Resenhas

quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

:: Resenha 382 :: "O Silêncio das Águas", Brittainy C. Cherry


Sinopse: Da autora de O Ar Que Ele Respira e A Chama Dentro de Nós, uma história de amor que precisará vencer todos os obstáculos. Quando a pequena Maggie May presencia uma cena terrível à margem de um rio, sua vida muda por completo. A menina alegre que vive saltitando de um lado para o outro e tem uma paixonite por Brooks Griffin, o melhor amigo de seu irmão, sofre um trauma tão grande que acaba perdendo a voz. Sem saber como lidar com o problema, sua família se vê em uma posição difícil e tenta procurar ajuda, mas nenhum tratamento vai adiante. Ao longo dos anos, Maggie aprende sozinha a conviver com os ataques de pânico e, sem conseguir sair de casa, encontra refúgio nos livros. A única pessoa capaz de compreendê-la é Brooks, que permanece sempre ao seu lado. A cumplicidade na infância se transforma em amizade na adolescência, até que um dia eles não conseguem mais negar o amor que sentem um pelo outro. Mas será que o forte sentimento que os une poderá resistir aos fantasmas do passado e a um acontecimento inesperado, que os forçará a navegar por caminhos diferentes?

Quem conhece a escrita da Brittainy C. Cherry, sabe como ela não se importa muito com nossos sentimentos e maltrata os nossos personagens favoritos. E pra quem não leu nada dela ainda, mas pretende, sugiro que estejam com uma caixinha de lenços do lado.

Em O silêncio das águas, na primeira parte, conhecemos Maggie, uma garotinha de sete anos super tagarela, que se muda junto com o pai para a nova casa que irá morar, com sua mais nova madrasta e os dois filhos dela, Cheryl e Calvin. Logo todos se tornam uma família unida e feliz.

Brooks é o melhor amigo de Calvin e logo a pequena Maggie cai de amores por ele, porém o garoto não dá muita bola para aquela garotinha. Quando Maggie completa dez anos, fica mais tagarela e apaixonada do que nunca. Porém, Brooks a continua ignorando, por estar naquela fase em que "garotas são repulsivas", mas Maggie  põe na cabeça que vai se casar com Brooks e ponto. Fica toda animada para esse casamento imaginário que marca um ensaio na floresta perto do lago onde a família costuma pescar.




Enquanto Maggie está esperando Brooks chegar, ela presencia algo terrível que irá marcar sua vida para sempre. O que a garota vivência naquela tarde deixa a garota tão atordoada, que ela não consegue mais falar, tamanho foi o trauma.

Seus pais não sabem mais o que fazer para que a garota fale, ou consiga vencer o medo de sair de casa. Mas nada funciona. Maggie fica reclusa, e sua voz que era tão bonita e cheia de alegria, silencia.

O pequeno Brooks faz uma promessa de nunca abandonar a amiga, pois se sente culpado pelo que aconteceu. E esse laço que une os dois é o que faz Maggie continuar vivendo.

"E aqueles que acreditam em você quando nem mesmo você acredita mais são justamente aqueles que você precisa manter por perto."



Na segunda parte do livro acompanhamos os protagonistas mais crescidos. Maggie continua reclusa e encontra seu refúgio nos livros. Brooks continua do lado da amiga, porém agora está se tornando músico, e monta uma banda com o irmão de Maggie e mais dois amigos. 

A família não é mais a mesma, os pais de Maggie agora brigam direito, a irmã parece se revoltar contra ela. Seu único refúgio sempre será Brooks, que faz um esforço para entender seu silêncio. É aí que ambos vão se render a um sentimento muito maior do que amizade. 

Mal sabiam eles que esse sentimento logo ia ser colocado a prova, pois Maggie não pode viver livre e Brooks tem sonhos grandes demais.

Só quem é leitor sabe o quanto é difícil descrever um livro marcante e emocionante, é totalmente compreensível que não encontre palavras capazes de defini-lo. Então é isso que esse livro é: indescritível.

"O amor não vinha com explicações. Ele fluia das pessoas apenas com a esperança como fio condutor. Não havia uma lista de regras a serem seguidas para que ele se mantivesse vivo. Não havia instruções para mantê-lo puro. Ele simplesmente aparecia de modo sereno e implorava para que não o deixassem escapulir por entre os dedos." 

O silêncio das águas é o terceiro livro da série Elementos. Os anteriores, O ar que ele respira e A chama dentro de nós segue uma mesma linha de narrativa, que é feita pelos dois protagonistas alternando entre os capítulos.



Os livros anteriores também me emocionaram, pois o que marca a escrita da autora (creio que não seja spoiler) é os personagens se separarem por um tempo considerável. Em O silêncio das águas, é como se vivêssemos uma vida junto com Maggie e Books, pois acompanhamos o amadurecimento dos dois. A reclusão de Maggie, a solidão e as angústias, foi o que mais me prendeu nesse livro em particular, que se tornou o meu preferido até agora. 

Ainda há algumas ressalvas que fazem com que Brittainy não seja minha autora favorita, porém nesse livro pude perceber o quanto ela constrói muito bem seus personagens. Conseguimos imaginar exatamente como é cada um, embora ela não se demore em descrições físicas, apenas sobre a personalidade.  

"- Nem tudo nessa que está em pedaços precisa ser consertado. As vezes, só precisa ser amado. Seria uma pena se só as pessoas inteiras fossem merecedoras de amor."

Também como a autora faz as 400 páginas serem lidas rapidamente é algo que devemos levar muito em consideração. 



Assim como Tartarugas até lá embaixo diz muito sobre John Green, pela questão da personagem sofrer de TOC assim como o autor, O silêncio das águas também reflete uma condição da autora. Logo no prefácio ela menciona que já teve problemas relacionados com a fala, e isso sem dúvida tornou a leitura mais reflexiva ainda, pois pra muita gente pode parecer uma leitura desafiadora, pelo fato da protagonista ficar sem falar, assim vemos que, na verdade é muito possível. 

O livro não deixa a desejar. O modo como termina, aparando todas as arestas e unindo as pontas, não chega a ser surpreendente, mas é gratificante, uma vez que você está contando com aquilo.

É um aprendizado, sobre família e como o amor verdadeiro tudo suporta, tempo, distância, doença, dificuldades e sempre prevalece. É daquelas leituras que te faz refletir sobre a própria vida.
"Apesar das brigas - e do sofrimento -, ele ainda a amava. Esse era o problema do amor. Ele não ia embora porque você mandava ir. Ele simplesmente ficava quietinho, sangrando, rezando para que você não o deixasse partir."

Espero ler o quarto livro da série, A força que nos atraí, logo em breve! #Ansiosa

A seguir, uma musica + clipe que lembram um pouco a história.  <3 


Título: O Silêncio das Águas
Série: Elementos #3
Autora: Brittainy C. Cherry
ISBN-13: 9788501109644
ISBN-10: 8501109649
Ano: 2017
Páginas: 364
Editora: Record
Compre aqui: Amazon
Skoob
Classificação:
                       


Sobre a autora:


Brittainy C. Cherry é formada em artes cênicas, com especialização em escrita criativa pela Carroll University, em Wisconsin. Quando não está escrevendo, adora brincar com seus bichinhos de estimação. Ela mora com a família em Milwaukee, Wisconsin.

Comente com o Facebook:

9 comentários:

  1. Ah essa história é mesmo muito linda, eu curti, alias a série toda vale a pena e achei bem bacana a resenha. Acho que Brittainy tem o poder de fisgar o leitor já nos prólogos, sempre me emociono, e acho isso super positivo em seus livros, depois que se começa é impossível parar e a escrita é super envolvente e como você destacou lemos os livros rapidamente. O fato da história ter um pouco da autora deixa ela ainda mais especial e achei os personagens criados bem ternos. Curti mesmo e curti a resenha ;)

    ResponderExcluir
  2. Eu só li um livro dessa autora que foi o Mr Daniels eu adorei a leitura apesar de ainda não ter lido os livros da série os elementos eles já estão na minha lista de leituras a muito tempo e eu acho que eu realmente preciso começar a ler e logo

    ResponderExcluir
  3. A autora tem sempre uma facilidade em escrever livros marcantes como este, e vejo que o título diz muito sobre a trama já que o trauma sofrido pela personagem faz com que ela perca a fala, porém a amizade entre eles irá fortalecer através desse momento. Me pareceu ter sido uma leitura agradável, envolvente, e rápida, pois como já li outros livros da autora, sei muito bem que as páginas deslancham, e quando vejo acabou o livro. Fiquei feliz em saber que este da série, foi seu livro preferido.

    Venha participar do sorteio de um kit da caixinha da TAG Livros http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá Brena!!!
    Ameiii a resenha!!! <3 <3 <3
    Brittainy é Diva pra mim e essa Série é Muito Amor <3
    Ameiii Todos, mas meu favorito foi o primeiro, O Ar q ele respira <3...Mas a série inteira não decepciona...e como vc disse, nos faz ler mais de 400 pág sem perceber ;-)
    Por isso, super recomendo pra todos...e tomara q vc leia o último logo...sei q vc vai gostar tb, pois é lindo como os outros ;-)
    Bjs :-*

    ResponderExcluir
  5. Já ouvi muitas coisas boas sobre esse livro, a premissa é muito boa, fiquei super curiosa com o que a Maggie presenciou no lago que a deixou traumatizada. Espero que ela e Brooks consigam superar os obstáculos e fiquem juntos!!

    ResponderExcluir
  6. Aaaaaaah, Brittainy não tem um pingo de piedade com nossos sentimentos. E sabe o que é o pior? Ela se tornou uma das minhas escritoras favoritas.
    Amo os livros dela!
    O silêncio das águas tem um significado especial pra mim. Me identifiquei com Maggie, e essa história me trouxe tanta esperança...
    É inexplicável, é emocionante.
    Eu amei essa resenha!

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oii...

    Já coloquei a série toda na minha lista de leitura!
    Tantos bons comentários e estou ansiosa por ler o primeiro livro!

    Beijos

    http://espiraldelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Brena.
    Da autora só li sr. Daniels e gostei bastante da escrita da autora. É bastante fluida e envolvente.
    Adoro narrativas em primeira pessoa e alternada. Assim podemos saber o que os personagens estão pensando. Fiquei curiosa para saber o que aconteceu com Maggie para ela ter parado de falar.
    Espero ler a série em breve.
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Ai meu deus!!
    Dessa serie só li o primeiro, mas e pelo visto esse também livro vai massacra meu pobre coraçãozinho
    Também achei a narrativa super rápida e fluida, o primeiro, acho que tem 300 páginas, e a leitura voou
    Espero tempo para ler os outros !!

    ResponderExcluir