Resenhas

quarta-feira, 10 de maio de 2017

:: Resenha 286 :: "À Procura do Par Perfeito", Jennifer Probst





Sinopse: Linda, talentosa e apaixonada por seu trabalho, Kennedy é sempre estilosa, e sua imagem transmite feminilidade, confiança e profissionalismo. Quem a vê nem imagina sua adolescência difícil e uma vida inteira de luta contra o peso. Coach e consultora da famosa agência de relacionamentos Kinnection, Kennedy cria dates incríveis, encoraja solteiros a brilharem, e nunca recusa um desafio – nem mesmo Nate Ellison Raymon Dunkle, cujas iniciais são N.E.R.D! Ele é engenheiro aeroespacial, um gênio, e o mais novo cliente de Kennedy, que vai trabalhar sua mágica para transformá-lo de desajeitado e mal vestido no mais desejado gato de Verily. Quando ela se dá conta de que ela e Nate são muito parecidos e podem ser perfeitos juntos, será que ela vai permitir que seu coração entre no caminho certo? Ou seus próprios medos e inseguranças vão condená-la a uma vida de solteira enquanto ajuda Nate a encontrar outra pessoa?





Oi, pessoas maravilhosas do meu coração! Sentiram o nível do meu romantismo? Pois é, essa série da Jennifer Probst desperta o meu lado mais mulherzinha, mais menina romântica, desperta meu lado flores e chocolate… Enfim, esse livro é muito amor, essa série é muito amor e esses personagens, são mais amor ainda! Até da capa, que uma galera reclama, eu gosto e caso ainda não tenha percebido, sim, eu gostei muito desse livro e sim, com certeza já estou ansiosa para saber quando vem o próximo, já preciso do livro da Gen, para agora!

À Procura do Par Perfeito é o segundo livro da série “Searching for” e vocês podem conferir a resenha de À Procura de Alguém clicando nesse link aqui e quando fizerem isso, vão perceber que esse livro ganhou o bolinho do favorito porque eu absolutamente amei a história Kate, Robert (seu cachorro lindo) e Slade. E já fiquei bem animada para ler mais sobre as amigas da Kate, isso tudo foi em janeiro, se não me engano eu entrei o ano com esse livro em mãos e agora, quatro meses depois, pedi para a Editora Paralela, nossa parceira amada, por À Procura do Par Perfeito, livro que é protagonizado pela Kennedy, ou simplesmente, Ken, uma das sócias da Kate, especialista em mudança de visual e pelo marketing da agência de relacionamento Kinnections, onde ainda tem a Arylin de sócia ( e protagonista do 4 é último livro dessa série).

Ela acreditava que podia fazer do mundo um lugar melhor. Um clichê, talvez. Mas muito sexy.

Kennedy é linda, confiante, alegre, se veste com perfeição e sabe tudo de moda e comportamento. Aliás, perfeição é a melhor palavra para definir Ken. Tudo que ela faz, ela quer levar a perfeição. Por trás daquela fachada bem-vestida e polida, esconde uma mulher que precisou de anos de terapia para poder se olhar no espelho, comer de forma saudável e vencer uma luta contra distúrbios alimentares. Ken foi uma adolescente gordinha, com baixa autoestima, negligenciada pela mãe e para piorar, sofria bullying e assédio sexual na escola. O preço desse passado bem problemático é o que de certa forma faz a Ken ser o que ela é hoje, uma mulher em busca da aparência perfeita.

A solidão dele emanava em ondas, mas a força que vinha lá de dentro tocou profundamente. Quase como se sua alma gêmea estivesse sentada ali na frente, esperando que pegasse na sua mão e dissesse que ia ficar tudo bem.

Então, imagina só o que aconteceu quando, ao supervisionar um evento do tipo speed dating, Ken se depara com Nate Ellison Raymon Dunkle, ou apenas Nate (no começo do livro ele usa o apelido Ned, mas a Ken o convence a trocar e evitar o trocadilho com a palavra NERD). Nate é um desastre ambulante, ele aparece para o evento, laranja de um bronzeamento que deu errado, com o jaleco de cientista sujo de café, cabelo bagunçado, óculos de armação preta e super grossa, fedendo a perfume! Não é de se estranhar que em um evento onde só se tem alguns minutos para fazer uma boa impressão, Nate e sua entrada atrapalhada não consegue levar a nada e depois de fazer uma das participantes chorar por achar que ela já está velha demais para ser mãe, Ken decidi intervir e percebe que Nate é a sua versão masculina de My Fair Lady, filme com Audrey Hepburn (procurem por esse filme! Um clássico gostoso de ver!). 

A comida ficou ali, em seu campo de visão, provocando-a, lembrando-a de novo e de novo que se não continuasse magra, as pessoas não iriam gostar dela. Lembrando-a de todas as vezes em que se olhou no espelho e odiou a pessoa que olhava de volta. Presa em um corpo que desprezava e uma mente que gritava por socorro.

Ken faz uma profunda transformação em Nate, desde sua cor laranja até a sua maneira de se vestir e conversar com uma mulher, já que Nate aprendeu tudo sobre conquista com o seu irmão Connor, que praticamente o criou depois de terem sido abandonados por sua mãe. Connor se tornou um homem que não confia em mulheres e está apenas em busca de sexo. Enquanto o seu irmão mais novo quer mais, ele quer encontrar uma mulher para casar e ter filhos, obviamente, assim como aconteceu com o Slade, Nate se torna um cliente da Kinnections em busca do seu final feliz. O problema é que quanto mais Ken e Nate convivem, eles vão percebendo que compartilham mais e mais afinidades e a Kennedy entra em pânico! O medo dela só não é pior que o do Connor, ou seja, vai rolar confusão sim ou com certeza?

Os homens amavam seu corpo, seu rosto, sua imagem. Amavam tê-la ao seu lado, amavam sua carreira e o fato de que ela não precisava que um homem a fizesse feliz. Não olhava para a sua alma danificada e amavam as partes ocultas. Como poderiam, quando nem ela mesma gostava?

O que falar desse livro? A escrita é maravilhosa, a trama é sensacional, os personagens são incríveis e a forma supersegura com que a Jennifer fala sobre os distúrbios alimentares da Kennedy é excelente. Você consegue perceber tudo que ela sofreu e ainda sofre, dá par perceber o quanto a Ken ainda está lutando e que quando o livro começa, ela não está bem, mas não consegue perceber isso. Mesmo com a leveza de um chick lit, mesmo sendo um livro do tipo romance clichê, a autora soube falar de um tema sério, dando sua devida importância e delicadeza! 

Amor não tem nada a ver com perfeição. Tem a ver com falhas, e superar o fracasso, e lutar por aquilo que você quer. 

Sim, é clichê, mas é um livro com uma mensagem poderosa e verdadeira. Todos merecem a felicidade, todos nós somos perfeitos do jeito que somos! Leiam esse livro, leiam essa série, comprem ainda hoje e me ajudem a esperar pelos outros dois livros dessa série que ainda nem tem data, mas já quero, já amo e já preciso. Se estão procurando por um livro rápido, fofo, romantismo puro e com um tema que precisa ser debatido mais e mais vezes, então encontraram: À Procura do Par Perfeito é, me perdoem o trocadilho, perfeito!


Nome: À Procura do Par Perfeito
Série: Searching For # 2
Autora: Jennifer Probst
ISBN-13: 9788584390601
ISBN-10: 858439060X
Ano: 2017
Páginas: 242
Compre aqui: Saraiva
Classificação:



Sobre a autora:

JENNIFER PROBST é autora best-seller do New York Times e USA Today e vive no estado de Nova Iorque. Ela escreveu o seu primeiro livro aos 12 anos de idade e nunca mais parou. Tem mestrado em literatura inglesa, é casada, tem dois filhos e dois cachorros resgatados.

Comente com o Facebook:

9 comentários:

  1. Essa a primeira resenha deste livro que leio, e amei o fato de a estória abordar duas características que gosto bastante, primeiro por aborda o tema do transtorno alimentar, e vejo que isso e abordado de forma que nos envolver, a sentir empatia pela personagem, e outra e o romance clichê, que sempre nos envolve a leitura. Amei a premissa dessa obra, e por isso pretendo lê-la.

    ResponderExcluir
  2. Oi Talita, e fiquei mais interessada ainda nesse livro depois dessa resenha, ri com a descrição de como Nate aparece no evento, como assim laranja de bronzeamento?! rsrs. Já li a primeira história, e curti, não fiquei encantada porque a magia e o protagonista anterior não foram 100% pra mim, mas ainda assim foi uma leitura que gostei de fazer e lendo essa resenha já vi que vou gostar ainda mais dessa segunda história. ;)

    ResponderExcluir
  3. Olha, confesso que achei a história interessante e tudo mais, ela parece falar de uns temas legais como distúrbio alimentar e o que isso faz com a pessoa, dá uma ideia do que elas sentem e tal. Mas o tipo de livro não me animou muito pra ler. É desses que sei que se pegar devo gostar, mas não animo pra pegar desse gênero mesmo. Pelo clichê, pela leveza...não sei. Tá bem raro eu ler coisas assim no momento e acabo não dando muita atenção =/
    Mas pra quem gosta de livros do tipo ele parece estar bem legal. Rápido de ler, romântico e bem gostoso de acompanhar. É bom pra passar o tempo e se divertir e suspirar.

    ResponderExcluir
  4. Olá Tali!!!
    Uau Tali, q resenha Show!!! Ameiiii!!! Me deixou mais ansiosa, pra ter essa série!!! Esse e o primeiro, já estão na imensa lista de desejos, por causa da primeira resenha...Mas tenho muito medo, de sofrer com a espera dos outros 2, sem data de lançamento... Maaaaass, por sua empolgação, acho q vai rolar fura fila, assim mesmo kkkkkkkkkkk
    Adorei saber, q é uma leitura romântica, mas com esse "alerta" da vida real!!!! ;-)
    Bjs :-*

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Agora fiquei ainda mais curiosa para ler esse livro, li o primeiro livro dessa serie e ele me conquistou, por isso assim que soube desse lançamento fiquei doida para poder ler, lendo a resenha gostei muito da historia da Ken, principalmente pela superação da personagem, também gostei muito desse casal e estou muito curiosa para finalmente ler essa historia !!

    ResponderExcluir
  6. Oi.
    Eu ja tinha ouvido falar do primeiro livro entretanto confesso que a premissa não me chamou atenção mas não posso dizer o mesmo destino segundo Adorei o porquê de escrever sobre os personagens este livro parece ser algo que me agradaria, e eu não vejo a hora de ler.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  7. Oi Talita!
    Mês passado me inscrevi em uns três top comentaristas que tinha esse livro. Pra você ver o tamanho da minha vontade de ler haha
    Nem me importo com o clichê porque eu sou puro clichê haha
    Beijokas
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  8. Oie, tudo bem?!?!
    Eu adoro as histórias dela. Sempre dou boas risadas. E quanto ao clichê, em minha opinião não há romance sem ele, então pra mim é premissa básica para dar certo.
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Olá Talita ;)
    Já tinha visto o livro e me interessei ainda mais com sua resenha!
    Conheço a autora mas nunca tive a chance de ler um livro dela.
    Mas adoro esses romances leves, que são clichês mas sem serem cansativos.
    Obrigada pela dica
    Bjos

    ResponderExcluir