Resenhas

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

:: Resenha 205 :: “Voraz”, Bárbara Shênia


Sinopse: Voraz é um dos livros da série "Cariocas" que conta a história de Clara, uma brasileira cheia de decepções amorosas que acaba de ser demitida e resolve fazer uma viagem para a Grécia para esquecer seus problemas. Lá ela conhece Alexandros, grego e multimilionário, que finge ser outra pessoa com medo de que ela se interesse apenas pelo seu dinheiro. Recheado de romance e cenas quentíssimas esse é um dos seis livros que contam a história de cinco mulheres que são amigas desde os tempos da faculdade: Clara, Alice, Lívia, Ana e Giulia vão fazer você viver junto com elas novos conceitos sobre sexo e aventura.

Olá, pessoal! E eu finalmente terminei de ler Voraz. Ufa!
Em abril eu apresentei pra vocês a nossa nova parceira, a autora Barbara Shênia, logo em seguida eu comecei a ler o livro, mas muita coisa aconteceu para que eu enrolasse na leitura.

Primeiro: ler e-book pelo celular não é coisa de Deus. A tela é pequena e eu tenho muita dor de cabeça, então imaginem! Segundo: amo ler pontos de vistas dos personagens principais, mas quando é junto como nesse livro, a coisa não rola, me desanima muito reler o que eu acabei de ler, mudando somente a narrativa, a pessoa. É uma repetição que me incomoda profundamente. Terceiro: eles só queriam trepar! E olha que eu gosto de livro erótico.

Bom, mas vamos lá, vamos falar de Voraz.

Bárbara Shênia nos apresenta Clara, uma mulher de 29 anos que está passando por um momento que, infelizmente, não é difícil de ver por aí. Ela tem um namorado fdp que só a enrola e a trai descaradamente. O pior? Ela sabe. As amigas sabem e brigam com ela, mas, ela sempre cede.

Num daqueles breves momentos de lucidez (?), ela resolve que o melhor pra ela é viajar, ficar um tempo sozinha e finalmente se livrar de Eric – o namorado fdp -, então ela decide fazer uma viagem pra Grécia. Daí ela vai para o trabalho pedir as férias adiantadas, só que neste mesmo dia o chefe a chama pra dizer que nos últimos tempos o rendimento dela tem caído muito, muito diferente de quando ela começou, então Clara é demitida. E isso tudo foi reflexo do namoro com Eric que com o passar do tempo foi acabando com ela. Olha que cretino!

Nesse meio tempo, Eric aparece e Clara se vê caindo novamente em sua conversa fiada. Ele diz que ela é a mulher da vida dele, que nunca mais vai trair e blábláblá, aquele lengalenga que a gente já conhece. Ela, claro, já pensa em desistir da viagem e num final de semana que o infeliz acabou de voltar, ele já inventa que precisa viajar a trabalho. Uhum, tá, sei! Quando chega domingo o cretino ainda diz que não vai poder se encontrar com Clara porque vai chegar muito tarde, então ela resolve fazer uma surpresa. Como ela tem a chave da casa de Eric, Clara compra umas coisas pra fazer um jantar enquanto espera por ele, só que... Chegando lá ela da de cara com uma zona federal, roupas espalhadas pelo chão num caminho certeiro que dá aonde? Sim, no quarto do fdp que está comendo outra. Preciso dizer que dessa vez a ficha de Clara finalmente caiu? Acho que não, né. Finalmente, senhor!

Sem emprego e livre de Eric, Clara embarca em sua viagem. Antes de seguir para Atenas, seu voo faz escala na Itália e é nesse voo que ela conhece Filippo. Ao embarcarem, eles trocam sorrisos e olhares e por uma sorte ou acaso do destino, ele acaba sentando ao lado de Clara. Chato não? Aí papo vai, papo vem e quando você vê... pah! Beijo aqui, beijo ali, mão ali, mão lá, um negócio duro aqui, outro molhado lá até que... partiu banheiro? Partiu banheiro, lógico! Italiano gato e carismático, você querendo aproveitar a vida, se joga, fia!

O italiano fica louco por ela, mas Clara não quer se prender a ninguém, ela quer curtir e se distrair, então, Filippo fica na Itália e Clara segue com sua viagem para a Grécia. Só que chegando lá ela conhece de cara um deus grego, Alexandros. Sabe aquele lance Gideon e Eva que se conhecem numa trombada e rola aquela coisa? Pois é, nesse estilo aí. A viagem de Clara se inicia e a loucura de Alexandros por ela também. Saca o modo perseguidor ativado? Desse jeito! rsrs Ainda mais que o cara é cheio da grana, que pode seguir e interferir na viagem da mulher como ele bem entender e esse é o grande problema. Como Alexandros tem um problemão com uma ex (sempre tem uma ex féla, incrível) namorada que só queria o dinheiro dele, ele não manda a real pra Clara, então ele passa o tempo todo enrolando ela, escondendo que ele é um puta de um empresário cheio do dinheiro, com medo dela ser mais uma interesseira.

Bom, então a viagem é basicamente isso. A Clara que queria curtir sua viagem, até tenta curtir com o pessoal que conhece por lá, mas logo se vê num romance extremamente intenso e quente com Alexandros. Eles trepam O TEMPO INTEIRO!!! Um dia ela se queixa que ficaram um dia sem transar, como se fosse a coisa mais absurda do mundo e eu dei muita gargalhada quando vi isso! No outro ela acorda com dor no ventre e na vagina, aí quando ele diz que não tem problema ela ficar em casa se não estiver se sentindo bem, ela diz “Eu não estou doente! Nós só trepamos além da medida ontem.” ONTEM? Sério? Hahahahaha só ontem? Tá de zuera! Pra completar, nesse dia, a noite, ela implora pra ele comer ela e ele não come porquê de manhã ela estava com dores. Jesus amado, viu... Mas tudo certo, no dia seguinte já estão trancados na cabine do iate fazendo amor. Ou seja... essa menina não tem assadura, nem uma infecção urinária eu não sei como! Hahahahahaha!

Uma outra parada que eu achei muito louca foi um dia que eles estavam numa boate. Um cara mexe com a Clara e o Alexandros tem um ataque de ciúmes e soca o cara. Logo em seguida ele vê que ela está usando cinta liga e fala que precisam ir embora correndo porque ele precisa comer ela (como não, né?). Ainda na estrada ele não aguenta e pede pra ela mostrar a cinta levantando o vestido. Clara, muito prestativa, já arranca o vestido fora, o cara para no acostamento, abre a porta do carona, faz ela sair, tira o sutiã dela e começa a comer ela sobre o capô do carro. NO ACOSTAMENTO! Cadê o ciúme? Ou é uma cidade fantasma? Hahahah meu Deus, pior que coelhos esses dois!

Daí é aquela coisa que vocês já podem imaginar num romance onde o carinha mente e esconde informações importantes para a mocinha, ainda mais tendo uma ex fdp no meio da história. Preciso dizer? Preciso desenhar? É, eu sei que vocês já captaram o que acontece, eu não vou contar mais.

Se você gosta de viajar ou se você gosta de conhecer outros lugares, Voraz taí pra você. Sério, um dos pontos que o livro ganhou comigo foi o fato da autora demonstrar que realmente conhece o local por onde o livro passa e isso eu sempre acho muito bacana. O livro te dá informações de um lugar lindo e você não precisa nem estar lá. Ela falou com riqueza sobre a mitologia, os lugares e a cultura grega.

O meu problema com o livro, como já comentei lá no início, foi a quantidade de cena erótica, ao ponto de ser engraçado quando a personagem se queixa por ter ficado um dia apenas sem sexo; e o lance da repetição na narrativa. Eu adoro ler um outro livro pelo ponto de vista do outro personagem, mas eu gosto de ler depoooois e principalmente quando, além de ser a versão do primeiro livro, ele me trouxer coisas novas. Ler um livro que num mesmo capítulo nós temos a versão dos dois personagens, assim, seguido um do outro, MINHA NOSSA SENHORA!


É muito ruim pra mim, me dá uma travada absurda e eu não consigo seguir a leitura. Sabe quando você tá lá lendo, a história fluindo e de repente... pah! Você relê tudo o que acabou de ler, só que pelo ponto de vista de outra pessoa? Nossa, juro pra vocês, a leitura diminui a velocidade ao ponto de me fazer largar o livro e só voltar depois. Fora que às vezes as descrições dos locais eram muito detalhadas – o que não é um problema pra mim que gosto – só que ao mesmo tempo tinha situações, como ida e volta de um lugar para outro que eram extremamente corridas. Nos 60% do livro eu já não tinha ânimo para ler as partes do Alexandros. Eu já tinha visto tudo aquilo narrado pela Clara, foda seguida de foda, então não dava pra reler outra vez, aí eu só passava os olhos procurando algo novo e relevante, o que eu acho muito chato e DETESTO fazer. Foi por conta disso que eu levei quatro meses pra concluir Voraz. =/

É isso, gente. Dei três bolinhos porque de fato eu achei a história legal, só não foi bem desenvolvida na minha opinião, talvez por Bárbara ser uma autora nova. Também porque eu acho legal quando o personagem mora na minha cidade (RJ) e porque traz informações culturais de outros lugares. Se não fosse o excesso de sexo e de repetição, talvez ele ganhasse outro bolinho.

Título: Voraz
Série: Cariocas #1
Autora: Bárbara Shênia
ISBN: B018WOR9FE
Ano: 2015
Páginas: 456
Editora: Amazon
Compre aqui: Amazon
Classificação: 


Sobre a autora:


Apaixonada por livros, pela Língua Portuguesa e pela Mitologia Grega desde a infância, decidiu fazer faculdade de Letras e cursou Língua e Literatura Grega. Durante o curso escreveu e publicou textos sobre a Antiguidade Grega junto à Universidade e aos Centros Acadêmicos que participou. Foi professora de Inglês durante sete anos até ser apresentada à Literatura Erótica por uma amiga de trabalho. Conciliando três empregos e a criação de seu primeiro livro, resolveu largar tudo em 2015 e se mudar para a Grécia para realizar seu grande sonho: ser escritora. Em setembro de 2015 lançou sua primeira obra através do Wattpad e, em virtude da aceitação dos leitores, publicou na Amazon o primeiro livro da série Cariocas.

Comente com o Facebook:

14 comentários:

  1. Olá
    Bom sua resenha ser sincera. Eu não gostei muita da sinopse, e pelo que vc avaliou, acredito que não iria gostar da história.
    Vou passar a dica, desta vez ;)
    Bj

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Eu acho que já conhecia essa autora, se não estou enganada, mas esse livro eu ainda não tinha visto nada a a respeito. Realmente ver a mesma sena quase em seguida da outra, só trocando certo olhares, deve ser um saco mesmo. Eu sou bom contra leitura de ebooks rsrs, só li acho que uns 3 em toda a ninha vida, por esse motivo também, pois ler no celular quase sempre deixa minha visão ardendo. Adorei ler suas considerações. Até mais vê
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi,
    Eu não gosto muito de livros assim, que repetem a mesma cena... pior quando descrevem o cenário nos dois capítulos rsrs afff acho muito cansativa e desnecessária!! Também gosto de livros eróticos, mas aqueles casais que só pensam em sexo e parecem coelho no cio, também cansa.
    Ainda bem que você foi até o final e terminou a leitura.
    beijos

    ResponderExcluir
  4. Oie

    Concordo, ler no celular não é coisa de Deus. Eu desisti, pra mim não dá.
    Eu não curto muito o gênero e depois que você falou do excesso de cenas eróticas, ai que vejo que não é pra mim mesmo, sem paciência kkkk.
    Adorei sua resenha!!

    bjs
    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi,
    Tenho que elogiar a sua sinceridade, a resenha ficou ótima!! Acho que eu não conseguiria terminar o livro!! hahaha
    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  6. Oiii

    Que peninha, que o livro não ter re agradado tanto assim. Eu também odeio quando há muita descrição pelos pontos de vistas alheios.
    Também não sou fã de hot, então passaria longe por enquanto .
    Gostei da sua sinceridade! E fiquei triste por ter sido tão massivo a leitura.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Preciso dizer que só ler sua resenha já me deixou cansada das atividades do casal? E olha que eu curto livro erótico e não acho que a quantidade de sexo no livro possa ser um problema se a coisa não se torna repetitiva. quanto mais cenas de sexo tiver, mais criativa a narrativa tem que ser - e não digo os personagens fazerem coisas mirabolantes, mas não dá para o leitor pensar que voltou a reler alguns capitulos anteriores por ter a mesma narração, entende?
    Gosto de ponto de vista diferentes, e curto quando eles acontecem no mesmo livro, mas a história tem que seguir em linha reta e não repetindo os mesmos acontecimentos só que em outro ponto.
    Enfim, fora isso, os outros detalhes da história me pareceram ser super mais do mesmo mas com muito mais do mesmo reunido do que o normal, então, não sei... acho que arriscaria a leitura só para ver se concordo ou não com você...
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  8. Oi
    Tudo bem?
    Nossa... Comecei sua resenha super empolgada com a historia (do jeito que eu gosto), mas ai no meio ja fiquei desanimada!
    Concordo com vc, não da pra ser sexo direto, e narrar a mesma cena com os mesmos personagens? Que saco hein?
    É frustrante começar um livro super empolgada e ele não corresponder =/
    Adorei sua resenha, super completa!
    Bjos

    ResponderExcluir
  9. Oie
    não é meu estilo de leitura mas que legal que gostou do livro apesar dos pesares, tem um enredo bem chamativo

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Olá Bianca!!!
    Mulher primeiramente morri de ri com a resenha, pois você descrevendo esse casal "coelho" não deupra aguentar e comecei a ri aqui kkkkkkk
    Eu também gosto de livros eróticos, mas assim a sinopse desse livro não me atraiu e seus dois bolinhos me fazem considerar em realmente pensar se eu leria ou não o livro :\
    Mesmo assim parabéns pela sinceridade na resenha.

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. OOi!
    Me interessei desde a sinopse, me pareceu uma história bem legal. Mas acho que assim como você, me incomodaria um pouco com o casal coelhos mesmo amando o gênero. KKKKKK. Aliás, tudo em excesso acaba deixando a história bem repetitiva.
    Ainda assim, arriscaria. Talvez acaba nem me incomodando.
    Ótima resenha!

    Beijoos!

    ResponderExcluir
  12. Não gosto de livros assim tbm, acho que ficam muito repetitivos, sem contar que o excesso de cenas hot é algo que não me atrai muito... para mim esse tipo de cena tem que ser um complemento e não o foco da historia

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  13. Olá! Conheço o livro e autora, li essa obra em três dias e curti demais, não estava naquela vibe de livros hots, mas esse me cativou bastante. Uma leitura viciante.

    ResponderExcluir
  14. Interessante seus comentários. Sua visão é pessoal e não me desestimulou. Mesmo com seus comentários me interessei em ler o livro e para minha grande surpresa me deliciei do início ao fim. A autora me cativou com sua forma correta de escrever, possibilitando uma leitura sem os habituais erros de português de uma história envolvente que não se baseia unicamente em erotismo mas que nos permite uma deliciosa viagem por locais da deslumbrante Grécia e uma linda história de amor. Gostei tanto que já adquiri o outro livro da série e comecei a ler Ardente, que já no início "promete", com certeza vou ler sem parar. Beijinhos...SUPER RECOMENDO!!!!!

    ResponderExcluir