Resenhas

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

:: Resenha 347 :: "O Beijo da Meia-Noite", Lara Adrian


Sinopse: Um estranho moreno e sensual a observava do outro lado da boate, e foi capaz de despertar as mais profundas fantasias em Gabrielle Maxwell. Mas nada a respeito desta noite – ou deste homem – é o que parece. Pois, quando Gabrielle presencia um assassinato nos arredores da boate, a realidade se transforma em algo obscuro e mortal. Nesse instante devastador, Gabrielle é lançada em um mundo que jamais imaginou existir – um mundo onde vampiros espreitam nas sombras e uma guerra de sangue está para começar.
Lucan Thorne despreza a violência de seus irmãos sem lei. Ele próprio um vampiro, é um guerreiro de Raça, e jurou proteger sua espécie – e os humanos imprudentes com quem convivem – da ameaça crescente dos Renegados. Lucan não pode arriscar um relacionamento com uma mulher mortal, mas, quando seus inimigos escolhem Gabrielle como vítima, sua única escolha é trazê-la para o escuro submundo que comanda.
Aqui, nos braços do intimidante líder da Raça, Gabrielle enfrentará um destino extraordinário, repleto de perigos, sedução, e dos mais sombrios prazeres…

Oi, amores do meu Brasil! Vocês já devem ter notado que vez ou outra estamos por aqui colocando resenhas dos livros da série Irmandade da Adaga Negra, e gostamos tanto de revisitar IAN que decidimos revisitar outra série de vampiros que adoramos e que é anterior a existência do blog, por isso nunca deu pinta por aqui. Eu estou falando sobre a série Midnigth Breed, da Lara Adrian.
A minha função hoje é apresentar para vocês o primeiro livro dessa série cheia de mistérios e vampiros gatos e como essa é a primeira resenha, vou fazer também uma introdução ao mundo criado pela Lara Adrian e vou só falar uma coisa para vocês: A tia sabe que são 9 livros publicados no Brasil e 15 nos EUA, mas vale a pena! Vale muito a pena!!

O Beijo da Meia-Noite é o primeiro livro da série e nele vamos ser apresentados a esse mundo criado pela Lara Adrian, onde vampiros vivem na calada da noite sem o conhecimento dos humanos. Antes de entrar mais a fundo sobre o livro em si, vou falar um pouco sobre a série e o seu universo que já adianto, eu gosto muito. No começo a gente não tem muita noção de até onde a Lara vai expandir esse mundo e como eu já li os que ainda não foram lançados no Brasil, ela faz cada virada que eu fiquei UATTTY? 

As pessoas não me entendem. Nunca me entenderam. Às vezes, nem eu mesma me compreendo.

Podemos dizer que o universo Midnight Breed (universo MB para encurtar daqui para frente) tem algumas semelhanças com a mística comum dos romances de vampiros, como eles não saírem ao sol ou beber sangue e principalmente serem megagostosos…. Ops! Voltando! Além dessas características comuns, temos algumas diferenças, por exemplo, no Universo MB todos os vampiros são machos e nasceram do cruzamento de uma raça alienígena com terráqueas há muito tempo, e quanto mais puro é o sangue desse vampiro mais forte ele é e também é mais fácil para ele sucumbir a Sede de Sangue e se tornar um Renegado, uma ameaça tanto aos vampiros quantos aos humanos.

Assim como um humano podia se tornar dependente de um poderoso narcótico, a Sede de Sangue também era destrutiva para a Raça. A tênue fronteira entre a necessidade de satisfazer a fome e a overdose impulsiva de sangue podia ser facilmente cruzada. Alguns vampiros adentravam essas profundezas voluntariamente, enquanto outros sucumbiam à doença por inexperiência ou falta de autodisciplina. Se fosse muito longe, e por muito tempo, um vampiro se convertia em Renegado, como essas bestas ferozes que rosnavam diante de Lucan no momento.

Felizmente para nós temos a Ordem, vampiros (que no universo MB são chamados de Raça) que se dedicam a lutar contra os Renegados, uma vez já foram reverenciados por toda a Raça como a salvação da espécie, mas com o tempo e a modernidade, ser hoje membro da Ordem já não é tão bem visto assim, o que não impede que esses machos grandes, fortes, sexys e gostosos… Ops II! O que não impede que esse seleto grupo de guerreiros da Raça lutem todas as noites contra os Renegados.

E ele tinha um cheiro incrível. Não sentiu nenhum perfume, mas traços de menta e couro, e de algo misterioso, como uma erva exótica que não podia nomear. O que quer que fosse, inundava seus sentidos como algo elementar e primário, e a trazia para cada vez mais perto dele quando provavelmente deveria se afastar.

E é aí que vamos conhecer Gabrielle Maxwell e Lucan Thorne. Ela é uma humana que ao sair em uma noite de comemoração do sucesso de sua exposição de fotos, acaba testemunhando o ataque de Renegados contra um jovem rapaz humano! Assustada, Gabrielle acaba tirando fotos deles com o celular, mas ao ligar para a polícia falando sobre o crime, eles nada descobrem no local e as fotos, que somente Gabrielle consegue ver algo, para todos, são um monte de borrões. E aí que o caminho dela cruza com o de Lucan, que não só é um membro da Ordem, como é o líder deles! Lucan é um Gen Um, ou seja, seu pai era um dos Originais que chegaram a Terra há séculos e ele carrega as marcas dessa ascendência na pele, afinal, os vampiros da Raça possuem marcas tribais pelo corpo que mudam de cor quando eles passam por emoções mais fortes e como um Gen Um, as marcas no corpo do Lucan são mais intricadas e elaboradas, e também por ser um dos mais velhos, ele é muito respeitado entre os membros da Raça.

Os enormes bíceps cobriam-se de intrincados arabescos que, a olhos humanos, passariam como algo estranhamente abstrato, uma série de símbolos interligados e desenhos geométricos delineados em profundos tons de hena. Já os olhos de um vampiro veriam os símbolos que realmente eram: derma glifos, marcas naturais herdadas pelos antepassados da Raça, cuja pele sem pelos havia-se recoberto com pigmentos mutáveis e camufláveis.

Agora, você já sabe o que vai acontecer, né? Gabrielle vai achar Lucan super atraente (quem poderia culpa-la?) e ele vai ficar completamente obcecado por ela, mas aparece um pequeno, mas não tão pequeno problema no caminho deles: se todos os membros da Raça são homens, como eles se reproduzem? Não é com qualquer mulher que eles podem ter filhos, apenas com as Companheiras da Raças, mulheres com algo diferente em seu DNA que as tornam as únicas capazes de ter um filho com eles e elas possuem uma marca de uma lua crescente com uma lágrima em algum lugar do seu corpo. Essas mulheres são, obviamente, muito estimadas pelos membros da Raça e extremamente protegidas, apesar delas possuírem poderes! Sim, você leu certo! Elas têm poderes! Gabrielle é uma Companheira e tem um poder, que eu não vou contar porque é spoiler, mas todas elas podem fazer algo extraordinário e mesmo assim todas são mega protegidas. Mas se o Lucan é da Raça e a Gabrielle é uma Companheira, mais um motivo para eles ficarem juntos, certo? Não, porque se um membro da Raça beber de uma Companheira, cria-se um vínculo e Lucan acredita que como membro da Ordem, não deve ter vínculos com ninguém!

Gabrielle Maxwell era uma Companheira de Raça, uma humana dotada com características únicas no sangue e com propriedades no DNA complementares à sua Raça. Ela e as poucas como ela eram como rainhas entre as outras mulheres. Para a Raça de Lucan, uma Raça composta somente de homens, essa mulher era estimada como uma deusa, doadora de vida, destinada a unir-se com sangue e carregar a semente de uma nova geração de vampiros.

Deu para sentir o drama? A sedução? Deu? Porque minha gente, tem muita coisa boa nessa série! Eu amo, se é que ainda não notaram isso! A Lara pegou um universo já criado e expandiu para outros horizontes e mesmo que pareça, no começo, meio viagem (vampiros, poderes, extraterrestres… UATY?!) tudo acaba funcionando muito bem, levando uma novidade refrescante ao gênero dos Romances Sobrenaturais. 

Você não pertence a este mundo – disse-lhe, constatando um fato, nada sentimental. Estendeu a mão e lhe acariciou o rosto. – Você é extraordinária demais para a vida que anda levando, Gabrielle. Acredito que sempre soube disso. Um dia, tudo vai fazer sentido, prometo. Então vai compreender tudo e encontrará seu verdadeiro destino. Talvez eu possa lhe ajudar a encontrá-lo.

E o romance entre Lucan e Gabrielle dá o tipo de romance que eu adoro, mocinhas decidias que falam verdades na cara do bofe e um bofe atormentado com um passado e com a vida que se recusa a amar! Eu nem vou me prolongar mais ainda nessa resenha, vou encerrar por aqui falando que se ainda não conhece , é hora de conhecer e fica ligado aqui no Viciados que vamos falar de todos os livros já lançados pela Universo dos Livros!

Nome: O Beijo da Meia-Noite
Série: Midnight Breed #1
Autora: Lara Adrian
ISBN-13: 9788579301957
ISBN-10: 8579301955
Ano: 2011
Páginas: 400
Compre aqui: Amazon, Submarino
Classificação: 


Sobre a autora: 

Quando criança, LARA ADRIAN costumava dormir com o cobertor até o pescoço, com medo de se transformar no jantar de vampiros. Mais tarde, influenciada por Bram Stoker e Anne Rice, ela se perguntou se seu medo não era algo mais: um desejo secreto de entrar num mundo sombrio, perigoso e sensual. Essa mistura de medo e desejo é o combustível das histórias de Lara. A autora vive com seu marido na costa da Nova Inglaterra, região nordeste dos Estados Unidos, local cercado por centenários cemitérios, e longe do conforto urbano, onde busca uma inesgotável inspiração do Oceano Atlântico.

Comente com o Facebook:

3 comentários:

  1. É sério Talita que você vai colocar na minha lista mais uma longa série de vampiros?!! kkkkk Amei a resenha, já quero conhecer mais esse universo de vampiros gostosões.
    Sobre a série ter 15 livros já?? Fico feliz por ter sempre mais pra ler e triste por não ter todos os livros já lançados por aqui, espero que todos venham e vou ver se consigo ler esses livros futuramente ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade essa ideia é da Bia, então essa adição de mais nove livros pode colocar na conta dela hahahaha
      A boa notícia é que essa série é viciante, a Lara te prende em todos os livros, você sempre quer ler mais dela, do universo criado por ela e os personagens. Outra boa nova é que a Universo lançou o 9 livro esse ano, então ainda temos esperança!
      Bjs

      Excluir
    2. Ei, tenho culpa de nada não! =P

      Excluir