Resenhas

sexta-feira, 10 de março de 2017

:: Resenha 261 :: "Cinder e Ella", Kelly Oram



SinopseFaz quase um ano que Ella Rodriguez, 18, esteve em um acidente de carro que a deixou aleijada, com cicatrizes e sem a mãe. Após uma recuperação difícil, ela foi obrigada a atravessar o país para viver com o pai que a abandonou quando era uma criança. Se ela quiser escapar de seu pai e de sua horrível família adotiva, ela precisa convencer os doutores de que é capaz, física e emocionalmente, de viver sozinha. O problema é que ela ainda não está pronta. O único modo de se curar é se reconectar com a única pessoa no mundo que ainda significa algo para ela: seu melhor amigo anônimo, Cinder. Brian Oliver é a sensação de Hollywood e tem a fama de sempre causar problemas. Existem muitos rumores sobre sua participação no filme O príncipe druída, mas seus assessores dizem que o único modo de passar de adolescente sedutor para ator da lista A é mostrar que seus dias de selvageria ficaram para trás e que agora ele amadureceu. Para aplacar os comentários sobre a reputação de bad-boy, seu assessor arranja um casamento falso com a coadjuvante Kaylee. Brian não está animado com a noiva falsa ou o casamento, mas ele fará qualquer coisa para conseguir sua nomeação ao oscar. Até que o e-mail de uma antiga amiga da internet muda tudo.




Olá, pessoal!!!
Se você, assim como eu,ama contos de fadas, então esse livro é para você. ;)

Ellamara mora em Boston apenas com a sua mãe, já que seu pai sumiu do mapa 10 anos atrás. É uma Nerd viciada em livros de aventura, e em seu aniversário de 18 anos, sua mãe resolve comemorar fazendo uma viagem para poderem esquiar. Só que no caminho o carro sofre um acidente e pega fogo. Deixando assim, Ella sem sua amada mãe e 70% de seu corpo queimado e com terríveis cicatrizes.

"Cinder458, ou apenas Cinder para mim, é meu melhor amigo no mundo, além da minha mãe, embora eu nunca o tenha encontrado. Nunca falei com ele, nem sequer pelo telefone. Nós trocamos e-mails sem parar desde que ele tropeçou no meu blog, Palavras sábias de Ellamara."

"Não que eu estivesse apaixonada pelo meu melhor amigo da internet ou coisa parecida. Isso seria absolutamente ridículo. O cara era convencido e teimoso e retrucava tudo o que eu dizia, só para ser irritante."

Antes de seu acidente, Ella era uma garota linda, alegre, cheia de amigos, com um futuro lindo pela frente. Ela tem um blog, no qual ela resenha livros e filmes e era bem famosinha na blogosfera. Três anos antes, ela fez a resenha de seu livro favorito de todos os tempos, O Príncipe Druída, e assim começou a conversar com Cinder (nome dado por causa do personagem principal do livro), sobre o tal livro, até que eles se tornaram melhores amigos. Conversavam todos os dias, mas nunca tinham se falado pelo telefone ou se visto. No momento em que Ella sofreu seu acidente, ela estava falando com Cinder, já que ele queria lhe enviar um presente, o qual ele nunca chegou a enviar.
Ella ficou alguns meses em coma, e mais vários meses internada e passando por diversas cirurgias de reconstrução, deixando-a assim, manca, frágil e com o corpo coberto de terríveis cicatrizes.

"Acho que pessoalmente é difícil as pessoas verem além do exterior, a aparência, o dinheiro, o carro, as conexões. mas quando você não pode ver essas coisas, só vê o meu eu verdadeiro. É legal."

Cinder, ou melhor, Brian Oliver, é o ator teen do momento, bad boy, super gato, vai estrelar o filme mais esperado de todos os tempo, O Príncipe Druída. Ele teve seu coração partido há quase um ano, quando sua melhor amiga e amor da sua vida desapareceu do mapa. Tornando-o um pegador e super falado em Hollywood. Seu pai e seus assessores querem que ele sossegue para fazer bonito na imprensa e melhorar sua imagem, então arranja para ele um falso noivado com a mulher mais detestável de toda Hollywood.

Após começar a se recuperar, Ella se vê indo para Los Angeles ser cuidada por seu pai e sua nova perfeita família, com uma esposa modelo (de cosméticos, e não de moda, rsrs) e as duas filhas gêmeas lindas, um ano mais novas que ela. A partir daí a vida de Ella vira um inferno, entre as bruxas das irmãs, o mau relacionamento com seu pai e a esposa dele, os tratamentos para sua recuperação, e o colégio para riquinhos, ela se vê sem amigos, lutando para não entrar e uma depressão e se enturmar. E sua vida muda quando ela enviar uma mensagem para Cinder, e ele retorna a sua vida.

"Fiquei na banheira até que a água estivesse fria e chorei litros. Não foi tanto pelos olhares dos outros estudantes ou por ter sido tratada como uma excluída que me desfiz em lágrimas depois que finalmente fiquei sozinha, foi mais por saber que essa seria minha vida dali por diante. Ana estava certa; nada nunca iria consertar meu caminhar manco ou minhas cicatrizes. O dia horrível que eu tinha tido se repetiria para sempre."

Pessoal, não posso falar mais que isso, mas o livro é super fofo, estou super apaixonada. É um livro para todas as idades. Ele é leve, leitura fácil, a diagramação está linda, adorei que a autora intercalou o pensamento do Cinder e da Ella.

É difícil não sentir a dor de Ella, me emocionei muitas vezes, chorei com ela e ri mais ainda. A relação com sua nova família é bem difícil, ela tem irmãs bem insuportáveis, os seus colegas da escola vivem falando dela e a chamando de monstrenga. E o que melhora tudo é a chegada de Cinder, ou melhor, Brian, o super estrelado ator, que ela não faz a mínima ideia que sejam a mesma pessoa, e eles continuam a se corresponder apenas por e-mail. Mesmo que ambos estejam apaixonados, ela tem medo que ele descubra sua aparência e ele tem medo que ela entre para o seu mundo cheio de ganância e falsidade. Ela não terá fada madrinha, mas os amigos que ela irá fazer ao longo da história são incríveis. 

Cinder e Ella é bem mais que um livro lindo, ele trata sobre assuntos sérios como bullying, depressão, tentativa de suicídio. Vamos ver um lindo amor desabrochar, aprender a reconhecer o valor das verdadeiras amizades e que todos precisam de recomeços e segundas chances.
Indico 1 milhão de vezes. Ele é um conto de fadas super original, mas que não faz perder a essência da Cinderela. Pode parecer clichê, mas os romances fofos e previsíveis são os melhores.

"O problema dos contos de fadas é que a maioria deles começa com uma tragédia. Eu entendo o que está por trás disso. Ninguém gosta de uma heroína mimada. Uma grande personagem precisa de dificuldades para superar - de experiências que deem a ela profundidade, que a deixem vulnerável, com as quais possamos nos identificar e que sejam agradáveis. Boas personagens precisam de desventuras que as tornem fortes. A ideia faz sentido, mas continua sendo uma droga se você é a heroína."

Beijos... e leiam!!!


Título: Cinder e Ella
Autor: Kelly Oram
ISBN-13: 9788584421633
ISBN-10: 8584421637
Ano: 2016
Páginas: 304
Editora: Pandorga
Compre aqui: Amazon, SaraivaSubmarino
Classificação:


Sobre o autor:

Kelly Oram escreveu seu primeiro romance aos 15 anos: uma fan-fic do seu grupo musical favorito, Backstreet Boys, pelo qual a família e amigos ainda a provocam. Ela é obcecada com leitura, fala demais e gosta de comer sorvete a grandes colheradas. Ela vive nos arredores de Phoenix, Arizona, com o marido, quatro crianças e seu gato, Sr. Darcy.

Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Olá Mari!!!
    Ameiii a resenha!!! Tb Amo conto de fadas <3 ... Livro leve e de leitura fácil, Amo mais ainda!!!
    Esse já vai pra lista com certeza ;-)
    Bjs :-*

    ResponderExcluir
  2. Olá Mari!!!
    Ameiii a resenha!!! Tb Amo conto de fadas <3 ... Livro leve e de leitura fácil, Amo mais ainda!!!
    Esse já vai pra lista com certeza ;-)
    Bjs :-*

    ResponderExcluir