Resenhas

segunda-feira, 19 de junho de 2017

:: Resenha 299 :: "A Conquista", Elle Kennedy


Sinopse: De todos os jogadores do time de Hóquei da universidade de Briar, John Tucker se destaca por ser o mais sensato, gentil e amável. Diferente de seus amigos mulherengos, ele sonha mesmo é com uma vida tranquila- esposa, filhos e, quem sabe um dia, abrir um negócio próprio. Mas nem mesmo o cara mais calmo do mundo estaria preparado para o turbilhão de emoções que ele está prestes a enfrentar. Sabrina James é a pessoa mais ambiciosa, dedicada e batalhadora do campus. Seu jeito sério e objetivo é interpretado por muitos como frieza, mas ela não está nem aí para sua fama de antipática. Tudo o que ela quer é passar em Harvard, tirar ótimas notas e conquistar a tão sonhada carreira como advogada. Só assim ela conseguirá escapar de seu passado difícil e de sua família terrível. Um acontecimento inesperado vai desses jovens de cabeça para baixo. Tucker e Sabrina vão precisar se unir e rever seus planos para o futuro. Juntos, eles aprenderão que a vida é cheia de surpresas, e que o amor é a maior conquista de todas.

Quem não odeia quando uma série incrível acaba? Dá aquele sentimento amargo de saudade, de que nunca mais vamos ver aqueles personagens que acompanhamos com tanto carinho (a não ser que decida fazer uma releitura, o que dado ao meu enrolamento com leituras novas é uma projeção quase impossível!) e ao mesmo tempo tem aquele sentimento bom de dever cumprido, que conseguimos chegar ao final, que tá todo mundo feliz! A verdade é uma só, Amores Improváveis acabou, o último dos meninos que moravam com o Garreth (aquele lá que fez um acordo bizarro e que amamos no livro 1), finalmente achou o seu par, então nos resta duas coisas: a primeira é a certeza que os quetinhos são sempre os mais safados (né Tucker?) e que eu quero mais. Faz do time todo dona Elle, que ainda vai ser pouco!

Um aviso rápido: estamos falando do último livro dessa série, então se você ainda não leu O Acordo, O Erro e o O Jogo, faça um grande favor a si mesmo e larga essa resenha e vai lá na livraria da sua preferência (uma que entrega rápido é a minha dica) e compre logo os quatro livros de uma só vez, você vai amar, vai mesmo! Nem estou ganhando comissão para falar isso, é apenas a verdade! E por mais que eu desejasse fazer dessa uma resenha spoiler free, é bem complicado não deixar escapar uma ou outra coisa.

Sabrina James não está acostumada a ser amada. Às vezes me pergunto se ela sequer sabe amar alguém de volta.

A Conquista é todo sobre Tucker conseguindo entrar no coração da Sabrina James, que honestamente, trancou esse danado com segurança digna da Casa Branca e dá para entender bem o porquê. No final de O Jogo, Tucker joga a Bomba (se você leu sabe o que estou falando, mas se não, vou deixar só como Bomba) na casa e já sabíamos pelo livro anterior que o cara estava saindo com alguém, mas nenhum dos amigos pareciam saber com quem, mas Tucker é o mais calmo dos quatro amigos, é aquele que cuida da casa, dos amigos, que é galinha, mas não espalha. Mas já diz o ditado… Come melhor, quem come quieto, ou algo assim!

Ai, minha nossa. Sexo com Tucker é mais safado e sensual do que imaginei. Não achei que seria assim, mas os quietinhos costumam ter essa fama, certo?

Durante todo o romance do Dean e da Allie, que vemos lá em O Jogo, sabemos que Tucker tem alguém e A Conquista vai correr então em paralelo ao livro anterior. Não ache que vamos ver um O Jogo – Versão Tucker, sim, tem momentos que acontecem nos dois livros e agora vamos ver eles através do Tucker e da Sabrina, mas não é a proposta do livro! Aqui, a Elle se dispôs a falar como o cara mais calado daquela casa conquistou o coração da Sabrina, e apesar de todos os livros terem uma sedução, nesse aqui a Dona Elle pegou pesado, Tucker foi muito amor e definitivamente o livro é dele!

Este tem a leveza de uma pétala de flor e é doce como o mel em que ele envolve suas palavras. É como se Tucker estivesse despejando ternura em mim aos baldes. A cada toque dos seus lábios contra os meus, está repetindo a promessa de não me dar nada mais do que o que eu pedir.

