Resenhas

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Entrevista Julianna Costa: Mina e Ryker respondem!!!

No começo desse ano de 2016 eu contei para vocês que ganhei um sorteio valendo o livro Sem Vergonha que eu adorei. A resenha foi feita (clica no nome do livro que você pode conferir ela) e também fiz uma entrevista com a autora Julianna Costa que vocês podem conferir nesse link aqui. Nessa entrevista falamos de várias coisitas, inclusive descobrimos que Sem Pudor, a tão esperada sequência de Sem Vergonha, chegaria nas lojas na Bienal de São Paulo em agosto. E aí o tempo passou, veio a Bienal e eu pedi para a nossa parceira linda e maravilhosa, a Universo dos Livros se eu poderia receber Sem Pudor, o que aconteceu e melhor ainda, eu pedi para a Julianna outra entrevista, uma entrevista diferente, porque quem respondeu não foi ela, foi Ryker e Mina! #TodasPiram
Não foi fácil. Facebook deu uma sacaneada na entrevista (segunda vez que o Mark atrapalha uma entrevista minha coma Ju! Perseguição isso!), mas as respostas estão sensacionais, até porque a Mina e o Ryker são únicos! Eu chorei de rir com as respostas deles! O casal mais louco! E não é papo de blogueira e nem papo de quem é fã desse casal, mas honestamente, foi a melhor entrevista que eu já fiz para o Viciados e ainda rola um pedacinho de Sem Pudor no final! Imperdível! 
E só para não perder a viagem, a resenha de Sem Pudor chega na próxima semana!! E sem mais enrolação, vem conferir a entrevista mais divertida que eu já fiz!
Essa é a Mina (ou o avatar dela)


Oi Mina!! Vamos começar a entrevista com você, porque, afinal, somos educadas e primeiro as damas!! Como você está nesse momento? Porque eu não tô bem com você comendo morango em Paris (entendedores, entenderão)!!

Mina: Eu tento ficar bem, mas é muito sofrimento comer morango sozinha, sem ninguém para fazer piadas safadas sobre choques anafiláticos.

Vamos começar com as pedradas! O que a Mina de hoje tem de diferente daquela Mina que contratou o Ryker? (Não vale dizer que não é mais virgem!!)

Mina: Hoje, eu não teria vergonha de contratar o Ryker. Hoje, se o contratasse, não apertaria as partes íntimas dele e... quer dizer, apertaria. Mas não ficaria constrangida com isso e COM CERTEZA não iria desistir da nudez ou da noite. Mas, ao mesmo tempo, a Mina de hoje SÓ conseguiria contratar o Ryker. Hoje, eu percebo que se fosse outro homem que entrasse naquele quarto de hotel, eu... eu não acho que nada teria sido do mesmo jeito.
E esse é o Ryker #Lindo
Ryker, seu lindo, vou repetir a pergunta para você: o que o Ryker de hoje tem de diferente daquele Ryker lá de trás, que quase perdeu o instrumento de trabalho com uma dose de gel de morango? 
Ryker: Acho que sou mais aberto. Há uns meses eu nunca me imaginaria arriscando minha vida, ambições ou vontade pela de outra pessoa. Sei que isso soa como se eu fosse um imbecil, mas na verdade é só porque eu sou um... imbecil na estrada. Fiquei sozinho por tempo demais e aprendi a funcionar assim. Colocando a mim mesmo na frente. E hoje... hoje eu acho interessante não estar sozinho. Acho que prefiro.
Mina, como foi virar uma stripper? Gostou da experiência? Voltaria a fazer? E, se sim, como seria o show que marcaria a volta da Tímida? 
Mina: Foi péssimo, constrangedor, embaraçoso. Eu não sabia o que estava fazendo e me sentia ridícula. Nunca faria de novo.
Ryker: Mentirooosa.
E já que falamos da Tímida... Ryker, como foi ver a Mina no palco? Você acha que a Mina deveria investir nessa carreira? Afinal, ela tem talento, todo mundo amava o show dela... 
Ryker: Claro! Ela ganharia muito mais dinheiro assim. E tem muitas coisas libidinosas que eu gostaria de fazer com ela naquele palco, se ela deixasse...
Para os dois: de tudo que aconteceu com vocês desde o dia em que se encontraram, qual foi o momento mais tenso? Aquele que deu mais medo? E qual o momento mais bizarro? 
Ryker: Acho que nenhum de nós dois superou a Spider...
Mina: É. Acho que aquele foi o pior momento da minha vida.
Ryker: E o mais bizarro foi Mina correndo nua pela cidade tentando salvar minha vida.
Mina: Garoto, se enxerga, eu não corri nua por lugar nenhum.
Ryker: Lugar nenhum? Você não correu nua por LUGAR NENHUM? Vou deixar você pensar melhor nessa sua resposta, viu? Não vai querer mentir pra essa gente decente do Viciados em Leituras que nunca te fez mal.
Ryker, se você não fosse Stripper, o que seria? Modelo das capas dos livros da Lexa é uma ideia, heim... Aliás, falando da Lexa, será que a sua irmã gostaria da Mina como futura cunhada? (Sim, já tô pensando em vocês como um casal #MeJulguem) 
Ryker: Eu não me vejo como muitas outras coisas. Mas ao mesmo tempo me vejo como tudo. Gosto de variar, não gosto de ficar parado. E, por favor, não vamos falar da minha irmã e relacionamentos... porque isso me dá dor de cabeça só de pensar.
Vamos fazer uma rapidinha... não é nada disso que vocês estão pensando!! É um bate e volta. Vou fazer uma pergunta curta e vocês me respondem sem pensar muito, ok?

Já chorou por amor? 
Mina: Já.
Ryker: Não.
Tem medo de: 
Mina: Frustrações.
Ryker: Mentira, ela tem medo de 
Comida que mais ama atualmente: 
Mina: Morangos.
Ryker: Ela quer me matar... E o que eu mais gosto de comer: “Mina” é uma resposta válida?
Ryker assim você me mata, meu filho!!

Último filme ou livro que amou: 
Mina: Amnésia
Ryker: A Balada de Adam Henry e.., que foi?
Mina: Nada. Achei que você ia falar algum pornô.
Ryker: Nossa, mas você é safada, hein garota? O cara não pode nem gostar de um livro normal com você.
Primeira coisa que repara em um homem/mulher:
Mina: Olhos.
Ryker: Mentira, ela olha pra bunda.
Mina: Cala a boca.
Ryker: E eu olho pra bundas, também.
Mina: Mentira, ele olha pros olhos.
Qualidade essencial num homem/mulher: 
Mina: Safadeza.
Ryker: Minha garota!
Mina: Imaginei que você fosse apreciar.
Ryker: Pois é, e eu passei a gostar de mulher que fazem listas. Se tornou indispensável.
Nunca sairia com um homem/mulher que é:
Mina: Não fosse o Ryker.
Ryker: Não tentasse me castrar ou matar.
Perdoaria uma traição? 
Mina: Não! Ouviu, né?
Ryker: Ouvi, credo. Eu também não. Pronto?
Uma música para fazer amor: 
Ryker: Qualquer uma, mas eu gosto de sexo em silêncio. Gosto de ouvir os gemidos.
Mina: Eu posso roubar a resposta dele?
Ryker: Claro que não! Arranje uma pra você!
Uma música para uma transa selvagem: 
Ryker: Mesma resposta. Mas com gemidos mais altos.
Mina: Vou roubar a resposta dele de novo.
Ryker: Pessoa sem criatividade. Perceba.
Presente mais maluco que já recebeu: 
Mina: O meu foi um poema...
Ryker: Que ela roubou.
Mina: ... e o dele, ele não pode contar.
Ryker: Porque é coisa safada e ela não deixa.
Só de imaginar já fiquei como...

Homem bonito:
Ryker: Eu.
Mina: O Devon.
Ryker: Tá vendo? Tá vendo o que eu tenho que ouvir?
Mulher bonita: 
Mina: Responde primeiro.
Ryker: Eu vou dizer outra mulher pra devolver.
Mina: Aí eu não faço aquilo que você queria experimentar.
Ryker: A Mina.
Mina, Ryker amamos ter vocês aqui no Viciados em Leitura e eu fiquei sem unhas esperando o livro de vocês chegar aqui em casa, mal me aguentava de ansiedade!! A resenha de Sem Pudor vem ai e eu gostaria de agradecer pela entrevista e pedir aquelas palavrinhas finais aos nossos seguidores e se pode rolar um spoilerzinho de Sem Pudor... vai gente, nunca pedi nada para vocês *_____* 

Claro!
Trecho do livro pra vocês!
“Lance era legal.

Ele era até divertido.

Gentil, adequado, prestativo.

A cor dos seus olhos era bonita e seu sorriso era quase charmoso.

Entramos em casa entre meios sorrisos e meias conversas, ele me ajudou a carregar as compras e despejamos tudo ruidosamente em cima do balcão.

Lance acariciou meu braço e apertou minha mão. Eu tinha desenvolvido um carinho por ele que era quase atrativo. Beijou minha bochecha e arregaçou as mangas fazendo alguma piada boba sobre culinária.

Ele era bom para mim.

Nunca seria Ryker.
Mas seria bom.
E simples assim, com um olhar em meio as compras da cozinha eu resolvi que ia tentar fazer aquilo funcionar.
Tentar de verdade.
- Vai separando as coisas? - pedi.
- Vou. Para onde você vai?
- Vou só me refrescar e colocar algo mais confortável. - sacudi os ombros, indicando a roupa que eu tinha usado na minha primeira entrevista de emprego de sucesso em meses - E aí eu volto pra gente comemorar.
Estalou um beijo no canto da minha boca e eu me permiti ficar feliz.
As engrenagens da minha vida estavam voltando ao seu devido lugar.
Pelo menos até eu abrir a porta do meu quarto, e o que me esperava lá dentro explodir a máquina da vida fazendo as engrenagens pularem, sem ordem, para todos os lados.
Eu podia estar só alucinando pela falta de sexo. Ou Ryker poderia estar no meio do meu quarto só de cueca.
Eu não sabia qual das duas versões eu preferia.
Se estivesse apenas alucinando, eu poderia ter minha vida de volta.
Se não estivesse, eu poderia ter Ryker.
Mentira… eu sabia muito bem o que eu preferia.
Abri a boca com um grito mudo.
- Eu posso explicar! - ele correu para perto de mim - Não grita, Mina, pelo amor de Deus! - juntou as mãos, entrelaçando os dedos.
- Ryker? - eu queria abraçá-lo. Mas o choque e a descrença eram tão grandes que a primeira coisa que saiu da minha boca foi - Por que diabos está só de cueca?
Ele se afastou apenas um passo e riu, gostoso.
- É a primeira coisa que você nota, não é, safada?
Eu lembrava do seu cheiro. Lembrava dos seus olhos. Lembrava do seu sorriso.
Foi mais forte do que eu. Dei um passo adiante, vencendo a distância e passando meu braço pelos seus ombros. Ele apertou minha cintura no mesmo instante e me envolveu.
Eu não conseguia respirar.
Eu não conseguia pensar.”
Fala se essa não foi a melhor entrevista que eu já fiz? Sério, eu adorei! Mina e Ryker amei essa invasão de vocês aqui no blog e só para constar, eu lembro da Mina correndo quase sem roupa para salvar o Ryker de um perigoso e mortal morango!! E eu nem tenho palavras suficientes para agradecer a Julianna Costa pela segunda entrevista! E para quem ainda não conhece a Ju, passa lá na página dela no Facebook clicando aqui, ou segue ela no Wattpad, indo nesse outro link aqui e você ainda pode conhecer o grupo Restritas da Ju, também no Facebook, ou o canal dela no Youtube chamado Desinibida, onde ela fala de tudo um pouco!

Compre aqui os livros da Ju:
Sem Vergonha - Saraiva, Amazon
Sem Pudor - Saraiva, Amazon
4 Semanas de Prazer - Saraiva, Amazon
23 Noites de Prazer - Saraiva, Amazon
O Pescador de Sereias - Amazon

Não deixe de comentar!!
Bjs 

Comente com o Facebook:

12 comentários:

  1. Simplesmente adorei essa entrevista, um espetáculo!!! Eu nunca tinha visto uma parecida e já gostei dos personagens. Gosto muito desse gênero e ainda não li os livros, mas depois de ver essa coisa toda, só posso dizer que eu quero ler pra ontem. Seus lindos, venham aqui, me contem essa história da Mina correr nua pra salvar o Ryher!!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Mas gente... kkkkkkkk Que entrevista, viu? hahaha'
    Gosto muito de posts assim =D Me divirto bastante!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Uma entrevista como eu nunca tinha visto antes, rsrsrsrs! Estou conhecendo a autora através deste post, e fiquei curiosa para ler o livro. Estou tão acostumada com os romances água com açúcar, como diz minha irmã que faz tempo que não leio esse gênero.
    Bjos!

    ResponderExcluir
  4. Uma entrevista como eu nunca tinha visto antes, rsrsrsrs! Estou conhecendo a autora através deste post, e fiquei curiosa para ler o livro. Estou tão acostumada com os romances água com açúcar, como diz minha irmã que faz tempo que não leio esse gênero.
    Bjos!

    ResponderExcluir
  5. Oiee ^^
    Gente, que demais! Eu adoro quando o pessoal entrevista os personagens! Ri muito com as respostas kkkkk' castrar ou matar? Gente! Quase perdeu o instrumento de trabalho por conta de gel de morango? Eu preciso ler este livro!!! Confesso que não gosto muito do gênero, mas fiquei mega curiosa para conhecer a história desses dois, e parece ser hilária! Adorei!
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  6. Hahahaha fiquei rindo horrores lendo essa entrevista! Que diferente ein, amei mesmo, muito criativo!

    ResponderExcluir
  7. oie!
    ahahah essa entrevista está divertidíssima!
    eu já li o primeiro livro e é ótimo! Gente que saudade dos personagens! Preciso ler o segundo para saber como eles ficaram kkkk
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  8. Gente, que entrevista mais divertidaaa! Eu amei demais e já quero MUITO ler esses livros. Quanta criatividade!!!! :D Louca para conhecer mais esses personagens.
    Beijoos

    ResponderExcluir
  9. OOi!
    Que arrasoooo de entrevista! KKKKKK
    Muito criativa e divertidísimaaa! Amei as perguntas e respostas. Parabéns!

    Beijoso!

    ResponderExcluir
  10. Oi!
    Que máximo essa entrevista, me deixou desejando muito ler os livros e conhecer esses dois.
    Adorei o post e a ideia da entrevista com os personagens.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  11. Oiiie
    muito legal a entrevista, parece ser uma autora muito talentosa, os livros me deixaram curiosa e espero que ela faça sucesso e atinja seu publico alvo

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Meu deus que criatividade, eu nem li o livro e fiquei dando risada, vocês são demais KKKK, agora com certeza quero ler o livro para conferir esses personagens maravilhosos que foram apresentados nessa entrevista.

    ResponderExcluir