Resenhas

segunda-feira, 15 de maio de 2017

:: Resenha 287 :: "Nove Regras A Ignorar Antes De Se Apaixonar", Sarah MacLean


Sinopse: A sonhadora Calpúrnia Hartwell sempre fez tudo exatamente como se espera de uma dama. Ainda assim, dez anos depois de ser apresentada à sociedade, ela continua solteira e assistindo sentada enquanto as jovens se divertem nos bailes. Callie trocaria qualquer coisa por uma vida de prazeres.
  E por que não se arriscar se, aos 28 anos, ela já passou da idade de procurar o príncipe encantado, nunca foi uma beldade e sua reputação já não lhe fará a menor diferença? Sem nada a perder, a moça resolve listar as nove regras sociais que mais deseja quebrar, como beijar alguém apaixonadamente, fumar charuto, beber uísque, jogar em um clube para cavalheiros e dançar todas as músicas de um baile. E depois começa a quebrá-las de fato.
  Mas desafiar as convenções pode ser muito mais interessante em boa companhia, principalmente se for uma que saiba tudo sobre quebrar regras. E quem melhor que Gabriel St. John, o marquês de Ralston, para acompanhá-la? Afinal, além de charmoso e devastadoramente lindo, ele é um dos mais notórios libertinos de Londres.
  Contudo, passar tanto tempo na companhia dele pode ser perigoso. Há anos Callie sonha com Gabriel e, se não tiver cuidado, pode acabar quebrando a regra mais importante de todas – a que diz que aqueles que buscam o prazer não devem se apaixonar perdidamente.


Olá pessoal!!!

Esse livro de hoje me deixou tãão feliz, que tive que vir aqui compartilhar com vocês a resenha. :D
Eu sou apaixonada por Romances de época. Sério, são os melhores romances que tem. Ando meio exaurida desses romances super hot, homens poderosos/submissas, então para aliviar um pouco minha mente, rsrsrs, nada melhor que iniciar a Trilogia números do amor, da Sarah MacLean, sem dúvida alguma, a Sarah é minha nova musa de Romances de época.


No livro 1, Nove Regras a Ignorar Antes de se Apaixonar, vamos conhecer Lady Calpúrnia Hartwell, para os íntimos (nós), Callie. Ela, desde sua estréia na cruel sociedade Londrina, foi taxada de feia, gorda e sem graça, fora dos altos padrões de Londres. Ela tem 28 anos e já é considerada uma solteirona. Ela é apaixonada por livros e sonha com um amor igual aos romances em que lê, mas depois de duas temporadas entre velhos viúvos, homens sem graça e vigários, ela desistiu de casar,  e ainda por cima, o amor da sua vida desde sua estréia, nem sabe da sua existência, então ela se juntou as velhas e solteironas nos cantos dos Bailes. 

"O jantar fora especialmente difícil, considerando-se que ficara imprensada entre a avó arrogante de Rivington e um primo particularmente insensível, ambos os quais pareciam acreditar que sua solteirice era um assunto aceitável para ser debatido. Estava começando a achar que não havia uma única pessoa nas famílias Rinvigton ou Allendale com o mínimo de tato. Eles acreditavam mesmo que ela não ficaria ofendida em ser consistentemente lembrada que ainda era uma solteirona? Pelo amor de Deus!"

Sua linda irmã, Lady Mariana, considerada a mais linda da família, encontrou o amor em sua temporada de estréia, e o privilegiado foi o Duque de Rivington. A mãe delas, tão feliz por finalmente casar um filho, resolve fazer um jantar em homenagem ao casal, e nesse jantar, ao ouvir escondido de sua irmã e seu noivo que ela seria a titia que cuidaria dos filhos deles, já que nunca iria casar, resolve beber todas e com ajuda do irmão, o Conde de Allendale, decide bolar uma lista de aventuras que gostaria de fazer, caso fosse homem, e que provavelmente mancharia sua reputação. Só que na cabeça de ambos esta lista era fictícia. Até que Callie, que já estava meio alta graças ao xerez que bebeu, jogou sua horrenda touca de renda no fogo, e resolveu ir atrás da primeira regra da sua escandalosa lista.


Em outro lugar de Londres, estava Gabriel St. Jhon, ou Marquês de Ralston, o maior libertino de Londres. Gabriel, que possui uma vida regada a vícios, mulheres e jurando que nunca iria se apaixonar, junto a seu irmão gêmeo, Nicholas, se deparam com uma notícia que os surpreendeu. Apareceu em sua casa, Juliana, filha da mãe que os abandonou, e que também abandonou Juliana na Itália, e como seu pai morreu, foi obrigada a ir à Inglaterra morar com os irmãos que nunca viu na vida. Gabriel e Nicholas se veem em uma enrascada, com uma irmã adolescente e ilegitima na abertura da temporada, e começam a pensar em maneiras de educá-la para se tornar uma dama, apresentá-la adequadamente à sociedade e arranjar um marido.

"Se estivesse sóbria, definitivamente não estaria de pé ali, sozinha, na frente da casa de um dos libertinos mais notórios de Londres, no meio da noite. Onde estava com a cabeça?
Nas nuvens, só podia ser."

O que o Marquês nem sonharia, era que no meio da noite, seu quarto fosse invadido por Lady Calpúrnia, um dos maiores pilares da alta sociedade Londrina, lhe pedindo um beijo. Gabriel ao mesmo tempo se vê agradecido pelo fato deles entrarem em um acordo e ela ajudar sua irmã Juliana a ser apresentada e recebida em Londres, em troca de seu beijo, e ao mesmo tempo fascinado pela coragem daquela mulher. E assim meio que sendo atraído nessa confusão, Gabriel se vê ajudando Callie a riscar todos os itens de sua lista.

"O cabelo despenteado, a gravata desamarrada, o colete desabotoado, cada centímetro de Gabriel era o retrato da devassidão. Naquele momento, não havia dúvidas de que Gabriel St. John, marquês de Ralston, era um libertino do mais alto calibre. Provavelmente tivera esse mesmo interlúdio com inúmeras outras mulheres - provavelmente para provar o mesmo ponto. Callie balançou a cabeça, decepcionada consigo mesma. Era óbvio não significava nada para ele. Como podia não ter visto isso?"

Sério, eu sou apaixonada pelos personagens desse romance, todos tem o lugar certo para tornar essa obra especial. Ele é um livro extremamente cativante e divertido, ele é picante, mas nada hot, só dá uma temperada na história. Garanto que ao ler você ficará com uma cara boba, ao ver as furadas em que Callie vai se enfiar, e vai se encantar por Gabriel. Apesar de ser o tipo famoso de libertino, ele vai se mostrar um homem maravilhoso ao longo do enredo. Em meio a visitas à tabernas, doses de Whisky, jogos, danças e apostas, teremos um romance super doce e imprevisível para os outros.


Callie vai nos mostrar que uma dama pode ser aventureira sim e Gabriel vai nos mostrar a redenção de um libertino. O final foi encantador, e me fez ansiar pelo próximo livro Dez Formas de Fazer um Coração se Derreter, que vai falar sobre Nicholas St. Jhon, irmão gêmeo de Gabriel. Então galerinha, se vocês  nunca leram nada da autora, corram para começar por esse. Melhor romance não há. ;)


Beijinhos :*

Título: Nove Regras A Ignorar Antes De Se Apaixonar
Autora: Sarah MacLean
ISBN-13: 9788580415049
ISBN-10: 8580415047
Ano: 2016
Páginas: 384
Editora: Arqueiro
Compre aqui: AmazonSaraiva
Skoob
Classificação: 



Sobre a autora:

Sarah MacLean passou boa parte da infância em meio a livros e bibliotecas, o que lhe inspirou o amor tanto por fatos históricos quanto por romances ficcionais. Formada pela Smith College e pela Universidade de Harvard, ambas em Massachussetts, foi quando se mudou para Nova York que Sarah finalmente decidiu unir suas maiores paixões e escrever o primeiro livro. Desde então, suas obras já entraram na lista de mais vendidos do The New York Times, do The Washington Post e do USA Today, além de terem sido traduzidas para mais de vinte idiomas. Vencedora do prêmio RITA na categoria Romances de Época, Sarah MacLean também é colunista no The Washington Post. Ela ainda mora em Nova York, com o marido e a filha.

Comente com o Facebook:

7 comentários:

  1. Oi Mariana, sou uma apaixonada por romances de época e amo essa história e seus personagens. Callie e Gabriel são apaixonantes, divertidos e nos entregam uma história que nos deixa a suspirar. Eu li o segundo e amei tb e Sarah entrou pra minha lista de autoras pra ler sempre rsrs, não posso ver um lançamento dela que fico doidinha pra ter (não amei todos os livros dela que li, mas curti todas as leituras). Amei a resenha e fiquei com vontade de reler a história <3

    ResponderExcluir
  2. Adorei essa Calpúrnia desde que vi a primeira resenha. Ela parece uma ótima personagem, fácil de se identificar, já que é uma leitora que sonha com amores feito os dos romances e essa ideia da lista foi demais!
    O livro parece ser bem divertido e fofo, acho que vou amar ver essas furadas da Callie e o Gabriel parece encantador mesmo. Com certeza quero ler *-*

    ResponderExcluir
  3. Olá Mari!!!
    Adorei a resenha!!!
    Confesso q achava q era uma série e não uma trilogia...e já queria muitooo, agora quero ainda mais!!! Não possuo nenhum deles ainda, mas estão na lista faz um tempo!!!
    Ainda não li nada dessa autora, mas sou louca em romance de época e com certeza vou me viciar na escrita dela....Sei q já lançou o 3, então estou ansiosa pra ter essa trilogia ;-)
    Bjs :-*

    ResponderExcluir
  4. Oi Mari.
    Eu assim como você sou apaixonada por esses personagens quando eu li esse livro não esperava amar tantos personagens apenas a história enfim tudo adorei que a mocinha quebra os padrões daquela época e que ela não é uma dama menina feia esperando o príncipe encantado blá blá blá mas que era uma mocinha forte que luta pelo que quer pelo menos depois que decide quebrar as regras e seguir seu coração simplesmente amei.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Até o presente momento não li nenhum livro desse gênero, porém esse título está na minha lista de desejados, no entanto imaginava que a estória fosse muito hot, e por isso ficava com receio de começar a leitura, e pela sua descrição tem algumas partes picantes, mas a estória vai além disso. Além do mais os personagens, principalmente o casal e bem desenvolvido, com diálogos cativantes, e bem humorados, tudo o que costumo gostar durante uma leitura. Por esse conjunto de fatores, pretendo logo dar uma chance a esse livro, pois tenho certeza que vou amar.

    ResponderExcluir
  6. Oi Mariana ;)
    Achei essa capa linda, esse título muito adequado e a história maravilhosa!
    Amo demais romances de época, e já conhecia a Sarah pela série O Clube dos Canalhas, então sabia que não tinha como dar errado!
    Adoro uma mocinha como a Callie, determinada e aventureira!
    E amei demais o Gabriel e o Nicholas (estou doida pra ler o livro dele!).
    Bjos

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Esse foi o primeiro livro da Sarah MacLean que li e ele me conquistou de uma forma que virou um dos melhores romances de época que li, essa historia tem um lugar especial para mim, adoro esse casal e a Callie finalmente vai atras do que quer, acho lindo como a autora vai construindo o romance aos poucos e adoro as cenas na qual a Callie vai cumprir os desafios !!

    ResponderExcluir