Resenhas

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

:: Resenha 389 :: “A Primeira Chance”, Abbi Glines



Sinopse: Quando o pai roqueiro de Harlow Manning sai em turnê, ele a envia para Rosemary Beach, na Flórida, para viver com sua meia-irmã Nan. O problema: Nan a odeia. Harlow tem que manter a cabeça para baixo, se ela quer passar os próximos nove meses em paz. Isso parecia ser fácil... Até que o lindo Grant Carter sai do quarto de Nan.
Grant cometeu um grande erro em se envolver com uma garota com veneno nas veias. Ele sabia sobre a reputação de Nan, mas ainda sim não conseguiu resistir a ela. Nada faz ele se arrepender da aventura mais do que seu encontro com Harlow, que o deixa com o pulso acelerado. No entanto, Harlow não quer ter nada a ver com um cara que poderia se apaixonar por sua meia-irmã malvada. Mesmo não existindo amarras entre Grant e Nan.
Grant está desesperado para se redimir aos olhos de Harlow, mas ele arruinou suas chances com ela antes mesmo de conhecê-la...





Oi, gente! Recentemente, na minha resenha de Rush sem limites eu fiz pra vocês uma listinha com todos os livros que compõem a série Rosemary Beach, incluindo as suas subséries. Vocês se lembram? Se você não viu, veja clicando aqui, pois a resenha de hoje é do 7º livro de Rosemary Beach e o 1º da subsérie Chance. Bora lá!

Eu acredito que quem acompanhava toda a série desde o início, aguardava ansiosamente um livro sobre o Grant, desde que o conheceu lá no primeiro livro, Paixão sem limites, pelo simples fato dele ser um fofo desde o começo com a Blaire e por ser um grande amigo de Rush.

Em A Primeira Chance, Abbi traz uma linda - e nada fácil - história de amor entre Harlow e Grant. Harlow, apesar de filha de um astro do rock, é aquela menina linda e doce que vive trancada no quarto com seus livros. Grant é aquele carinha maravilhoso, charmoso, gato, dono de um sorriso sexy, que ficou doido por Harlow desde quando a conheceu, lá no casamento do Rush com a Blaire.

Os dois acabam tendo um trelelê sério por pouco tempo, aquele tipo de trelelê que mexe e deixa marcas, só que Grant é aquele tipo de cara que fica confuso quando vê que as coisas estão ficando sérias. Ainda mais depois de perder um querido amigo e ver o sofrimento da parceira dele. Grant se vê com medo de se envolver e passar por aquilo, medo de amar e perder a pessoa. Então ele meio que se afasta.

Quando o pai de Harlow, Kiro Manning, sai em turnê com sua banda, ele diz pra ela ir pra casa que ele comprou pra Nan, a vaca mor da história, que infelizmente é irmã de Harlow por parte de pai. E é aí que a coisa toda desanda, porque depois de tudo o que Grant e Harlow tiveram, ela ouve Grant e Nan juntos… sim, fazendo você sabe bem o quê. 

Por mais que Harlow não queira se machucar novamente, é muito difícil pra ela, ficar longe de Grant e aquele sorriso irresistível dele. Sempre que eles se encontram e se veem, é muito difícil controlar a atração que sentem e a química que eles têm. E Grant se vê desesperado por ela ter o flagrado com Nan. Ele vê o grande erro que cometeu e depois de pedir ajuda a Rush e Blaire pra saber como arrumar as coisas com Harlow, ele vê que é bobagem se manter longe e não querer se envolver por causa de um medo bobo. Então ele fará de tudo pra conquistar Harlow.

A gente vai acompanhar o começo dessa relação, vendo as inseguranças que os dois têm em amar, em se abrir, em se envolver, mas é muito gostoso ver os dois juntos. Até que... Abbi traz uma bomba pra gente, revelando segredos e problemas na vida de Harlow que fazem o final do livro ficar daqueeeeeeeeele jeito, pra você ter logo em mãos o segundo livro, Mais uma chance.

Claro que eu não vou falar nada sobre isso aqui porque seria um baita spoiler, mas o lance é tão brabo que vai balançar essa relação e só nos resta acompanhar a nova chance que esses dois terão. 

Título: A Primeira Chance
Autora: Abbi Glines
ISBN-13: 9788580414592
ISBN-10: 8580414598
Ano: 2015 
Páginas: 224
Editora: Arqueiro
Compre aqui: Submarino, Amazon
Classificação:

Sobre a autora:


Abbi Glines nasceu em Birmingham, Alabama. Morou na pequena cidade de Sumiton até os 18 anos, quando seguiu o namorado do colégio até a costa. Atualmente os dois moram com seus três filhos em Fairhope, Alabama. Autora de diversos livros da lista de mais vendidos do The New York Times, do USA Today e do The Wall Street Journal, Abbi é viciada no Twitter (@abbiglines) e escreve regularmente no seu blog. Seus livros já venderam quase 400 mil exemplares no Brasil.

Comente com o Facebook:

14 comentários:

  1. Até os carinhas maravilhosos aprontam nessa série né?! pegar a meia-irmã (vaca) é ruim rsr... Mas a história parece ser daquelas muito boas, então vou me repetir: tenho que retomar e terminar de ler essa série ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é? Afff esses homens...
      Bora ler, Lili, pega meu embalo rsrs esse ano eu quero terminar, até pq agora já temos uma nova série da Abbi saindo, né?

      Excluir
  2. Olá Bia!!!
    Ameiii a resenha!!! E vou ser repetitiva em dizer, q Amoooooo essa Série!!! Sou louca por Rosemary Beach <3
    Quando conheci a série, queria mesmo um livro do "meu cunhado postiço fofo", tanto por ele ajudar a Blaire, como por ser um irmão de verdade, pro meu Mozão Rush <3...E confesso q no livro dele, fiquei beeemmm tensa e quem ler o primeiro, tem q ter o segundo sim/com certeza kkkkkk
    Recomendo muitoooo a série toda <3 ;-) ... E não para não, quero ver vc terminar o mais rápido, força amiga ;-) kkkkkkk
    Bjs :-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahaha seu cunhado é um fofo, não tem como não gostar dele.
      Vou terminar sim, Van, deixa comigo! ;)

      Excluir
  3. Oi Bianca.
    Depois de Ruch e Blaire, Grant e Harlow é o casal que eu mais gosto, que eu mais torci para ficarem juntos.
    A Harlow é uma fofa e o Grant é mega charmoso, mas tem uns momentos que dá vontade de dar uns tapas nele para ele parar de ser idiota e correr atrás do que realmente quer e que vale a pena.
    Já li todos os livros da série e já estou sentindo saudades dos personagens rs
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles são demais, né? Mas sim, tb senti vontade de dar uns cascudos nele rsrs.

      Excluir
  4. Oi Bianca!
    Conheço alguns livros da série e já sei que os finais da autora são bem previsíveis, mas sério, não esperava que ela se quer por um momento pensasse em colocar o Grant com a Nan, nem que fosse para um relacionamento casual, tenho que dizer que me decepcionei muito com isso, mesmo ele sendo um amor... Vou continuar a ler a série por curiosidade sobre os outros personagens, mas acredito que esse o o livro da Nan são os que menos irei gostar.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela é insuportável, né? Eu to doida pra terminar a série e chegar no livro dela pra saber o que diabo a Abbi fez com ela.

      Excluir
  5. Oi, Bianca!
    Grant pisou feio em relação a Harlow, primeiro com a Nan e depois com a atitude que ele tomou ao descobrir esse lance brabo no final de A Primeira Chance, por isso eu gostei mais da continuação, Mais uma chance, esse sim me emocionou, é muito lindo! Grant se redimiu nele depois de tantas burradas rsrs.
    Bjos!

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Gostei do livro, a premissa é muito boa. Eu obtenho o primeiro livro e ainda não li, mas quero muito, já que muitos falam super bem da autora.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  7. Oi, Bianca.

    De cara a Harlow já teve uma má impressão do Grant, né? Isso é hilário!

    Acho que essa relação entre eles foi construída a base dos ciúmes, afinal, o Grant já teve algo com sua meia-irmã.

    P.S.: Essa é uma das minhas próximas leituras. Espero gostar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que o problema não era nem o ciúme, Harlow era uma menina insegura e a Nan... a Nan é uma vaca que desperta a raiva de qualquer um, né?
      Boa leitura! rs

      Excluir
  8. Os protagonistas gostam de aprontar em mas enfim eu li um livro dessa autora chamado rush sem limites e eu não gostei do livro na verdade eu não gostei porque eu não gosto desse gênero literário são leituras que eu sempre procuro evitar porque sempre pular cenas de sexo isso sempre Acaba atrapalhando o andamento da leitura

    ResponderExcluir