Resenhas

quarta-feira, 25 de maio de 2016

:: Resenha 171 :: "Talvez um Dia", Colleen Hoover


Sinopse: Sydney e Ridge se conheceram de suas respectivas varandas. Ele tocava violão todos os dias, e ela gostava de ficar ouvindo.
Um dia, Ridge descobriu que Sydney tinha escrito uma letra para sua música. Ele pediu que ela lhe enviasse por  SMS e, depois de muita relutância da garota, viu que a letra era perfeita para aqueles acordes.
Sydney era uma ótima compositora. E Ridge precisava do seu talento.
Depois de uma reviravolta na vida dela, os dois têm a chance de compor juntos. Mas vão acabar descobrindo uma atração muito grande surgindo entre si. E suas vidas não estão prontas para que sejam um do outro, agora.
Bem, talvez um dia.



Ok...Então vamos lá.


Cá estou de volta e dessa vez é para falar sobre um livro muito, mas muito especial.

Talvez Um Dia da Colleen Hoover é aquele livro que você guarda com carinho, pois a história é tão cativante que faz você querer reler de tempos em tempos. Pelo menos comigo é assim. Não é segredo nenhum que eu amo a escrita de Colleen Hoover e claro, seus livros. Ela é uma das minhas autoras favoritas e toda vez que eu acabo de ler um livro dela, eu fico dias com ele dentro da minha mente e do meu coração. Sim, ela tem esse dom comigo.

Sendo assim, se você ainda não teve nenhuma chance de ler algum livro dela, eu realmente espero que mude isso. E claro, libere um espacinho aí na sua lista e coloque um dos livros dessa autora, garanto que você vai se surpreender. Mas, pensando bem e mesmo dizendo para vocês reservarem um espaço na lista de vocês, eu ainda vou deixar alguns incentivos aqui  e aqui, ahh e aqui também e também aqui. Apenas alguns... pois vocês sabem, tem vários outros "incentivos" aqui no blog, mas tenho que focar na resenha desse livro, senão já viu... =P

Então voltando a resenha...

Logo no começo do livro vamos conhecer Sydney, uma garota de 22 anos que acabou de ter uma das experiências mais fodas que alguém poderia ter. Ela acabou de descobrir o caso de infidelidade entre seu namorado e sua melhor amiga. Mas a parada revoltante e triste não parou por aí. A descoberta foi no dia do seu aniversário. Sim... A porra aconteceu no dia que supostamente deveria ser um dia legal para uma pessoa que completa anos. Então, imaginem... Sua vida ia bem, ela estava na faculdade, tinha um trabalho, dividia o apartamento com Tori (a suposta melhor amiga) e tinha um namorado que achava que era certo e que passaria o resto da sua vida. Ela e Hunter (o canalha) já namoravam há dois anos, tinham planos e ele mostrava que seguiria esse roteiro de vida. Enfim, ele mentiu... e ela acreditou.

Então, depois de um soco bem dado na vaca da suposta melhor amiga e surtado com o namorado, Sydney sai juntando o que dá e sai em disparada daquele lugar de safadeza sem fim. E dizer que o universo facilita, é mentira. Até porque tava chovendo pra caralho, ela ainda havia esquecido a bolsa principal que tinha sua carteira no apartamento. Enfim, a garota estava na merda. Debaixo da chuva, sem dinheiro, sem lugar para ficar, sem dignidade e magoada até a alma.

"Eu já estava odiando estar com 22 anos, e ainda tinha 364 dias pela frente.
Estou tão na merda que comecei a ...chorar?
Que ótimo. Estou chorando. Sou uma garota chorona, violenta, sem bolsa e sem ter onde morar. E por mais que eu não queira admitir, acho que também estou com o coração partido."

 Foda...

Mas nem tudo é bosta no ventilador. Sério... Mesmo magoada como nunca, Sydney encontra abrigo na casa de Ridge. 

Imagino que vocês devem estar se perguntando: 
Mas como assim? Quem é esse Ridge?


Calma, titia Grá explica. Ridge além de ser o cara lindo que ela observava da varanda de casa todas os dias enquanto ele tocava o violão no prédio vizinho, é a cereja do bolo nesse livro. E para saber mais dele e o porque estou falando isso, volto a repetir, vocês vão ter que ler o livro. Garanto novamente que vão se surpreender e vão ficar super encantadas por ele. Então, voltando para o que eu estava dizendo antes. Há algum tempo, Ridge descobriu que Sidney tinha escrito uma letra para sua canção, e claro que não vou contar como foi, eu vou apenas repetir: vocês vão ter que ler no livro. Sendo assim, ele pediu que ela mandasse a letra e mesmo ela relutando no início, ela acabou cedendo. Quando ele leu o que ela compôs, ele percebeu que tinha encontrado a tal cura para o seu bloqueio criativo e decidiu que ela era essencial para trabalhar com ele. 

