Resenhas

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

:: Resenha 338 :: "Um Amor Apaixonado", Silvia Spadoni





Sinopse: Ao contrário do irmão mais velho, o príncipe Tárik odeia o povo inglês, mas o destino coloca sob sua responsabilidade justamente uma nobre inglesa, que acredita ser a síntese da mulher fútil e manipuladora que ele tanto despreza. Mas seu país precisa de uma aliança política e cabe a ele evitar que a ousada filha do duque de Barrington seja sequestrada em sua viagem a caminho do palácio Madinat al-Zahr. Tudo teria se resolvido em poucos dias se uma terrível tempestade de areia não tivesse atravessado o caminho deles. Após dias e noites sozinhos no deserto, a reputação de lady Sinclair fica irremediavelmente comprometida e ele terá de encarar seu pior pesadelo: um casamento, pelo bem de seu país e pela honra da jovem. Será que de um casamento forçado pode nascer um amor apaixonado?





Olá, meus queridos. Liguem os ventiladores, peguem água, porque na resenha de hoje nós vamos enfrentar um sol de rachar, atravessando um deserto. Estou falando de Um Amor Apaixonado, terceiro livro da série Amores, da Silvia Spadoni. Este com certeza foi o meu preferido da série.

Aqui nós vamos conhecer Prudence Sinclair, que não pôde participar do baile de apresentação de sua irmã - Priscila -, à sociedade, por ser muito nova ainda, então, ela sobe em uma árvore e fica lá de cima admirando tudo até que acidentalmente ela despenca de lá.

Por sorte, Prudence cai em cima do príncipe árabe - Bahman -, que também é grande amigo de seu irmão Phillip Sinclair. Neste momento inusitado uma amizade nasce. Ela mostra ao príncipe o seu grande interesse e curiosidade sobre a cultura árabe e o príncipe fica encantadíssimo com aquela menina tão simpática e efusiva.

Um tempo se passa e no casamento de Priscila, Bahman retorna à Inglaterra. Nesta visita Bahman vem acompanhado de seu irmão mais novo - Tárik -, que é apresentado à Prudence. É nesta viagem que Bahman promete à ela que um dia vai convidá-la para conhecer o seu palácio e assim, realizar o sonho da amiga em conhecer a misteriosa terra de Sherazade - a lendária princesa que com sua beleza e inteligência, poupou sua vida, fascinou e ganhou o eterno amor do rei. 

Prudence nota através dos escuros olhos de Tárik que ele é bem diferente de seu grande amigo. Ele tem uma enorme antipatia pelos ingleses. Para ele, os ingleses os acham bárbaros, mas Prudence não pensa assim e faz questão de deixar isso sempre bem claro, prova disso é a grande amizade de Bahman com irmãos Sinclair.

Aí o grande dia chega! Bahman vai se casar e Prudence é convidada a ir com seu irmão Philip e sua esposa, que não poderá viajar por estar com sua gravidez já avançada. Realizando seu grande sonho, Prudence segue a viagem com a comitiva, mas de uma hora para outra, por conta de sérias ameaças de sequestro, ela terá de continuar sua viagem através do deserto. E é ao lado de Tárik que ela enfrenta os desafios do deserto, que pode ser escaldante ao longo do dia, e congelante quando a noite cai.

Se a história já estava super interessante, a partir dessa viagem o livro fica ainda melhor! Tárik com aquele jeitão sério dele, com toda sua implicância com os ingleses, fica abaladíssimo e espantadíssimo com aquela Prudence que agora é uma belíssima mulher, de espírito livre que enfrenta cada dificuldade sem pestanejar.

São tantas emoções e é tão gostoso acompanhar Prudence conhecendo tudo aquilo que ela sempre sonhou em conhecer, do céu estrelado das arábias como também… o amor. Ela irá surpreender Tárik a cada momento, mostrando que ela não é como as inglesas que ele conheceu. E Prudence descobrirá que o príncipe que tanto repudia os ingleses, era, na verdade, filho de uma nobre inglesa, sendo irmão de Bahman apenas por parte de pai.

É inegável a atração que os dois sentem, então o envolvimento acontece, é inevitável. A viagem pelo deserto acaba se complicando ao enfrentarem uma tempestade de areia, e com isso, eles não conseguem chegar no tempo planejado para que ninguém soubesse que ela havia viajado sozinha com um árabe pelo deserto em vez da comitiva ao lado de seu irmão e da guarda inglesa. 

Por conta desse contratempo, o plano é que, para que Prudence não tenha sua reputação arruinada, ela aceite se casar com Tárik. Só que não é tão simples assim, já que ela só casa se for por amor. Ficaram curiosos? Será que Prudence vai se salvar assim como Sherazade conseguiu? Então leiam! Como falei no início, esse sem dúvida alguma foi o melhor livro da série. Já estou com saudades de Prudence.

Se você está chegando só agora e não viu as resenhas dos livros anteriores, clique e confira cada uma delas: Um Amor Conquistado, Um Amor Inesperado.

Título: Um Amor Apaixonado
Série: Amores # 3
Autora: Silvia Spadoni
ISBN-13: 9788566549508
ISBN-10: 8566549503
Ano: 2017
Páginas: 200
Editora: Pedrazul
Compre aqui: Submarino
Skoob
Classificação:


Sobre a autora:


A paulista Silvia Spadoni é formada pela Faculdade de Direito do Largo de São Francisco - USP e trabalhou como advogada durante grande parte de sua vida. A escrita faz parte de um projeto de reinvenção pessoal. É uma apaixonada por livros, como ela mesma se define, e uma leitora bem vivida. Ama viajar e narra em seus romances o que conheceu, embora retroceda alguns séculos para descrevê-los, pois em um livro de época é mais fácil ser romântica, admite. Silvia é casada há 31 anos, tem três filhos e um cão shnauzer muito amado de 13 anos. Além de Um Amor Inesperado, são dela Um Amor Conquistado e Um Amor Apaixonado

Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Oi Bia, fiquei encantada com a resenha e acho que essa também vai ser a minha preferida das histórias quando finalmente eu tiver a oportunidade de ler. Achei esse romance de época bem diferente com desertos, tentativas de sequestro, Sherazade... fiquei super animada e espero poder ter a oportunidade de ler mais a frente todos os livros :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu amei tb por conta disso, ele traz uma história diferente das que vemos por aí. Leia sim pq vc vai gostar. ;)

      Excluir