Resenhas

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

:: Resenha 223 :: "Gigantes Adormecidos", Sylvain Neuvel




Sinopse: Rose passeia de bicicleta pelo bosque perto de casa, quando de repente é engolida por uma cratera no chão. A cena intriga os bombeiros que chegam ao local para resgatá-la: uma menina de onze anos caída na palma de uma gigantesca mão de ferro.
Dezessete anos depois, Rose é ph.D em física e a nova responsável por estudar o artefato que encontrou ainda criança. O objeto permanece um mistério, assim como os painéis que cercavam a câmara onde foi deixado. A datação por carbono desafia todas as convenções da ciência e da antropologia, e qualquer teoria razoável é rapidamente descartada.
Quando outras partes do enorme corpo começam a surgir em diversos lugares do mundo, a dra. Rose Franklin reúne uma equipe para recuperá-las e montar o que parece ser um robô alienígena gigante quase tão antigo quanto a raça humana.
Mas, uma vez montado o quebra-cabeças, ele se transformará em um instrumento para promover a paz ou causar destruição em massa?


Bora começar a resenha...

Sou apaixonada por essa capa...

Bom, bora falar de Gigantes Adormecidos, do autor Sylvain Neuvel, esse autor que nunca tinha ouvido falar. Sim, desculpa aos leitores que são fãs desse autor, mas essa é a verdade. Quando a nossa parceira, Companhia das Letras, me enviou o lançamento do seu selo, Suma de Letras, eu fiquei bem feliz. Gosto do gênero ficção e agradeci internamente por mais uma vez eu não saber nada do que se tratava a história. O que fez a experiência ser muito melhor do que eu esperava.

OMG... como assim, nunca tinha ouvido falar desse livro?... 
Que surpresa maravilhosa! Eu realmente fui premiada?!

Bom coleguinhas, quando Rose Franklin cai em um buraco que se abriu perto de sua casa em South Dakota, a parada começa ficar estranha. Pois, veja bem, ela acaba não só caindo em um buraco, e sim, ela acaba ficando por cima de uma mão mecânica gigante. Agora, como é que uma mão daquele tamanho (gente a porra é grande demais) acaba sendo enterrada naquele local, sem o resto do corpo? E tem mais, o que seriam os estranhos símbolos brilhantes que cercam a tal mão? Né? Cadê as respostas para essas paradas sinistras?

"A mão está aberta, com os dedos muito juntos e ligeiramente dobrados. É como se segurasse algo muito precioso ou um punhado de areia e tentasse não derrubar nada. Existem sulcos como os que na pele humana normalmente se dobram, e outros que parecem meramente decorativos. Todos emitem o mesmo brilho turquesa, que mostra a iridescência do metal. A mão parece forte, mas… sofisticada é a única palavra que me vem à mente. Acho que é uma mão feminina."

Então... isso aconteceu quando Rose era uma garotinha, há 17 anos atrás. Agora a mulé tá toda trabalhada na física e virou até doutora conhecida e prestigiada da Universidade de Chicago. E depois de todo esse tempo que passou... depois que o Exército pegou a tal mão e sumiu para um dos seus esconderijos muito bem escondidos, afim de SÓ ELES SABEREM do que se tratava a bagaça toda, a tal doutorazinha acaba sendo chamada para ir trabalhar para esse povo aí, com o intuito de desvendar possíveis civilizações muito mais avançadas, dentro desse graaaaaaaaaaaaaaaaaande Universo.

Sabe né?  Nesse lugar onde tá incluindo todos os planetas, estrelas, galáxias e os componentes do espaço intergaláctico... Sendo assim, ela vai empolgada como uma gazela saltitante mesmo não acreditando totalmente que possa existir as tais civilizações. E cara... confesso que isso meio que me surpreendeu, pois a porra é formada em física e que eu saiba ela tem que ter pelo menos uma curiosidade para saber como os fenômenos acontecem e interesse por estudar as características e propriedades da tal matéria (se estiver errada, por favor me corrijam). Dessa forma, quando eu vi um pouco da sua descrença no começo, eu pensei: "Cara...como assim esse pezinho atrás?" Ainda mais depois que ela praticamente caiu e ficou deitada nessa evidência enorme. Sério... isso me deixou com cara de WTF.

Hãaaa!!

Pera...

Como assim saporra ainda tinha dúvida?!

Em um Universo conhecido que contém aproximadamente 100 bilhões de galáxias, que se subdivide em superaglomerados e que se mantêm relativamente próximas uma das outras devido à ação da gravidade, como pode sequer ter dúvidas de que possa existir outra civilização? Graças à Deus essa parada não dura muito e a descrença evapora...

Enfim... voltando a resenha. Rose então vai empolgada porque não tem como evitar a parada toda, e o fato dela ter sido escolhida para ajudar, acaba fazendo titia Grá pegar uma frase conhecida e transformar em uma pergunta:

O destino embaralha as cartas e nós jogamos?

Bom, se depender do tal autor da frase (Arthur Schopenhauer, um filósofo alemão), ele acha que sim. Então vamos acompanhar a Dra. Rose Franklin, PhD em Física e a cientista responsável, “jogando”o tal mistério além da compreensão humana. E quando achamos que o caldo vai ficar nisso, ele acaba engrossando. E o motivo foi  quando um piloto de helicóptero do Exército acaba sofrendo um acidente (durante a execução de uma operação secreta da Síria) e o resultado desse acidente acaba revelando outra peça do tal robô gigante que apareceu há 17 anos atrás.

Pronto, agora que a porca torceu o rabo e a curiosidade tirou o ar que geral respira, somos privilegiados em acompanhar Rose e a equipe (não quero falar sobre eles, uma vez que eu os considero a cereja do bolo e espero que vocês tenham a chance de descobrir) a criar uma forma de mapear e encontrar os demais membros do corpo. Já que é um mistério gritante sobre se o tal robô, é o resultado da antiga tecnologia humana, ou de tecnologia alienígena. Portanto, vamos ter uma corrida, digamos... internacional, que derruba o cenário geopolítico, ao mesmo tempo que ameaça Rose e integrantes dessa equipe. E aí coleguinhas, eles acabam se tornando peões em um jogo que contém jogadores de  figuras sombrias e com planos menos do que nobre para esta tecnologia nova e antiga.

Resumindo, a história do autor tem uma narrativa única, ela foge do convencional e é bem legal no meu ponto de vista. Existem entrevistas, e cara, é muito legal, pois os diálogos são nítidos, eficientes e convincentes. Tem alguns momentos também onde o humor é sutil, no ponto, e acaba fazendo a história ser fluida com graça e sem esforço.

"Se alguém olha para o céu,
sem duvidas vai tentar chegar lá em algum momento,
e espécies que conquistam o espaço precisam
pelo menos estar abertas à possibilidade
de que não estão sozinhos no Universo."

“Eu tenho o maior respeito pela Agência Nacional de Segurança. Também tenho meu dentista e meu contador em alta conta, mas nunca pedi que liderassem nossa equipe de pesquisa.”

"Não tornaria as coisas mais fáceis para nós dois, especialmente para você, se pudéssemos pular a parte desta conversa onde você me considera um completo idiota?"

“Sei que estamos fazendo as perguntas erradas, mas não sei quais são as certas.” 

Então é isso coleguinhas, titia Grá recomenda esse livro de tirar o fôlego, onde vamos ter suspense e surpresas bem extraordinárias. Titia Grá também deixa claro que há muito mais do que eu falei aqui, então nem achem que eu vomitei o livro todo hahahaha. Só dei uma pequena demonstração. O enredo é bem emocionante e os personagens eu adorei. 

O livro é o primeiro volume de uma série que chama Themis Files e o segundo que está com o nome original ainda Waking Gods: Themis Files #2.  O lançamento do segundo livro aqui no Brasil, parece que está para abril de 2017... vamos esperar para ver. 






Capa original/dura do primeiro livro



Capa original/dura do segundo livro...









Título: Gigantes Adormecidos
Título Original: Sleeping Giants
Série: Themis Files #1
Gênero: Ficção científica
ISBN-13: 9788556510129
ISBN-10: 8556510124
Ano: 2016
Páginas: 328
Editora: Suma de Letras
Compre aqui: Amazon, Livraria da Folha
Classificação:

Sobre o autor: 

Sylvain Neuvel largou a escola aos quinze anos. Desde então, foi jornalista, trabalhou em descontaminação do solo, vendeu sorvete na Califórnia e correu o Canadá vendendo móveis. É Ph.D em linguística pela Universidade de Chicago e lecionou a matéria na Índia, além de  ter trabalhado como engenheiro de software em Montreal. Também é tradutor juramentado, mas o que queria mesmo era ser astronauta. Gosta de consertar eletrodomésticos, mexer com robótica e é meio obcecado por Halloween. Também é completamente apaixonado por brinquedos. Como a namorada quer convencê-lo de que tem brinquedos demais, escreve sobre alienígenas e robôs gigantes como desculpa esfarrapada para construir bonecos militares (para o filho, é claro).
www.neuvel.net
Facebook.com/neuvel
@neuvel

Comente com o Facebook:

12 comentários:

  1. Olá Grá
    Nossa esse livro parece muito bacana, quando tomei conhecimento dele já fiquei curiosa, agora quero ler para ontem.
    Pelo título eu pensava que seriam vários gigantes, mas sendo partes de um gigante, aumentou um pouco o mistério (e teorias) na minha cabeça.
    Amei a descrição do autor huahuahua

    ResponderExcluir
  2. Não sou muito fã de livros do gênero, mas sua resenha ficou muito instigante!

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Eu não conhecia a obra, e olha que sou bem ligado em novos lançamentos rsrs. Eu também gosto muito desse mas nunca tinha ouvido falar na obra, assim com o você. Achei a resenha bem interessante e só me deixou com uma vontadezinha para ler. Sobre a capa, eu devo dizer que a edição original tem uma arte mais legal,sem contar que é com Jaket. Até mais vê
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi, Graziela
    Eu também confesso que não conhecia o autor. Não sei se leria o livro no momento, mas não descarto a possibilidade de ler um dia. Que bom que gostou do livro, afinal. Espero que goste do segundo tanto quanto o primeiro. Uma ótima dica.

    Blog Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já conhecia o livro mas sabia muito pouco sobre ele. Simplesmente, fiquei mega curiosa para entender mais sobre a história e gostei da premissa. Eu costumo gostar de livros com esse tema e esse me pareceu ser bom.

      Excluir
  5. Não sou muito ligada a ficção cientifica e teorias sobre o universo sou muito confusa e acho que se eu começar a pensar sobre isso eu tenho um piripaque mas o livro me deixou realmente curiosa para descobrir de onde saiu essa mão, seria os restos mortais do gigante de joão e o pé de feijão ?

    ResponderExcluir
  6. Hello! Tudo bem?
    EU tava louca pra ler Gigantes Adormecidos!!
    Achei a capa linda demais e adoro ficção assim, me deixa mto surtada e viciada na leitura.
    Adorei saber mais do livro, nao esperava tudo isso e fiquei bem curiosa.
    Vou tentar ler esse ano ainda.
    Beijos

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  7. Primeiramente, ADOREI os gifs HAHAHAH S E N S A C I O N A L! Segundamente, já tinha ouvido falar do livro e da sua capa pra lá de bonita, mas nunca tinha visto uma resenha. A sua me instigou a ler ele por isso estou adicionando na minha lista de desejados. Ótima a sua resenha <3
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. A sua maneira descontraída de resenhar esse livro me motivou a adicioná-lo à minha lista.
    "O destino embaralha as cartas e nós jogamos?" Estou super curiosa para acompanhar a história desses gigantes adormecidos e da Rose.

    Bjos,
    http://contosdacabana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oie
    muito bonita a capa e muito interessante o enredo em geral do livro, fiquei curiosa apesar de não ser o gênero que mais leio, quem sabe uma hora eu arrisque pra variar

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oiee Grazi ^^
    haha' adorei a sua resenha! Eu já tinha visto esse livro antes, e amo a capa dele, mas, como não é um gênero que eu curto muito, acabei deixando de lado e fui atrás dos meus romances e dramas da vida. Fico feliz em saber que você gostou tanto do livro (espero que o segundo seja tão bom quanto, ou até melhor!), e eu até fiquei curiosa para ler agora...haha' adorei os gifs também!
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  11. Grazi, tudo bem?


    Achei a proposta desse livro super bacana, embora ficção não seja um gênero que costumo ler com frequência. Acho que o fato de ir além da ficção que despertou meu interesse. Tà na minha lista tem um tempo já, espero ler em breve.

    Eu prefiro a capa original, achei que faz mais sentido com a história do livro rs

    Beijo

    Leitoras Inquietas

    ResponderExcluir