Resenhas

segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

:: Resenha 381 :: "Lírio Azul, Azul Lírio", Maggie Stiefvater


Sinopse: A complexa teia de intrigas, magia e ação torna-se ainda mais enigmática no terceiro volume da série
Blue Sargent encontrou coisas. Pela primeira vez na vida, ela tem amigos em quem pode confiar e um grupo ao qual pertencer. Os ¬garotos corvos a acolheram como se ela fosse um deles. Os infortúnios deles tornaram-se dela e vice-versa.
O problema de coisas encontradas, porém, é a facilidade com que podem se perder. Amigos podem trair. Mães podem desaparecer. Visões podem iludir. Certezas podem se desfazer.
Em Lírio azul, azul lírio, o leitor vai descobrir para onde Blue, Gansey, Adam, Ronan e Noah serão levados em sua jornada para encontrar o lendário rei galês Glendower.

Eu não sei como escrever essa resenha. Tudo bem, esse não é um sentimento novo para mim, já aconteceu antes e sempre quando eu pego livros tão bons que fica complicado explicar porque eu gostei tanto. Lírio Azul, Azul Lírio é o terceiro livro de A Saga dos Corvos e vocês podem ler as resenhas de Os Garotos Corvos clicando aqui e de Ladrões de Sonhos aqui. Eu vou avisar para vocês que eu vou tentar ao máximo não deixar escapar algum spoiler, mas as tramas estão muito ligadas, então fica complicado não deixar escapar uma coisa ou outra. E eu vou soltar um spoiler leve aqui já na introdução. Você viu as resenhas anteriores? Viu que os dois livros foram marcados como favoritos? Então… este aqui é mais um livro favorito!

Lembram lá da resenha de Ladrões de Sonhos em que eu falei que o primeiro livro terminou com uma frase do tipo O QUÊ?! E o segundo foi no mesmo caminho com um final que só não me fez louca porque eu já nasci louca? Então, depois de tantas resenhas que eu precisava entregar, finalmente consegui ler Lírio Azul (vou encurtar o nome, ok?) e sim, o livro terminou de forma cruel com os meus sentimentos, Maggie tem um poder de maldade fora do normal e vou te dar uma dica de começar a ler essa série com todos os livros em mãos se você for uma pessoa ansiosa.

Blue não era o tipo de garota que fizesse falsos elogios, mesmo para sua mãe. Embora fosse gentil, ela não era boazinha.

Há quem diga que cada livro tem um dos meninos como protagonistas. Eu não sou muito fã dessa teoria, apesar de que, cada livro tem os acontecimentos mais centrados em um deles por vez. Assim, se em Os Garotos Corvos ficamos mais centrados em Adam e em Ladrões de Sonhos no Ronan, Lírio Azul gira em torno da Blue, que teve a sua vida mudada quando passou a andar com Gansey, o menino que ela ama e que se beijar vai matá-lo, Adam, com quem ele teve um breve relacionamento, Ronan, o irritado que ela ainda não percebeu o quanto suas personalidades são parecidas e Noah, que está cada vez mais fraco e estranho. E todos ainda estão em busca do rei gaulês adormecido, Owen Glendower, através das linhas Ley e de florestas mágicas.

Ela pensou-quis-desejou-sonhou folhas farfalhando. Acima deles, as árvores sussurraram suas folhas, formando palavras vagas e cochichadas. Avide audimus. Ela pensou em uma flor de primavera. Um lírio, azul, como seu nome, Blue.

Fora os elementos místicos, Blue ainda tem que lidar com a recente revelação sobre o seu pai e porque ele não está na sua vida, as atitudes de sua mãe, sua prima irritante, Orla (que vaca!) e coisas mundanas como querer ir para uma faculdade e não ter dinheiro. Com 18 anos recém-completados e tudo isso acontecendo em sua vida, a sensata Blue anda cada vez mais irritada e impaciente, mas a vida ainda lhe reserva algumas surpresas, como a resposta do que ela é afinal e porque entre tantas médiuns na "Rua Fox, 300", ela é a única não médium. 

Adam compreendeu, então, que o assombro de Gansey e Blue mudou o lugar. Ronan e Adam talvez tivessem visto aquele lugar como mágico, mas o assombro de Gansey e Blue o tornou sagrado. Ele se tornou uma catedral de ossos.

E não, o livro não fica só em torno da Blue. Ronan e Adam, estão cada vez mais próximos e sim, está bem claro o que está rolando ali, principalmente em relação ao Ronan. Eles começam a trabalhar juntos, já que com a revelação sobre a razão da morte do pai do Ronan (que descobrirmos no livro 2), aparecem mais pessoas ligadas a esse crime e os dois amigos (em breve mais do que isso, estamos na torcida!) decidem tomar a vingança com as próprias mãos e com a ajuda do Homem Cinzento que ficou na cidade, morando na "Rua Fox, 300" e tem os melhores diálogos do livro com a Blue!

Mas o que ela não tinha percebido a respeito de Blue e seus garotos era que todos estavam apaixonados uns pelos outros. Ela não estava menos obcecada por eles do que eles por ela, ou uns pelos outros, analisando cada conversa e gesto, tornando cada piada uma brincadeira interminável cada vez maior, passando cada momento juntos ou pensando em quando se encontrariam de novo. Blue sabia perfeitamente que era possível existir uma amizade que não tomasse tanto sua vida, que não a cegasse, que não a ensurdecesse, que não a enlouquecesse, que não a excitasse. A questão era que, agora que ela tinha uma desse tipo, não queria a outra.

E o Gansey? Confesso que queria ter visto mais momentos dele com a Blue e também está rolando um climão ali, mas os poucos encontros ou diálogos só entre eles foram tão poucos que se tornaram singelos e muito reveladores. É muito interessante ver a falta de jeito que ele tem com ela e como ele está preocupado com todo o grupo. Um fofo!

Blue tocou a ponta dos dedos dele. Apenas isso... Ele apertou ligeiramente os dedos dela, apenas por um momento, então tirou a mão e a colocou de volta na direção. Seu peito estava aquecido. Isso não era permitido.

Vou parar de falar da trama do livro por aqui, antes que acabe falando o que não devo! Mas eu preciso falar com vocês que a escrita da Maggie é uma daquelas escritas raras, que são ao mesmo tempo densas e fluidas. É possível ler esse livro em menos de dois dias (meu caso) e ficar com a nítida impressão que o tempo não passou. Os personagens são complexos e únicos, donos de personalidades, às vezes, exageradas e nos brindam com trocas únicas! E que final foi aquele? Acreditem em mim, a resenha do último livro não vai demorar bater por aqui e já tenho altas expectativas para a conclusão dessa série, para o prometido spin off centrado no Ronan e para um filme (ou série de Tv) que vai adaptar toda a Saga dos Corvos!

Como você pode esperar que algo sare se você não para de cutucar a ferida?

Nome: Lírio Azul, Azul Lírio
Série: A Saga dos Corvos # 3
Autora: Maggie Stiefvater
ISBN-13: 9788576863922
ISBN-10: 8576863928
Ano: 2015
Páginas: 347
Editora: Verus
Compre aqui: Amazon
Classificação: 


Sobre a autora:


Maggie vive na Virginia com o marido, os dois filhos pequenos, dois cachorros, um gato e um camaro 1973. Ela é uma grande artista da música, é desenhista e atualmente apenas se dedica a carreira de escritora. 

Comente com o Facebook:

16 comentários:

  1. Que felicidade é encontrar uma série em que todos os livros sejam favoritos, pelo menos até esse né Tali, mas pelo andar da carruagem a autora não vai decepcionar no último e isso é super animador. Eu sou dessas ansiosas, então esse final O QUE?! haha, me faz pensar que tenho que ter todos pra começar a ler e não parar. Amando as resenhas que você tem postado e já tô na expectativa pra última resenha e na torcida pra que seja excelente ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lili, encontrar uma série com todos os livros favoritos é muito raro, sempre tem um que cai um pouco ou enrola o passo, mas com essa série não é assim, o ritmo não cai! Agora sim, é melhor mesmo ter todos, eu aguento esperar entre um e outro, mas para quem é muito ansioso tem que ter tudo em mãos!
      Bjs

      Excluir
  2. Tenho interesse de ler esta série, mas sou daquele tipo de pessoa ansiosa que prefere ter todos os livros em mãos, para devorar a trama de uma vez só, e infelizmente não tive oportunidade de aquirir essas obras. E difícil se deparar com este tipo de escrita, que e ao mesmo tempo fluida, e densa. Já que a trama prende o leitor de tal forma, que não queremos larga o livro. Estou ansiosa para conhecer os personagens, e suas personalidades, bem construídas.

    Venha participar do sorteio de um kit da caixinha da TAG Livros http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lana e para ajudar esses livros nunca aparecem em promoções não é? Eu comprei na Amazon, em formato digital, por preços ótimos comprando um a cada promoção de Black Friday, Aniversário, Saldão... Deu trabalho, foi stalker, mas consegui! Mas lê eles sim e volta aqui para conversar porque eu sei que você vai precisar de um ombro amigo ;)
      Bjs

      Excluir
  3. OLÁ!
    GOSTEI DO SEU BLOG, E JÁ ESTOU SEGUIDO...
    SEGUE-ME TAMBÉM: https://tavaresplugado.blogspot.com.br/
    OBG DESDE JÁ!

    ResponderExcluir
  4. Olá Tali!!!
    Adorei a resenha!!!
    Como já mencionei, "algumas vezes" kkkkkk, esse gênero ainda é novo pra mim, portanto, espero q quando chegar a conhecer, terei toda a série, pois sou dessas, q não se aguenta de curiosidade kkkkkk... e finais, q no mínimo são tipo: "Oi", já me deixam louca...
    Mas vou sim, deixar tudo anotado aqui, na imensa lista ;-)
    Bjs :-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Van, eu te recomendo começar por essa série, os elementos sobrenaturais estão presentes, mas não são gritantes e o mesmo acontece com o romance, ele está lá, mas é muito meigo, muito delicado e mesmo assim prende o leitor. Então um novato de fantasia não vai estranhar os elementos nessa série e ela é ótima!
      Bjs

      Excluir
  5. Amei o título, amei a capa!
    Não tenho certeza, mas acho que é a primeira vez que vejo esse livro.
    Sua resenha me deixou curiosa pra saber mais, e vou até dar uma lida nas resenhas anteriores pra entender melhor essa série.
    Os personagens são interessantes.
    E se desperta tanto sentimento é bom ter o próximo em mãos.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ludyanne, Dá um olhada na resenha do primeiro e eu acho que vou te conquistar ali! Os personagens são interessantes, únicos é uma série maravilhosa e eu só posso alar para você conhecer ela logo e voltar aqui para falar o que achou!
      Bjs

      Excluir
  6. Eu me lembro ter ouvido falar muito nessa série na época de lançamento mas não tinha ficado interessada na leitura Até porque eu já tinha lido uma obra dessa autora que me tirou do juízo não era legal não era Interessante foi só perda de tempo então eu fiquei muito pé atrás na hora de pensar em ler esse livro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carolina, você está falando da série dela dos Lobos? Eu ainda não comprei essa, mas a mãe de uma amiga já leu e falou que tem uma pegada mais lenta (daí minha moleza) mas essa série aqui é mais rápida, mais intensa, mesmo sendo delicada. Experimenta o primeiro, vai que?
      Bjs

      Excluir
  7. Um livro cheio de aventuras pelo visto e ainda com uma pitada de romance. Acho que os amigos vão enfrentar muitos obstáculos até concluírem seus objetivos e espero que possam se entender para que completem a missão!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Karina, Você pegou bem o espírito: romance e aventura e tudo na medida certa! Bjs

      Excluir
  8. Oi Talita.
    Eu ainda não li essa série, mas tenho o primeiro livro na estante.
    É bom saber que os livros dessa série tem uma narrativa boa e fluida. Isso sempre torna a leitura mais prazerosa.
    Depois dessa resenha fiquei com bastante vontade de ler o primeiro livro. Vai ser a minha próxima leitura. Espero gostar bastante.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pamela,
      Depois que ler volta aqui e fala o que achou! Espero que goste tanto quanto eu, porque essa série se tornou uma das minhas favoritas!
      Bjs

      Excluir
  9. Talitaaa!
    eu fiquei realmente na duvida se deveria ler essa resenha, já que ainda não li os outros (estou tentando diminuir a pilha de livros sem ler aqui primeiro), mas não resistir, as outras resenhas já me enlouqueceram, esses livros parecem tão bons, espero mesmo que quando eu ler não me decepcione
    beijos

    ResponderExcluir