Resenhas

segunda-feira, 12 de março de 2018

:: Resenha 394 :: "Amante Consagrado", J.R. Ward


Sinopse: Nas sombras da noite de Caldwell, Nova York, desenvolve-se uma furiosa guerra entre os vampiros e os seus assassinos. Há uma Irmandade secreta, sem igual, formada por seis guerreiros vampiros, defensores de sua raça. E agora, um Irmão obediente deve escolher entre duas vidas...
Ferozmente leal à Irmandade da Adaga Negra, Phury se sacrificou pelo bem da raça, convertendo-se no macho responsável por manter a linhagem da Irmandade. Como o Primaz das Escolhidas, ele será o pai dos filhos e das filhas que assegurarão que sobrevivam as tradições da raça, e, que haja guerreiros para lutar contra os redutores. 
Como sua companheira, a Escolhida Cormia quer ganhar não só o corpo, mas também o coração de Phury para si... Ela vê o guerreiro emocionalmente deteriorado atrás de toda sua nobre responsabilidade. Mas enquanto a guerra com a Sociedade Redutora se torna mais severa, uma grande tragédia abate a mansão da Irmandade e Phury deve decidir entre o dever e o amor.

Amores, aos poucos estamos retomando aos nossos planos e promessas do ano passado, entre elas as resenhas de livros que amamos muito, mas que lemos antes de criar o Viciados em Leitura. Já fizemos dos cinco primeiros livros da Irmandade da Adaga Negra e um livro da série Midnigth Breed, ambos publicados aqui no Brasil pela Universo dos Livros, e hoje vamos para o sexto livro da Irmandade, o primeiro livro da série que despertou uma grande polêmica entre os fãs. Odiado por alguns, amado por outros, hoje é dia de falar sobre Amante Consagrado… ou seria Amante noiado?

Vocês leram resenha da Bia sobre Amante Liberto? Sim? Tem certeza? Posso seguir? Olha lá, hein… Bom, se vocês leram Amante Liberto, vocês sabem que a raça está precisando de mais guerreiros e como a sociedade dos vampiros é um tanto quanto arcaica e cheia de regras, um Irmão só pode ser filho de outro Irmão com uma Escolhida, e lá no Santuário da Virgem Escriba tem umas 40 Escolhidas, todas virgens e prontas para… Servir! Sim, você entendeu certo, elas querem “aquilo” com um Irmão e só assim vamos ter mais Irmãos.

O felizardo (ou não) que deveria ir para o Santuário e ser pai desse monte de gente era o Vishous, mas devido a coisas que acontecem lá no livro anterior, Phury se oferece para a função e se torna assim o Primale, afinal, Phury ainda está apaixonado pela Shellan do seu irmão gêmeo Zsadist e para ajudar ainda mais, Bella está grávida e muito feliz com o Z.

Está achando pouco? Então vamos acrescentar isso ao hábito do Phury de fumar uma tal de Fumaça Vermelha, um entorpecente dos vampiros que serve para relaxar (pensa um pouco que vocês vão lembrar de uma certa plantinha que faz o mesmo quando é fumada) e com todos os problemas que ele está enfrentando, esse hábito esta evoluindo e ele já quase usou drogas mais pesadas. Resumindo, as coisas não estão em um lugar legal para o Phury.

Talvez por isso e mesmo aceitando o cargo de Primale, quando Phury encontra Cormia, aquela que deve ser a primeira a servi-lo, ele acaba fazendo algumas mudanças na regra e a leva para a mansão. E é aqui que todo mundo pensa “vai rolar aquele amor a primeira vista.” Não, não rolou! Phury continua caindo ainda mais no fundo do poço da auto piedade e dedica páginas e mais páginas do livro conversando com um Mago que só existe na cabeça dele, e claro, o assunto dos dois não é outro se não Bella!

É só isso que acontece? Claro que não! Se a essa altura do campeonato você ainda não descobriu que a Ward adora colocar drama paralelo em seus livros, você está usando a Fumaça Vermelha do Phury! Amante Consagrado, para mim, tem um dos momentos mais legais, a volta de um personagem muito querido e sofrido, além de introduzir o que eu arrisco dizer que, hoje, é o personagem mais amado de toda a série, pois é impossível não amar o Lassiter! 

O problema de Amante Consagrado está justamente no personagem principal que deixou a desejar. As intermináveis conversas do Phury com o Mago e a sua falta de decisão, de força de vontade, que fez o livro ficar um pouco aquém dos anteriores. É claro que sabemos que o fardo do Phury é pesado, ele tem culpa por ser o irmão que não foi sequestrado, se sente mal por amar a mulher do irmão e de certa forma, inferior em relação aos outros Irmãos, mas levou tanto tempo e tantas voltas no livro para ele se dar conta da própria vida, que para o leitor meio que cansa! 

Definitivamente eu sou do time que torce para que esse casal ganhe mais um livro, eles precisam dessa redenção. O lado bom é a que Ward começou a introdução de mais personagens e tramas paralelas que foram as responsáveis por essa série chegar aos 15 livros, e que depois dele vem Amante Vingado e um certo vampirão que sabe como ninguém usar o telefone! 

Nome: Amante Consagrado
Série: Irmandade da Adaga Negra # 06
Autora: J. R. Ward
ISBN-13: 9788579302367
ISBN-10: 8579302366
Ano: 2011
Páginas: 552
Editora: Universo dos Livros
Compre aqui: Amazon
Classificação: 

Sobre a autora:

J. R. Ward vive no Sul dos Estados Unidos com o seu marido incrivelmente generoso e o seu amado golden retriever. Depois de se ter formado em Direito, começou a sua vida profissional na área da saúde, em Boston, tendo passado muitos anos como chefe de equipe de um dos centros clínicos do país. A escrita foi sempre a sua paixão, e a sua ideia de Céu é um dia inteiro com mais nada além do seu computador, o seu cão, e a caneca de café.

Comente com o Facebook:

5 comentários:

  1. Oi Tali, esse foi o último livro que li da série até agora, e sou do time das que não gostaram tanto assim haha, e acho que por isso coloquei um freio na série, quero continuar mas os próximos protagonistas ainda não me animaram, ainda assim quero ler O rei e A besta e fico pensando se posso pular, posso?? Vc que já leu acha que eu ia ficar muito perdida se desse essa enorme salto haha, as histórias paralelas é que me preocupam :/
    Mas falando desse livro especificamente, nem Phury nem Cormia me despertaram empatia e pra mim ficou um pouco arrastado, a história ainda é boa e prende mas sei lá :D :D Sobre a resenha, gostei muito e vou ficar de olho nas próximas pra ver se me anima a leitura ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lili, então.... Não recomendo pular! Nem é para vender a série, mas a Ward começou a colocar os personagens paralelos em mais destaque e introduzindo já nos livros anteriores seus dramas, dito isso, precisa ler em ordem.
      A boa nova é que Amante Vingado é um dos favoritos dá galera, a Bia deve trazer a resenha dele em breve, e entre altos e baixos, livros ótimos e livros não tão ótimos assim, a série continua sendo uma das minhas favoritas.
      Bjs

      Excluir
    2. Entendi, vou ficar de olho na resenha da Bia então pra ver se me animo :D ;)

      Excluir
  2. Olá Tali!!!
    Adorei a resenha!!!
    Confesso q esse monte de livro e grossos pra caramba, me dá medo, pois me aventurar em uma série tão grande e grossa(segundo comentários no grupo kkkkkk), em um gênero q não é minha zona de conforto, me deixa com receio...Mas não descarto a hipótese, de um dia conhece-lá, vamos aguardar e saber tudo nas resenhas aqui do VL ;-)
    Bjs :-*

    ResponderExcluir
  3. Eu tentei ler o primeiro livro dessa série mas a história para mim desandou é muito porque o livro é muito sensual e eu não sou muito fã de livros assim gosto de fantasias e de suspense então foi um pouco fora de conforto para mim

    ResponderExcluir