Resenhas

quarta-feira, 29 de junho de 2016

:: Resenha 182 :: "Espada de Vidro", Victoria Aveyard





Sinopse: O sangue de Mare Barrow é vermelho, da mesma cor da população comum, mas sua habilidade de controlar a eletricidade a torna tão poderosa quanto os membros da elite de sangue prateado. Depois que essa revelação foi feita em rede nacional, Mare se transformou numa arma perigosa que a corte real quer esconder e controlar.
Quando finalmente consegue escapar do palácio e do príncipe Maven, Mare descobre algo surpreendente: ela não era a única vermelha com poderes. Agora, enquanto foge do vingativo Maven, a garota elétrica tenta encontrar e recrutar outros sanguenovos como ela, para formar um exército contra a nobreza opressora. Essa é uma jornada perigosa, e Mare precisará tomar cuidado para não se tornar exatamente o tipo de monstro que ela está tentando deter.



Run Bitch, Run! 
Hahahaha para entender a escolha desse gif, favor ler a resenha.



E eu voltei, e dessa vez é para falar desse maravilhoso livro, Espada de Vidro, continuação da série A Rainha Vermelha, que eu recebi de cortesia da nossa parceira, a editora Seguinte.

Para quem não sabe ainda, A Rainha Vermelha é o primeiro volume da trilogia homônima, distopia de estreia da autora norte-americana Victoria Aveyard e que foi aclamado pelas críticas americanas, chegando assim rapidamente ao topo das listas de mais vendidos, chegando a primeiro lugar na lista do New York Times. O primeiro livro já foi traduzido para 18 países e a Universal adquiriu os direitos de adaptação do livro para o cinema, o roteiro está a cargo de Gennifer Hutchison (Breaking Bad).

Então, para quem quiser dar uma olhada na resenha que fiz do primeiro livro, antes de continuar essa resenha, é só clicar aqui.

Bom, no livro anterior vimos a história de Mare Barrow, uma vermelha que morava no vilarejo de Palafitas. Nesse mundo o povo é dividido pela cor do sangue: vermelho ou prateado. Como o ano é 320 da Nova Era e o mundo é governado pelos Prateados, uma elite que possui diferenciados poderes, os vermelhos acabam tendo uma realidade dura, guiada pela miséria e total servidão aos prateados. 

Durante a história, Mare descobre ter a capacidade de controlar a eletricidade e acaba virando uma arma que a Corte Real tenta controlar. E é aí que o caldo desanda, é aí que a tal porca torce o rabo e é aí que você mergulha em uma eletrizante e maravilhosa continuação, pois vamos continuar no exato ponto onde A Rainha Vermelha terminou. Sendo assim, vamos ter um livro com bastante surpresas e reviravoltas e com uma ação contínua, onde Mare, Cal e outros amiguinhos que vocês vão descobrir se lerem o primeiro livro, estão fugindo do traíra e vingativo príncipe Maven.

Então, mesmo a parada ser no estilo "Maze Runner" hahahahahaha (geral correndo/fugindo por isso a escolha do gif acima), o momento também é delicado, pois todo mundo tá pisando em cascas de ovos porque geral não confia em ninguém. Ahhh, sem dizer que a Mare também tem que correr para achar os outros da sua espécie, que são aqueles que têm sangue vermelho, mas com poderes dos prateados, que no caso são chamados de: sanguenovos. E assim poder recrutar outros novos combatentes e criar um exército que será decisivo  para que a rebelião triunfe.

Durante o processo, Mare vai acabar descobrindo que os poderes inimagináveis desses sanguenovos vai trazer um grande peso em suas costas, pois o rei não vê a hora de destruí-los e por mais que ela se esforce, Mare não consegue salvar todos e é uma parada foda. Porque o peso da morte deles é enorme.

“Tento não pensar no rosto dos mortos. Passar o tempo todo correndo para sobreviver é uma distração eficaz, mas mesmo a ameaça constante de aniquilação não é capaz de bloquear tudo. Algumas perdas são impossíveis de esquecer.”

