Resenhas

sábado, 3 de setembro de 2016

TAG #16 . Viciados em filmes

Hallo, mein liebe! Adorados! Queridos! Amados!

Não há necessidade para tanto amor, mas acredito que, vez ou outra, eu possa dar algum tipo de demonstração de sentimentos [“oh, Deus, como ela é fria... uiuiui!”]; desta forma, decidi começar a postagem deste sábado de uma maneira feliz!
Nós aqui, essas viciadas e eu que vos falam, acreditamos que trezentas milhões de TAGs enfiadas goela abaixo de vocês pode ser algo muito agradável e saudável aos sábados [“nossa, quanta gentileza e delicadeza!”]; sim, eu sou muito gentil e delicada. Grata. ^^
Gosto muito de TAGs, devo dizer, especialmente no que diz respeito às reflexões e, claro, às identificações para com as outras pessoas. Honestamente, gosto de ler as respostas das outras pessoas e ver como posso me identificar com alguém que não tem nada a ver comigo, alguém que não conheço, alguém que nunca vi. É interessante ver a opinião de uma pessoa sobre um assunto em questão, ainda que seja de uma forma sucinta. Gosto de saber o que pensam as pessoas, gosto das suas opiniões e, quem sabe, eu possa mudar as minhas opiniões de alguma maneira ou me sentir interessada pelo que foi explicitado em suas respostas. Evidentemente depende do tipo de TAG; não é qualquer coisa com a qual nos identificamos, mas essa de agora, essa em especial com a qual começaremos toda uma cascata enlouquecida de TAGs, é uma que faz meu coração saltitar por diversos motivos.
AMO filmes. Não amo filmes como amo livros, mas os filmes também conseguem atiçar a minha imaginação e me fazer ver as coisas de uma forma que, talvez, eu não fosse capaz de imaginar inicialmente. Gosto de ter imagens para me inspirar, sensações novas para experimentar e, claro, o prazer de ficar deitada, olhando para uma tela, simplesmente me permitindo ser cativada por uma gama de atores que me fazem rir, chorar, sentir pena, raiva e amor.
Evidentemente nenhuma TAG será suficiente para dizer sobre todos os filmes que gosto [aparentemente NADA é capaz de condensar as coisas que gosto e posso falar, porque, né... sou dessas!], mas essa achei bastante interessante e confesso que determinados tópicos foram até difíceis de responder. Engraçado, que, no momento de responder, os filmes não vêm à mente, mas, depois que se posta, tudo começa a pipocar... Não tem a menor graça isso... desagradável. ¬_¬
Enfim, gostaria de dizer que essa TAG foi vista e retirada do blog Amores e Livros e aqui está sendo reproduzida. Farei um esforço HERCÚLEO para condensar as minhas respostas; não ficarei divagando, divagando, divagando, porque TAG tem de ser algo mais objetivo, apesar de que... bem... já sabem!

Pois, então, adiante!




1. Qual foi o último filme que você assistiu?

Sobrenatural 3. Esse filme assisti uma outra vez e não assisti mais vezes, por não ter considerado tão bom quanto o primeiro e segundo, apesar de ter me borrado toda. ^_^
É um filme bem feito, um terror bastante interessante, considerando que os filmes de terror da atualidade não têm o mesmo brilhantismo dos antigos. O terror psicológico deixou de existir para virar uma gama de efeitos especiais. No final, os filmes passam a ser exatamente a mesma coisa, com mortes, sangue e mimimi. Acaba perdendo a graça.
Apesar de eu ser uma daquelas, que, após ver um filme de terror, não dorme, não levanta para fazer xixi [nem que esteja se mijando nas calças], vai rezando e cantando músicas de Jesus pela casa quando está sozinha, não deixo de amá-los! É incontrolável! Incrível como o ser humano se sente brutalmente atraído pelo que tem medo e não conhece; é algo semelhante às histórias de filme de terror, quando a mocinha está tranquila, ouve um barulho, entra em pânico e faz o que? Vai atrás do barulho!
“Filha! Pára! Você é burra! NÃO! NÃO VAI LÁ!! NÃO SOBE A ESCADA!! PARA!!! ......... Morreu. Eu disse.”





2. Um filme que quer muito ver?

Ela. Por que ainda não vi esse filme? Bem, acho que só acabou me faltando oportunidade mesmo. Muitas pessoas me falaram bastante sobre esse filme, sobre a introspecção dele, o desempenho do Joaquim Phoenix e toda a proposta do filme. Gosto bastante de filmes introspectivos e, apesar de não saber inteiramente do que se trata, sei do que se trata... entenderam? Bom, a ideia é essa. õ.ô





3. Um filme para chorar?

Em busca do vale encantado. Então, gente, eu tenho problemas. Choro com qualquer tipo de filme e desenho animado, então, sai de perto, que as lágrimas vão escorrer e você morrerá afogado ao meu lado. Sou aquela que tem cara de lenhador suado cuspindo no chão, mas na hora de ver um filme triste, feliz, dramático, qualquer coisa que seja, só falta engasgar nos soluços.
Este desenho assisto desde que era muito pequena e fala sobre dinossauros que estão vivendo uma era de seca; tudo está morrendo, não há comida ou água e eles têm de migrar para uma região que se chama Vale Encantado, que é cheia de vida. O personagem principal é um dinossauro herbívoro “pescoçudo” [assim que são titulados] chamado Littlefoot, que perde a sua mamãe e vai em busca do Vale Encantado com seus outros amigos dinossauros, que vai conhecendo pelo caminho, de forma que ache seus avós.
Pode parecer idiota, mas não é! O personagem passa por uma série de provações, inclusive a tristeza de estar sem a sua mãe, vê-la em sombras e se perceber sozinho. Talvez não seja nem um filme para crianças, pois ele e os outros dinossauros enfrentam verdadeiras dificuldades ao longo do filme. É algo bastante intenso.
Não me chamem de ridícula! Ù.ú Certeza que qualquer um que ver esse filme vai se sentir emocionado. Eu assisti pela primeira vez aos 4 ou 5 anos e, desde então, nunca parei de chorar.





4. Um filme para rir?

Minha mãe é uma peça. Honestamente, não gosto muito de filmes brasileiros, mas, com toda a sinceridade, as lágrimas escorriam conforme os minutos do filme iam passando. O Paulo Gustavo interpretando a Dona Hermínia, os outros personagens completando todo aquele tema foi algo de sensacional.
Foi um grande espanto quando assisti no cinema, pois não dava nada pelo filme, e saí de lá assistindo todas as vezes que passam na televisão! Hahaha.
E querem saber de algo mais? Tem duas cenas no filme que me fazem chorar de soluçar, porque, claro, nem uma comédia consegue me fazer escapar de chorar. Eu devo merecer mesmo...





5. Um suspense?

Para esse tópico, posso dizer que fiquei em dúvida. Há dois filmes que considero grandes suspenses, que são A órfã e Amigo oculto [com o Robert de Niro].
Vou dizer que não consigo escolher entre os dois filmes. Não consigo!
Os dois têm tudo a ver com a minha profissão, parecem filmes de terror, quando, na verdade, são suspenses brilhantes, têm finais que são totalmente fora do esperado, são filmes que me deixaram impressionada com a criatividade e o brilhantismo para conduzi-los, então, não consigo nem escolher qual dos dois.
Desculpem-me, mas esse foi o único tópico que não houve como fazer somente uma opção. Para quem gosta de um suspense muito bem escrito e montado, recomendo esses dois filmes. Quem nunca viu, vai se espantar com os encerramentos!


 




6. Um filme para ver com a família?

Essa questão é algo realmente muito pessoal, que faz parte da minha cultura familiar. Meus pais, primas, minha família em geral, sempre adoraram desenhos animados, especialmente os filmes da Disney. Todos os filmes passaram por aquela casa, foram comprados pelo meu pai, então, sempre vimos tudo juntos, sempre compartilhamos esses momentos, e, até hoje, temos o costume de citar frases dos filmes! A idade é algo que não faz a menor diferença, porque o que faz parte da família, não se desgarra nunca. Muito divertido, devo dizer!
Como aqui tenho de fazer a escolha por um filme, apenas, escolherei A nova onda do imperador. Engraçado que, apesar de ser um dos filmes mais novos da Disney [quando pararam de fazer desenhos animados e passaram a ser computação gráfica, deixou de ter o mesmo impacto na minha vida], marcou bastante pela sua versatilidade, as tiradas engraçadas, que passaram a fazer parte da vida familiar de uma forma muito expressiva, tendo frases que passaram a fazer parte DIÁRIA da nossa vida. É um daqueles que, se está passando, vou parar para assistir.





7. Um romance?

Não foi um tópico fácil para mim, devo dizer. Não sou uma grade fã de romances, de forma que tenho de pensar bastante antes de responder com convicção. Pensei bastante, fui de um tópico a outro antes de responder esse e, de repente, simplesmente digitei, sem pensar:
Memórias de uma gueixa.
Para quem gosta de romances e nunca viu esse filme, definitivamente não sabe o que está perdendo. Não só a fotografia do filme é fantástica [não dá para ultrapassar os filmes orientais, mas, ainda assim, foi bastante impactante], que traz uma inspiração de amor, intensidade, delicadeza e sofrimento, mas a atuação dos personagens, os olhares, a maneira como se pronunciam. É tudo muito intenso, como todo romance que tem suas raízes no oriente, e traz uma beleza ao final, que é adorável e encantadora; o coração se enche de felicidade.
Sim, eu também chorei.





8. Um filme lindo?

A garota dinamarquesa. Não precisei nem pensar nesse. Na verdade, esse filme já estava na minha cabeça e só pensava: “Aonde coloco? Aonde coloco? Aonde coloco?” E achei que seria melhor, mais adequado, colocar nesse tópico, talvez porque, de algum modo, possa englobar outros tópicos de diversas formas. Um filme “lindo” não é apenas uma imagem, mas todo o seu contexto, a sua história, a capacidade dos atores em dar vida àquela película.
Cada momento, cada minuto você sente os personagens, as suas felicidades e sofrimentos, a essência de tudo o que acontece naquele enredo. Você é capaz, realmente, de sentir aquilo. Como é possível? Deus, tem de ser muito bom para conseguir arrancar suspiros de sufoco daquele que está assistindo. Simplesmente brilhante!
Precisa dizer que chorei caixas d’água ou está implícito no contexto?





9. Um filme para morrer de medo?

O clássico dos clássicos: Exorcista. Poderia ter colocado alguns aqui, com toda a certeza, mas se era para escolher um, tem de ser aquele que, até hoje, é tomado com o melhor filme de terror da história!
Ladies and gentleman, we have a winner!





Se você nunca assistiu um filme de terror que realmente desse medo... Haha... vai nesse, que eu garanto, pelo menos, um mês mimindo na cama da mamãe!





10. Um filme de ação?

Ação não é o tipo de filme escolha minha, mas, depois de muito pensar, abri um sorriso ao lembrar de um filme que achei fantástico: RED – Aposentados e Perigosos. Esse é um filme não apenas de ação, mas de comédia, pois adoro, de forma que ficou realmente muito divertido. Sim, o filme é essencialmente de ação, tanto o primeiro quanto o segundo filme, mas as tiradas cômicas são sensacionais, especialmente interpretadas por atores tão fantásticos: Helen Mirren, Bruce Willis, Morgan Freeman, John Malcovitch e Brian Cox.
Um filme de assassinos velhos, que voltam a ativa é algo, minimamente, cômico. Recomendo muito!