Não lembra quem é a Sabrina? Lembra da “amiga” que estava com o Beau Maxwell em O Erro? A que implicava com o Dean? Essa Sabrina! Fechada, reservada e descrita pelos meninos como linda de viver, Sabrina tem uma vida difícil, se equilibrando entre dois empregos, a faculdade na Briar, uma estrutura familiar de merda (Sabrina é criada pela avó, já que a mãe sumiu no mapa com um namorado e na casa delas também mora um ex padrasto da Sabrina que anda de caso com a sua avó e é um escroto que fica cantando a Sabrina) e os preparativos para a escola de direito em Harvard. Ela não tem tempo para relacionamentos. Por isso e por acreditar que os atletas são melhores na cama (ela não é boba né?), Sabrina apenas vive de relacionamentos casuais até que conhece o Tucker, um homem que a faz desejar mais, porém, ela tem uma meta a ser conquistada e não vai abrir mão de se formar advogada e sair do lugar de onde veio por um namorado… Até a Bomba acontecer!

Para o mundo, Sabrina James faz pose de durona e imune a tudo, mas, na verdade, ela é vulnerável, gentil e preciosa. (...) Dormimos abraçados. Duas metades de um todo maior e melhor.

A Conquista fechou a série mantendo os mesmos elementos que nos levaram a amar todos os livros anteriores. Casal quente, amigos divertidos e sempre presentes (Garreth e Logan se superaram nesse livro!), um assunto bem sério e importante para a gente dar uma parada e pensar o que você faria se fosse com você? Tem tudo que deu certo nos outros e mais um pouco, porque Tucker é amor. Porém, esse livro é definitivamente mais denso que os anteriores porque a vida da Sabrina (notem que não é o seu passado e sim a sua vida!) é muito pesada, a Dona Elle se arriscou muito aqui, se tratando de um YA talvez nem todos os leitores tenham aquela maturidade para entender as escolhas que a Sabrina faz. Sim tem horas que ela exagera, mas livros são como novelas, as pinceladas são mais fortes para render drama. 

Acho que, se existisse alguém capaz de partir meu coração, essa pessoa seria você.

Talvez hoje, enquanto escrevo essa resenha, A Conquista não seja o meu favorito entre os 4 da série, mas se eu tentar listar os 4 em ordem não rola, eu tentei de verdade fazer isso e não tem como, tem hora que entra Acordo em primeiro, tem hora que vem O Erro, tem hora que eu jogo tudo para o alto e falo que A Conquista foi melhor por ser mais denso, e tem hora que a safadeza do Dean leva tudo… Não tem como escolher entre os quatro! Mas essa resenha é sobre o Tucker com o seu sotaque e barba sexys, sobre a vida dura da Sabrina e como ela ainda consegue rir no meio daquilo tudo e é sobre A Bomba, então sim, vai sim entrar de favorito na hora do bolinho porque eu sou dessas! E a melhor noticia… saca só essa imagem:

VAI TER MAIS SIM!!! MANDA MAIS QUE TÁ POUCO!!!



Nome: A Conquista
Série: Amores Improváveis #4
Autora: Elle Kennedy
ISBN-13: 9788584390663
ISBN-10: 8584390669
Ano: 2017
Páginas: 296
Compre aqui: Amazon | Saraiva
Classificação:

Sobre a Autora:


Elle Kennedy cresceu nos subúrbios de Toronto, Ontario, e é bacharel em Inglês pela Universidade de York. Desde cedo, ela sabia que queria ser uma escritora, e começou a perseguir ativamente esse sonho, quando ela era adolescente.

Comente com o Facebook:

13 comentários:

  1. Oi Talita, confesso que Sabrina não tinha me causado uma boa primeira impressão nos livros anteriores, mas pelo que li na resenha vou aprender a gostar e torcer por ela, e Tucker, se ele é amor já me ganhou haha... Essa proposta mais tensa da história parece funcionar muito bem e já quero ler também, preciso, os anteriores foram ótimos e como eu sou de releituras daqui a algum tempo é bem capaz de encaixar essa série entre os novos e reler :D Amei a resenha Talita e espero amar essa história também <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lili, eu tinha a mesma primeira impressão da Sabrina e suspeito que foi proposital da Elle, a gente construiu uma imagem mental da Sabrina que é a mesma do pessoal da Briar e vai descobrindo mais dela, venda essa Sabrina que o Tucker percebe. Eu acho que fechou bem a série, mas sou muito fã então vou adorar tudo rsrs
      bjs

      Excluir
  2. Ola,
    Eu já tinha conhecido essa série porém não li ele ainda mas ao ler as resenhas fico com enorme vontade de conhecer esses romances entre amigos que no final acaba cada um encontrando seu par. A premissa realmente é muito boa, é ruim quando vimos aquela série que amamos chegar ao fim!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lily,
      Eu só posso te falar para ler todos os quatros livros logo porque são uns amores! tem romance na medida certa, comédia, drama, papos sérios, uma das minhas favoritas com toda a certeza!
      Bjs

      Excluir
  3. Olá Tali!!!
    Ameiii a resenha!!!
    To lendo "O Acordo" e já to amando...Sim e com certeza, vou chegar em "A Conquista" <3 ... Só preciso resolver um "pequeno detalhe"...Comprá-lo kkkkkkkk, mas até terminar os outros, rola uma esperança, de já ter conseguido realizar esse objetivo kkkkkkk ;-)
    Não "manjo muito dos inglês", mas essa notícia acima, me pareceu um série paralela (será??), pois o nome está como "#1"... Quando a série é boa, pode mandar continuação / paralela / spin-off... q agradeço imensamente!!! <3 ...Já to sentindo, q essa vai entrar pros meus favoritos da vida <3 ;-)
    Bjs :-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Van!
      O Acordo é muito bom, como eu disse, só não falo que é o favorito porque eu amei todos! E como não amar essa série?
      A imagem que postei fala sobre um spin-off com dois personagens que você vai conhecer em breve, o Fitzy e a Summer, irmã do Dean!
      Bjs

      Excluir
    2. Já tô no Dean e tb tô amando todos mesmo <3 !!!
      Já quero esse spin-off tb, pq o pouco q soube da Summer, já deu pra sentir q vai tocar o terror kkkkkkkkk
      Bjs :-*

      Excluir
  4. Ainda não li nenhum deles, mas de tanto que leio resenhas muito positivas que minha vontade de ler só tem aumentado.
    Já sei que irei gostar de Tucker <3 e fico feliz que esse ultimo livro tenha sido ótimo, mais um incentivo para eu ler. A unica coisa que não gosto muito são das capas,mas isso não muda o fato de que irei ler.

    ResponderExcluir
  5. Olá Talita
    Eu já li os três, comprei ontem o O jogo, e tô amando...mais estou muito ansiosa pra ler o quarto, sempre fiquei muito curiosa pra saber a história de tucker,mas não gostei muito de saber que é a Sabrina, logo no começo achei que ela era apenas uma vadiazinha e que não queria nada com nada, porém estou vendo que ela não é nada do que eu pensei. Irei comprar logo o quarto, não vou morrer de curiosidade, nem morta kkk
    Beijo de Ray fields

    ResponderExcluir
  6. Olá Talita
    Eu já li os três, comprei ontem o O jogo, e tô amando...mais estou muito ansiosa pra ler o quarto, sempre fiquei muito curiosa pra saber a história de tucker,mas não gostei muito de saber que é a Sabrina, logo no começo achei que ela era apenas uma vadiazinha e que não queria nada com nada, porém estou vendo que ela não é nada do que eu pensei. Irei comprar logo o quarto, não vou morrer de curiosidade, nem morta kkk
    Beijo de Ray fields

    ResponderExcluir
  7. Hey ^^
    Conheço e gosto da escrita e Elle e dessa série só li O Acordo e O Erro e não me recordo muito bem 😮
    Mas sei que é apaixoante !!
    A Conquista ja está na minha lista de livro juntamente com a releitura de O Acordo e O Erro !!
    Bjos

    ResponderExcluir
  8. Tucker, seu lindo! Olha, eu concordo com você, é muito difícil colocar os livros numa ordem de preferência.
    Apesar que o meu preferido é o primeiro pq eu fiquei louca pelo Garret, mas os outros? Ainn, tb são tão maravilhosos. Como a Sabrina sofreu né? Essa menina tem o meu respeito. E o Tucker... Queremos! rsrs
    E o livro novo?! Que felicidade! Manda mais, Paralela!

    ResponderExcluir