Resenhas

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

:: Resenha 317 :: "Singular: Uma história de Poder Extra G", Thati Machado


Sinopse: Noah sempre quis ser um garoto. Exatamente desse jeito. Com ponto final depois do substantivo masculino. Bom, ao menos era assim que as outras pessoas viam a situação. Para Noah, ele era um garoto. Novamente: ponto final.
Durante toda uma vida Noah se sentiu deslocado, diferente, estranho. Era como se ele fosse um pacote que precisava vir acompanhado de cuidados e explicações. O que ele não sabia − mas estava prestes a descobrir − é que era único. Era singular.
Como muitos garotos − com ponto final − Noah também esperava encontrar alguém com quem dividir absolutamente tudo. E enquanto isso não acontecia, ele achou que seria uma excelente ideia curtir o carnaval na cidade maravilhosa. Ele só não esperava que a terra de clima quente e pessoas calorosas pudesse lhe oferecer muito mais.

Amores, talvez vocês já tenham notado que eu sou uma devoradora de romances. Sim, estou lendo outros gêneros. Sim, tenho outros gêneros queridinhos, mas um romance é um romance e um lance é um lance, ou seja, por mais curvas que eu faça, sempre vai ter um romance na minha mesa para ser lido. O problema de ler tantos romances é que, muitas vezes, rola aquele sentimento de estar sempre vendo as mesmas configurações de casais uma e outra vez, de que existe uma fórmula que os autores acabam usando para atrair leitores. Nada contra quem faz isso, mas às vezes é bom seguir um caminho novo e foi exatamente isso que me atraiu em Poder Extra G, da Thati Machado e quando a autora procurou o Viciados em Leitura para resenhar Singular, eu não pensei duas vezes antes de aceitar. Se você busca romance com um toque único e especial, chegou ao lugar certo.
Singular é a história do Noah, irmão do Nico que conhecemos lá em Poder Extra G. E já que puxamos o assunto, é possível ler Singular sem ler o Poder Extra G, mas eu não recomendo, alguns momentos do livro ganham profundidade e mais importância e peso justamente porque vimos tal coisa em Poder, então é bom ler os dois, e na ordem. E vamos combinar que a escrita da Thati merece ser lida, eu falei na resenha de Poder que o livro é um must read e Singular também é, então bora ler!

Meu nome é Noah, mas espero que vocês já saibam disso. Nasci em Buenos Aires, lugar onde vivo até hoje. Como vocês também já sabem, sou um homem trans, mas isso, no entanto, não é o que me define. Trata-se apenas de um detalhe como tantos outros.

Como eu estava falando, Singular é a história de Noah, e como descobrimos em Poder Extra G, Noah é um jovem homem trans, ou seja, Noah nasceu uma menina, mas sempre se identificou como um menino e quando o conhecemos no livro anterior, ele é um homem, sendo reconhecido como tal pela sua família, menos o seu pai. E aí vem a primeira grande sacada da Thati. Todo o período de transição do Noah, sua infância, sua relação com a família, é contada no começo do livro. Temos até o ponto de vista da Elena, sua mãe, e esses capítulos são muito ricos de detalhes, emoções e profundidade, não é apenas levantar uma bandeira, é fazer com que, nós, os leitores, tenhamos uma pequena parcela de como foi complicado para o Noah simplesmente ser ele mesmo!

Quantos remendos um coração pode aguentar sem parar de bater? Já perdi a conta.

Ao longo do começo do livro vamos descobrindo o Noah, suas inseguranças, sua vida atual, o sofrimento pela rejeição do pai, o amor incondicional que ele tem e recebe da sua mãe e do seu irmão e as dores da rejeição no amor, o quanto é complicado para ele se relacionar com as mulheres, já que ele tem a aparência de um homem cisgênero (ele não tem mais características femininas), mas ainda é trans e algumas meninas o rejeitaram bem na hora H. E aí ele conhece a Nina e a Marcela e essas duas brasileiras mudam a sua vida.

Nina não me via como um transgênero. Via-me apenas como homem. E eu sempre quis ser visto dessa maneira. Talvez por isso tenha confundido a coisa toda. Talvez por isso tenha arriscado perder a amizade do meu irmão e melhor amigo. Era tudo tão confuso e nebuloso na minha mente... Também em meu coração.

Nina é a protagonista de Poder Extra G e o amor da vida de Nico. É ela quem ensina para o Noah que ele não precisa de um pênis para ser um homem e que ele é um, por suas atitudes e jeito de ser. Já a Marcela, melhor amiga da Nina que também vai morar na Argentina, é quem levanta a moral sexual, vamos assim dizer, do Noah, em um momento que ele realmente precisa. E é esse Noah, mais confiante, que vem ao Brasil (se você leu minha resenha de Poder, sabe que Nico e Noah são argentinos) curtir o carnaval, beijar muitas bocas e… Acaba se apaixonando pela Rafaela.

Ninguém consegue ir muito longe sozinho , por mais forte que seja. Enquanto sentimentos como amizade e amor forem fortes o bastante, a intolerância e o ódio não vencerão!

A Rafaela é uma ex-modelo brasileira que acabou deixando a profissão de lado quando engordou devido ao tratamento de endometriose que teve que fazer. Rafaela, agora uma estudante de Biologia carioca, está passando o carnaval em um apartamento com as “amigas” da época de modelo e logo vemos que aquela amizade já não faz bem para ela e tão logo ela e o Noah se conhecem, e bate aquela conexão. Rafa mostra ao Noah o amor e ele mostra para ela que ela é linda do jeito que ela é.

Um corpo bonito é aquele que habita uma pessoa feliz.

Singular é uma leitura que o nome já exprime tudo que o livro é, singular. Ter um protagonista masculino trans e uma feminina plus size, é ousado, mas a Thati sabe levar a história sem tornar ela didática. Nos envolvemos na história, com os personagens e o livro se torna especial por sua singularidade e não por ser uma bandeira. É impossível não sentir pelo Noah, querer proteger a Rafaela das amigas ruins, é impossível não amar essa trama tão bem desenvolvida. Se você tem que ler? Meus amores, vocês precisam ler esse livro! 

E isso é o que eu chamo de sexo de verdade. Não a penetração ou o ato em si... Mas a forma como os seres humanos se desnudam e se entregam de corpo e alma em busca de um sentimento muito além do prazer.

Ele simplesmente possui a combinação perfeita entre romance, comédia, suspiros e uma trama que vai na contramão de muitos dos livros que vemos por aí. É leve e ao mesmo tempo fala com muita seriedade de um tema (Transexualidade) que precisa ser mais dito, mais lido e mais debatido para que o preconceito sobre ele acabe. Esqueçam vilões e armações, a vida e suas porradas já fazem todo o trabalho, não vejam esse livro como uma romance qualquer, ele é um puta romance! Leiam! Só isso, leiam!
Porque não importa quantas vezes tentem nos calar, nos mudar, nos “consertar”, nós continuaremos nossa luta, continuaremos usando nossa voz na tentativa de erradicar o ódio e a intolerância.

Nome: Singular: Uma história de Poder Extra G
Autora: Thati Machado
ISBN-13: B074MK4NQ7
Ano: 2017
Páginas: 405
Editora: Amazon
Compre aqui: Amazon
Classificação: 

Sobre a autora: 

Thati Machado tem 24 anos e mora em Niterói – RJ. Suas paixões são muitas: os livros, a escrita, os palcos, a lente das câmeras... Começou a escrever poemas e versos aos doze anos. Aos quinze escreveu sua primeira peça no colégio. Logo em seguida começou a escrever histórias para publicar em redes sociais. Alcançou a marca de mais de 3.500 membros na comunidade de suas histórias e cada uma de suas páginas tinha mais de dez mil comentários. Estudou artes cênicas e publicidade, trabalha como modelo Plus Size, é blogueira literária no www.nemteconto.org e todo o restante de seu tempo é destinado às histórias que habitam sua mente. Atualmente possui um livro físico (Ponte de cristal), duas obras na Amazon (Com outros olhos & Papel, caneta e ação) e a mais recente (Poder Extra G) está disponível no wattpad.

Comente com o Facebook:

4 comentários:

  1. Eu acho q sou suspeita, mas vou falar tudo assim mesmo!
    ADORO A THATI MACHADO!
    O que ela escreve e como escreve eu adoro!
    Quando li Poder, muitas vezes estava p baixo por estar gorda, me sentindo uma droga! Mas aí vinha a Toda poderosa Nina e me dizia o contrário. Cara, esse livro é FODA!
    Então depois levantar muita moral de gordinhas por aí, a THATI veio com o Noah!
    A aceitação do que você é para você é um sopro de vida para quem está se afogando!
    A Thati fez isso muito bem nos dois livros, nas duas histórias. Eu adoro esses dois personagens!
    Talita, adorei sua resenha! 😘

    ResponderExcluir
  2. Olá Tali!!!
    Ameiii a resenha!!! E confesso q ainda não li nada dessa autora, não por falta de vontade, pq Poder Extra G está na "imensa lista" já faz um tempo... O problema é exatamente esse, a "imensa lista" e tb a falta de "tempo $" pra tê-los... Mas fiquei extremamente curiosa com história de Singular, e vai para fila tb sim/com certeza... Vou seguir a ordem e ler Poder Extra G primeiro ;-)
    Bjs :-*

    ResponderExcluir
  3. Talita, sua linda! Me enche de alegria saber que você curtiu a história do Noah e da Rafa. Apesar das temáticas ainda tidas como "polêmicas", tentei criar uma trama leve e romântica que, como você muito bem observou, não fosse didática. Os personagens dessa série são MUITO importantes para mim e é maravilhoso vê-los alçando voos tão altos. Obrigada pelo carinho não só comigo, mas com cada um deles. Ler a sua resenha transformou a minha quinta-feira e serei eternamente grata <3

    ResponderExcluir
  4. Também sou suspeita.... Mais como não se apaixonar por uma pessoa com uma escrita tão contagiante e histórias onde nos tira suspiros, lágrimas, risadas e deixa nossas emoções a flor da pele!! Parabéns pela resenha e tenho certeza de que outros livros da Thati irão nos emocionar!!!!!!

    ResponderExcluir