Resenhas

segunda-feira, 11 de julho de 2016

:: Resenha 185 :: "A Oportunista", Tarryn Fisher




Sinopse: Olivia Kaspen acaba de descobrir que seu ex-namorado, Caleb Drake, por quem era obcecada, perdeu a memória.
Com uma incrível habilidade de tirar proveito das situações, ela acredita estar diante de uma segunda chance para ter Caleb de volta.
E para que seu plano dê certo, Olivia precisa manter sua verdadeira identidade e seu passado sórdido em segredo.
Porém, surge um obstáculo inesperado: a atual namorada de Caleb, a perversa Leah Smith.
Inicia-se então um jogo entre duas mulheres dispostas a tudo para conquistar o homem que parece ter apagado todo o seu passado.
Para encobrir as consequências de suas mentiras, Olivia cria uma teia de novos eventos, em um processo que pode levá-la a descobrir que sua busca pelo amor talvez a tenha feito ultrapassar limites muito perigosos.


 Ah sim! Bora começar a resenha...


Oi, tudo bem com vocês? Então, comigo nem tanto. Infelizmente estou em um caso sério onde as minhas emoções ainda estão todas bagunçadas. Onde a bipolaridade nunca foi tão bem compreendida até esse exato momento. 


E isso tudo é culpa de uma única pessoa nesse mundo. Tarryn Fisher. Sim, ela mesma. Essa autora que escreveu o livro Nunca Jamais  junto com a Colleer Hoover, que me deixou louca (mais do que já sou), em tão pouco tempo. Essa autora que fez um livro com um título que lembra novela mexicana com um fundo musical digna de Paola Bracho e que tem uma capa que segue o mesmo caminho. Essa autora que despertou o ser dramático que habita dentro de mim, que deixou minha “veia mexicana” saltada. Essa autora que foi capaz de inventar personagens com grau de moralidade zero e que mesmo assim, você não consegue largar o bendito livro. Essa autora que você xinga bastante e depois elogia até vomitar coraçãozinho pela boca. Porque querendo ou não, a sua narrativa é viciante e fluída, que faz você mergulhar na história esquecendo completamente do tempo e espaço.


É coleguinhas, titia Grá surtou geral com esse livro. Foram horas e horas de mensagens para meu grupo de apoio para casos extremos como esse: Bia e Crika. Onde praticamente comprei o livro para a dona Crika e mandei um singelo pedido: 

Leia essa porra agora!!

Enfim, a real é que nesse livro ninguém é santo. E dizer que os personagens apenas lutam pelos seus interesses é um eufemismo enorme. Aqui é praticamente uma guerra para se ter o que quer. E enquanto eu lia, eu pirava em não saber ao certo o que tava sentindo, pois em alguns momentos queria bater na personagem por fazer o que fazia e em outros eu até que torcia por ela. Mesmo ela sendo errada, eu parava e pensava novamente: O que tá acontecendo comigo? Cadê o meu botão de senso moral, quebrou??

Alguém pode me explicar o que eu to sentindo nesse momento? Hein?

Mas depois, em determinado momento, eu percebi que a autora queria isso mesmo. A história tem muito mais do que você pensava e os questionamentos para cada interação e ação entre eles é o que diferencia o livro de muitos clichês por aí. A parada é que ele empurra e testa seus limites do que você acha certo e errado sim! E você acaba se perguntando várias e várias vezes: Vale a pena fazer qualquer coisa para alcançar seus objetivos quanto ao “amor”?

E então, vale tudo por amor?
A Olivia acha que sim!

"Eu sou Olivia Kaspen, e quando amo alguma coisa eu arranco de minha vida. Isso não é intencional... Pelo menos, não totalmente. Eu vejo uma dessas coisas neste momento, um sobrevivente do meu amor cáustico e doentio. Ele está a cem metros de mim, conferindo velhos discos."


Sendo assim, eis que apresento a dona Olivia Kaspen. Uma protagonista manipuladora, egoísta, fria e marrenta. E é no ponto de vista dela que conhecemos essa história de obsessão, trama, vingança e ahhh o amor. Amor? Tem certeza que tem amor nessa história, tia Grá? Bom... Olivia acredita ter encontrado o grande amor da sua vida e mesmo que esse amor seja fora dos padrões do que seria certo, é o tipo que a só dona Olivia conhece e que mesmo suas ações sendo horríveis aos nossos olhos, ela sempre vai justificá-los porque amou muito ele. E é aí que eu confesso que quero bater nela até a desgramada aprender! Gente... A guria é toda trabalhada nas manipulações, tem atitudes que mesmo sabendo que a parada é autodestrutiva, ela faz! E o pior é que ela tem consciência dos seus atos.

 "Ele era a minha droga. Nunca conseguia ter o suficiente e quando o tinha, já estava pensando quando poderia tê-lo novamente."

Certo... Agora vamos falar da tal droga da Olivia, que tem o nome de Caleb Drake. Ele é o típico personagem que você se encanta desde o começo, tanto no presente como no passado, isso é fato. Quando estamos lendo o passado de Olivia, na época da faculdade para ser mais exata, descobrimos que Caleb era popular, lindo, rico e desejado pela maioria, mas depois que seus olhos encontraram Olivia, sua atenção e coração eram apenas dela e de mais ninguém. Sendo assim, ele foi carinhoso, engraçado e estava totalmente disposto a amar Olivia. E é aí que o caldo desanda, a porra da Olivia tem problemas quanto a se entregar e ferra tudo para depois descobrir, que ele era o homem perfeito e que ela deixou escapar. E aí começam os jogos, as manipulações, até conseguir Caleb de volta e seguir para um relacionamento digamos, intenso demais (sim, Caleb também é obcecado por Olivia). Então, começamos uma jornada emocionalmente carregada de: choque inicial pela conduta de Olivia, angústia, raiva, risadas, descrença, torcida e pena. Um ticket para uma montanha russa de emoções, de uma só vez. 

Ai meu santinho, será que eu sobrevivo??

Bom, então algo acontece e os dois se separam e anos depois Olivia reencontra Caleb, só que o bendito tá zerado de memória. E Olivia vê uma nova chance, uma oportunidade para tentar ser feliz novamente ao seu lado. Mesmo que a desgraçada saiba que a qualquer hora a bosta vai bater no ventilador e as consequências das suas mentiras possam afundá-la de vez. Não interessa, Olivia cria uma nova teia para prender Caleb pelo o tempo que conseguir, independente que tenha novamente ultrapassado todos os limites...

"Depois de três longos anos eu tenho o que eu quero, mas não é real. Ele não sabe quem eu sou e se ele soubesse, ele não estaria sentado na minha sala de estar... Ele não se lembra de mim. Como você poderia esquecer alguém que você amou, mesmo eu tendo partido o seu coração em pedaços?"

"Eu enrubesço e decido que jamais contarei a verdade à ele. Mais cedo ou mais tarde ele irá se lembrar e essa farsa toda irá desmoronar a minha volta como um castelo de cartas ao vento. Por enquanto, eu o tenho de volta e vou me agarrar a esta situação até o último momento."

Saporra não vai aprender, não??

Titia Grá, então eu nem preciso ler o livro, pois você já contou tudo, certo? Errado coleguinhas. Titia Grá só mostrou a ponta do iceberg. Tem muito "milho" ainda para fazer bolo (adoro bolo de milho hahahaha), cural, pamonha, nessa história. Hahahahahaha! Além do quê, eu não apresentei ainda a vaca da Leah Smith. Simmm! Ela é mais uma personagem filha da mãe nessa história, minha gente!! Leah é namorada atual de Caleb e também é manipuladora, falsa, má, blá, blá...e eu odeio ela! Simples assim! Mesmo que ela e a Olivia tenham feito pós graduação no curso: "Eu quero, eu consigo e foda-se os outros"seus jogos nessa guera sem escrúpulos só acabam fazendo a gente ficar do lado da Olivia.

Eu não acredito que essa capeta fez isso!!


Whyyyy?? 

Enfim, conforme você vai lendo, você acaba observando que o teu botão de senso moral tá quebrado. Geral é trabalhado na manipulação e na mentira, mas mesmo assim você devora o livro querendo saber o que aconteceu no passado, porque Olivia perdeu Caleb. Já no presente, surpresas e reviravoltas aparecem e mesmo você sabendo que ambas estão lutando para ganhar o prêmio desejado, a trama que autora criou chega a ser diferente de tudo que você já leu. Como falei antes e friso de novo: Aqui ninguém é santo. E Tarryn tem uma narrativa instigante, que te prende facilmente nos momentos intensos que os personagens vivenciam. Sendo assim, é um livro que recomendo. A parada da autora é tirar aquele conforto literário que estamos acostumadas e isso é bom. Gosto quando o livro faz isso comigo, pois supera as minhas expectativas. Me fez pensar mais, me questionar mais, mesmo depois que terminei de lê-lo. E estou ansiosa para ler o segundo livro (já que o final desse primeiro me deixou total sem chão) e que vai ser lançado agora dia 12/07/2016, continuando a história de onde parou sob o ponto de vista da demonhada Leah.  



