Resenhas

segunda-feira, 11 de abril de 2016

:: Resenha 159 :: "Namorado de Aluguel", Kasie West



Sinopse: Quando Bradley, o namorado de Gia Montgomery, termina com ela no estacionamento do baile de formatura, ela precisa pensar rápido. Afinal, ela vem falando dele para suas amigas há meses. Esta era para ser a noite em que ela provaria que ele não é uma invenção de sua cabeça. Então, quando vê um garoto esperando pela irmã no estacionamento do baile, Gia o recruta para ajudá-la. A tarefa é simples: passar por namorado dela — apenas duas horas, nenhum compromisso, algumas mentirinhas. Depois disso, ela pode tentar reconquistar o verdadeiro Bradley. O problema é que, alguns dias depois do baile, não é em Bradley que Gia está pensando, mas no substituto. Aquele cujo nome ela nem sabe. Mas localizá-lo não significa que o relacionamento de mentira deles acabou. Gia deve um favor a esse cara, e a irmã dele tem a solução perfeita: a festa de formatura da ex-namorada dele — apenas três horas, nenhum compromisso, algumas mentirinhas. E, justamente quando Gia começa a se perguntar se pode transformar seu namorado falso em real, Bradley reaparece, expondo sua farsa e ameaçando destruir suas amizades e seu novo relacionamento.


Bora começar...

Cena 1

Eu com o notebook na mão tentando ver como começar a resenha sem parecer uma louca.  Digito... apago... Digito novamente e logo apago quase quebrando a tecla DELETE. Bufo, olho para o céu na tentativa de um anjo descer e fazer aquela parada de ajudar e tal, mas percebo que não tem céu e sim o teto do quarto. Por isso o bloqueio! O teto tá impedindo a minha “luz de salvação”...
Reviro os olhos, inspiro novamente e solto o ar carregado, estampo um sorriso maníaco no rosto junto com o pensamento: EU VOU CONSEGUIR!!

Cena 2

Começo a escrever a tal da resenha.

Namorados de Aluguel  foi aquele livro que quando você fica sabendo do que se trata a história, você já sabe que vai gostar. Ainda mais quando você descobre que o livro é da mesma autora cuja narrativa você adora, Kasie West. Sua narração é fluida e instigante fazendo com que você leia o livro rapidamente. E foi isso que aconteceu comigo, tanto com esse como o seu outro livro: Encruzilhada, que adorei muito e é um gênero totalmente diferente desse. Vocês podem conferir o que estou falando, clicando aqui

Bom... sabe aquela parada que geral conhece, "a mentira tem perna curta"? A história desse livro vai para esse lado. Sabemos que a mentira nunca consegue ir muito longe e cedo ou tarde, a verdade aparece.

Gia Montgomery  tem 17 anos e é a garota mais popular do colégio, é a presidente do conselho estudantil. Além de ser total organizada e ativa, sempre está à frente de tudo e sua opinião é muito importante para todos. Excelente oradora, suas amigas sabem que ela sempre será lembrada, mesmo depois muito tempo. Tem uma família que aos olhos dos outros, é perfeita. Muitos querem ser como ela e essa parada para o ego dela é muito bom. Enfim... Sua vida sempre foi pensada e calculada, desde suas ações e reações. Gia não foi criada para demonstrar realmente seus sentimentos, ela foi criada para seguir o script, como sua família faz. Então, com um currículo de vida desse e como é de se esperar, Gia está concorrendo à rainha do baile e está louca para mostrar a suas amigas o seu lindo e perfeito namorado, Bradley. O cara mais velho que está na faculdade de UCLA e que viajou três horas para realizar o seu sonho: Que é esfregar na cara da Jules que ele existe.

Sentiu o drama teen? Não? Ok, vou explicar.

Faz dois meses que eles namoram, um relacionamento à distância onde um e outro têm que rebolar para se verem. E quando acontece, o tempo que eles passam juntos, querem curtir geral sem perder tempo. Acontece que a Jules, a tal amiga recente do grupo, está toda trabalhada em fazer a Gia parecer mentirosa. Já que nenhuma das suas amigas ainda não conheceu o tal Bradley em carne e osso, Jules está firme e forte tentando mostrar que o tal namorado lindo e perfeito da Gia, é imaginário.

Então, quando chega a noite do baile e ele desce lindo e maravilhoso do carro, Gia acha que agora Jules vai deixar ela em paz e seguir com a sua vida, mas a parada é outra e o que seria uma esfregada maravilhosa na Jules, acaba virando um inferno para a Gia.

