Resenhas

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

:: Resenha 215 :: "Novembro, 9", Colleen Hoover






Sinopse: Fallon conhece Ben, um aspirante a escritor, bem no dia da sua mudança de Los Angeles para Nova York. A química instantânea entre os dois faz com que passem o dia inteiro juntos – a vida atribulada de Fallon se torna uma grande inspiração para o romance que Ben pretende escrever. A mudança de Fallon é inevitável, mas eles prometem se encontrar todo ano, sempre no mesmo dia. Até que Fallon começa a suspeitar que o conto de fadas do qual faz parte pode ser uma fabricação de Ben em nome do enredo perfeito.







Certo...  quem me conhece sabe muito bem que Colleen Hoover é uma das minhas autoras favoritas.  Suas histórias são únicas e sempre fico completamente surpresa com o rumo inesperado que elas tomam.  Até hoje,  quando um livro de Colleen é anunciado, meu pobre coração bipolar já se prepara para o seu novo vício. Pois sim, a narrativa dela é viciante e logo você não consegue largar. 
  
Colleen!

Isso é um fato!!!

E essa é a consequência... Simples assim!

E como sempre, com seus livros, eu comecei a ler a história sem saber nada, totalmente no escuro, e foi a melhor coisa que fiz, como sempre é. Ela conseguiu me levar novamente para um inesperado enredo, onde minhas emoções se chocaram de uma só vez. Porque esse é o efeito que ela me causa. Ela tem a capacidade de, além de mexer com as minhas emoções, conseguir me fazer pensar dias após o término do livro. Não tem como negar que seus livros sempre me deixam uma lição. E isso é um fato, mesmo que alguns gostem ou não.

A honestidade em que ela nos apresenta os personagens junto com as consequências de cada ação tomada, é simplesmente surpreendente. Você pode não gostar de certas reviravoltas, de certas atitudes ou até do rumo em que aquela história tomou, mas é inegável o dom que ela tem em nos fazer pensar e questionar seriamente sobre o que acabamos de absorver.

E esse livro não é diferente. Mesmo que você leia a sinopse e "imagine" o que esperar, eu já afirmo que a parada é muito mais que os únicos encontros, dos vários anos de Fallon e Ben. Porque um dia juntos, a cada ano na mão de Colleen, é definitivamente a melhor experiência para suas emoções. E eu digo isso, porque mesmo que elas (suas emoções) achem que já estão acostumadas com o estilo da Colleen, elas acabam caindo do cavalo hahahaha. Sim, suas emoções acabam sempre conhecendo novas sensações e desta forma, fazem você ficar desesperada para ver onde cada novo ano irá levá-los. Ainda mais a forma em que a relação de ambos foi criada, tão fortemente que mesmo depois de passar um ano inteiro distante (com literalmente nenhum contato), eles conseguem se reconectar  naturalmente, entre altos e baixos como se nunca tivessem se separado.

E coleguinhas, titia Grá confessa em primeira mão, que em alguns momentos senti uma vontade grande de dar na cara da Fallon, e  quanto mais eu lia, mais meu coração bipolar surtava.  E isso é por entender que a vida segue mesmo depois de certas escolhas, e é impossível achar que a mesma vai seguir o roteiro que você criou, ainda mais baseado na sua decisão.

Achou mesmo que a vida ia seguir o seu roteiro, Fallon?

Sendo assim, o livro nos mostra isso, tanto do lado da Fallon quanto do lado do Ben.  E é nesse momento, independente do lado que estamos vendo, que conseguimos ver que as consequências dos nossos atos nos mostram que a partir de um determinado acontecimento, decisão ou circunstância. Pode-se afirmar que é simplesmente um efeito originado por uma causa. Assim, ela pode gerar de bons momentos, várias frustrações, dias ruins e até mesmo tragédias que vão seguir por todo o nosso caminho.

Você percebe o que a Colleen está dizendo através dessa história e é isso que eu amo nela. Essa sua capacidade em fazer com que a gente nos questione e entenda que é um fato as consequências, e que acontecem ou acontecerão com todo mundo em algum momento da vida. Portanto, o importante é, uma vez entendendo que da mesma forma que somos responsáveis dos inconvenientes que surgirem na nossa estrada, somos também a solução para um andar mais tranquilo.

Confesso que chorei bastante (como sempre em seus livros hahahaha), mas também sorri gostoso em vários momentos, principalmente com o Ben. Ele foi capaz de me fazer soltar corações pela boca ao mesmo tempo em que quase morria afogada pelas lágrimas.  

Colleen... você é foda! E sim, esse gif é repetido, mas ele me representa muito bem quando leio seus livros. 

Então é isso coleguinhas, se vocês querem realmente saber mais da Fallon e do Ben, vocês vão ter que ler o livro. Como sempre, com os livros da Colleen, se vocês souberem muito sobre a história, vão acabar perdendo a experiência intensa e única que é descobrir o que ela criou.

E não é diferente com Novembro 9, claro! A única parada que vocês precisam saber é que o livro tem personagens maravilhosos, únicos, divertidos em certos momentos e extremamente interessantes e intensos. Também tem surpresas, cenas de partir o coração, e um romance emocionante, viciante e que vai fazer com que o tempo que você gastou lendo seja válido de muitas formas. Seja na parte dos encontros, dos dramas ou do aprendizado que foi tirado. Pelo menos, na minha parte aconteceu isso. E a verdade é que nenhuma pessoa é perfeita e todos cometemos erros. E no final, o que conta é como podemos aprender com eles, como vamos reparar o dano, e até onde estamos dispostos a ir quando amamos de verdade.  

"Você jamais conseguirá se encontrar enquanto estiver perdida em outra pessoa."

"Quem quer que tenha dito que a verdade machuca estava sendo otimista. A verdade é uma filha da puta que provoca uma dor excruciante."

"Um das coisas que sempre tento lembrar a mim mesmo é que todas as pessoas tem cicatrizes."

"Se ela não tomar cuidado, eu posso me apaixonar por ela. Essa noite."





Eu amei esse book trailer e a música do Kodaline - High Hopes combinou perfeitamente. E o resultado dessa combinação ao ouvir a música, ver as cenas escolhidas e lembrar da história, me levou às lágrimas. Simmmmm, eu chorei vendo esse book trailer.... me julguem! =P

Ahhh e uma curiosidade que gostaria de deixar aqui é que: Griffin Peterson, o compositor da trilha sonora de Talvez um Dia (quem quiser saber mais dele, é só dar uma olhada aqui), também fez uma música para esse livro e eu simplesmente amei.


"Você tem cicatrizes, eu também
Se eu pudesse, eu iria levá-los todos e fazer 'em mina
Mas, por agora, eu vou fazer o papel
E deixá-lo em apenas longe o suficiente para que isso comece a
Para isso para iniciar.
Eu lembro de tudo
Quando o fogo do seu coração começou a arder
Eu não poderia dizer-lhe todos os meus pecados
Muito assustado com o que a verdade possa trazer.
Eu estive deitado desde o início
Você sabe que está me dilacerando
Mas será que você realmente quer toda a verdade?
Quando eu finalmente dizer tudo,
será que vai ser a sua bola de demolição
Ou o gosto amargo que você tentou esconder o mais suave
Eu sei que eu tomei tudo fora
Então deixe-me dar tudo de volta para você, você,
Oh, você, você
Dê tudo, dar tudo de volta para você.
Você colheu a verdade, eu não conto mentiras
Cada página delineadas para você termina com despedidas
Eu estou perdendo o sono, porque eu escrever a noite toda
Sempre acabam com as palavras 09 de novembro
Ooh
Eu estive deitado desde o início
Você sabe que está me dilacerando
Mas será que você realmente quer toda a verdade?
Quando eu finalmente dizer tudo
Será que vai ser a sua bola de demolição
Ou o gosto amargo que você tentou esconder o mais suave
Eu sei que eu tomei tudo fora
Então deixe-me dar tudo de volta para você, você,
Oh, você, você
Dê tudo, dar tudo de volta para você
Você, você, Oh, você, você
Dê tudo, dar tudo de volta para você
Seu coração está em chamas e minha alma é a chama
Mas o estrago deixado para trás não é o mesmo
Então deixe-me dar tudo de volta para você, você, você, você
Dê tudo, dar tudo de volta para você
Você, você, Oh, você, você
Dê tudo, dar tudo de volta para você"

Posso dizer com certeza que recomendo de olhos fechados esse livro e espero que vocês coloquem ele em suas listas de leituras futuras.

Título: Novembro, 9
Título Original: November, 9
Gênero: Romance/ New Adult
ISBN-13: 9788501076250
ISBN-10: 8501076252
Ano: 2016
Páginas: 352
Editora: Galera Record
Compre aqui: Amazon, Saraiva
Classificação: 

Sobre a autora:


Colleen Hoover vive no Texas com marido e os três filhos. Autora das séries Slammed e Hopeless, ambas na lista de mais bem vendidos de New York Times, pode ser encontrada em www.colleenhoover.com

Comente com o Facebook:

16 comentários:

  1. A capa desse livro é linda e a história me interessa bastante, ainda não li mas morro de curiosidade e já sei que vou me apaixonar pelo livro.

    ResponderExcluir
  2. Oiii, tudo bem?
    Essa capa realmente é muito linda gente, mas a história em si não desperta muito meu interesse, suas fotos ficaram lindas <3
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Nunca li nada da autora, mas confesso que pela capa eu esperava um enredo bem diferente. Não sei se eu conseguiria ler no momento, porque estou com 2 livros parados justamente porque as mocinhas são de matar... kkkkkk... e a fallon pode ser que me dá mt pé no saco, mas quem sabe futuramente quando minha birra por mocinhas lerdas passar... kkk

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  4. Êeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!!!! Resenha desse livro maravilhoso!!!
    Eu sabia a história do livro, mas ele não chegou nem perto do que eu podia imaginar, rsrs. Colleen sempre dando umas rasteiras no leitor, foda! Amo! hahahaha ela é incrível!
    Mas já decidi: não quero mais saber NADA sobre os próximos, acho que vai ser mais foda ainda. Ou vou morrer, não sei hahahahaha

    Eu não tinha visto book trailler do livro, vi que tem de todos, vou conferir depois. É tão legal!
    Ainda bem que vc botou na resenha, thanks! ;)

    ResponderExcluir
  5. Olá
    Tenho um relacionamento meio ambíguo com a Autora, tem livro que falo 'preciso ler' outros que penso 'de jeito nenhum' muitas vezes por causa das opiniões sobre as mocinhas, isso é muito importante para mim, mocinha besta é motivo de estragar o livro. Achei ligal essa desconfiança de estar sendo usada como uma 'experiencia', mas sei lá, acho que a trama não me pegou.

    ResponderExcluir
  6. Ai meu DEus, CoHO. Amo!!! Uma das minhas autoras favoritas, seus livros são perfeitos. Nunca consigo ler e esquecer, sempre relembro e releio. Ainda não November 9 (invejinha de vc) pois a grana está curta, mas a cada resenha fico mais e mais louca querendo comprar. Parabéns pela resenha.
    Bye

    ResponderExcluir
  7. Olá,
    Gente, a Colleen consegue surpreender a cada obra!
    A última que li foi Talvez um dia e queria muito que ganhasse uma adaptação para o cinema. Dei muita risada, chorei, me emocionei. É sempre assim com os livros dela.
    Fiquei muito curiosa para conferir como serão esses encontros entre os dois sempre na mesma data e conhecer um pouco mais desses personagens que você diz serem maravilhosos.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Que resenha hahaha ^_^ Adorei!
    Eu nunca li nada dela, mas morro de vontade! Sempre vejo ótimos comentários e a curiosidade só aumenta. Eu não sei se começaria por esse, mas parece ser muito bom! Mais um para a lista!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  9. Olá!

    Não consegui captar muito da premissa do livro, mas confesso que nem mesmo a sinopse me chamou muito a atenção não, os livros dessa autora não costumam me chamar atenção. o.o
    É nítido que você amou o livro e o quanto ele mexeu com você, mesmo com sua boa indicação, não despertou minha curiosidade. Eu sei, sei que só lendo pra saber, mas sei lá, acho que criei um "bloqueio" com os livros da autora. o.o

    Beijo!

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bom?

    Sou super curiosa para ler esse livro e essa capa é maravilhosa né?
    Agora com sua resenha fiquei ainda mais ansiosa para comprar logo o meu e devora-lo.

    Beijos:*
    treslivrolatras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Grazi lindona já estou com e-book e não vejo a hora de ler menina, eu amo a escrita da autora, sempre mexendo com nossas emoções de uma maneira que somente ela consegue. Gostei da premissa do livro e sua resenha só me confirma que CoHo tem o dom de nos comover. beijos, amei a resenha.

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  12. Minha paixão pela Colleen é muito grande, gosto demais de seu livro por isso me empolguei quando descobri esse lançamento.
    Essa é a primeira resenha que leio sobre ele e gostei da história.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  13. Oie
    ah como eu amo essa autora, adorei a sinopse quero muito esse livro, espero de verdade ler em breve gostar muito, sua resenha me deioxu mais empolgada ainda

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Olá,
    Eu amei sua resenha, pois você me fez ficar louca para ler o livro. Suas palavras e o carinho pela autora só aumentaram meu desejo de ler livros dela.
    Eu estou encantada pela capa do livro e muito curiosa pela história.
    Bjs

    ResponderExcluir
  15. Sua resenha ficou incrível, serio!! Adorei a forma domingo colocou os gifs assim, deixou muito animado! Sobre o livro, eu totalmente quero ler, adorei saber que não é nada do que imaginamos, adoro enredos diferentes!!

    ResponderExcluir
  16. Ahhhhhhhhhhhh, que resenha mais amoooor!

    Sou demais suspeita pra falar, porque CoHo é minha autora favorita do gênero! Tanto que fiz das tripas coração e ano passado fui abraçá-la lá na bienal do Rio. E esse livro...Ah, esse livro! Tão surpreendente. Tenso, angustiante...Amo!

    Beijo

    Leitoras Inquietas

    ResponderExcluir