 Tu vai fazer eu ficar com mais raiva de ti nesse livro, né cria do capeta?


Já o último livro da série será continuado pelo ponto de vista do Caleb, o que me deixa muitooo mais ansiosa e pelo que li, vai ser lançado em novembro de 2016. 


 Esse book trailer está perfeito!




Capas americanas. 



A Editora Faro está de parabéns pela diagramação do livro. Realmente a parada aqui tá impecável. Coleguinhas, é isso, coloquem na lista de vocês, pois tenho certeza que vai bagunçar suas emoções de um jeito inesquecível hahahaha. 


Título: A Oportunista
Título Original: The Opportunist
Série: Love Me With Lies (Amor e Mentiras #1)
Autora: Tarryn Fisher
Gênero: Romance/ New Adult
ISBN: B00019QSZ21S
Ano: 2016
Páginas: 256
Editora: Faro Editorial
Compre aqui: Saraiva
Classificação: 

Sobre a autora:


Tarryn Fisher é autora best-seller do The New York Times. É cofundadora de um blog de moda e coautora de uma série com Colleen Hoover. Tarryn reside na área de Seattle com sua família. Ela adora dias chuvosos, Coca-Cola, café e sarcasmo, e acha que o Instagram é o novo Facebook. @tarrynfisher – http://www.tarrynfisher.com




Comente com o Facebook:

22 comentários:

  1. hahahahahahhahaha a resenha ficou perfeita, Gra! O livro é desse jeito aí mesmo! Os gifs se encaixaram perfeitamente tb. O que foi a criancinha largando o livro e se jogando no chão? hahahaha. Vamos fazer isso no próximo? Certeza que sofreremos mais ainda. Vontade de falar pra Tarryn: Miga, sua loca!!! Mas depois dar um abração e falar que ela é foda!!! E pedir tb um dinheiro pra pagar meu tratamento psicológico né hahahaha

    PS: Sabe o gif que eu ganhei? Me senti exatamente daquele jeito, COAGIDA! hahahahaha mas eu amei!
    Livro maravilhoso!!! <3

    ResponderExcluir
  2. Já tinha visto esse livro mais não cheguei nem a ler a sinopse ainda, a primeira coisa que me chamo atenção foi o titulo desse livro kk
    Depois de ler sua resenha até que fiquei curiosa sobre esse livro, mas não tenho certeza ainda se é o tipo de livro que iria gosta então vou pelo menos espera sai os outros dois livro no caso de gosta do livro e não te que espera muito pela continuação. ~a capa do segundo livro é a que achei mais bonita.

    Haha adorei todos os gifs ^-^

    ResponderExcluir
  3. Mas minha nossa...que resenha incrível e maravilhosa e perfeita e....minha nossa

    Assim que vi a capa não comparei com novela mexicana. Mas depois de tu falar. ...nossa ficou impossível não fazer isso. .hehe

    Adorei a sua empolgação com o livro. Me deixou curiosa mesmo não sendo um estilo que eu leia.

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Mas minha nossa...que resenha incrível e maravilhosa e perfeita e....minha nossa

    Assim que vi a capa não comparei com novela mexicana. Mas depois de tu falar. ...nossa ficou impossível não fazer isso. .hehe

    Adorei a sua empolgação com o livro. Me deixou curiosa mesmo não sendo um estilo que eu leia.

    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Graziela,
    sei nem o que dizer... Minha fia, como você consegue fazer uma resenha dessas?! Dá vontade de sair correndo e pegar o livro pra ler. O problema é que ainda estou piscando muito os olhos tentando imaginar se vou dar conta da carga emocional pra enfrentar uma história dessas. E olhe que AMO novela mexicana! kkk Todo aquele drama, aquelas intrigas...
    Mas enfim, entra mais um título para a lista interminável!

    ResponderExcluir
  6. Eu sempre me divirto com suas resenhas, AMO os gifs que vc escolhe kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Claro que inclui esse livro na minha lista sem fim !!!

    ResponderExcluir
  7. Oiee

    Ficou sensacional a resenha!!!! Adorei!
    Morri como a "veia mexicana" saltada hahahaha
    Se fosse só pela sinopse, não sei se leria o livro, mas depois da sua resenha, não tem como, fiquei super instigada a ler!!
    Parabéns pela excelente resenha!

    bjs
    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Huahuahua adoro ler suas resenhas, esse seu jeito de escrever é super divertido. Pelo jeito você parece amar odiar os personagens, já eu odeio odiar, sou do tipo que se não gosto do peotagonista azeda o livro praticamente inteiro, e precinto que esse livro não é para mim.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  9. Oi,
    Achei interessante a resenha e a forma na qual retratou o livro. Não sei se ele é o tipo de livro que eu leria no momento, mas quem sabe.

    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  10. Já tenho que falar dos gifs que foram muito criativos, achei engraçado aquele gif da novela Usurpadora, você foi sensacional... Adorei esse livro, parece ser bem envolvente e instigante. Vai parar na lista dos meus desejados com toda certeza.

    ResponderExcluir
  11. Oie!
    Já vi que esse será um daqueles livros que vou ter um ódio mortal em diversas situações, e em outras, vou ficar ansiosa querendo mais e mais. Eu ainda não li o livro, mas estou bem curiosa para poder conferir essa história. Acredito que vou gostar.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    O QUE FOI ESSA RESENHA? kkkkkkkkkkkkkk Incrível!! E os gifs? Olha só pela forma como você colocou tudo já me deixou curioso! Parece ser um enredo bem bacana! Já coloquei no Skoob =D Quem sabe eu não goste? haha'
    Abraço!

    ResponderExcluir
  13. adorei os gifs kkk , ri com eles e deram um ar divertido na resenha, me identifiquei muito com o gif do cara jogando o livro pela janela quando descobre o final, se não me engano é de "o lado bom da vida"
    Esse livro parece ser aquelas novelas mexicanas cheias de coisas loucas que você nem imagina, já queria lê-lo, mas agora com sua resenha super divertida quero mais ainda kk
    bjs

    ResponderExcluir
  14. Oi, Gra!
    Se eu fosse ler A Oportunista acredito que dificilmente eu sentiria simpatia por Olivia, não gosto de personagem iguais a ela - manipuladora, egoísta, fria e marrenta... Mas eu amei a sua resenha, morri de rir das gifs.
    PS: prefiro as capas brasileiras do que as capas americanas, elas são mil vezes mais bonitas!!

    ResponderExcluir
  15. Oii Graziela, como vai?
    Confesso que fiquei bastante interessada em realizar a leitura dessa obra, para descobrir com qual das duas o Caleb irá escolher, gosto de livros de romance diferenciados, acho que nunca li nenhuma obra no qual duas mulheres disputam o mesmo homem. Parabéns pela resenha, amei as fotos.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  16. Oie
    que legal sua resenha, eu li recentemente o livro e tive uma relação de amor e odio, mas achei bem legal no geral, só me deu uma raiva em certos pontos, pretendo ler em breve a continuação

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oi, tia Grá
    Parabéns pela resenha, amei as diversões para alegrar o leitor.
    Eu ainda não li esse livro, já soube por uma amiga que é perfeito e com certeza, iria surtar. Lendo a sua resenha vi que a minha amiga estava certa e preciso dele urgente.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Ainda não conhecia a história a fundo, já tinha visto a capa por aí mas nunca parei para saber sobre a história. A sua resenha minha nossa, está super empolgada e me deixou bem curiosa, leria o livro com certeza, só não sei se leria os outros dois, porque pelo que você disse é a mesma história só que contada por pontos de vista diferentes, por pessoas diferentes, sou meio chata com isso,hahaha. Vou ficar de olho e se tiver oportunidade quero conhecer essas duas e a endemoniada,hahaha.

    bjs

    ResponderExcluir
  19. Oi!
    Já me conquistou quando falou da Paola Bracho, hahaha..
    Eu adorei a resenha, engraçada, direta e sincera, depois dela eu leria o livro mesmo se não gostasse do gênero, kkkk.
    parabéns mesmo.
    bjs

    ResponderExcluir
  20. adorei a resenha, seu jeito de escrever cativa o leitor. Já pensou em escrever um livro

    ResponderExcluir
  21. Hahaha... Adoro esses Gifs!! Não sei se leria esse livro, geralmente não tenho muita paciência para personagem com gênio forte. Mas a resenha está demais!! bjs

    ResponderExcluir
  22. Ai meu deus.... Como fazer alguma coisa que não seja largar tudo e ir ler esse livro agora?
    Já queria ler desde que a editora anunciou que eles iriam sair por aqui, mas estou enrolando e tal. Ai me deparo com essa sua resenha e fiquei super curiosa e imaginando se eu enfrentaria a mesma montanha russa de sentimentos como me parece que aconteceu com você.
    Acredito que a leitura não será nem um pouco morta ou parada. Espero gostar muito!
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir