Resenhas

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

:: Resenha 326 :: "Os Garotos Corvos", Maggie Stiefvater

Sinopse: Todo ano, na véspera do Dia de São Marcos, Blue Sargent vai com sua mãe clarividente até uma igreja abandonada para ver os espíritos daqueles que vão morrer em breve. Blue nunca consegue vê-los - até este ano, quando um garoto emerge da escuridão e fala diretamente com ela.
Seu nome Gansey, e ela logo descobre que ele é um estudante rico da Academia Aglionby, a escola particular da cidade. Mas Blue se impôs uma regra: ficar longe dos garotos da Aglionby. Conhecidos como garotos corvos, eles só podem significar encrenca.
Gansey tem tudo - dinheiro, boa aparência, amigos leais -, mas deseja muito mais. Ele está em uma missão com outros três garotos corvos: Adam, o aluno pobre que se ressente de toda a riqueza ao seu redor; Ronan, a alma perturbada que varia da raiva ao desespero; e Noah, o observador taciturno, que percebe muitas coisas, mas fala pouco.
"Os garotos corvos é uma narrativa incrivelmente rica e única, um thriller sobrenatural de sabor diferente" - School Library Journal.

Sabe quando você está navegando na Amazon e encontra um ebook em promoção e pensa: Que capa legal, acho que vou levar! Isso já aconteceu comigo algumas vezes, na maioria delas envolvia uma promoção imperdível, por exemplo, olhem bem a capa do livro dessa resenha! Eu surtei no desenho desse corvo e encontrei esse ebook na Amazon por menos de 6 reais! Claro que não demorou para descobrir que são, na verdade, quatro livros. Eu esperei um pouco e acabei completando toda a série usando promoções e alguns vales de desconto que a própria Amazon vez ou outra libera. Quando terminei Como Agarrar uma Herdeira, queria ler algo diferente, que fosse em uma direção bem distante e acabei lembrando dessa série perdida no meio do Kindle e pronto, decidi ler. Foi tão rápido que acabei esquecendo de adicionar no Skoob (quem nunca?) e quando eu terminei, precisei de muita força de vontade para não pegar o segundo livro da série e já começar a ler, de tão bom que foi essa viagem fantástica que a Maggie criou!

Dizer que esse livro é centrado na Blue e no Gansey é ser simplista demais. Como uma romântica incurável é claro que eu pirei na primeira frase do livro e tudo que cerca a vida da Blue, que desde sempre escutou de sua mãe e de todas as videntes que conheceu, que se ela beijar seu verdadeiro amor, ele morrerá. Então, ter essa pitada de amor adolescente proibido, levou meu coração para lugares que ele já gosta, mas o livro não é sobre a Blue e o Gansey, é sobre uma busca e as escolhas que fizemos nessa jornada e talvez nem mesmo falando isso eu esteja passando com exatidão tudo que esse livro tem a oferecer.

"Blue Sargent havia esquecido quantas vezes lhe disseram que ela mataria o seu verdadeiro amor."

Aliás, esse livro é um dos raros casos onde a sinopse não passa com exatidão a trama toda, talvez pelo fato de ter uma trama muito grande, muito detalhada que não cabe em uma simples sinopse e tenho medo se vai caber em uma simples resenha. A autora criou um enredo onde mistura com doses certas e perfeitas: misticismo, suspense e paranormalidade. Tudo isso equilibrado com relações de amizades e companheirismo em diferentes formas que deixam a trama tão boa que eu não sentia a leitura, quando eu percebi estava no capítulo 37 e prendendo a respiração porque muita coisa estava acontecendo e eu precisava saber mais. Vou só dizer que na sexta feira, estava morrendo de vontade de chegar em casa e voltar a ler, as horas nunca se arrastaram tão lentamente quanto dia 29 de setembro!

"A Academia Aglionby era a razão número um pela qual Blue havia desenvolvido suas duas regras: primeira, fique longe dos garotos, porque eles trazem problemas. E segunda, fique longe dos garotos da Aglionby, porque eles são uns canalhas."

Mas afinal, sobre o que é Os Garotos Corvos? Nesse livro vamos conhecer a Blue Sargent, filha de uma médium, morando numa casa só com mulheres, e todas elas médiuns. Blue não tem poderes de adivinhação, porém, sempre que ela está perto os poderes de sua mãe e amigas, os poderes ficam mais fortes. Blue também é a menina que tem que viver com essa estranha profecia de que seu primeiro amor irá morrer após um beijo seu. Quando começamos o livro, a meia-irmã da sua mãe chega em Henrietta (cidade onde elas vivem) e anuncia que aquele será o ano em que Blue irá se apaixonar.

"— Eu só estou avisando — disse Neeve. — Cuidado com o diabo. Quando há um deus, sempre há uma legião de diabos."

Blue e Neeve, a tia recém chegada, vão até uma igreja abandonada na véspera do dia de São Marcos cumprir com um ritual da família de Blue. Nesse dia em particular, as médiuns são capazes de ver os espíritos das pessoas que vão morrer em um ano. Creepy total! É claro que Blue não é capaz de ver ninguém, já que não possui nenhum dom, mas… Ela vê um garoto, um garoto da escola só para rapazes ricos, que os locais chamam de Garotos Corvos, graças ao emblema da escola que ostentam no uniforma e esse garoto só fala um nome, Gansey. Neeve conta para Blue que só existem duas razões para ela ter visto esse espírito, ou ela causará a morte dele ou ele é o seu verdadeiro amor.

"A maneira como Gansey via a questão era a seguinte: se você tinha uma habilidade especial para encontrar coisas, isso significava que você devia ao mundo procurá-las."

É então que vamos conhecer Gansey e a sua busca pelas linhas ley, uma espécie de correntes energéticas repletas de magia que passam por marcos arquitetônicos e misteriosos do mundo, como as Marcas de Nazca, no Peru (e sim, muitas pessoas acreditam nelas de verdade, google it). Gansey está particularmente interessado em evidências dessas linhas na pequena cidade de Henrietta, já que ele acredita que é nessa cidade que ele vai encontrar e despertar Glendower, um rei galês do século XV, que segundo a lenda concederá aquele que lhe encontrar, um desejo. 

"— Você está procurando por um deus. Não suspeitou que tinha também um diabo?"

Nessa jornada, Gansey acaba amigo de Adam, outro estudante da Academia Aglionby, porém bolsista e que é meio ressentido em relação a dinheiro. Ronan (que já amo), outro estudante, mas que ficou bastante fechado e perturbado depois de encontrar o pai morto. E Noah, o mais calado e observador dos três amigos e que é impossível não amar, preparem-se para adotar esse menino. É claro que o destino faz com que eles encontrem com a Blue, é claro que nasce algo entre ela e o grupo e não somente com o Gansey, mas o livro vai além disso, Blue acaba fazendo parte desse estranho grupo e ao mesmo tempo tenta desafiar o destino e não se apaixonar pelo Gansey ou pelo Adam.

"Talvez, se ela estivesse diante do rei adormecido, pediria para o rei salvar a vida de Gansey."

A trama é rica e os personagens são complexos, não existe nada unidimensional na trama, acho que o único personagem que era mais plano, foi o “vilão” desse primeiro livro que você percebia desde o primeiro momento que apareceu, que ele não prestava. Mas todos os outros têm mais a oferecer do que as primeiras opções que são dadas, sem deixar de ser um livro jovem adulto, com protagonistas de 16, 17 anos, que são muio maduros para suas idades, e que passaram por coisas que justificam essa maturidade e ao mesmo tempo, fazem besteiras típicas de suas idades reais.

Dizer que esse livro é bom, ótimo ou excelente é muito pouco, definitivamente entra para o grupo dos favoritos, dei graças a Deus que já tenho todos os livros da série comprados e apesar da resenha ser grande, acho que não fui capaz de falar nem 10% do que senti quando terminei Os Garotos Corvos. Não vou falar para que leiam esse livro, vou apenas dizer que se é fã de fantasia, esse livro é simplesmente imperdível, se já tem, corre para ler, se não, corre para comprar o seu e leia o quanto antes! Como última informação, Garotos Corvos vai ser adaptado para uma série de TV para o canal SyFy e eu já estou doida para ler Ladrões de Sonhos!



Nome: Os Garotos Corvos
Série: A saga dos corvos # 1
Autora: Maggie Stiefvater
ISBN-13: 9788576862543
ISBN-10: 8576862549
Ano: 2013
Páginas: 376
Editora: Verus
Compre aqui: Amazon
Classificação:

Sobre a autora:

Maggie vive na Virginia com o marido, os dois filhos pequenos, dois cachorros, um gato e um camaro 1973. Ela é uma grande artista da música, é desenhista e atualmente apenas se dedica a carreira de escritora.

Comente com o Facebook:

9 comentários:

  1. Oi Talita, e agora que amei a resenha e não tenho nenhum livro kkk, o jeito é incluir na lista de desejados urgentemente, mas são 4?! e eu prefiro livros físicos, pode demorar um pouco mas fiquei verdadeiramente interessada. Também tenho um coração romântico e fiquei super curiosa pra saber o que vai acontecer com esse romance que já começa "amaldiçoado". Ótima dica *__*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lili, pois é são 4 livros, também fiquei louca quando descobri isso e é uma pena que você não lê ebook porque Garotos Corvos está só R$13, 00 hoje! Mas como ele é um livro de 2013 eu já algumas promoções do físico em algumas lojas. Recomendo muitíssimo, eu amei cada personagem, cada universo, cada criação!!
      Bjs

      Excluir
    2. Vou ficar de olho nas promoções Talita :)

      Excluir
  2. Gosto bastante da escrita da Maggie Stiefvater! Tenho mais uns livros aqui, dela, que quero ler também.
    Mas fiquei bem interessada na obra em questão.
    Parece ser um romance que te prende do inicio ao fim. E a história parece ter um certo diferencial que instiga o leitor a querer mais né?
    Já quero!!!
    Beijos
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  3. Oi Talita. Adorei conhecer esse livro através da sua resenha e já estou curiosa para ler. Já coloquei na minha lista e já baixei o primeiro pra começar a ler! Obrigada pela dica. 😘

    ResponderExcluir
  4. Sou doida para conhecer essa trilogia! Já li tantas resenhas positivas e agora a sua é mais uma!
    Adorei sua opinião e acho que até o final do ano irei ler pelo menos o segundo livro!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Olá Tali!!!
    Adorei a resenha!!!
    Com esse nome de livro, achei q era algo de assustar, mas fui surpreendida com a resenha!!! :-D
    Comecei esse ano, a me aventurar no genero da fantasia e estou gostando muito, mas sei q preciso ir devagar, pois é bem diferente da minha zona de conforto...
    O bom das dicas(como está), q te mostra q o título, pode não ter nada a ver com o que vc está imaginando e faz querer ler e sim, colocar na imensa lista!!! ;-)

    ResponderExcluir
  6. Tem muito tempo que não leio livros que tem clarividências desde o livro Os espíritos. A história é muito interessante. Acho que não fica somente nos dois personagens centrais, vai mais além. Bom, fiquei bem empolgada com essa série.

    ResponderExcluir
  7. Sabe aqueles livros que você esquece que tem?
    Então...
    Eu me empolguei demais com esse livro, no seu lançamento, mas lembro de ter lido algumas resenhas que diziam que era complicado esperar após o final desse de tanta vontade de ler o seguinte, então, eu fiquei esperando lançar os outros três e.... esqueci...
    Essa coisa de um livro entrar na frente do outro, mas agora, lendo sua resenha meu primeiro pensamento foi "uau!!! que bom que esse livro eu já tenho!".
    Me pareceu uma história cheia de detalhes e que todos eles se encaixam e te deixam querendo mais - algo que eu adoro em um livro. Fiquei super empolgada (e querendo me bater por ter esquecido que tinha esse livro!).
    Beijinhos,
    Lica

    ResponderExcluir