Bom... agora Sydney tem um teto e ela e Ridge estão trabalhando juntos. Sua vida tá criando um rumo, então podemos dizer que o universo até que não é tão mal, certo? Errado... Eu acho que ele é o tipo brincalhão, daquele que adora provocar. Que te entrega a parada que você precisa, mas com um custo, apenas para ver o circo pegar fogo enquanto ele come pipoca e se diverte vendo como você vai se sair dessa. 

E antes de vocês acharem que o que eu tô falando tá sendo uma coisa total sem noção, eu já vou explicando: Sydney e Ridge tem uma sintonia incrível, natural e gostosa. O entrosamento deles é cativante e está resultando em uma atração incontrolável, o que seria normal se o Ridge não tivesse uma namorada. Tipo... não é um namoro de pouco tempo e artificial, o relacionamento já dura cinco anos. Sentiu o drama? É... e quando você estiver lendo, vai sentir mais ainda. Sydney e Ridge sabem que não podem deixar a química acontecer, até porque eles jamais se transformariam em Hunter e Tori. Certo?

"Não tenho dúvidas de que seriamos perfeitos um para o outro, Sydney.
Mas nossas vidas não são perfeitas para nós."

Enfim... sabemos que sentimentos é uma coisa que não conseguimos controlar. E quando essa gama de emoções começa a ficar incontrolável, a consciência começa a brigar com o coração. Sendo assim, conforme você vai lendo o livro, você vai se colocando no lugar deles e de uma forma realista, pois são momentos e situações que fazem você pensar, não pouco, mais muito. E é aí que mais uma vez a Colleen mostra o seu dom, que é trazer uma história sensível e ao mesmo tempo intensa. E que faz a leitura ser rápida também, pois como todos os livros dessa autora, quando você começa não quer parar até saber como termina. Uma vez que a narrativa fluí e nos envolve de uma maneira gostosa e absoluta, e claro, os personagens são muito bem construídos e são apaixonantes. E falando em personagens, não posso esquecer de citar que curti muito ler os pensamentos de Ridge quanto da Sydney, uma vez que a narrativa é feita pelo ponto de vista de cada um.

Então, posso dizer que Talvez Um Dia é um new adult envolvente e que está longe de ser clichê? Sim, posso sim! Sério! Além disso, temos um outro ponto positivo no livro....Tipo um bônus. E esse bônus, são as músicas que eles compõem juntos. Sério... pois quando mergulhamos nas músicas que são construídas durante a história, as letras são tão incríveis e tão certas, que ficamos mandando coração para todos os lados hahahaha. E tenho certeza que no momento em que vocês lerem as músicas, elas irão tocar os corações de vocês de uma maneira apaixonante, assim como tocou o meu pobre coração bipolar.


Vou deixar aqui o book trailer do livro com a música principal do livro, na voz do maravilhoso Griffin Peterson. Espero que percam um tempinho para ver, pois é bem legal! =D



Maybe Someday - (Talvez um dia)

Vendo algo de tão longe
Chego perto um pouco mais a cada dia
Pensando que eu quero torná-lo meu
Eu ia correr para você, se eu pudesse ficar
Mas o que eu quero não posso exigir
Porque o que eu quero é você

E se eu não posso ser seu agora
Vou esperar bem aqui
Até você chegar, até que você me leve para longe
Talvez um dia
Talvez um dia

Eu tento ignorar o que você diz
Você se vira para mim, eu me afasto.

Mas o cupido deve ter me atingido duas vezes

Sinto o cheiro do seu perfume na minha cama
Pensamentos de você invadem a minha cabeça
Verdades são escritas, nunca ditas
E se eu não posso ser seu agora
Vou esperar bem aqui
Até você chegar, até que você me leve para longe
Talvez um dia
Talvez um dia
  
Você diz que é errado, mas parece certo
Você me solta, depois me abraça forte
Palavras inacabadas, como a nossa canção
Nada de bom pode vir por aqui
As linhas são desenhadas, mas depois elas desaparecem
Por ela eu dobro, por você eu quebro

E se eu não posso ser seu agora
Vou esperar bem aqui
Até você chegar, até que você me leve para longe
Talvez um dia
Talvez um dia

Também vou deixar a trilha sonora, pois ainda tenho esperança de vocês lerem o livro. Acredito que depois que isso acontecer, seria interessante que vocês vissem a tradução de cada uma e ver como elas são perfeitas para história. Confesso que tenho um carinho especial pela música Hold On To You e já ouvi muitas e muitas vezes hahahaha. 

"Let It Begin" - Griffin Peterson - Maybe Someday (Novel Soundtrack)


"Hold On To You" - Griffin Peterson - Maybe Someday (Novel Soundtrack)


"It's You" - Griffin Peterson - Maybe Someday (Novel Soundtrack)


"I'm In Trouble" - Griffin Peterson - Maybe Someday (Novel Soundtrack)


"A Little Bit More" - Griffin Peterson - Maybe Someday (Novel Soundtrack)


"Something" - Griffin Peterson - Maybe Someday (Novel Soundtrack)


"Living a Lie" - Griffin Peterson - Maybe Someday (Novel Soundtrack)


Uma curiosidade que gostaria de deixar aqui é que: Griffin Peterson é um compositor de Nashville. Ele se formou na Universidade de Belmont com  licenciatura em Música e além dele gravar a trilha sonora do livro, ele também foi o modelo de capa do livro Sem Esperança.



Vou deixar também o link do site aqui, onde se preferirem, poderão ouvir as músicas liberadas por lá.

 Acho que a capa original, até que não mudou muito da brasileira...






Bom então é isso, não tem como falar muito, até porque vocês estão carecas de saber que um "rio" de spoilers estraga total a experiência de descobrir e curtir a história. Mas posso dizer com certeza que Talvez Um Dia é um dos meus livros favoritos e que recomendo de olhos fechados.

"Por ela eu me curvo, por você eu me quebro."

Título: Um Dia Talvez 
Título Original: Maybe Someday
Gênero: Romance/ New Adult
ISBN-13: 9788501050311
ISBN-10: 8501050318
Ano: 2016
Páginas: 368
Editora: Galera Record
Compre aqui: Saraiva
Classificação: 



Sobre a autora:



Colleen Hoover vive no Texas com o marido e os três filhos. Autora das séries Slammed e Hopeless, ambas na lista de mais bem vendidos de New York Times, pode ser encontrada em www.colleenhoover.com 


Comente com o Facebook:

20 comentários:

  1. Aimeudeussssssssss, Gra!!!!!!!!!!! EU AMEI O LIVRO!!!!

    Eu não tenho maturidade quando o assunto é Colleen Hoover. Lançou, comprei, li, tudo imediatamente. Pra vc ter noção de que não estou mentindo, qnd entrei na Saraiva, os livros ainda estavam perto das caixas e a vendedora pegou um pra mim, hahahaha

    Esse livro é a coisa mais linda!!! E aquela particularidade de um certo alguém que a gente sabe bem qual é, tornou a história super especial. Eu li ouvindo cada música na hora certa, como mandaram as instruções no início do livro e a expriência foi completa, perfeita. As músicas são ótimas e a minha preferida é "I'm In Trouble".

    Quando acabou, corri ler o "Maybe Not", pra conhecer melhor o Warren e a Bridgete. Vc já leu? Lá explica pq ele assiste tanto pornô hahahahahahaha

    Amei a resenha, Gra! Colleen Hoover é vida!! Colleen Hoover é amor!!! Mais um livro foda!

    ResponderExcluir
  2. Adorooooooo Colleen
    Ainda não comprei esse e sua resenha me deixou mais ansiosa hehhe
    Adorei sua resenha.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Essa mulher tem o poder de nos prender em um livro tão facílmente.Eu amo as musicas,elas fazem os personagens ganharem mais vida

    ResponderExcluir
  4. Olá,

    Nossa esse é o próximo livro na minha lista de leitura e fiquei muito animada agora com a sua resenha. Eu não ouvi as músicas porque quero esperar a leitura e ter a experiência completa, mas já estou me preparando para me emocionar. A Colleen realmente arrasa na escrita e já ouvi falar que esse é um dos melhores trabalhos dela. Fico feliz que você também tenha gostado tanto da história.

