Resenhas

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

:: Resenha 230 :: "Minha Melodia", Camila Moreira






Sinopse: Dereck chegou ao fundo do poço. Sem suportar a dor de perder um grande amor, ele se entrega ao sofrimento e mergulha no lado obscuro do rock; com sexo e drogas. Com a carreira em risco, o astro volta ao Brasil um ano depois do casamento de Maria Clara e Alexandre Ferraz, em uma última tentativa de retomar o sucesso e superar o passado. Ao chegar, Dereck reencontra a mulher que nunca esqueceu. A mulher que conheceu no momento mais difícil de sua vida e que conseguiu acalmar seu coração com um sorriso. “Reconheci em sua voz o mesmo sofrimento que o meu, mas também vi em seu olhar a vontade de seguir em frente.” E não demora para que Dereck perceba que apenas ela poderá tirá-lo do abismo em que se encontra.





Oi, pessoal. Hoje vim trazer para vocês a resenha de Minha Melodia, último trabalho lançado da Camila Moreira e o primeiro livro dela que eu li. Pois é, eu devia ter lido O Amor não tem Leis antes, mas foi uma leitura muito tranquila, deu pra entender tudo mesmo sem ter lido a duologia anteriormente.


Bom, nesse livro nós vamos conhecer a história de Dereck e sua trajetória no mundo da música cheia de dificuldades por conta do álcool e das drogas, consequência do turbilhão de sentimentos e mágoa por ter perdido o seu grande amor, Clara, agora casada com Alexandre Ferraz. Sim, personagens de O Amor não tem Leis.

Sem saber lidar muito bem com isso, Dereck se afunda na bebida e nas drogas, detonando sua carreira, começando a ser um desastre nos shows, decepcionando seus companheiros de banda. Um dia, ele perde completamente a noção e o limite, entrando em coma alcoólico. Ele acaba indo para o hospital onde Manuela trabalha e é aí que a história se desenrola.

Um tempo depois quando ele retorna ao Brasil para realizar uns shows e tentar levantar sua carreira, sua vida cruza novamente com a médica de sorriso encantador, Manuela, que cuidou dele quando teve o coma alcoólico. E só pra complicar a situação, Manuela é melhor amiga de Clara. Vai vendo!

Aí é aquela história que já é considerada um baita clichê que vemos por aí. Os dois são quebrados, os dois já sofreram os diabos por conta do amor, por amar e perder, e acabam se envolvendo. Só que aí entra aquele outro clichê do “não sou bom pra você”. Confesso que isso me irritou bastante até mais ou menos a metade do livro, ou um pouco depois. Eles sentiam uma atração gigantesca, eles se queriam, eles vinham lutando para esquecer o passado e encarar essa nova paixão um pelo outro, só que por conta dos vícios, e das consequências que tudo isso pode trazer, ele se afastava e isso me irritava.

Pra mim, o livro ficou realmente bom quando ele se toca e vê que precisa de ajuda, que não dá mais para viver se detonando com álcool e drogas. Aí sim eu sorri, eu molhei os olhinhos, eu bati palmas para a atitude e a força de Dereck em querer se reerguer. O que não é fácil e a gente sabe.

Quem, diferente de mim, leu O Amor não tem Leis, vai poder matar a saudade de Alexandre e Clara, assim como do príncipe e grande amigo de Manu, o Diego Ferraz. Além de dar boas risadas com a também médica e amiga de Manu, Amanda.

Posso dizer que gostei muito de cada personagem. Adorei a amizade de Manu e Amanda. E mesmo Dereck e sua fraqueza me irritando, não tem como a gente - que curte música e rock - não se apaixonar por esse gato. ;)

O livro é um romance muito leve de ler, apesar de tratar um tema bem sério e pesado que é o vício. Tem cenas eróticas que já é uma marca registrada da autora. Tem uma playlist super bacana e você encontra todas elas numa listinha logo no começo do livro, caso você queira ouvir enquanto vai lendo.


Eu gostei bastante do livro, da história de Dereck e Manuela. E fiquei curiosa pra conhecer a história de Alexandre e Clara. Só que eu vou dar um tempo, até porque estou atolada de livros para ler, mas também prefiro dar esse tempo, pois mesmo não tendo problema em não saber a história do começo, eu tive informações da duologia, então esse tempo vai ser bom pra eu dar uma esquecidinha básica em algumas coisas e não se tornar uma leitura cansativa por já rever certas coisas que conheci em Minha Melodia.

Quem leu O Amor não tem Leis, corra para conhecer a história de Dereck e matar a saudade desse roqueiro gato e perturbado. Vocês não vão se arrepender.

"Nossa relação era meio fora do normal. Dereck precisava de mim e eu ansiava por ele. Estávamos longe de sermos somente amigos, mas não ultrapassávamos a barreira que nos levaria além."

"Dizem que nos primeiros dias tudo é mais difícil, e isso vale para quase tudo na vida: emprego novo, casamento, turnê, academia. Só que, em se tratando de reabilitação, "difícil" é uma palavra leve demais para definir o que eu passava."

"Na reabilitação, que comecei a chamar de renascimento, eu vinha aprendendo a absorver o lado positivo de tudo que acontecesse."

"Tomar banho com Dereck era uma das maravilhas do mundo e veria ser tombado como patrimônio da Manu."

Título: Minha Melodia
ISBN-13: 9788556510198
ISBN-10: 8556510191
Ano: 2016
Páginas: 264
Editora: Suma de Letras
Classificação: 

Sobre a autora:


Camila Moreira, vinte e nove anos, é taurina, goiana de nascimento e mato-grossense de coração. Formada em direito, começou a escrever nas horas vagas, no final de 2013, quando publicou na rede social Wattpad O amor não tem leis e O amor não tem leis - O julgamento final, que rapidamente se tornaram e-books best-sellers na Amazon. Em seguida, a Suma de Letras publicou as verões físicas das obras e lançou também o livro inédito 8 segundos. Os romances tiveram repercussão internacional: Camila foi citada pelo jornal americano The Washington Post como referência da nova literatura erótica brasileira.

Comente com o Facebook:

11 comentários:

  1. Aiiii, eu AMO a escrita da Mila. Tenho todos menos este ainda. Tenho todos autografados, e sinceramente paixão por Clara e Alê( do qual chamo de MEU lobo mal) que saudades voce me deu nesta resenha de ler algo da Mila. O dereck me deu muita raiva nos primeiros livros. Mas depois no final do campeonato ele fez uma coisa que caiu nas minhas graças. Lhe recomendo muito ler os outros dois livros. Dão MARAVILHOSOS e culpados pelas minhas ressacas de 2015 e em 2016 meu salvador de ressacas. Kkkkk
    Amei a resenha. Parabéns.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Que bom que mesmo com as partes que não te agradaram tanto o livro comseguiu te agradar, mas para mim não daria certo, de gente indecisa já chega eu XD.

    ResponderExcluir
  3. Oi! Sabe que eu fiquei na dúvida justamente por temer o quanto "quebrado" Dereck estava? É que estou numa fase mais paz & amor & fofura. Pelo seu texto, meu medo deveria ser da indecisão dele. E olha que nem tinha atinado que era relacionado à outra história dela. Obrigada pelas ponderações. Me ajudaram bastante!

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Amo tramas que envolvam de qualquer forma a música e desconhecia o fato de que aborda de certa forma os personagens da duologia da autora.
    Pretendo ler essa duologia antes e depois seguir com a leitura de Minha Melodia.
    É muito bom saber que é uma leitura leve e agradável. Também estou cheia de leituras e vou ter que desatolar um pouco antes, mas a dica está anotada.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oiii!!!

    Eu não conhecia esse livro ainda sabia?
    Já ouvi muitos elogios para escrita da escritora.
    Livros leves e com pitadas de clichê me ganha!
    Gostei da resenha!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  6. Oie!
    Acredita que eu li o livro anterior, mas não lembro muito do romance?
    Preciso ler novamente os dois livros anteriores, para dai ler Minha Melodia. Estou curiosa para conferir esse romance e acredito que vou gostar.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  7. Oi Bianca.
    Acho que o livro ser clichê coopera um pouco para eu não sentir vontade de lê-lo agora. Mas fico contente em saber que o Dereck toma um rumo na vida e percebe que ficar se maltratando não vai dar em nada. Que bom que ele e a Manuela se ajeitam.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  8. Olá,

    Eu já li ambos os livros de O amor não tem leis, e confesso que tenho um tombo enorme pelo Derek, ainda não tive a oportunidade de ler este livro, mas espero mudar isso muito em breve. Achei essa capa muito bonita e combinou super com o personagem. Não vejo a hora de saber o que a Camila reservou para o futuro do Derek *----*

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Olá, nunca li nada da autora, mas ouço falar muito bem dela
    porém não leria por ser um gênero por qual não sou muito adepta,ainda mais nessa moda que está agora de livros sobre cantores e bandas de rock,não chamaram a minha atenção

    ResponderExcluir
  10. Eu já conhecia o livro mas a premissa não me atrai para a leitura. Gostei de ler a sua resenha e conhecer a sua opinião sobre a obra mas eu não consigo me interessar pelo livro.

    ResponderExcluir
  11. Oi Bianca, sua linda, tudo bem?
    Quando eu vi essa capa fiquei super animada para ler o livro, mas quando descobri que ele fazia parte da série do livro o Amor não tem Leis, fiquei desanimada, pois as resenhas que li dessa série disseram que ele era erótico, não faz o meu gênero. E você confirmou que esse seguiu a mesma linha. Uma pena. Mas para quem gosta do tema, e é fã da série é uma boa dica.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir