Resenhas

domingo, 7 de janeiro de 2018

7 de janeiro - Dia do leitor


Segundo o Instituto Pró-Livro (IPL), de acordo com a 4ª edição da Pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, ainda se lê muito pouco no país. Apenas 56% dos entrevistados, em amostra que representa a população brasileira, são considerados leitores, ou seja, leram um livro inteiro ou em partes nos últimos três meses anteriores à pesquisa.

Pais e professores podem ajudar a reverter esta situação. A Retratos da Leitura aponta que o hábito de leitura dos pais, tem forte influência na construção do hábito dos filhos. Dos respondentes, 33% afirmaram ter sofrido influência de alguém para começar a gostar de ler, sendo que deste total, 11% mencionam a mãe ou um responsável do sexo feminino como influenciador do gosto pela leitura; 7% dizem terem sido influenciados por um professor ou uma professora; e 4% dos entrevistados alegaram ainda que o pai ou responsável do sexo masculino foi o influenciador. Entre aqueles que viam seus pais lendo, também temos mais leitores que informam gostar de ler, o que reforça a importância desse exemplo no ambiente familiar. É o papel dos pais e da escola, ajudar as crianças e jovens a enxergar o livro não apenas como uma obrigação escolar, mas como uma oportunidade de entretenimento e diversão.

Hoje, dia 7 de janeiro é comemorado o Dia do leitor e nós gostaríamos de sugerir alguns livros infantis para vocês lerem para seus filhos, primos, vizinhos, afilhados, enfim, para uma criança.  Vamos espalhar esse hábito maravilhoso que é o hábito de ler. <3



Sinopse: A imaginação de uma criança é tão forte que dá até para criar outros mundos. Numa brincadeira ela pode ser vilã, capitã ou um cão. Quando não consegue conquistar o castelo, vira o dragão e continua a brincar. Este livro traz à tona o poderoso mundo da imaginação infantil por meio de uma criança que brinca de ser o que bem quiser, pois no mundo imaginário não há limites. Seja lagartixa, aranha ou dinossauro, o que vale é criar. A história aborda temas como animais e criatividade, possibilitando a discussão sobre o brincar na infância.
Loja virtual Editora do Brasil 


Sinopse: Um punhado parece nada na mão de um gigante; uma pitada de pimenta pode deixar a comida muito picante. As medidas e porções, muitas vezes subjetivas na linguagem, estão presentes nesse livro de modo muito criativo e poético, abordando algumas noções matemáticas e geográficas por meio de uma brincadeira com essas diversas medidas do cotidiano. O livro, com ilustrações coloridas e conceituais, além de divertido, ajuda a discutir com os pequenos leitores noções de espaço, tempo e quantidade.
Loja virtual Editora do Brasil 


Sinopse: Tudo começou quando Rita Carrapatoso viu o nome de Bodão na lista de convidados da festa de sua melhor amiga, Kelly. Rita logo soube que teria problemas, e nisso ela estava certa!
Bodão, que sempre foi apaixonado por Rita, finalmente conseguiu se aproximar dela e convencê-la de que seria o namorado ideal. Mas esse namoro logo se viu ameaçado por Tales, um dos garotos mais cobiçados da escola. Assim como a Capitu de Dom Casmurro, de Machado de Assis, Rita se viu em meio a uma intrincada trama romântica onde dois é bom e três é demais…
Vida de adolescente pode ser bastante complicada. Afinal, será que carinho é amor? Rita precisou dos sábios conselhos de vó Alice e se viu às voltas com muita confusão até conseguir responder a essa pergunta.
Livraria Melhoramentos


Sinopse: Sim, os diários ainda existem! E mesmo fazendo o que toda adolescente de sua idade faz - usar celular, Face e Whatsapp, se encontrar com os amigos, fazer os trabalhos da escola -, Laís ainda reserva um tempo do seu dia para escrever em seu caderno-diário sobre os perrengues que passa e suas alegrias.
Às vezes precisamos silenciar o mundo lá fora e nos concentrar em nós mesmos. Quando a avó da Laís ficou afônica sem poder conversar por telefone, ela se viu obrigada a escrever cartas para que elas pudessem se comunicar.
Nem adiantava querer mandar e-mail, SMS ou Whatsapp: a avó de Laís não tem celular. Dá pra acreditar?
Nas trocas de cartas, Laís descobre como seus avós se conheceram e que algumas histórias do passado inexplicavelmente se repetem!
Livraria Cultura


Sinopse: Shaila, Pedro e Cadu, responsáveis pelo jornal Os Sinistros, dessa vez embarcam para Minas Gerais com a turma do 8º ano. Vão visitar o Colégio Casmurro de Belo Horizonte. Todos os alunos estão animados para conhecer as cidades históricas e os pontos turísticos da cidade. Mas para o trio de jovens jornalistas a grande expectativa é visitar uma mina de ouro abandonada, a Mina da Passagem. Shaila tem um sonho estranho e fica assustada com uma frase que não sai da sua cabeça: “O ouro gosta de sangue”. O que será que isso quer dizer? Cadu e Pedro percebem que a amiga mudou completamente depois da visita à mina e resolvem voltar ao local para descobrir o que fez Shaila ter atitudes tão esquisitas. Os Sinistros precisam resolver mais esse caso e ajudar uma pirata a regressar pra casa e Shaila a voltar ao normal.
Livraria Melhoramentos


Sinopse: Joe Alton Miles, mais conhecido como Jelly, adora jogos de computador. No Concurso Anual de Oratória da escola, ele se depara com dois de seus maiores medos. O primeiro é falar diante de todos e ser o centro das atenções; o segundo, suportar a fúria da inteligente e popular colega de classe Victoria, que acredita que o prêmio do Concurso deve ser dela por direito. Jelly só pensa em ganhar um tablet novinho na competição, mas percebe que não é apenas o prêmio que está em jogo, mas também sua imagem diante dos colegas. Apesar das injustiças sofridas, Jelly tem o apoio incondicional dos pais e de Sam, irmã de seu melhor amigo. Mesmo com foco na competição, Jelly se envolve num trabalho voluntário. Descobre assim quem são seus verdadeiros amigos e aprende a enfrentar sua insegurança e medo, encontrando a sua própria voz. Da série "O Lado de Dentro".
Livraria Melhoramentos


Sinopse: Em uma nova aventura, a espevitada Celeste se vê diante de outro problema, mas dessa vez ela utiliza sua criatividade e perspicácia para enfrentá-lo de uma maneira diferente: com seu caderninho de anotações e muita imaginação, ela inventará um super plano. Quer saber qual? Nesta história, Telma Guimarães traz novamente a cativante personagem Celeste e suas artimanhas para abordar a importância dos livros e dos espaços destinados a eles.
Loja virtual Editora do Brasil 


Sinopse: Apenas um será o vencedor desse duelo.
As armas foram escolhidas: facas, panelas, temperos especiais, criatividade e muita deslealdade. Um programa de TV premiará o melhor chef da temporada. Após as eliminatórias, estão na final o conceituado chef francês Jean-Marie Papudeau e o adolescente Chef Jr., talentoso herdeiro da família Collodi. Tutu, como Chef Jr. é carinhosamente chamado pela família, vai ter que superar sua insegurança e um trauma vivido num incêndio em seu restaurante se quiser vencer o astuto e experiente chef Papudeau. Um duelo no estilo vale-tudo, com muito humor, num texto ágil, que mescla narrativas de diversos gêneros e ainda traz receitas originais e fáceis de fazer criadas pelo escritor-chef Luiz Antonio Aguiar.
Livraria Cultura

Comente com o Facebook:

11 comentários:

  1. Olá Bia!!!
    Feliz Dia do Leitor pra Vc <3 ;-)
    Adorei as dicas...mas uma pena, q não tenho crianças próximas e poder ler pra elas...maaasss, tenho amigas com filhos e sim/com certeza, vou passar essas indicações a elas ;-)
    Torcendo por um mundo, com mais leitores!!! Pq ler é maravilhoso <3
    Bjs :-*

    ResponderExcluir
  2. Que pena né...
    Bom, eu não tive uma influência. Comecei a ler porque o fascínio pela leitura me pegou de jeito mesmo.
    Meu sonho é ter um filho leitor e ler antes de dormir, comprar livros infantis... Sonho! haha
    Tento incentivar minha sobrinha a ler, ela até tenta, mas não é algo que ela sinta vontade.
    Gosto desses livros infantis, as ilustrações e a mensagem que sempre tem são bem legais.

    Feliz dia do leitor!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá Bia!!!
    Eu sou uma viciada em livros e sim tive grade influência dessa paixão despertada pelos meus pais que me deram HQ's e histórias de contos infantis.
    Estou me formando em Letras e sei de como um professor influencia na vida do aluno, mas além disso eu sempre tento incentivar meus primos e até meu afilhado a se apaixonar por livros tanto quanto eu pois é maravilhoso.
    Eu admito que fiquei encantada pelo livros "Meus Segredos Não Cabem Num Diário" *-*
    Feliz Dia do Leitor para você!!!

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Bem bacana essas dicas para os mas novos, é bem verdade que o exemplo é o maior responsável pelo gosto pela leitura, mas as vezes ele só surge haha, aqui em ksa eu sou a viciada e tem uma irmã que de vez em quando me acompanha <3

    ResponderExcluir
  5. Ai, Bia, uma pena essas estatísticas...mas, eu precisei de todo o incentivo e muito mais para começar a ler, foi difícil e hoje amoooo. Achei esses livros uma fofura, fico querendo todos kkk aproveitei o dia do leitor para iniciar as minha leituras de 2018

    ResponderExcluir
  6. Olá Bianca, tudo bem?
    Infelizmente esse problema de leitura se dá por parte da falta de incentivo dos pais, escolas, governo e por conta da nossa cultura que não valoriza isso. Adorei as dicas de livros, quando eu tiver filhos vou tentar ler muito para eles.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Quero desejar um feliz dia do leitor, e que este seja um ano repleto de novas leituras. Minha maior influenciadora foi minha mãe, que além dos livros me mostrou o gosto pro ler revistas de temas femininos, e a partir disto parti por conta própria pros romances mais adultos, e até hoje nunca parei, e agora eu influencio minha irmã, que além dos livros infantis, gosta muito de livros de youtuber, e autoras como Thalita Rebouças, e Paula Pimenta.

    ResponderExcluir
  8. Oi Bianca.
    Essa estatística é muito triste. Meus pais também não me influenciaram a ler quando criança. Na verdade me tornei uma leitora assídua a uns 5 anos atrás, quando uma amiga insistiu e me emprestou seus livros.
    Adorei as dicas dos livros infantis. Quando eu tiver filhos com certeza irei incentivar essa hábito de leitura desde a infância.
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Oi, Bianca.

    O incentivo às crianças a lerem é algo muito importante e promissor!

    Quem me influenciou a ler uma tia minha, embora ela não seja uma leitora assídua. Ela me emprestou alguns livros e eu fiquei fascinada por eles!

    Que a leitura possa se expandir no mundo inteiro cada vez mais!

    ResponderExcluir
  10. Adorei a premissa do livro Capitu e eu acho muito bom influencia a leitura nessa fase tão jovem da vida Afinal as crianças precisam de boas influências

    ResponderExcluir
  11. Sem dúvidas que se influenciarmos as crianças a terem o hábito de ler, elas poderão ter mais gosto em continuar quando adultas. Espero que as pessoas no geral adquiram esse hábito, pois ler nos proporciona muitas coisas boas, além de conhecer palavras diferentes e também nos ajuda na escrita. Boas dicas de livros para crianças!!

    ResponderExcluir