Bradley termina o relacionamento, deixando Gia sem chão no estacionamento do baile de formatura e total perdida quanto ao que fazer com a Jules. Lembra quando disse que a Gia é a garota popular da escola e total controlada? Imagina o trunfo que a cobra da Jules vai ter quando ela aparecer sem o tal namorado. Mesmo que ela diga a verdade sobre o rompimento, Jules já vai ter conseguido plantar a sementinha da dúvida nas amigas, se realmente Gia tinha um namorado ou não e ainda deixar a senhorita perfeita no chão.

Certo... Antes de continuar quero deixar claro uma parada aqui. Vocês podem achar que a Gia está exagerando quanto a Jules através desse resumo que fiz, que a resposta mais madura seria mandar um grande foda-se para a tal Jules e seguir em frente (ok... não sei se a tal parada madura é envolver um foda-se no meio, mas acho que vocês entenderam o meu ponto), mas conforme você vai lendo o livro, tu vê o quanto não é tão fácil assim ser madura.

A garota é total cobra e dissimulada, paga de inocente na frente para enfiar a faca nas costas e de preferência lentamente e cara....ela quer ver a Gia se ferrar de todas as maneiras e essa parada do namorado imaginário é apenas a ponta do iceberg. Conforme você vai vendo a quantidade de facadas que a Gia recebe durante a história e a pior de todas (em um certo momento do livro, que claro não vou falar), você vê que a tal Jules fez pós graduação na maldade, junto com a Nan irmã do Rush, do livro Tentação sem Limites da Abbi Glines. 


Confesso que conforme eu ia lendo as cenas com a tal Jules, sentia como se esse panda fosse eu e a Jules o teclado, sério! E também confesso que os outros gifs me representam, até porque já estamos quase na metade da resenha e não preciso mais me controlar quanto a essa praga do inferno!

Vem aqui! Sua ordinária....

De me segurar....

p/ dar na cara dela!

Toma aqui... Sua cobra nojenta!

Tira teu alvo das costas da Gia e segue teu caminho, cria do demônio!!

Enfim... continuando a resenha dentro da normalidade possível. 

Gia então está no estacionamento toda desestruturada e criando coragem para enfrentar os olhares das melhores amigas, Claire e Laney, e ver como vai fazer com a cobra da Jules.



E quando ela acha que vai para o inferno, a solução aparece...Gia acaba percebendo que tem um cara sentado ao volante do carro à frente dela.

“(...) Endireitei rapidamente as costas, porque nem um estranho podia me ver desabando, e ele abaixou a cabeça.
O que aquele cara estava fazendo sentado no carro? Ele pegou um livro e começou a ler. Estava lendo? Sentado no estacionamento de um baile de formatura e lendo? Então lembrei: o casal que havia descido do banco de trás. Ele tinha ido levar alguém. A irmã ou o irmão mais novo, talvez. (...)
  

De repente a ideia surge junto com o desespero e Gia se aproxima do cara.

- Oi – eu disse.
- Oi.
- Você estuda aqui? – Se sim, eu nunca o tinha visto, não daria certo. Porque havia boas chances de as pessoas conhecerem.
- Quê?
- Você estuda neste colégio?
- Não. A gente acabou  de mudar para cá, mas estou terminando o ano na minha antiga escola.
Melhor ainda. Eles eram novos na área.
- Veio trazer seu irmão?
- Irmã.
- Perfeito.
Ele ergueu as sobrancelhas.
-Você vai ser o meu par.

Essa parte é muito boa e não vou colocar o resto aqui porque vai perder a graça, mas a forma como ela continua e faz a proposta para ele ser o tal Bradley substituto e ser o namorado de mentira por duas horas é hilário. E a partir daí, afirmo que depois que vocês o conhecem, vão adorá-lo assim como a Gia, que não consegue mais ficar longe dele tanto pelos acontecimentos que sua pequena mentira causou, como os sentimentos verdadeiros que estão se formando dentro dela e que ela nunca sentiu antes. 

A conexão entre os dois é natural e gostosa. Gia percebe que ele traz o que há de melhor nela e faz ela querer melhorar cada vez mais. E é aí que a parada da mentira tem perna curta, pois conforme as ações e consequências vão se apresentando, vamos vendo que a consciência e a vontade de fazer o certo aparece. Tem uma parte que eu amei nesse livro que é quando Olivia, a mãe do tal "substituto do Bradley" (não vou falar o nome dele,  pois no livro tem a parte em que ela tenta descobrir o tal nome e é uma parte muito legal), enfim, tem essa parte da Olivia dando o conselho para Gia e eu simplesmente amei. A ficha da Gia acabou de cair, então as questões internas em relação ao tipo de pessoa que ela realmente é estão gritando. É uma cena muito bonita onde Olivia mostra que nunca é tarde para aprender.

Olivia ficou quieta, e eu me convenci de que era uma causa perdida. Ela não tinha conselhos para dar a uma menina ingênua, superficial. Mas em seguida ela disse:
- Raramente encontramos profundidade quando a procuramos dentro de nós mesmo. A profundidade é encontrada no que podemos aprender com as pessoas e as coisas que nos cercam. Todo mundo, todas as coisas, têm uma história, Gia. Quando você conhece essas histórias, descobre experiencias que a preenchem, expandem sua compreensão. Você acrescenta camadas a sua alma. 

Outra coisa que achei interessante nesse livro é mostrar a parada de como hoje as pessoas se preocupam muito mais com que os outros pensam em relação a si mesmo. Gia controlava seus sentimentos e vestia uma máscara para lidar com certos assuntos. E a culpa não é exclusivamente dela e sim dos seus pais também, pois seguem no mesmo caminho. Sem contar a parte onde as pessoas tem a necessidade de aprovação em redes sociais, através das tais curtidas, outro ponto interessante. Onde essas "tais curtidas" são o fator decisivo para o valor de cada coisa postada.

Então é isso, temos um livro onde conhecemos personagens que estão tentando e aprendendo, sejam com as consequências das mentiras ou com a convivência um com o outro. É um livro que você vai ver atitudes de imaturidade, mas que se encaixam perfeitamente com o momento, até porque estamos lidando com adolescentes e não adultos. E longe de mim achar que algum adulto nesse mundão a fora, nunca foi imaturo pelo menos uma vez. Vamos conhecer personagens bem legais e com um grau bastante significativo para a história, principalmente a Bec (irmã do Namorado de Aluguel). Também vamos ficar com raiva sim! Porque diferente de robôs, acredito que todo mundo que lê, tem sangue nas veias e seria impossível não querer esfolar a cara da Jules no asfalto... Só digo isso!


E também vamos nos apaixonar pelo "Namorado de Aluguel" da Gia... A parada entre eles é muito legal mesmo, e a sintonia entre eles é inebriante. É uma química natural, que funcionou muito bem desde o começo, quando eles tinham que fingir estar em um relacionamento e que continuou forte até depois das consequências. São vários momentos que encantam, sem ser clichê e faz você querer continuar acompanhando a história dos dois. Vou deixar um trecho que curti bastante:

- Você disse que passaria as falas comigo. Eu não estava brincando. Preciso ensaiar. Vou apresentar a cena amanhã.
- Ah, é claro. – Peguei o roteiro, mas meus olhos continuavam fixos nele.
- Que é? – ele perguntou. – Está olhando para o meu cabelo como se quisesse pegar seu frasquinho de gel e me pentear pela terceira vez.
Eu sorri. Não estava pensando nisso. O cabelo era ele, e eu havia aprendido a gostar.
- Não. Eu gosto do seu cabelo. E dos óculos também, aliás. Fica fofo.
Ele os empurrou para cima do nariz.
- Senti cansaço depois da viagem de ontem.
- Desculpa.
- Não, por favor. Eu queria ir.
Assenti e li o título da peça.
- Um estranho casal. Não é aquela história de uma pessoa muito bagunceira com a outra neurótica por arrumação?
- Sim.
- E você é qual?
- O bagunçado. – Ele olhou para o livreto nas minhas mãos. – Ah, quer saber na peça? Sou o louco por organização. Felix.
- Espera a bagunça é na vida real?
- É, não dá para notar?
- Você parece organizado.
- Eu sou limpinho. A bagunça é de outro tipo.
- Como assim?
- A coisa é mais ampla do que temos tempo para discutir. – E apontou para o roteiro. – Segundo ato, cena um.
- Bom, se você é uma bagunça, eu sou um desastre natural.
- O mais lindo que já vi.
Meu rosto ficou quente.
- Tudo bem. Segundo ato, cena um.

Mandou bem...Esse é o cara!


Então é isso, titia Grá recomenda esse livro e gostaria muito que vocês colocassem ele na lista de vocês. Também quero pedir desculpa a todos pelo momento "fora de si", quero deixar claro que sou de boa e não sou a favor a nenhum tipo de violência. E o que aconteceu aqui hoje foi apenas uma pequena expressão indignada e acumulada sobre um personagem que foi inspirado na cria do pesadelo. Só isso, prometo que futuramente procurarei um profissional qualificado para esses meus momentos. Espero mesmo que essa parada não tire a vontade de vocês lerem essa história, até porque é uma história divertida, comovente e encantadora, que vai mostrar o lado da amizade, da lealdade, do amor e do perdão. Foi finalista do prêmio Goodreads de 2015 na categoria jovem adulto. E a real é que é um bom livro e merece um lugarzinho na lista de vocês. =D


Título: Namorado de Aluguel
Título Original: The Fill-In Boyfriend
Autora: Kasie West
Gênero: Romance/YA
ISBN-13: 9788576864356
ISBN-10: 8576864355
Ano: 2016
Páginas: 250
Editora: Verus
Compre aqui: Saraiva
Classificação:

Sobre a autora:


Kasie West mora com a família na Califórnia, onde o calor tenta matá-la com suas máximas acima de quarenta e cinco graus. Ela se formou na Fresno State University, com um bacharelado que não tem nada a ver com o seu ofício de escritora. Kasie gosta de rock sentimentais e de ficar acordada até tarde da noite.

Comente com o Facebook:

21 comentários:

  1. Antes de tudo: A resenha mais engraçada que já li!
    Ooi, tudo bem?
    Parabéns pela resenha, além de está bem feita, me informou o suficiente para me fazer gostar do enredo e do mocinho <3 Ah, eu compartilho desse sentimento, viu? A Nan? Se você citou a Nan é porquê o papo é sério hahaha Vou colocar na listinha para próximas buscas na internet ^-^ Gostei bastante da resenha, sério mesmo.
    Beeijos!

    http://www.thoughtsandadventures.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Amei a sua resenha - normal surtar por causa de alguns personagens as vezes -, amei os quotes, amei tudo que você falou, com certeza irei colocá-lo na minha lista e pretendo ler ele o mais rápido possível. A capa também é linda <3.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela resenha, adorei os gifs!! Esse livro parece ser muito fofo, só com as partes dele já fiquei com vontade de ler.

    ResponderExcluir
  4. Já queria esse livro desde quando vocês colocaram nos lançamentos de março. Até tentei comprá-lo, mas a vaca da Saraiva não permitiu, então ficou pra depois.

    O problema é que li essa resenha e o depois virou um "fudeeeeeeeu!!! Preciso desse livro agora!!! Chefe, tô passando mal e preciso ir na Cultura comprar um remédio".

    A sinopse realmente me dizia "vai fundo, pq vc vai gostar desse livro". Mas a resenha foi um "anda! corre! se joga!".


    Enfim, louca para conhecer Gia e seu namorado-de-aluguel-que-já-quero-tentar-descobrir-o-nome!!! rsrs

    ResponderExcluir
  5. kkkkkkkkkkk
    Morri de rir com a sua resenha, muito engraçada, fiquei curiosa com o livro, e irei colocar na lista, só espero não ter os mesmos efeitos se não me internam. kkkk

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Grazi chorei de rir com sua resenha e esses gifs alegrou minha tarde menina, ainda estou rindo e escrevendo aqui. Estou doida para ler esse livro, o enredo em si já me chama atenção gosto desses encontros inesperados entre os protagonistas. A capa está linda e já vou ler com uma cinta na mão, assim já apanha ela e a Nan kkkk. Dica mais que anotada. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  7. esses livro que tem essa coisa de namorado (a) de aluguel é sempre divertido, me lembra desses filmes dos anos 80 sabe To imaginando o quanto esse livro é bom de ler. Acho que se eu fosse a Gia iai ficar é tão maluca que não conseguiria dar jeito na minha vida.
    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  8. Nossa,arrasouuuuu com esses memes!!! Ameii!!
    A vilã deve ser uma cobra mesmo rsrs

    Vou add o livro para quando eu tiver na vibe de romances fofos kkk 😍 Bjão

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Nunca julgue um livro pela capa não é? Mas fala sério a capa desse livro é linda. Quando vi ele na lista da amazon meu coração até bateu mais forte e já o inclui na minha lista de desejos. Eu preciso dizer que gostei muito da premissa e agora com a sua resenha fiquei bem mais animada para ler. Gosto de uma leitura que flui fácil como você disse. E adorei os quotes! Sua resenha está maravilhosa e bem engraçada haha .

    Abraços
    http://www.colecoes-literarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. HAHAHHAHAHAHA AMO OS GIFS, CARA! AMO AMO AMO!!!!

    Titia Grá, esse livro já ta na lista desde que lançou, mas agora vai furar fila com certeza!
    Já tô louca pra odiar essa Jules e querer dar na cara dela tb!!! kkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  11. A capa do livro é um arraso, mas não sei se leria... sabe... adolescentes! E acho que essa atitude da Gia de querer agradar todo mundo e ser aceita me encheria mais a paciência que a Jules... kkkkkkkkkk... na boa esse livro me mataria de raiva do inicio ao fim, a receita é propícia pra isso... mas que bom que gostou.

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  12. Olá
    UAUUU que resenha mais divertida, adorei os gifs.
    Quanto ao livro, acho que não leria, essas tramas mais adolescentes já deram o que tinha que dar na minha vida, hoje em dia mais me irrito com nos seus gifs do que me divirto, mas acho que não me irritaria só com a Jules (na verdade acho que torceria por ela XD) mas com os outros personagens.
    Beijinhos

    www.poyozodance.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Não conhecia o livro, mas me interessei bastante pela premissa.
    É o tipo de leitura que me agrada e parece ser muito divertida. Quero muito conhecer a história de Gia.
    Quando você comparou a Jules com a Nan, peguei birra dela instantaneamente, já não gosto! rs
    Ótima resenha!
    Beijos.


    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
  14. OLá linda,

    Não sabia se lia ou ria com seus gifs haha.
    Pareceu a evolução do filme Meninas Malvadas...as enviadas do Inferno.

    Estou já vendo o preço do livro, porque quero ler muito hehe.
    Quero saber quem é o boy que conquistou o coração da guria.

    Beijos,
    poesiaqueencantavida.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oie!
    ahahah eu não aguentei seu surto e os gifs escolhidos ahahah Eu ainda não li esse livro, e não vejo a hora de receber o livro da parceria para poder conferir. Desde que fiquei sabendo do lançamento, fiquei curiosa para conferir, e acredito que vou gostar dessa história ;)
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  16. Que gifs são essas ? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Gra, ri um monte !!!!

    Que capa linda essa, amei !!!!

    Bom, se a titia Gra pediu para incluir na lista, vamos incluir. :D

    ResponderExcluir
  17. Mds... nunca vi uma resenha tão divertida, eu adorei os gifs. Eu não conhecia esse livro mas adorei a capa e a sinopse também. Parece ser uma história que vai prender o leitor até o final e pelo os comentários acima tenho quase certeza que estou certa sobre esse livro. Adoro tramas adolescentes e essa me atraiu com certeza, nem li o livro ainda e já estou com raiva da Jules! kkkkk

    ResponderExcluir
  18. Olá, tudo bem.

    Bom, Carminha melhor pessoas. Roubou a cena na resenha. Haha. Amo.
    Quanto ao livro, deve ser uma leitura bem descontraída que faz você sentir várias sensações de amor e raiva, e as vezes é muito bom quando o livro é assim e funciona com a gente. Boas leituras e mais Carminha, please!

    beijos!

    ResponderExcluir
  19. Que história mais fofa, a começar pela capa. Nunca li nada da autora, mas a minha sobrinha adora, já me indicou várias vezes. Comprarei o livro para ela e aproveito para ler também, pois com todo o entusiasmo dela e mais a sua resenha indicando, não tem como não ficar curiosa.

    Tatiana

    ResponderExcluir
  20. Ei, tudo bem?
    Cara, eu não estava dando nada pelo livro, achei que seria só mais um romance teen clichê e tals, mas a sua resenha me fez mudar completamente de ideia. Agora estou muito curiosa para ler o livro e espero me divertir bastante com ele. Adorei a sua resenha viu, os gifs são demais.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura

    ResponderExcluir
  21. Olá,
    Nossa, que resenha mais grande hein, ri demais!
    Não conhecia a autora, por este livro e fiquei abismado quando falou que era a mesma de Encruzilhada. Não sei se leria, pq não faz meu gênero, portanto gosto de obras leves como essa.

    Isaac Zedecc
    www.isaaczedecc.blogspot.com

    ResponderExcluir