11. Um filme que não vale a pena?

Imediatamente vem à cabeça qualquer coisa do Lars Von Trier. QUALQUER COISA. Deus meu, mas como essa criatura não tem noção de nada. Honestamente, não quero nem falar muito sobre isso, porque é como gastar os meus dedos sem a menor necessidade aqui.
Se é para escolher algo, escolherei Ninfomaníaca; pode ser o 1, o 2, vocês escolhem. Nenhum dos dois presta, assim como qualquer filme dele.
Claro que essa é apenas a minha opinião, mas, sinceramente, o cara tenta ser Cult, mas se torna a coisa mais chata e desconexa que existe. Com toda a certeza precisa de um acompanhamento psiquiátrico de alto nível, porque, com esses delírios, não vai chegar a lugar algum.





12. Um filme para o feriado?

Olha... Assisti tantos filmes no último feriado, tantos sem conexão nenhuma um com o outro, que até fica difícil... Imaginei um dia chuvoso, fresco e agradável, com os pingos batendo calma e ruidosamente no vidro da janela... Talvez algo leve, algo simplesmente divertido de se assistir, que dá aquele conforto gostoso; quem sabe uma pipoca e uma coca-cola para acompanhar.
Alguém tem que ceder. Uma das melhores comédias que já vi, estreladas por Jack Nicholson e Diane Keaton. Uma comédia romântica com dois “idosos” nos papeis principais. Não só a história é extremamente divertida, como prende você até o final. Uma mulher, aparentemente, frígida e um homem, em seus 63 anos, mulherengo, que nunca teve um relacionamento sério na vida.
Eleito um dos meus filmes preferidos!





13. Um desenho animado?

A bela e a fera! Como não, né?
JURO que não é por causa da biblioteca da Fera, gente... JURO. U.u Não é nada disso! XD
Sempre amei de verdade esse filme; tanto o desenho, os cenários, tudo o que foi montado, a história... A BIBLIOTECA. Enfim, tudo pode ser amado nesse filme e não há muito que dizer sobre ele. Poderia escolher, também, muitos outros filmes da Disney, mas esse foi o primeiro que me veio à mente. Ele deve ter um destaque, com certeza.





14. Um filme que todo mundo tem que ver?

Os Intocáveis, sem sombra alguma de dúvidas. Esse era um dos filmes que pretendia fazer postagem somente sobre ele, mas não houve tempo hábil para tal, então, não poderia deixar de ser mencionado aqui.
Esse é um filme francês e fala sobre um homem tetraplégico, hostil, de difícil lidar, que busca uma pessoa que possa acompanhá-lo em seu dia a dia; um cuidador. A partir disso, é colocado um anúncio em jornal e grandes profissionais qualificados vão atrás do emprego, incluindo um homem de classe baixa, negro, desempregado, que não gosta de trabalhar e apenas deseja pegar um certificado de que procurou emprego para que possa entregar ao governo e receber auxílio desemprego. Esse seria o clássico assunto de racismo e mais absurdo de tão clichê que se poderia imaginar... se não considerarmos como uma história real.
Sim, o filme é baseado em fatos reais e quebra todo tipo de tabu, preconceito e clichês que vivemos. É um filme que se ri, reflete, fica feliz, triste e, claro... chora. Claro, como não?!
Uma das mais fantásticas pedida para qualquer dia; um dos filmes mais emocionantes que já vi.





15. Um filme que você assistiu 3 ou mais vezes?

Ou todas as vezes? A noviça rebelde.
Para quem nunca viu esse filme... olha o sacrilégio! Deus castiga, viu? Ù.ú Não pode.
Concordo que a grande maioria das pessoas não gosta de assistir musicais, e eu estou entre elas, mas esse não é um musical qualquer. As músicas não somente são incríveis, mas têm coerência e momento propício para acontecerem; não são cenas aleatórias e situações aleatórias que se começa a cantar e dançar; fazem parte de um contexto bastante integrado e não se torna algo chato e cansativo. Não apenas isso, mas é uma história muito interessante no que diz respeito aos personagens principais, envolvendo, até mesmo, o período da Segunda Guerra Mundial.
Não é só um filme histórico, mas um filme que abre portas para ideias diferentes e tem um roteiro que nunca vi semelhante, vindo anterior ou posteriormente.





16. Um filme para as meninas.

Ele não está tão afim de você. E realmente não está! Só para avisar. u.u
Então, esse filme foi o primeiro que me veio a cabeça e não poderia ser uma escolha melhor. Esse é um dos meus filmes de comédia romântica favoritos, sendo daqueles que, igualmente, sempre que passam na televisão vou assistir. O filme não só fala a verdade, como corrobora com todos os meus pensamentos um tanto masculinos acerca de determinadas atitudes. Adoro, me divirto, rio horrores! ^^
Sim, acabo sendo uma pessoa repetitiva nesse sentido, mas não me incomodo nem um pouco! Apesar de repetir muitos filmes, continuo assistindo milhares e milhares de filmes sem me sentir estafada!





Bem, já falei demais. Não aguento mais escrever e ninguém deve aguentar mais ler esse monte de coisas. o.o
Eu preciso aprender a condensar, não é possível! Sempre acho que não escreverei nada, que não tem nada para dizer sobre determinado assunto, mas, quando dou por mim, estou na terceira página falando sobre uma coisa simples, que poderia ter sido respondida em uma frase curta.
Qual é o meu problema?!
Vou me tratar...

Até a próxima TAG!
Beijinhos! ^^-

Comente com o Facebook:

5 comentários:

  1. Oi Bell!
    Eita que tem umas reliquias na sua tag KKKKK.
    Eu vi essa tag no blog de uma amiga. Achei legal, mas ainda não respondi. Ando tão sem tempo. Mas pretendo.
    Da sua listinha, só vi A Nova Onda do Imperador, e realmente gostei. É muito bom. E Minha Mãe e um Peça, que me acabei de rir. Perfeito mesmo.
    Terror, passo bem longe. Sou mega medroso.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oiii, cmo vai/?
    Gente sou completamente apaixonada por essa tag e adoraria fazer no meu blog também, além do mais fiquei tão feliz em ver que a bela e a fera se enquadram nessa tag.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. A Bela e a Fera <3 <3
    Os Intocáveis é bom demais!!! XD
    Ninfomaníaca, ainda tenho curiosidade, mesmo vc falando tão mal hahaha.
    Quero muito ver A garota dinamarquesa!

    ResponderExcluir
  4. Super legal a tag...
    Eu não curto muito responder pois é uma coisa que me tira o maior tempo já que nunca consigo decidir o que escolher na maioria das perguntas. Sou daquelas que responde e quando está relendo para ver se não tem erros resolve mudar e por aí vai....rs
    Acho que 80% dos filmes citados eu não assisti... e meio que não pretendo por não fazer muito meu estilo. Suspense e terror eu meio que fujo sempre que posso hahaha
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  5. Oi!!
    Eu amo assistir filmes, estou sempre procurando algo novo e diferente para assistir. Lembro de ver Sobrenatural 1 e 2, mas o 3 acho que não vi ainda, filmes de terror só assisto em casa, no cinema eu não tenho coragem, morro de medo rsrs. Eu acho Em busca do vale encantado tão fofo, um filme que me fez chorar compulsivamente foi Sempre ao seu lado, filmes assim com animais me deixam desconcertada.
    Minha mãe é uma peça é daqueles filmes que fazem a gente morrer de rir, mas que tem um fundamento, uma história legal. Amigo oculto é muito bom, eu amo filmes de suspense. Ainnn Os intocáveis, que filme lindo. Nossa eu amei as escolhas que você fez.
    Beijão!

    ResponderExcluir