Resenhas

terça-feira, 31 de maio de 2016

Dicas de livros - Perfil Chororô


Eu chorarei, tu chorarás, ele chorará, nós choraremos, vós chorareis, eles chorarão. Este é o futuro do presente simples, que enuncia um fato que deve ocorrer num tempo vindouro com relação ao momento atual. Sabe que fato estamos falando aqui? Chorar, sim, vai todo mundo se debulhar em lágrimas após ler todos esses livros aí.

Claro que há milhares de outros livros que te farão chorar, que já te fizeram chorar, mas juntei esses aí como dica para quem ainda não leu, nem conhece e curte uma sofrência. 

Lembra que eu fiz um post sobre não ter medo de sofrer? Foi um post bem bacana, clica aqui pra você ver. Chorar faz parte, gente, chorar é bom, faz bem pra alma, pro coração e lubrifica os olhos rsrs. Sei que a vida é dura e difícil, que já basta a vida pra te fazer sofrer e chorar, mas sério, ler um livro dramático não vai ser o fim. Não deixe de conhecer histórias lindas só porque você vai chorar as Cataratas do Niágara. Relaxa!

Confira aí as sinopses de cada livro indicado, vou deixar até o link do skoob e de onde você pode comprar, porque eu sou boazinha, eu faço sofrer, mas ajudo também hahaha:


"Cante para eu dormir", Angela Morrison


Cante para eu dormir revelará a dura realidade da vida, a energia firme da amizade e mostrará que o verdadeiro amor transcende tudo. O livro conta a história de Beth, uma garota que sofre bullying e passa toda sua infância sendo rejeitada por sua aparência. As únicas pessoas a aceitá-la são sua mãe e seu melhor amigo, Scott. Mas tudo isso fica para trás quando ela é convidada para ser a vocalista do coral da escola e recebe a transformação que lhe dará a oportunidade de conhecer um amor que vai além de tudo, até mesmo da própria vida. Derek é tão lindo, tão doce, tão fantástico que Beth acha que não merece, mas quer experimentar, mesmo estando a milhas de distância. Porém, existem segredos não revelados entre eles. A história reúne as mais profundas emoções humanas: decepções, tristezas, alegrias, amores e paixão, muita paixão, que ficará gravada em cada coração por muito tempo, mesmo depois do término da leitura. 



"Dançando sobre cacos de vidro", Ka Hancock


Lucy Houston e Mickey Chandler não deveriam se apaixonar. Os dois sofrem de doenças genéticas: Lucy tem um histórico familiar de câncer de mama muito agressivo e Mickey, um grave transtorno bipolar. No entanto, quando seus caminhos se cruzam, é impossível negar a atração entre eles.
Contrariando toda a lógica que indicava que sua história não teria futuro, eles se casam e firmam – por escrito – um compromisso para fazer o relacionamento dar certo. Mickey promete tomar os remédios. Lucy promete não culpá-lo pelas coisas que ele não pode controlar. Mickey será sempre honesto. Lucy será paciente.
Como em qualquer relação, eles têm dias bons e dias ruins – alguns terríveis. Depois que Lucy quase perde uma batalha contra o câncer, eles criam mais uma regra: nunca terão filhos, para não passar adiante sua herança genética.
Porém, em seu 11° aniversário de casamento, durante uma consulta de rotina, Lucy é surpreendida com uma notícia extraordinária, quase um milagre, que vai mudar tudo o que ela e Mickey haviam planejado. De uma hora para outra todas as regras são jogadas pela janela e eles terão que redescobrir o verdadeiro significado do amor. Dançando sobre cacos de vidro é a história de um amor inspirador que supera todos os obstáculos para se tornar possível.



"Jardim de Inverno", Kristin Hannah


Meredith e Nina Whiston são tão diferentes quanto duas irmãs podem ser. Uma ficou em casa para cuidar dos filhos e da família. A outra seguiu seus sonhos e viajou o mundo para tornar-se uma fotojornalista famosa. No entanto, com a doença de seu amado pai, as irmãs encontram-se novamente, agora ao lado de sua fria mãe, Anya, que, mesmo nesta situação, não consegue oferecer qualquer conforto às filhas.
A verdade é que Anya tem um motivo muito forte para ser assim distante: uma comovente história de amor que se estende por mais de 65 anos entre a gelada Leningrado da Segunda Guerra e o não menos frio Alasca. Para cumprir uma promessa ao pai em seu leito de morte, as irmãs Whiston deverão se esforçar e fazer com que a mãe lhes conte esta extraordinária história.
Meredith e Nina vão, finalmente, conhecer o passado secreto de sua mãe e descobrir uma verdade tão terrível que abalará o alicerce de sua família… E mudará tudo o que elas pensam que são.
“Difícil não rir um tanto e chorar ainda mais com a história de mãe e filhas que se descobrem no último momento.” – Publishers Weekly



"Mar da tranquilidade", Katja Millay


Nastya Kashnikov foi privada daquilo que mais amava e perdeu sua voz e a própria identidade. Agora, dois anos e meio depois, ela se muda para outra cidade, determinada a manter seu passado em segredo e a não deixar ninguém se aproximar. Mas seus planos vão por água abaixo quando encontra um garoto que parece tão antissocial quanto ela. É como se Josh Bennett tivesse um campo de força ao seu redor. Ninguém se aproxima dele, e isso faz com que Nastya fique intrigada, inexplicavelmente atraída por ele.
A história de Josh não é segredo para ninguém. Todas as pessoas que ele amou foram arrancadas prematuramente de sua vida. Agora, aos 17 anos, não restou ninguém. Quando o seu nome é sinônimo de morte, é natural que todos o deixem em paz. Todos menos seu melhor amigo e Nastya, que aos poucos vai se introduzindo em todos os aspectos de sua vida.
À medida que a inegável atração entre os dois fica mais forte, Josh começa a questionar se algum dia descobrirá os segredos que Nastya esconde – ou se é isso mesmo que ele quer.
Eleito um dos melhores livros de 2013 pelo School Library Journal, Mar da Tranquilidade é uma história rica e intensa, construída de forma magistral. Seus personagens parecem saltar do papel e, assim como na vida, ninguém é o que aparenta à primeira vista. Um livro bonito e poético sobre companheirismo, amizade e o milagre das segundas chances.



Ufa! Quanto drama, minha gente!
Mas me digam aí, já leram algum deles? Ficaram com vontade de ler? Comentem aí.

Um oferecimento... Kleenex. U_U

Comente com o Facebook:

8 comentários:

  1. Eu gosto de histórias que faz aflorar as emoções,aquelas que te levam para um momento que parece real. Eu quase comprei Dançando sobre cacos de vidro,mais achei que iria chorar muito kkkkk ,mais parece ser uma linda historia

    ResponderExcluir
  2. Quanta sofrência!!! rsrs
    Eu não li nenhum desses ainda, mas tenho o Mar da Tranquilidade, então é bem possível q ele entre no meu desafio do choro hahahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concluir esse desafio pra mim é muito fácil hahahahaha.

      Excluir
  3. Eu sou muuuuuuuuuuuuito chorona, eu amo livro de "sofrencia", dessa lista eu só li Mar da tranquilidade, vc acredita que eu não chorei ? Eu li esse livro com uma expectativa absurda, mas me decepcionei, cheguei até me irritar um pouco no decorrer da história.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poooxa! Eu quero muito ler ele. Só pela sinopse eu sei que vou chorar rsrs.

      Excluir
  4. Eu nunca chorei lendo um livro, sério, nunca. Fico devastada, depressiva, quero morrer junto com os personagens, mas as lagrimas não caem. As vezes penso que não sou normal rsrs.
    Dos livros listados acima só li o Mar de Tranquilidade, que ameeeeeiiiii, todos os outros está na minha lista a um tempinho, mas acho que não vou ler Dançando sobre Cacos de Vidro, algo me diz que o final não vai ser legal rs.

    ResponderExcluir
  5. sofrencia maior que mil beijos de meninos e Raio de Sol eu nunca vi, simplesmente perfeitos *-*

    ResponderExcluir