A narrativa da Victoria continua instigante e fluída, como no livro anterior. Os personagens continuam interessantes e muito bem construídos, e posso dizer que o romance “se encaixa bem” com as novas reviravoltas, traições e surpresas. Sendo assim a parada acaba ficando mais real, até porque o foco do livro não é esse. Dessa maneira, Espada de Vidro se torna uma leitura emocionante em um ritmo alucinante e confesso que gosto do mundo que a Victoria criou e gosto muito mais da forma que a autora nos mostra essa desigualdade social em um mundo distópico.  

"Um dia, ele não estará mais ao meu lado, e preciso estar preparada. Preciso saber o que meu coração vai permitir - e quanta solidão sou capaz de suportar. Mas ainda não. Seu calor ainda está comigo, e não consigo deixar de mantê-lo por perto."




Eu amo essa capa metalizada e os detalhes da diagramação do livro continuam perfeitos. E para quem quiser conferir a resenha do spin-off  Coroa Cruel que a Talita resenhou, é só clicar aqui.

A autora anunciou que vai haver um novo livro para a série, sendo assim, serão quatro livros fora esse spin-off. E a capa do terceiro livro King's Cage que será lançado nos EUA dia 07 de fevereiro de 2017 já foi liberada. A editora Seguinte soltou uma nota dizendo que fará o possível para publicar aqui no Brasil no mesmo dia de lançamento dos gringos e que o livro vai começar no mesmo ponto em que parou Espada de Vidro e que teremos novos pontos de vista, uma vez que os dois primeiros livros foram narrados pela protagonista Mare Barrow.


 Ai, ai...como sofre esse meu pobre coração bipolar. 2017 chegaaaaaaaa logo!!!


Então é isso coleguinhas, se vocês gostam de uma leitura intrigante, cheia de traição e reviravoltas como falei acima e com bastante ação, além de personagens cativantes e emocionantes, coloca ele na lista de vocês. Sério! Titia Grá recomenda Espada de Vidro com certeza.

  
"Se sou uma espada, sou uma espada de vidro, e já me sinto prestes a estilhaçar."


 


Título: Espada de Vidro
Título Original: Glass Sword
Gênero: Distopia/YA
ISBN-13: 9788565765947
ISBN-10: 8565765946
Ano: 2016
Páginas: 496
Editora: Seguinte
Compre aqui: Saraiva
Classificação:



Sobre a autora:


Victoria Aveyard cresceu numa cidadezinha em Massachutts e frequentou a Universidade do Sul da Califórnia, em Los Angeles. Ela se formou como roteirista e tenta combinar com a sua escrita seu amor pela história, explosões e heroínas fortes. Seus hobbies incluem a tarefa impossível de prever o que vai acontecer em As Crônicas de Gelo e Fogo, viajar e assistir Netflix.

Comente com o Facebook:

20 comentários:

  1. Eu ainda não li esses livros, eu acho essas capas MARAVILHOSAS !!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fran concordo com você, essas capas são maravilhosas sim! hahahahahaha

      Excluir
  2. Menina, não consigo ler esse tipo de livro, é tudo tão igual aquela chatice de A Seleção (desculpa, mas...)
    Eu juro que tento compreender o que ele tem de tão UAU assim, mas não consigo.
    A única coisa que gosto por demais são as capas...muito lindas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Helana, tudo bem?
      Hahahaha nem precisa pedir desculpa, de boa! Só acho que você poderia tentar ler um dia, já que a parada aqui não é nada igual a Seleção.É como falei na resenha da Rainha Vermelha, vai ter gente que possa até achar que "certa" parte, lembre um pouco o livro A Seleção da Kiera Cass. Só que a real é que a diferença você logo vê na hora, a trama é totalmente diferente.

      Abraços... ;)

      Excluir
  3. Olá
    Sabe que não gostei nem um pouco do primeiro livro, até me sinto meio deslocada por isso, afinal todo mundo acha tão bom.
    Fico contente por vocês fãs pelo filme tomara que seja tão bom quanto o livro para vocês.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daniele, tudo bem?
      Sabe, eu acho que nem precisa se sentir deslocada, uma vez que você leu o livro e viu que a parada p/ você não funcionou. E a real é que acho legal isso, saber o que gosta e pronto e não ser levado pela maré do momento. Agora...Eu confesso que eu to torcendo para o filme ser bom, senão vai ser tenso o bagulho hahahaha.

      Beijos... ;)

      Excluir
  4. Não conhecia esse livro, a Rainha vermelha eu já em algumas prateleiras.
    Pela sua resenha eu fiquei parte interessado e parte não. Acho distopias interessantes, mas não sou fã de romance adolescente rs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alex, tudo bem?
      Cara é como falei nas duas resenhas, o romance aqui não é o foco do livro. A parada aqui é mais uma distopia de ritmo elétrico, com reviravoltas, traições e surpresas. Aqui não tem lugar para romance adolescente, uma vez que o povo lá, tá todo trabalhado na sobrevivência do momento hahahahahaha.

      Abraços... ;)

      Excluir
  5. Já li dezenas de resenhas sobre esse livro, confesso que não me chamou atenção em ler essa série. Vou ter que pular sua dica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rafael, tudo bem?
      De boa, continue acompanhando o blog para ver outras dicas.

      Abraço... ;)

      Excluir
  6. Oiii Graziela, tudo bem?
    Por mais que eu tenha gostado muito da sua resenha, a obra nunca despertou meu interesse, nem a série. Então pularei a dica.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Morgana, tudo bem?

      De boa garota, mesmo assim continue acompanhando o blog, pois acredito que vão ter outras dicas que você vai curtir mais.

      Beijinhos... ;)

      Excluir
  7. Oi linda,

    Desde a decepção com A Rainha Vermelha eu decidi da leitura de toda a continuação da série. A personagem não me agradou e a organização da história feita pela autora no primeiro livro me frustou muito e isso me deixou sem coragem para os demais.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Eu tenho um problema sério com esse livro (o primeiro no caso). As primeiras 100 páginas eu gostei muito! Mas aí eu não gostei nem um pouco do rumo que a história tomou. Foi uma grande mistura de tudo o que eu tinha lido + A Seleção que também não me fez bem... Aí tive de abandonar. A escrita dela realmente é boa, só não curto a forma como ela conduz a história. Ótima resenha! Fico feliz que gostou =D
    Abraço!

    ResponderExcluir
  9. Oioi! Tudo bem?
    Eu amo a série da Rainha Vermelha, mas esse livro 2 foi chato!
    Esse recrutamento dela achei enrolado e o romance zero me deixava doida haha.
    As capas sao lindas mesmos e to louca pelo terceiro, pq o final foi foda!!!
    Beijos

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  10. Olá,
    Apesar das capas serem lindas eu não consigo me animar para ler essa série, sei lá, acho que eu não vou gostar da protagonista. Mas que bom que você gostou, espero que 2017 chegue logo para você poder matar a sua curiosidade. =)

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Ooi! Lendo sua resenha já vi o quanto empolgada você estava :D quero muito conhecer essa história, ler logo o primeiro livro e me empolgar tanto quando você nesse segundo :)
    Parabéns pela resenha!
    Vjs

    ResponderExcluir
  12. Oiii!!

    Eu recebi esse livro mas ainda não consegui ler.
    Achei que a autora deu uma volta por cima escrevendo essa continuação.
    O que não gostei foi que ela vai escrever mais uma obra? Pra que? Espero que não vire uma Kiera.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  13. Olá.
    Não li ainda nenhum dos livros, mas a série está na minha lista a um tempo, sua resenha só me deixou ainda mais animada hahahahhaa. Saber que o livro pode ser comparado com Maze Runner me deixa ainda mais feliz, (mesmo eu não tendo lido o livro também, mas vi o filme kkkkk acho que ajuda)... Adorei sua resenha e espero ter a oportunidade de ler os livros em breve.

    ResponderExcluir
  14. Oie!
    Eu já li esse livro e é ótimo! Que livro intrigante, que me deixou curiosa, ansiosa, e ainda querendo mais e mais. Adorei a narrativa da autora, e ela está entre uma das minhas favoritas. Espero ler logo o próximo livro!
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir