Resenhas

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

:: Resenha 322 :: "Como Agarrar Uma Herdeira", Júlia Quinn


Sinopse: Quando Caroline Trent é sequestrada por engano por Blake Ravenscroft, não faz o menor esforço para se libertar das garras do agente perigosamente sedutor. Afinal, está mesmo querendo escapar do casamento forçado com um homem que só se interessa pela fortuna que ela herdou.
Blake a confundiu com a famosa espiã espanhola Carlotta De Leon, e Caroline não vai se preocupar em esclarecer nada até completar 21 anos, dali a seis semanas, quando passará a controlar a própria herança milionária. Enquanto isso, é muito mais conveniente ficar escondida ao lado desse sequestrador misterioso.
A missão de Blake era levar “Carlotta” à justiça, e não se apaixonar por ela. Depois de anos de intriga e espionagem a serviço da Coroa, o coração dele ficou frio e insensível, mas essa prisioneira se prova uma verdadeira tentação, que o desarma completamente.

Oi, amores! Como vocês bem sabem, eu sou a louca dos romances de época, basta um romance desses sair que eu já fico louca para ler e quando Como agarrar uma herdeira apareceu nas minhas opções de pedido para a parceira Arqueiro, eu dei uma surtada! Um livro de época, com o selo de qualidade Arqueiro e de autoria da sempre diva Júlia Quinn, precisava ser lido. Tão logo terminei O Beijo Traiçoeiro, catei ele na estante e já fui abrindo os trabalhos, e que bela decisão eu tomei! Embora esse livro não seja tão bom quanto Os Bridgertons, ainda é um livro da Júlia Quinn que tem tantas qualidades que merece ser lido!

Em Como agarrar uma herdeira vamos dar de cara com uma muito enrolada Caroline Trent, que apesar de não ser nobre, é uma jovem herdeira de um comerciante, que tendo ficado orfã aos 10 anos, passou por uma sucessão de tutores ruins de olho no seu dinheiro até que o último, quando faltava apenas 6 semanas para ela completar 21 anos e poder, enfim tomar posse da sua herança e não mais depender dos seus tutores, decide que Caroline deve casar com o seu filho. O que claro, não é vontade dela e ele bola um plano onde o filho deve forçar Caroline. Acontece que a nossa mocinha carrega sempre uma arma com ela (Lembra os tutores ruins? Então, foi bem ruim!) e Caroline se defende e precisa fugir da casa dos Prewitt por pelo menos 6 semanas.
"Encontro minha paz no céu noturno. Foi algo que minha mãe me ensinou. Não passa de truquezinho, mas... - Ela enfim encontrou o olhar dele. - Você provavelmente acha que é tolice.
- Não - disse blake, com uma sensação muito cálida e muito estranha se avizinhando no coração. - Acho que talvez seja a coisa menos tola que ouvi em anos."

E nessa fuga que ela acaba sendo confundida por Carlota de Leon, uma espiã espanhola que pode estar sendo procurada pelo Departamento de Guerra Inglês. Quem confunde a Caroline é Blake Ravenscroft, um agente amargurado e cansado, apesar de ter apenas 28 anos, e que pegou essa última missão antes de se aposentar e passar os restos dos seus dias descansando em sua casa perto do mar. Obviamente que seu plano dá errado, já que Caroline, muito da malandra, decide não falar que não é Carlota de Leon e tenta enrolar Blake pelo tempo que falta até fazer 21 anos e poder pegar sua herança.

"Quando os lábios de blake estavam sobre os dela, e quando ela estava aconchegada no abraço dele, não parecia fazer sentido tentar descobrir se beijá-lo era uma boa ideia. O cérebro de Caroline, que apenas segundos antes tentava deduzir se era provável que Blake partisse seu coração, agora estava totalmente ocupado em encontrar maneiras de prolongar aquele beijo por tempo indeterminado..."

O que acontece a partir de aqui é pura comédia, Caroline usa todas as táticas possíveis e imaginaveis para levar sua farsa, até mesmo escrever com a mão direita quando ela é canhota! E nem vou falar da briga sobre o Jardim. Ela é teimosa, Blake também, e nós ficamos de camarote vendo os dois batendo cabeça e no fim, eu posso afirmar que nunca li um livro de época tão engraçado quanto esse. E sendo ele um dos primeiros romances que a Júlia escreveu, é claro que a leitura não é tão boa quanto a sua série mais famosa, assim como os livros mais recentes dela que devem ser ainda melhores que Os Bridgertons. Mas ainda assim é um livro maravilhoso de ler! Júlia sempre coloca humor em seus livros e aqui esse é o fator de mais destaque em todo o enredo.

"Mas Caroline já tinha ido longe demais. Não conseguia recusar nada a ele, porque queria tudo. Talvez fosse uma libertina desavergonhada, mas desejava cada malicioso das mãos e da boca de Blake."

Mas tia Tali, é um romance, tem que ter romance, eu quero ROMANCE!!! Calma, jovem! Temos romance sim e romance dos bons! Ou vocês acham que não vai rolar um climão entre a Caroline e o Blake? É claro que vai e é claro que o romance entre eles vai ser bem naquele estilo romance de época onde o mocinho sempre tem algo do passado que o impede de ser feliz ao lado da sua amada e vai levar todo um mundo de páginas para rolar um acerto, mas a gente curte esses romances enrolados!!


Eu vou encerrar essa resenha dizendo que, apesar de ter esperado muito mais do livro, afinal eu sou uma fã mal acostumada da JQ, Como agarrar uma herdeira não decepciona. Ele entrega algo inusitado, um lado da Júlia que já tínhamos visto pinceladas, já que seus livros são sempre bem humorados, pois ele eleva esse lado comédia em estrela principal nesse livro e já deixa a gente bem ansioso para ler o próximo, apesar de não ter gancho ligando os livros (o próximo é a história de outro personagem que aparece muito nesse) existe uma vontade enorme de ler mais desse lado mais leve e humorado de um romance JQ. É uma ótima pedida para relaxar e descontrair, e convenhamos, precisamos muito de coisas leves e livres em um mundo onde o mimimi domina.


Nome: Como Agarrar Uma Herdeira
Série: Agentes da Coroa # 1
Autora: Julia Quinn
ISBN-13: 9788580417593
ISBN-10: 8580417597
Ano: 2017
Páginas: 304
Compre aqui: Saraiva
Classificação:

Sobre a autora: 

Julia Quinn começou a trabalhar em seu primeiro romance um mês depois de terminar a faculdade e nunca mais parou de escrever. Seus livros já atingiram a marca de 8 milhões de exemplares vendidos, sendo 3,5 milhões da série Os Bridgertons. É formada pelas universidades Harvard e Radcliffe. Seus livros já entraram na lista de mais vendidos do The New York Times e foram traduzidos para 26 idiomas. Foi a autora mais jovem a entrar para o Romance Writers of America’s Hall of Fame, a Galeria da Fama dos Escritores Românticos dos Estados Unidos, e atualmente mora com a família no Noroeste Pacífico.

Comente com o Facebook:

6 comentários:

  1. Oi Tali, amei a resenha e curti demais essa história e Caroline, ela é a estrela desse livro, super divertida, ri muito com ela e super fofa, o dicionário dela que nos proporcionava uma palavra nova a cada inicio de capítulo me encantou e o epílogo então.... Blake é um tantinho amargurado demais, mas dá pra relevar e se envolver completamente por essa história <3
    Sendo esse um dos primeiros livros da Júlia, só posso dizer que ela é muito talentosa e já começa muito bem ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lili
      esse diário dela foi uma sacada ótima da JQ! E o epílogo é maravilhoso, melhor ainda são as frases que ela usa de exemplo para as palavras, foi um grande começo para a diva!
      Bjs

      Excluir
  2. Olá Tali!!!
    Ameiiiii a resenha!!!
    Como te disse no grupo, sou louca por tudo da Diva Julia Quinn e já logo coloco na Imensa Lista, como "continuação", mesmo q não seja kkkkk #aloka...Mas é pq não posso/quero, ficar sem nenhum livro dela <3
    Esse e os "irmãos" dele, estão na lista sim e com certeza ;-)
    Bjs :-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Van,
      Sabe que essa série tem uma vantagem que acabei esquecendo de colocar na resenha, são apenas dois livros! É muito mais fácil comprar dois do que 9 ahahahah
      Enfim, pode colocar na lista que ele tem o selo da diva!
      Bjs

      Excluir
  3. Adoro os livros da Julia e estou doida para ler essa duologia!
    Já me disseram que não é o dos melhores livros, mas que mesmo assim e fofo, romântico e divertido.
    Não perderei por nada essa leitura.

    ResponderExcluir
  4. Me diga se tem como não amar: Romance de época + Julia Quinn + personagem principal com seu nome!? Meu coração definitivamente não tem nenhuma chance com essa misturinha haha.
    "Como agarrar uma herdeira" é uma história envolvente, divertida e apaixonante! E você não é só conquistada pelo casalzinho principal, mas também pelo amigo, pelo mordomo, pela cozinheira, pela irmã... e assim vai. Um romance completinho!!!
    Beijos
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir