curto livros hot:/
    Quem sabe um dia;)
    Mas adorei sua resenha:)

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olha quando você falou a Bia eu até achei que fosse eu porque quando eu li esse livro eu fiz exatamente isso, escolhi uma amiga e ficava mandando trechos, fotos e implorando que ela lesse também kkkk
    Eu fiquei fascinada com esse livro e já li outros dois em pdf, pode falar que é errado mas não aguentei esperar, depois vou comprar os livros mas precisei ler, inclusive estou com todos os outros também e começo a ler o 4 semana que vem. Se você pirou com esse (minha amiga) prepare-se para o próximo. O Lion , gente o Lion!!!! nossa, só digo que quase infartei, meu coração ainda dói quando me lembro de um acontecimento entre eles.

    ResponderExcluir
  9. Takiupariu viu... Mais 1 pra lista!!!! Amei a resenha!
    E gente, na boa, eu PRECISO saber qual foi a 15ª pergunta no tal teste hahahaHA. Amo assunto FBI!
    Falar que tb preciso conhecer o Lion é um tanto quanto relevante, certo?? rsrs obrigada
    Quantos livros são exatamente? A Bia falou ali em cima do 3 e 4, é isso mesmo?

    ResponderExcluir
  10. Nossaaaaa... Que resenha, mds. Simplesmente preciso rapidamente, urgentemente ler esses livros. Adoro história que envolve o pessoal do FBI, e esse livro ta com cara de que vai superar todas as expectativas. Já estou super curiosa para ler esses livros, sério você arrasou nessa resenha. Estou louca para conhecer esse tal de Lion agora. Pesquisei aqui na net mas não achei a sequência certa desse livro será que tem como você me passar ai??
    As capas são maravilhosas!!!

    ResponderExcluir
  11. Com certeza um livro pra quem curte o gênero e tem curiosidade sobre BSDM.
    Já li várias resenhas como a sua, super empolgante sobre o enredo, porém, mesmo ciente que a autora narra magistralmente todo esse universo e envolve o leitor com facilidade, ainda não tive vontade de fazer a leitura, não curto livros com a temática.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  12. Olá!!!

    Nossa,eu nÃo tenho problema nenhum em ler livros hots,tanto que minha autora nacional favorita escreve livros pra lá de quentes rs mas mesmo assim,se têm uma coisa que nÃo me atrai é o tema BDSM :/ Realmente,eu sigo a editora no face e vi a capa dos livros e achei LINDAAAAA,mas por já saber que têm BDSM tinha arquivado a vontade ler...

    Massssss,ai meu Deus,realmente eu agora estou pensando seriamente em ler,tipo quero MUITOOOOOO ler!!!! Pois eu imaginava que fosse tipo só um clube de BDSM só por prazer e tal e ficar só sexo e submissão e blá blá,mas pela sua resenha,o livro têm um ótimo enredo que leva a isso... Eu fiquei SUPER curiosa sobre esse mocinho que você nos negou mais informações rummm kkk Nossa,acho que ele vai ser tipo aqueles "Macho Alfas" adorooooo..... e só pela sua resenha me passou a impressão de que a mocinha é super simpática. Creio que vai dar um livro com bastante química,visto que ambos os personagens são teimosos,quero só ver o mocinho tentando dominar ela kkkk

    Aiiiiiii,já vou adicionar no Skoob esse livro,quero para ontem!! Obrigada pela resenha,pois realmente era um livro que eu tinha desanimado em ler,mais ainda nÃo tinha visto nenhuma resenha sobre ele,e nossa agora vejo que tem grandes chances de eu o amar =D

    PS: Achei linda a autora né?!
    Bjss

    ResponderExcluir
  13. Oiie, tudo bom?
    Eu não conhecia a série, nunca tinha ouvido falar da autora, amei a resenha e estou super curiosa para ler, pois a pegada é diferente, estou louca para saber mais, incluivelmente se vão encontra a Leslie e no que vai dar tudo, essa investigação.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  14. Olá, tudo bem?
    Essa capa é linda demais!!!
    Sou doida pra ler esse livro da Lena Valenti, gosto da tematica e mta gente fala mto bem.
    Aodrei a sua resenha, achei mto engraçada hahaha...que bom que a narrativa da autora é totalmente cativante, pq livros hot com certeza pedem uma narrativa assim.
    clarooo que vou ler.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  15. Oiee

    Que capa hein!!!
    Eu já tinha visto sobre o livro, não interessei muito, mas é pq não curto o gênero. Ou melhor, não tenho o costume.
    Mas eu estou procurando sair um pouco do que leio sempre e tentar coisas novas. Vou anotar essa dica, quem sabe mais para frente.
    Sua resenha ficou ótima, pois aguçou minha curiosidade.

    bjs
    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. oie!
    Eu ainda não li esse livro, mas estou MUITO curiosa! Desde que fiquei sabendo do lançamento, fiquei aguardando uma promoção para comprar. Comprei o livro na última semana. Essa série só tem elogios, assim como a autora. Então já estou vendo que vou surtar muito com essa trama!
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  17. OI!!


    Já li várias resenhas dessa série e embora a capa esteja linda, eis minha pergunta: Pq a mulher é morena se a protagonista é ruiva? Eu sei, uma coisa não está diretamente ligada a outra, mas gostaria de ligar a descrição das características da personagem com a capa. Tenho muito preconceito literário ao ler livros hots, eu leio, mas cá entre nós: nem todos são bons. Claro que por ter um enredo pautado em uma investigação policial e focada no mundo BDSM talvez seja bom, mas não sei se daria uma chance a essa obra. Beijos....

    ResponderExcluir
  18. Ainda não li, mas uma amiga minha classificou esse livro com "tudo que 50 tons sonhava em ser e não foi capaz". Ok, eu sei, 50 tons ficou mundialmente famoso e virou filme e tal, mas eu achei fraquíssimo em termos de conteúdo e as cenas de sexo passaram a ficar bastante tediosas e repetitivas depois de um tempo, assumo que pulei várias.
    Nesse livro, aparentemente, isso não acontece. A escrita é fluida, os personagens são aprofundados, o BDSM é escrito com mais coerência e embasamento de pesquisa... Estou curiosa para ler.

    Conchego das Letras | Vamos conversar mais sobre livros?

    ResponderExcluir
  19. Oie!!!

    acho essa capa muito linda, mas não gosto do gênero não, até hoje nunca li nada do gênero, mas não gosto...vai entender né!

    mas, nooossssa, tua resenha está incrível!!! linda, cheia de detalhes.....olha que se eu gostasse desse estilo, leria imediatamente, só pelas tuas palavras....

    parabéns....

    bjs

    ResponderExcluir
  20. Adoreii a resenha, super divertida, bem escrita, com ótima estruturação. PARABÉNS.
    Boa estratégia essa de falar de um livro que gostou até a pessoa não aguentar e resolver ler heheheheh Vou usar esse método.
    E sobre o livro, Não conhecia o livro e na verdade não costumo ler esse gênero, pois as partes picantes extremas e sem necessidade costumam me incomodar. Mas se não é um livro tipo 0 tons de cinza eu acho que posso topar o desafio, até porque a premissa é interessante.

    ResponderExcluir
  21. Embora eu tenha amado sua resenha e achado ela bem descontraída, não sei se leria esse livro devido ele ser meio "Hot" e não curto muito esse gênero, então no momento eu passo essa indicação.

    Abraços,
    Gabriel (@oarapuka)
    Frases, Trechos e Pensamentos

    ResponderExcluir
  22. Caracaaaaa!!! correndo em 3.2.1. para ler esse livro :)

    ResponderExcluir
  23. Caracaaaaa!!! correndo em 3.2.1. para ler esse livro :)

    ResponderExcluir
  24. Oi Flor
    Sua resenha foi de tirar o fôlego
    Gosto desse gênero de vez em quando e Amos e Masmorras é o próximo que irei ler. Bom saber que a história vai além do sexo e submissão. Bom quando as personagens e enredo cativam.
    Os quotes dão um gostinho de quero mais.
    Adorei a dica. Com certeza quero ler.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  25. Já tô ligada que não posso ler esse livro sem o segundo em mãos, o que é uma bosta, porque quero ler AGORA. Preciso saber dessa 15ª pergunta, preciso conhecer esse Lion e já sei que termina tenso, então não posso ler nada!!!! Pior que se vai sair o segundo agora, imagina o terceiro e o quarto? Já penso na possibilidade de comprar tudo em espanhol. Grrrrrrr...
    As capas são lindas!!! Maravilhosas para serem vistas nos transportes públicos. Hahahahahaha

    E a lista só cresce...

    Btw, adorei a resenha!!!

    ResponderExcluir
  26. Achei a capa do livro maravilhosa, mas o gênero não faz muito a minha cabeça. Achei bacana que a obra não seja a base de 50 tons, mas ainda assim, não me sinto muito motivada para a leitura. Gostei muito da sua resenha, muito bem escrita.

    Tatiana

    ResponderExcluir