    Abraços
    colecoes-literarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Olha eu ainda não li nada da autora, recentemente comprei Metrica dela, e espero logo ler para ter uma noção de como e a autora, minha amiga está doida para ler esse livro, irei colocar na lista, sua resenha está incrível, parabéns.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oioi! Tudo bem?
    Acabei de ganhar de aniversario o livro "Talvez um Dia", Colleen Hoover!!!!!
    Surtei mtooo, claro!
    Morri com a sua resenha, fiquei tipo louca pra pegar o livro agora e ler.
    Já vi que nao vou saber lidar com o livro, a Colleen sempre faz isso comigo, me deixa no chao!!!!
    Vou ler com certeza!
    Beijos

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  7. Ooi! Eu tenho curiosidade em ler esse livro e conhecer a escrita da autora, que conquista muita gente ^-^
    Parabéns pela resenha!
    Beeijos

    ResponderExcluir
  8. Oii Graziela, tudo bem?
    Que livro é esse menina, me deixou babando aqui para ler o quanto antes, nunca tive muito interesse em relação a essa autora e com isso livro, acredito que tudo tenha mudado, leria com toda certeza.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  9. oie!
    Eu recebi esse livro ontem, e não vejo a hora de começar a leitura. Como já li outros livros da Colleen Hoover, acredito que vou gostar desse livro. Inclusive, pouco estou lendo das resenhas desse livro, apenas para não me influenciar, rs. Logo vou ler e acredito que vou gostar.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  10. Eu sou maluca pelos livros da Colleen, mas ainda não consegui comprar esse, infelizmente. Li sua resenha por cima, porque não queria saber a trama antes de ler, só que já criei ship só com a resenha, não vale! E já salvei a playlist pra ler escutando.
    Perfeito esse livro!!
    Beijo, Mari

    ResponderExcluir
  11. Oie
    ahhhh quero muito ler esse livro da autora, eu adoro ela, e espero gostar muito como gostei dos outros que li até agora, sua resenha me deixou com mais vontade ainda, e com certeza tentarei ler em breve

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oiii!!!


    Que postagem mais completa! Eu confesso que não li nada da autora por falta de oportunidade, não consigo comprar um livro dela.
    Pela resenha já pude perceber como esse livro é bom e bem escrito, o que eu gosto mais ainda.
    Parabéns pela resenha e pelo post!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  13. Oiee tudo bom???

    Todo mundo ama esse livro, e a autora também!
    Mas a escrita dela simplesmente não rolou comigo, e eu li esse livro, e não gostei! É a forma como ela conduz a historia, não só nesse livro mas em Ugly Love também, que li para comprovar se não curtia mesma a escrita dela.! Mas as musicas do Griffin é muito amor!

    ResponderExcluir
  14. Oi


    nossa!!! que resenha é essa???? amei...adorei....que resenha incrível!!!

    parabéns!!!!

    não conhecia esse livro, mas olha, gostei dele viu...

    bjs

    ResponderExcluir
  15. Olá, tudo bem.

    Que resenha apaixonada é essa, menina? Eu ainda não li nada da Colleen, mas como o mundo ama essa mulher e só eu não conheço sua escrita. Estou me sentido um E.T. Agora entendo como a galera que nunca leu HP se sente.kkkk
    Eu tenho 3 livros da autora, na verdade 2, pois acabei de vender Métrica. Mas tenho Um caso Perdido e O lado Feio do Amor. E espero ler este ano e gostar. Adorei a resenha e parece uma história gostosa de se ler. Dica anotada.

    beijos

    http://chalecult.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Como não amar Colleen Hoover ? Essa mulher é fodastica !!! As histórias dela mexem demais com a gente é tudo PERFEITO !!!! Esse livro está na minha lista e com toda certeza vou furar a fila kkkkkkkkkkkkkkk
    Resenha linda Grá !!! :D

    ResponderExcluir
  17. Que a Colleen é diva não tem discussão quanto a isso. Tive a oportunidade de ler só um livro dela e a falta de tempo está me matando. Não vejo a hora de poder ler os demais livros. Esse livro para ser bem o padrão Colleen e é do estilo que gosto. Sendo assim, com certeza o lerei... to rezando para ser o próximo livro enviado pela editora.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  18. Oi linda,
    Eu comecei a ler Métrica e confesso que não gostei nem um pouco do enredo e nem da escrita da autora.
    Não me senti cativada por tudo que ela escreveu e acabo me sentindo a "diferentona" porque a maioria dos leitores gostam das obras da Collen.

    Beijos!
    poesiaqueencantavida.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Olá,
    Nunca li nada da autora mas tenho muita vontade de ler só não sei por onde começar, adorei a sua resenha e fiquei super curiosa para ler o livro. =)

    Obs; Já estou procurando as músicas no meu celular. ;)

    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Olá Grazi!!!
    Admito que eu não tinha lido nenhum livro da autora por não me chamar atenção, mas logo que vi esse livro e vi sua sinopse me apaixonei.
    Agora ando vendo as resenhas e me apaixonando ainda mais, porém a sua foi a que me fez ter o veredicto final e me deixou com lágrimas nos olhos só porque colocou o booktrailer com essa música linda :)
    Não tem nem o que dizer de sua resenha, pois você mostrou sua paixão e me convenceu demais a ler o livro.

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir