Resenhas

quarta-feira, 7 de junho de 2017

:: Resenha 295 :: "Dez formas de fazer um coração se derreter", Sarah MacLean


Sinopse:  Isabel Townsend não é exatamente o que se espera da filha de um conde. Apesar de ter a pele delicada e de saber se portar como uma dama quando necessário, a jovem também monta a cavalo, conserta telhados, administra a propriedade e cria o irmão caçula desde que a mãe faleceu – tudo isso sem despertar a menor suspeita de que não há um homem sequer para cuidar de sua família.
  Para o pai dela, que só queria se divertir e gastar dinheiro em jogatinas, pouco importava o que ela fizesse. Porém, quando ele morre, Isabel se vê sem recursos e precisa defender os direitos do irmão, ameaçados pela chegada iminente de um tutor. Assim, não lhe resta saída senão vender sua coleção de estátuas de mármore, o único bem que herdou.
  Para sorte sua, um especialista em antiguidades acaba de chegar ao condado. Inteligente e sensual, lorde Nicholas St. John é um solteiro convicto que deixou Londres para se livrar das jovens que passaram a persegui-lo desde que foi eleito um dos melhores partidos da cidade.
  Em poucos dias, fica claro para Nick que Isabel é a mulher mais obstinada e misteriosa – além da mais interessante – que já cruzou seu caminho. Ao mesmo tempo, ao conhecê-lo melhor, a independente Isabel percebe que há homens em que vale a pena confiar. Enquanto eles põem de lado suas antigas convicções, seus corações se abrem para dar uma chance ao amor.


Olá pessoal!!!
Se preparem para mais um livro extremamente engraçado, cativante e... apaixonante.
Se você leu a minha resenha falando sobre o livro 1, viu que eu falei que me apaixonei pelo Gabriel e Callie. Mas, como sou bipolar, tenho um novo casal favorito: Isabel e Nicholas. Se você estiver a procura de uma mocinha cabeça dura e extremamente independente e um mocinho destemido e hiper cavalheiro, acaba de encontrar.

"Não se pode negar que há uma verdadeira epidemia espalhando-se entre as moças de Londres - uma trágica realidade que termina em nada menos do que a pior situação possível. Estamos nos referindo, é claro, à solteirice.  Com tantas damas em nossa bela cidade tão lamentavelmente afastados da brilhante luz da dádiva do casamento, chega a ser um crime que esses jovens e promissores botões talvez nunca tenham a chance de florescer! Assim, cara leitora, foi pensando no bem público que compilamos uma lista de soluções testadas ao longo do tempo para simplificar a mais assustadora das tarefas: conseguir um marido. Apresentamos, humildemente, as Lições para Conquistar um Lorde."

  Lady Isabel Townsend é filha do Conde de Reddich, mais conhecido por Conde Perdulário. Ela tem 24 anos, nunca debutou, nem ao menos sequer conhece Londres, não conhece os modos de uma dama e muito menos sabe dançar. Seu Pai, um homem terrível, abandonou a família em um buraco de Yorkshire e foi viver uma vida desregrada e esbanjadora em Londres, e assim gastando todo dinheiro do condado. Como ele era viciado em apostas e jogos e não tinha com que pagar suas dívidas, ele oferecia a mão da sua filha em casamento em troca da quitação de seus débitos. Então, por vez ou outra, Isabel tinha que lhe dar com esses homens que apareciam em Townsend Park, exigindo o ''pagamento'' do Conde. Por sorte ela sempre era defendida por seu cavalariço-chefe, seu cozinheiro e até mesmo seu mordomo, e assim os pretendentes saiam correndo de medo.

  O que ninguém sabia, era que na verdade, por trás da sua casa habitavam somente mulheres, o único homem que ali residia era o irmão de Isabel James, que com apenas 10 anos de idade viria a ser o novo Conde com a morte do seu pai. A Casa de Minerva, como era conhecida, recebia mulheres em apuros, as acolhia e as ajudava. E assim, Isabel se vendo sem saída para arcar com os gastos da casa, já que seu pai não havia lhe deixado nada, apenas um procurador que ninguém conhecia e que ela estava morrendo de medo dele tomar tudo dela, então ela vai tentar dar um jeito para conseguir dinheiro para arrumar as cercas, o telhado, ajudar as garotas e ainda enviar James para escola, para aprender a ser um Conde. Assim, pensa no único jeito de conseguir dinheiro que é casar (algo que não está em seus planos), ou vender as suas estátuas de mármore, herança da sua mãe e as coisas que ela mais ama na vida.

"E todas haviam acreditado que Isabel podia encarar qualquer desafio.
Mal sabiam elas.
Isabel tinha tanto medo quanto as outras. Tanta insegurança quanto elas.
Respirou fundo para se acalmar e, quando falou, fez o melhor para soar confiante - rezando para que as outras acreditassem.
- Ela precisa da Casa de Minerva. E a Casa de Minerva irá enfrentar o desafio.
Eu espero."

  Já na loucura Londrina, se encontra Nicholas St. Jhon, mais conhecido atualmente como o solteiro mais cobiçado de Londres. Após sair uma reportagem em uma revista de fofocas sobre os melhores solteiros, e ele ser considerado como o melhor, as mulheres estavam enlouquecidas atrás dele. E ao ser procurado pelo Duque de Leighton para procurar sua irmã adolescente que fugiu de casa, ele se vê aliviado em sair da cidade. Acompanhado do seu fiel escudeiro Rock, amigo que ele trouxe de sua viagem à Turquia, viagem essa que lhe deixou uma cicatriz em seu rosto, eles se verão seguindo as pistas do paradeiro de Georgiana, a irmã do Duque, e vão acabar parando um vilarejo no interior de Yorkshire.

  Ao aguardar Rock levar os cavalos para a Pousada, ele vê ao longe uma linda mulher que por pouco não foi atropelada por uma carruagem desgovernada, e assim ele a salva. Nick possui uma atração por mulheres em perigo, e assim conhece Lady Isabel. Isabel quando soube que foi salva por Nicholas St. Jhon, o maior antiquário de toda Inglaterra, se vê na maior felicidade e o convida para ir na sua casa para avaliar as esculturas. Nicholas desconfiado daquela linda e misteriosa mulher, se vê na sua casa tentando desvendar todos seus segredos. As garotas da Casa de Minerva, ao verem os homens na casa morrem de medo, primeiro por todas elas estarem ali escondidas e segundo, elas estavam escondendo a irmã de um Duque. Coisa boa não viria dali.

  Aiii gente, minha vontade mesmo, é de contar o livro inteiroo, mas como não posso, rsrs, digamos que Isabel e Nick vão se ver em um romance em que nenhum dos dois queria, ambos são magoados por questões do passado, mas quando ela vê aquele espécime de homem querendo ajudá-la, ela que já é acostumada a carregar tudo sozinha nas costas, vai adorar ter alguém com que contar e resolver as coisas por ela.
  Esse é um livro que me emocionou muito, a força da Isabel, para aquela época é impressionante, ela é totalmente destemida e eu amoo mocinhas fortes e cabeça feita, sabe? Mesmo depois de tudo o que ela passou, ela continua firme com seus ideais, e a presença de Nick é a âncora que faltava em sua vida, ele vai nos mostrar que não é apenas irmão de um Marquês, tem muiito mais por baixo daquela beleza. Mesmo com todas as trapalhadas deles, é um romance fofo e lindo. Ele irá surpreender vocês, confiem em mim ;)

"Era estranho. Ali, no aposento mal iluminado, com a mágica da valsa, a luz das velas e aquele homem forte e maravilhoso, ela queria que fosse verdade. Queria estar ligada a ele. Ser sua parceira. Ter a vida que as palavras dele insinuavam. Ali, enquanto ela se perdia na sensação da dança, no movimento de seus corpos e no calor dos braços dele, Isabel se permitiu ter o sonho que havia sufocado tanto tempo antes."

  A leitura é bem fluída, você vai ansiar para saber qual será o final desse casal. É um enredo super clichê e feminista, o que gosto muito, pois adoro mulheres fortes e obstinadas e sem muito mimimi. E mais uma coisa, esses livros não precisam ser lidos necessariamente na ordem de lançamento. Mas acompanhá-los é uma delícia ;)
  Obs: Só tenho uma coisa a declarar: Julia Quinn que se segure, mas a Sarah é minha atual autora favorita de romances de época.
Sem Mais

Bisou bisou



Título: Dez Formas de Fazer um Coração se Derreter
Autora: Sarah MacLean
ISBN-13:  9788580415292
ISBN-10:  8580415292
Ano: 2016
Páginas: 352
Editora: Arqueiro
Compre aqui: AmazonSaraiva
Skoob
Classificação: 



Sobre a autora:

Sarah MacLean passou boa parte da infância em meio a livros e bibliotecas, o que lhe inspirou o amor tanto por fatos históricos quanto por romances ficcionais. Formada pela Smith College e pela Universidade de Harvard, ambas em Massachussetts, foi quando se mudou para Nova York que Sarah finalmente decidiu unir suas maiores paixões e escrever o primeiro livro. Desde então, suas obras já entraram na lista de mais vendidos do The New York Times, do The Washington Post e do USA Today, além de terem sido traduzidas para mais de vinte idiomas. Vencedora do prêmio RITA na categoria Romances de Época, Sarah MacLean também é colunista no The Washington Post. Ela ainda mora em Nova York, com o marido e a filha.

Comente com o Facebook:

7 comentários:

  1. Oi Mariana, a Sarah também vem me ganhando a cada livro, um melhor que o outro, vários favoritos e muitas histórias encantadoras. A história de Isabel e Nick é ótima e curti demais conhecer Isabel e a casa de Minerva, foram cenas engraçadas e maravilhosas e gostei tanto quanto do primeiro <3

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Amei esse livro logo de cara, e pela sua empolgação ao escrever a resenha percebo que ele realmente é um livro que não terei arrependimentos ao ler. Amo livros de romance e bem clichê!

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Quando vi esse livro eu me apaixonei pela capa e pelo título, pensei que fosse apenas algumas regras por causa do título mas cheguei a me engana. A trama do luto enmaravilhosa, envolvente a personagem te faz amar ela personalidade forte que ela tem de querer carregar o peso do mundo em suas costas em querer ajudar suas irmã pelo que o pai fez, isso é incrível. O romance entre ela e o conde ser um amor único com certeza é um clichê romântico de tirar o fôlego.

    ResponderExcluir
  4. Gente me apaixonei pela história, essa autora já estava na minha lista de leitura faz um tempinho mas nunca conseguia ler um livro dela, a leitura do me fez ficar mais curiosa com essa história *--*

    ~Um livro, por favor?

    ResponderExcluir
  5. Olá Mari!!!
    Ameiii a resenha... Como amei a do primeiro livro <3 <3 <3
    Estou cada vez mais ansiosa por esses livros!!! Mocinhas fortes e histórias de época engraçadas,são minha paixão...Julia Quinn tem lugar no meu coração, mas as outras tb tem... Como ainda não li a Sarah, vou mencionar a Lisa Kleypas (Amooooooo <3)
    Agora é torcer, pra conseguir logo os da Sarah, pra acrescentar a lista de favoritos do coração, pq na lista de desejados, já está ;-)
    Bjs :-*

    ResponderExcluir
  6. "engraçado, cativante e... apaixonante" Essas palavras já me conquistaram para querer ler, apesar de não ler muito romances de época de tanto que vejo falar bem tenho vontade de ler e conhecer mais e essa é uma excelente dica.

    ResponderExcluir
  7. Hey ^^
    U.u já li !!
    Adoro muito a escrita da Sarah é tão envolvente !!
    Adorei a sua resenha e entendi sua empolgação ao falar do livro (Eu concordo )

    Quem não conhece a Sarah então conheçam! !

    ResponderExcluir