Resenhas

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

:: Resenha 193 :: "A Rebelde do Deserto", Alwyn Hamilton





Sinopse: O deserto de Miraji é governado por mortais, mas criaturas míticas rondam as áreas mais selvagens e remotas, e há boatos de que, em algum lugar, os djinnis ainda praticam magia. De toda maneira, para os humanos o deserto é um lugar impiedoso, principalmente se você é pobre, órfão ou mulher. Amani Al’Hiza é as três coisas. Apesar de ser uma atiradora talentosa, dona de uma mira perfeita, ela não consegue escapar da Vila da Poeira, uma cidadezinha isolada que lhe oferece como futuro um casamento forçado e a vida submissa que virá depois dele. Para Amani, ir embora dali é mais do que um desejo — é uma necessidade. Mas ela nunca imaginou que fugiria galopando num cavalo mágico com o exército do sultão na sua cola, nem que um forasteiro misterioso seria responsável por revelar a ela o deserto que ela achava que conhecia e uma força que ela nem imaginava possuir.


Bora começar a resenha....


Então coleguinhas, hoje a titia Grá traz para vocês um livro que tem uma aventura fantástica e maravilhosa! Com personagens cativantes e uma trama muito bem desenvolvida e extremamente divertida. Só para vocês terem uma ideia, titia Grá devorou o livro. Sim, em poucas horas eu já havia terminado o livro que foi cedido pela nossa parceira, a editora Seguinte. E a parada foi tão intensa que eu ainda continuo absorvida por essa história. É um sentimento gostoso que carrego, sobre conhecer esse mundo novo que me deixou com aquele gostinho de quero mais. E eu curti cada momento da leitura, fazendo com que o meu pobre coração bipolar abraçasse esse livro, colocando-o na lista dos meus favoritos.  

Eu, em um momento íntimo com esse livro... =P

Bom... eu acho que fui clara sobre o quanto adorei essa história. Sendo assim, deixa eu contar um pouco sobre ela, então.

Amani é uma garota que está tentado arrumar um jeito de fugir da sua vida atual. Essa garota de 16 anos vive em Miraji (especificamente Vila da Poeira), uma nação dominada pelo deserto e que tem como meio de sobrevivência os trabalhos nas minas de ferro ou nas fábricas de armas. 

Então, de um jeito trágico, Amani perde seus pais e é obrigada a morar com a sua tia idiota e seu marido cruel e desprezível. Durante o tempo que passou com eles, a garota sempre sonhou em fugir para Izman, a capital de Miraji, tendo a certeza que lá o seu futuro seria melhor. Uma vez que se ela ficar onde está e não arrumar um marido logo, seu tio escroto vai reivindicá-la como sua esposa.

Como a história acontece no Oriente Médio, é claro que tem aquele costume do cara ter várias esposas. E a porra é tão tensa, pois é um costume antigo de uma fortaleza invencível e que resiste a qualquer ataque ou alternativa. Sem contar que se isso acontecer, ela terá que lidar com a constante agressão física e moral, pois se você for ver, elas são praticamente escravas de um casamento precoce, onde são consideradas apenas como uma propriedade sem voz e sem vontades, prontas apenas para servi-los em todos os sentidos. 

Sendo assim,  mesmo Amani estando toda trabalhada em fugir dessa triste realidade, sendo corajosa o bastante e ainda atirando muito bem, como se a arma fizesse parte de seu corpo, ela não tem o dinheiro necessário para ir embora da Vila da Poeira. E é quando ela entende que sua única opção no momento é se vestir como um menino e sair na calada da noite, para tentar ganhar um concurso de tiro na cidade vizinha chamada Tiroteio.

Diziam que só pessoas mal-intencionadas andavam pela cidade de Tiroteio depois do anoitecer. Eu não tinha más intenções. Nem boas.

E é nesse lugar todo “amistoso” que ela conhece Jin, um forasteiro misterioso  que mexe com o seu coração e acaba ajudando Amani deixar seu vilarejo para trás. 

Era um rapaz, talvez alguns anos mais velho que eu, e se vestia como nós, com um sheema verde enrolado casualmente nos pescoço e roupas tão folgadas que ficava difícil saber se era tão forte quanto parecia. Seu cabelo preto como o de qualquer garoto mirajin; sua pele era escura o suficiente para se passar por um de nós. Mas ele não era um de nós. Tinha feições que eu nunca tinha visto antes, com traços angulares, uma mandíbula quadrada e reta, sobrancelhas que pareciam cortes escuros acima dos olhos mais inquietantes que eu já tinha visto. E não era de se jogar fora. Alguns dos homens derrotados cuspiram aos pés do jovem forasteiro. Ele só levantou o canto da boca, como se estivesse tentando conter o riso. Então, como se tivesse sentindo que o observara, olhou de relance para mim. Desviei rápido o olhar.


Essa seria eu se o Jin existisse. No estilo: Deixa eu te dar um abraço, pois você merece... =P

Posso dizer que a autora foi feliz em construir Jin e para comprovar o que estou falando, é só lendo o livro. Os momentos com ele são definitivamente a cereja do bolo, sério! O cara é foda...

 - Quero várias coisas, Bandida. Sair deste maldito país, tomar um banho gelado. comer uma refeição decente ... - Jin deixou a frase solta, e por um momento podia jurar que seu olhar flutuou até mim.

E aí coleguinhas, a aventura começa e a viagem clandestina de Amani com Jin vai nos proporcionar uma jornada totalmente fascinante e emocionante! Onde Amani vai perceber que tem potencial não só para mudar o seu destino, mas talvez de todo o seu país. Vai ser uma parada com algumas perdas, descobertas significativas que irão mudar completamente sua vida, além de uma paixão que vai surgindo e que vai deixar a gente soltando coraçãozinho pela boca. Além disso, conforme vamos descobrindo a trama, vamos absorvendo os pensamentos, medos e experiências de Amani. E eu achei isso muito legal, pois mostra o quanto ela chega ser real e não uma super fodona que vence tudo e todos. Ela é uma sobrevivente em um mundo cheio de seres míticos, sim... aqui vamos encontrar seres de lendas, o que torna a  história  mais eletrizante. 

Momento: Montanha russa de emoções fantásticas durante a leitura.

Seus atos diante de certas situações são aceitáveis. Ela tem uma língua afiada, isso é fato! Também tem seus momentos meio Rochelle da vida, mas entende quando a parada ao seu redor é muito mais do que suas vontades. Consegue entender, que em determinados momentos para alcançar seus objetivos, ela tem que abrir mão de certas coisas e seguir outros caminhos. E cara, ela faz... E isso é um ponto positivo a meu ver, pois faz com que ela seja uma personagem sensata e não uma birrenta batendo o pé o tempo todo, no estilo: EU SOU FODA! ENTÃO A PARADA VAI SER ASSIM!  

- Diga pra mim que não seríamos capazes. – Jin interrompeu meus pensamentos. – Diga que nós dois juntos não conseguiríamos tirar cada uma das pessoas da caravana viva da cidade, se realmente tentássemos. Diga que não conseguiria fazer isso sozinha se realmente teimasse em fazer. – Um pequeno sorriso voltou sorrateiro ao seu rosto. – Diga isso para mim e vamos embora. Neste instante. Vamos fugir, nos salvar e deixar os outros para morrer. Tudo o que precisa fazer é dizer isso. Diga que é assim que deseja que sua história seja contada, e vamos escrevê-la pela areia até o mar. É só dizer.
Minha história.
Eu tinha passado a vida sonhando que minha história começaria quando finalmente chegasse a Izman. Uma história escrita em lugares distantes com os quais eu nem sonhava ainda. No meu caminho até lá, eu me livraria do deserto até não sobrar nenhum grão de areia para marcar as páginas.
Mas Jin estava certo. Eu era uma garota do deserto. Mesmo em Izman ainda seria a Bandida de Olhos Azuis, com uma mãe enforcada, que abandonou seu amigo morrendo.Jin não precisava que eu respondesse. Era fácil ler minhas intenções. Ou talvez ele me conhecesse bem demais.
- Alguma ideia, Bandida?
E, simples assim, éramos uma equipe novamente.Olhei para cima. Entre duas janelas, o varal balançava devagar ao vento quente do deserto.
- Algumas.

A autora Alwyn Hamilton tem uma narrativa gostosa e hipnotizante, fica difícil você não devorar o livro. Não conhecia essa autora e achei bem bacana, que além de construir uma trama fantástica e rica em detalhes, ela ainda conseguiu deixar uma boa crítica social nesse livro. 

Então é isso coleguinhas, titia Grá não pode falar muito senão estraga a surpresa que essa história carrega, mas titia Grá pode dizer que essa leitura é recomendadíssima pessoal, cheia de aventura, mistério, paixão e espero realmente que vocês acabem dando uma chance para essa história e coloquem-a na lista de vocês. A diagramação está impecável como sempre e a capa eu achei maravilhosa!

A autora postou em seu twitter, no mês de junho, que o segundo livro se chamará Traitor of Throne e a previsão para o lançamento é para março de 2017. Sendo assim, posso dizer que já comecei uma reza brava para tentar controlar a minha ansiedade. 


Talvez eu tivesse olhos que me traíam, mas Jin com certeza tinha o tipo de sorriso capaz de converter impérios inteiros. O tipo de sorriso que me fazia sentir que o entendia direitinho, embora não soubesse nada sobre ele. O tipo de sorriso que me fazia sentir que éramos capazes de qualquer coisa juntos.

 Momento shippar ativado! 

Ah! Antes que eu me esqueça, se você não conhece a Rochelle mãe do Cris, do seriado Todo mundo odeia Cris, recomendo ir atrás para saber porque eu citei ela como um exemplo hahahahahaha.



Título: A Rebelde do Deserto
Título original: Rebel of the Sands
ISBN-13: 9788565765992
ISBN-10: 8565765997
Ano: 2016
Páginas: 288
Editora: Seguinte
Compre aqui: Fnac, Livraria da Travessa
Classificação: 


Sobre a autora:


Alwyn Hamilton nasceu em Toronto, no Canadá, e já morou na França e na Itália. Estudou história da arte no King’s College, em Cambridge, e atualmente vive em Londres, onde trabalha numa casa de leilão.

Comente com o Facebook:

13 comentários:

  1. Oi, Graziela, tudo bom?

    Esse livro está muito bem falado na blogsfera, mas ainda não tive a oportunidade de lê-lo. Eu já tinha vontade, pois se trata de um gênero que eu gosto muito, principalmente pela crítica social, mas a sua resenha aumentou ainda mais minha vontade de ler a Rebelde do Deserto. E ainda bem que a personagem é bem real! Fico feliz que você tenha gostado tanto assim do livro, pois espero gostar também.

    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Uia com 16 anos ela tem muita sorte de não ser reclamada, no mundo real refujiadas das guerras no oriente médio são reclamadas aos 9.
    Achei a premissa fantástica bem legal essa coisa tipo as histórias da Sherazade, com bastante aventuras, é um livro que posso gostar demais, se não puxar para o romance adolescente ^^
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oie

    Eu quero muito ler esse livro!
    Pela sinopse eu não fiquei tão assim, mas depois das resenhas, a vontade só cresce.
    Gosto disso da personagem ser bem real e ter essa crítica social junto a história. Quero muito ler mesmo.
    A capa é linda demais!!!

    bjs
    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Adorei a resenha e a capa achei um mimo. A leitura parece ser agradável e fluida.
    Muitas aventuras e adoro quando vem com uma pitada de preocupação em relação a questões sociais.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Eu tenho lido muitas resenhas positivas como a sua e isso tem me deixado ainda mais interessada nessa leitura.
    Acho a premissa super interessante e gostei de saber que a obra possui personagens cativantes e uma trama muito bem desenvolvida, além de divertida.
    Tô curiosa sobre o desenrolar da história e a crítica social inclusa no livro.
    Essa capa ficou maravilhosa!
    Adorei a resenha.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. OI, Grazi.
    Também adorei esse livro. A crítica social foi muito boa, e sem fugir de uma história fantástica.
    Também devorei e não conseguia largar a leitura. Falta muito ainda para o segundo livro, hein! Vamos ter que esperar rs

    ResponderExcluir
  7. Olá! Eu estou louca para ler esse livro!! Encantada com a premissa e com a protagonista. Ok, sei que deve ter sido difícil fugir, se vestir como menino. Mas, é bem melhor do que ficar a mercê desse tio horrível! Amei sua resenha! beijos!

    Entre Livros e Pergaminhos

    ResponderExcluir
  8. Oláa! Tudo bem? Adorei teu post! Até agora só li comentários positivos sobre esse livro, e a premissa é mesmo super interessante. Ainda não bateu AQUELA vontade de ler, mas acho que uma hora vai, e pelo que li aqui acho que irei gostar de muitos pontos do enredo, em especial dos personagens. Ah, essa capa é fabulosa! <3
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Oiii!!

    Foi uma grande surpresa esse livro para mim, eu confesso que não esperava muito dele não sabe? Mas com o decorrer da Leitura a autora me ganhou e eu já tô ansiisa para a continuação.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  10. As resenhas que tenho lido sobre esse livro têm me deixado bastante curiosa, estou pensando seriamente em adquiri-lo. Já estava curiosa, após ler a sua resenha, fiquei mais ainda. Olha, adorei o abraço entre você e o livro. hahaha Agora, falando sério, é muito tensa a situação das mulheres no Oriente Médio. E o mais difícil é que são questões culturais e, portanto, muito delicadas. Acho muito bacana que o livro traga à tona essa discussão. Gostei bastante da Amani, parece ser daquelas personagens que deixam marcas.

    Tatiana

    ResponderExcluir
  11. Oie
    essa edição está muuito linda e parece ser uma leitura totalmente hipnotizante mesmo, uma pena que não posso ler por agora por ter tantos na frente, mas bem legal sua resenha

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Quando vi que esse livro seria lançado ele logo me chamou atenção pela capa, e quando vi a sinopse decidi que realmente leria, apesar de não ler muito esse gênero, estou empolga para conhecer. Sua resenha despertou ainda mais meu interesse. parabéns

    ResponderExcluir
  13. Ola Grazi lindona menina estou doida para ler esse livro, a capa é linda a premissa me chamou muito atenção e sua resenha me faz querer sair correndo para ler, já gostei do mocinho da história. e a coragem de nossa protagonista me chama atenção. Tomara que saia logo a continuação. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir