Resenhas

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

:: Resenha 328 :: "Amante Liberto", J.R. Ward


Sinopse: Nas sombras da noite em Caldwell, Nova York, a guerra explode entre vampiros e seus assassinos. Há uma Irmandade secreta, sem igual, formada por seis guerreiros vampiros defensores de sua raça. Neste volume, o coração gelado de um predador será aquecido mesmo contra a sua vontade...
Destemido e brilhante, Vishous, filho de Bloodletter, possui uma maldição destrutiva e a capacidade assustadora de prever o futuro. Criado no campo de guerra de seu pai, ele sofreu maus tratos e abusos físicos e psicológicos. Membro da Irmandade, ele não se interessa por amor nem emoção, apenas pela batalha com a Sociedade Redutora. Mas quando uma lesão mortal faz com que fique sob os cuidados de uma cirurgiã humana, a Dra. Jane Whitcomb, ele é levado a revelar a dor que esconde e a experimentar o verdadeiro prazer de tê-la primeira vez... Até que o destino, que V. não escolheu, o leva para um futuro do qual Jane não faz parte.

Siiiim, sim, estamos de volta com a Irmandade da Adaga Negra! E depois de falar um pouco sobre Wrath em Amante Sombrio, Rhage em Amante Eterno, meu amado Zsadist em Amante Desperto, e Butch em Amante Revelado; chegou a vez dele, Vishous, o nosso Amante Liberto.

Antes de começar eu vou contar pra vocês que fazer resenha de um livro que você leu há bastante tempo, não é fácil, ainda mais se tratando de Irmandade, onde cada livro tem muuuuita coisa, muuuuuita!!! Vocês já viram a grossura de cada livro? Pois é! Não é fácil e quando a gente vai lembrando das coisas bate uma saudade! Uma vontade de reler tudo! Mas… infelizmente é algo que dá e passa, porque hoje em dia já são 15 livros e não dá, né, gente, eu já tenho tanta coisa pra ler! Quem sabe um dia, quando eu conseguir me desafogar (todas riem de mim agora com esse sonho impossível), eu pegue um livro de cada vez pra reler, quem sabe… Mas oh, não se assustem com a quantidade, porque quando eu comecei, já tinham 10 livros lançados e eu simplesmente COMI todos eles de uma vez, porque essa série é tão viciante quanto coca-cola!

Bom, em Amante Liberto nós vamos conhecer ele, que talvez seja o Irmão mais misterioso e excêntrico da Irmandade. Vishous foi criado em um acampamento de guerreiros em meio a muita dor e violência. Talvez por conta disso, por não querer mais se sentir inferior, por gostar de controle e manter todo esse reflexo da dor, ele se torna um dominador, um praticante de BDSM, nas suas horas vagas, quando não está ao lado de seus Irmãos lutando contra os Redutores..

Vishous tem um jeito peculiar que é só dele. Ele é inteligentíssimo, sério, sistemático, desconfiado, confiando somente em seus Irmãos. Mas, apesar de todo esse jeito, ele também manda umas pérolas sensacionais quando está com os outros guerreiros, principalmente Butch. Essa é uma caraterística que eu amo na Ward, o seu senso de humor.

Se você leu o livro anterior, Amante Revelado, notou que entre eles - V e Butch -, as coisas são beeemm... como posso dizer... enroladas? Confusas? Estranhas? Fortes? Duvidosas? Enfim, se você leu, você notou algo entre os dois e nesse livro vocês ainda vão poder ver como tudo isso se dá e/ou se "encerra". 

Ok, se você ainda não leu, você com certeza não entendeu NADA do que eu acabei de falar, mas tudo bem, não se preocupe. Ou então use sua imaginação... rsrs

Continuando! Nesse livro, Vishous vai descobrir coisas sobre sua origem e seu passado que o deixarão boladaço! É o seguinte, Ômega - aquela criatura do mal que cria os Redutores - aqueles branquelos que querem matar os vampiros -, não para! A guerra contra esses Redutores só aumenta, com isso, a raça precisa de mais e novos guerreiros de sangue puro. Aí que entra dona Virgem Escriba com suas ordens. A raça precisa de um novo Primale - guerreiro que deve engravidar as Escolhidas para dar continuidade à linhagem dos guerreiros.

E quem é que deve ser o novo Primale? Quem? Hum? Hã? Raimundo Nonato? Nãããooooo.... Vai, eu sei que vocês já entenderam. Né? 

Boladaaaaaço com essa situação, Vishous acaba se descuidando e em um confronto com os Redutores pelas ruas de Caldwell, acaba levando um tiro no coração e é levado às pressas para o hospital mais próximo. É aí que ele conhece a doutora Jane. 

Como a excelente médica que é, Jane fica super curiosa e intrigada ao ver que aquele homem tem algo de diferente. Fora que ela vai percebendo o quão rápido ele vai se recuperando, deixando a médica cada vez mais intrigada.

Se você que ainda não leu, for conversar com a grande maioria dos fãs da Irmandade, vai descobrir que essa grande maioria não curte muito esse livro, principalmente pelo o que acontece no final dele com a Jane, e até mesmo pelo casal formado. Eu não tenho nada contra o livro, eu gosto bastante e acho que V e Jane são perfeitos um para o outro, pois eles combinam muuuito! Eles são objetivos, lógicos, inteligentes, frios. Jane veio pra bagunçar os sentimentos de Vishous. E apesar desse jeitão dele de não demonstrar muito os seus sentimentos, ao chegar no final do livro ele vai mostrar com muita força que sim, ele sente! Ele vai fazer você ficar com o coração apertadinho e ao mesmo tempo que é triste, é lindo de se ver!

Amante Liberto traz um gancho enorme para o próximo livro, Amante Consagrado, pois toda aquela questão do Primale será resolvida nele. Então se você ficou curioso, não desiste não, continue lendo essa série incrível, viciante e apaixonante!

Título: Amante Liberto
Série: Irmandade da Adaga Negra # 5
Autora: J. R. Ward
ISBN-13: 9788579302107
ISBN-10: 8579302102
Ano: 2011
Páginas: 496
Editora: Universo dos Livros
Compre aqui: Amazon
Skoob
Classificação:



Sobre a autora:


J. R. Ward vive no Sul dos Estados Unidos com o seu marido incrivelmente generoso e o seu amado golden retriever. Depois de se ter formado em Direito, começou a sua vida profissional na área da saúde, em Boston, tendo passado muitos anos como chefe de equipe de um dos centros clínicos do país. A escrita foi sempre a sua paixão, e a sua ideia de Céu é um dia inteiro com mais nada além do seu computador, o seu cão, e a caneca de café.

Comente com o Facebook:

12 comentários:

  1. Oi Bia!!!
    Amo IAN, mas estou atrasada nas leituras ( confesso ) , parei em Amante Finalmente, que ainda não li 😱😱😱
    Adorei ler sua resenha e já bateu saudades dessa Irmandade. Vou retomar a leitura o quanto antes!!! 😘

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leiaaaaaaaa!!! Mas eu tb preciso continuar, parei nos Sombras. :P

      Excluir
  2. Oi Bia, então esse é o sexto, eu li até o sétimo e confesso que apesar de curtir as histórias dos livros eu curti mesmo foi o primeiro. Mas esse ainda me ganhou mais que o de Butch, porque eu não gosto de Marissa haha e nem de Butch (não me esculache se vc os ama haha)... Mas em se tratando desse livro, passado um tempo já da leitura ainda não digeri completamente esse final, mas é um final "feliz" e isso é o que importa, pois V sofre demais (essa "mãe" e esse "pai" são odiosos) e eu só quero que ele seja feliz :D Eu curti a resenha, pra quem leu há um tempo vc lembrou de muita coisa e com certeza se tem alguém que ainda não conhece essa série vai ficar curiosa ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. *...curti mesmo os três primeiros...

      Excluir
    2. Hahahah coitada da Marissa, a fila de pessoas que não gostam dela é tão grande!!! Mas olha, dá uma chance, pq ainda vai ter muito livro bom pela frente, muito mesmo!!!!!! Ainda mais vc que gostou do primeiro, o livro do Rei, vc tem que ler O Rei!

      Excluir
  3. Sei pouca coisa dessa série e acho que até o final do ano lerei alguns livros ó, pq 15 livros é muita coisa para uma série minha gente!
    Adorei a sua sinopse!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc diz isso agora, mas quando começar não vai querer mais parar hahahahahah. Leia sim, vc vai ver que é bom demais!

      Excluir
  4. Dei uma pausa nessa série pois fiquei um pouco cansada por ter tantos pontos de vistas, de vários personagens, nos livros.
    A autora escreve super bem e a história da Irmandade é incrível.
    Que sabe retome a leitura em breve, depois dessa super resenha hein? haha
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, esse é um ponto bem delicado da Ward, mas mesmo assim eu continuo amando hahaha. Sei lá, a gente acaba criando um vínculo com os personagens hahahah e a curiosidade faz vc querer ler os próximos, mesmo com tantos pontos de vista, com tantos personagens que vão pintando. Sou suspeita pra falar, pq amo! hahaha

      Excluir
  5. Olá Bia!!!
    Adorei a resenha e adoro ver a exploração de vcs com essa saga...Mas confesso q, ao mesmo tempo q tenho muita vontade de conhecer, me dá um desespero (pq são 500 milhões de livros, super grossos e não tenho onde por) e preguiça (pelo mesmo motivo do desespero kkkkk), fora q o genero sai da minha zona de conforto, e as "combinações" digamos assim, me parecem um pouco bizarras (fora o nome da galera, q me deixa doidinha kkkkkk)...Mas não desista de mim, pois ainda sinto vontade de conhecer kkkkk tá anotado na "IL" ;-)
    Bjs :-*

    ResponderExcluir
  6. Ah que saudade!!!!! Eu ri com o seu comentário apesar de ter a mesma esperança de um dia conseguir reler todos os livros dessa série... V é meu favorito, logo que comecei a ler a série foi ele que me chamou a atenção e eu aguardava um monte pelo seu livro - e fiquei com a maior raiva, não por conta da Jane ser seu par, acho que os dois são sim perfeitos juntos, mas por achar que o meu querido V merecia mais. Não a Jane ser outra, mas ela não deveria ter se transformado no que se transformou e... bom, ainda tenho uma pontinha de raiva da Ward por isso....
    Mesmo assim, adorei o livro, adorei ainda mais o V, a história... tudo!
    Lembro que quando comecei a ler tinha só 8 livros e eu devorei os 8 na mesma semana e fiquei sofrendo e contando os dias pelo livro da Payne (que nem em ingles tinha lançado) mas depois com toda a espera entre os lançamentos eu acabei deixando os livros meio de lado... Preciso comprar os dois ultimos e continuar a leitura.... (e de novo veio a vontade de reler tudo para continuar a leitura dos que ainda faltam, mas tipo, cade tempo?).
    Adorei sua resenha. Amei relembrar do livro do meu queridinho!!!!
    Beijinhos,
    Lica

    ResponderExcluir
  7. Puxa, nunca li esse livro, apesar de ter lido a resenha vàrias vezes. Gosto da història, mas são muitos livros, o que torna cansativo demais.

    ResponderExcluir